Páginas

Translate

terça-feira, 27 de novembro de 2018

J. CANUTO - 86 ANOS DE SAUDADE


Há 86 anos falecia o compositor, cantor e instrumentista J. CANUTO.

Seu nome de batismo era Deocleciano da Silva Paranhos.
Não conseguimos identificar sua data de nascimento nem conseguimos sua fotografia. No final dos anos 20 e início dos anos 30 também havia outro J Canuto, porém ligado ao cinema.

Segundo o Dicionário Ricardo Cravo Albin da Música Popular Brasileira, Canuto morou no morro do Salgueiro e foi lutador de boxe, tendo também trabalhado como lustrador de móveis.

Frequentando o meio musical de sua época, conviveu com Noel Rosa, Braguinha e outros compositores e cantores.

Sua primeira composição gravada data de 1927. Trata-se de Canção Antiga, gravada na Odeon por Francisco Alves. No final de 1929, o compositor João de Barro gravou o samba Não quero amor nem carinho, de sua autoria em parceria com J. Canuto. No outro lado do disco estava o samba de Homero Dornelas e Almirante, Na Pavuna, gravado no final de 1929 por Almirante, onde J. Canuto participou tocando tamborim. Foi a primeira vez em uma gravação onde eram utilizados instrumentos de percussão.

Em 1930, a cantora paulistana Helena Pinto de Carvalho gravou o samba Teus Olhos Me Contam Tudo, de J. Canuto em parceria com Gaudio Viotti e X. Y. Z.


Correio da Manhã, 1930.
http://memoria.bn.br


Correio da Manhã, 1930.
http://memoria.bn.br



Correio da Manhã, 1932.
http://memoria.bn.br


Um de seus grandes sucessos, composto na década de 1920, mas somente lançado em disco em 1931, foi o samba Vou à Penha Rasgado, gravado por João de Barro e o Bando de Tangarás. Ele também gravaria alguns discos.

J. Canuto faleceu em 27 de novembro de 1932, no Rio de Janeiro.


Trago algumas poucas, mas importantes, gravações da autoria de J. Canuto, inclusive ele cantando.



CANÇÃO ANTIGA
Canção de J. Canuto
Gravada por Francisco Alves
Acompanhamento do Grupo Odeon
Disco Odeon 10.036-A, matriz 1341
Lançado em novembro de 1927



NÃO QUERO AMOR NEM CARINHO
Samba de J. Canuto e João de Barro
Gravado por João de Barro
Acompanhamento do Bando de Tangarás
Disco Parlophon 13.089-B, matriz 3180
Gravado em 30 de novembro de 1929 e lançado em janeiro de 1930



TEUS OLHOS ME CONTAM TUDO
Samba Canção de Gaudio Viotti, X. Y. Z. e J. Canuto
Gravado por Helena Pinto de Carvalho
Acompanhamento da Orquestra Victor Paulista
Disco Victor 33.293-A, matriz 50260-1
Gravado em 20 de maio de 1930 e lançado em julho



NÃO QUERO AMOR NEM CARINHO
Samba de J. Canuto
Gravado por João Gabriel de Faria (O Rei do Assobio)
Acompanhamento de Conjunto Regional
Disco Parlophon 13.201-A, matriz 3709
Gravado em 1930 e lançado em setembro



ESQUECER E PERDOAR
Samba de Noel Rosa e J. Canuto
Gravado por Canuto
Acompanhamento da Orquestra Guanabara
Disco Parlophon 13.349-B, matriz 131236
Lançado em 1931



JÁ NÃO POSSO MAIS
Samba de Almirante, Puruca, J. Canuto e Noel Rosa
Gravado por Almirante
Acompanhamento do Bando de Tangarás
Disco Parlophon 13.364-A, matriz 131221
Lançado em 1931



A TURMA LÁ DE CASA
Marcha de J. Canuto
Gravada por Murilo Caldas
Acompanhamento de Simão e Sua Columbia Orquestra
Disco Columbia 22.072-B, matriz 381136
Lançado em janeiro de 1932



NÃO JULGUES QUE É DOR

Samba de Aércio Elói Amparo e J. Canuto
Gravado por Canuto
Acompanhamento de Simão e Sua Columbia Orquestra
Disco Columbia 22.098-B, matriz 381184
Lançado em fevereiro de 1932










Agradecimento ao Arquivo Nirez
Fonte - http://dicionariompb.com.br/canuto











Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...