segunda-feira, 26 de novembro de 2018

MÁRIO LAGO - 107 ANOS

MÁRIO LAGO
Fon Fon 1945
http://memoria.bn.br



Há 107 anos nascia o compositor e ator MÁRIO LAGO.

Mário Lago nasceu no Rio de Janeiro em 26 de novembro de 1911.
Era filho único de Francisca Maria Vicencia Croccia Lago, conhecida em família por Chiquinha, e do maestro Antônio Lago. Sua mãe era filha de uma imigrante da região da Calábria, na Itália.

Seus avôs, por parte de pai e de mãe, (José Lago e Giuseppe Croccia, respectivamente) eram músicos e Giuseppe Croccia influenciou bastante o pequeno Mário. Com o avô materno, Mário Lago participaria precocemente de reuniões da maçonaria e dos chopes da Lapa.

Mesmo vivendo da música, seu pai não incentivou a seguir a vida artística como ele. Ao lado da esposa, Antônio Lago desejava que Mário seguisse o caminho da “boa música”, a erudita. Assim, aos sete anos de idade, o menino passou a estudar piano com Lucília Vila-Lobos, mas Mário abandonaria o projeto de ser concertista ao assistir uma apresentação de Arthur Rubinstein no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, concluindo que teria de abdicar de muita coisa para atingir o nível de Rubinstein. Dessa forma, inclinou-se para o samba e para a vida boêmia, ganhando a música popular um excelente artista.

Mário Lago também foi poeta, escritor, teatrólogo e radialista.
Quando ainda cursava a faculdade de Direito, passou a escrever duas revistas musicais para o teatro, em parceria com Álvaro Pinto: Figa de Guiné e Grande Estreia.

Sua primeira composição gravada ocorreu em 1935, quando Mário Reis gravou sua marcha Menina eu sei de uma coisa, em parceria com Custódio Mesquita, na Odeon. A música seria inspirada em uma socialite que também trabalhava como garota de programa no Hotel Glória, no Rio de Janeiro.

Tendo suas músicas gravadas por grandes nomes, como Aurora e Carmen Miranda. Em 1937, ao lado de Custódio Mesquita, estrearam no Theatro Recreio a revista Rumo ao Catete, estrelada por Aracy Côrtes e Eva Todor. Um dos número da peça era o fox Nada Além, que seria um grande sucesso gravado por Orlando Silva, sendo o disco lançado em 1938.

Orlando Silva também gravaria com sucesso o fox Dá-me tuas mãos (em parceria com Roberto Martins) e a a valsa Número Um (em parceria com Benedito Lacerda), ambas gravadas em 1939.

Em 1941, mais um sucesso com a clássica marcha Aurora, em parceria com Roberto Roberti, gravada pela dupla Joel & Gaúcho.


MÁRIO LAGO
Carioca, 1939. 
http://memoria.bn.br


MÁRIO LAGO
Fon Fon 1945
http://memoria.bn.br


Um de seus maiores sucessos foi o samba em parceria com Ataulfo Alves, Ai, que saudades da Amélia, gravado pelo próprio Ataulfo Alves em 1942. A música criou um neologismo da língua português, pois Amélia passou a significar uma mulher submissa. A inspiração para a composição realmente existiu e era uma lavadeira da família da cantora Aracy de Almeida.  De acordo com o Dicionário Ricardo Cravo Albin da Música Popular Brasileira, o irmão de Aracy, Almeidinha, brincava: “Qual nada. Amélia é que era mulher de verdade...”.

Em 1947, ele se casou com Zeli, tendo cinco filhos.
Em 1964, Mário Lago seria um dos primeiros nomes que encabeçariam a famosa lista de inimigos do regime militar, sendo cassado de suas funções na Rádio Nacional, como outros companheiros.
Em 1998, atuaria como âncora dos programas eleitorais do então candidato do PT, Luís Inácio Lula da Sulva, à presidência da República.

Mário Lago também se destacou como ator, estreando no teatro em 1942, na peça O Sábio, da Companhia de Joracy Camargo. Até hoje ele é lembrado pelo grande público pelos papéis que desempenhou em várias novelas da Rede Globo, como em Dancin´ Days (1978), de Gilberto Braga, onde viveu Alberico Santos, fazendo ótimas cenas e contracenando com Lourdes Mayer, que interpretava sua esposa, Ester Santos. Chica Xavier interpretava a empregada do casal, Marlene, e também tinha ótimas cenas com Mário Lago. Em uma delas, ela limpa a casa e cantarola Nada Além, de sua autoria e Custódio Mesquita, enquanto o personagem Alberico reclama da música. Em outra cena, Alberico elogiava o cantor Mário Reis, que gravou sua primeira composição na vida real.

MÁRIO LAGO
Fon Fon 1939
http://memoria.bn.br


Sua última participação nas novelas foi em O Clone, em 2001, revivendo em participação especial o Dr. Molina, que ele viveu em Barriga de Aluguel, de 1990, ao lado de Beatriz Segall, que nas duas obras viveu Miss Penélope Brown. Ambas as novelas foram escritas por Glória Perez.

Embora mais conhecido como ator, Mário Lago teve uma atuação vasta em vários setores de nossa cultura, como no teatro, rádio e música, sendo um de nossos grande compositores.

Mário Lago faleceu em casa, em 30 de maio de 2002, no Rio de Janeiro, aos 90 anos.


MÁRIO LAGO
http://paulofontelesfilho.blogspot.com


Vamos conferir algumas gravações da autoria de Mário Lago, compondo sozinho ou em parceria com outros compositores. Vários dos melhores intérpretes de sua época registraram as gravações.

  

DEVOLVE
Valsa de Mário Lago
Gravada por Carlos Galhardo
Acompanhamento de Orquestra
Disco Victor 34.640-A, matriz 33441-1
Gravado em 05 de junho de 1940 e lançado em agosto



O HOMEM MAIS FELIZ
Fox Trot de Mário Lago
Gravado por Carlos Galhardo
Acompanhamento de Orquestra
Disco Victor 34.640-B, matriz 33440-1
Gravado em 05 de junho de 1940 e lançado em agosto



PRIMEIRO PRÊMIO
Samba de Mário lago
Gravado por Nilton Paz
Acompanhamento de Napoleão e Seus Soldados Musicais
Disco Columbia 55.257-A, matriz 350
Gravado em 12 de novembro de 1940 e lançado em janeiro de 1941



CHEGA DE TANTO AMOR
Choro de Mário Lago
Gravado por Isaura Garcia
Acompanhamento do Conjunto Regional de Benedito Lacerda
Disco Columbia 55.294-A, matriz 439-1
Gravado em 23 de junho de 1941 e lançado em agosto



NÃO QUERO SABER
Valsa de Mário Lago
Gravada por Carlos Galhardo
Acompanhamento de Orquestra, sob a direção de Carlos V. de Almeida
Disco Victor 34.792-B, matriz S-052256
Gravado em 30 de junho de 1941 e lançado em setembro



QUE IMPORTA
Valsa de Mário Lago
Gravada por Carlos Galhardo
Acompanhamento de Orquestra
Disco Victor 34.961-A, matriz S-052580
Gravado em 13 de julho de 1942 e lançado em setembro



SERÁ?
Valsa de Mário Lago
Gravada por Carlos Galhardo
Acompanhamento de Orquestra
Disco Victor 80-0257-B, matriz S-078113-1
Gravado em 03 de janeiro de 1945 e lançado em março



DIZ QUE SIM, DIZ QUE NÃO
Samba de Mário Lago
Gravado pelos Anjos do Inferno
     Disco Odeon 80-0342-A, matriz S-078284-1
Gravado em 10 de setembro de 1945 e lançado em novembro



INCERTEZA
Fox Trot de Mário Lago
Gravado por Carlos Galhardo
Acompanhamento de Orquestra
Disco Victor 80-0457-A, matriz S-078565-1
Gravado em 22 de julho de 1946 e lançado em outubro



FRACASSO
Samba de Mário Lago
Gravado por Francisco Alves
Acompanhamento da Orquestra Odeon, sob a direção de Lírio Panicali
Disco Odeon 12.731-B, matriz 8099
Gravado em 21 de setembro de 1946 e lançado em novembro




    Mário Lago em parceria com outros compositores



MENINA, EU SEI DE UMA COISA
Marcha de Custódio Mesquita e Mário Lago
Gravada por Mário Reis
Acompanhamento da Orquestra Odeon
Disco Odeon 11.301-B, matriz 5186
Gravado em 20 de novembro de 1935 e lançado em janeiro de 1936



PODIA SER MELHOR
Marcha de Custódio Mesquita e Mário Lago
Gravada por Aurora Miranda
Acompanhamento da Orquestra Odeon
Disco Odeon 11.320-B, matriz 5230
Gravado em 28 de dezembro de 1935 e lançado em janeiro de 1936



SAMBISTA DA CINELÂNDIA
Samba de Custódio Mesquita e Mário Lago
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento de Custódio Mesquita, ao piano, e Seu Ritmo
Disco Odeon 11.377-B, matriz 5349
Gravado em 14 de maio de 1936 e lançado em agosto



EU VOU MANDAR FAZER
Marcha de Mário Lago e Martinez Grau
Gravado por Alzirinha Camargo e Arnaldo Amaral
Acompanhamento de Orquestra
Disco Columbia 8.255-B, matriz 1126
Lançado em 1937



NADA ALÉM
Fox Canção de Custódio Mesquita e Mário Lago
Gravado por Orlando Silva
Acompanhamento da orquestra Victor Brasileira
Disco Victor 34.331-A, matriz 80762-3
Gravado em 11 de maio de 1937 e lançado em julho de 1938



ENQUANTO HOUVER SAUDADE
Valsa de Custódio Mesquita e Mário Lago
Gravada por Orlando Silva
Acompanhamento da orquestra Victor Brasileira
Disco Victor 34.331-B, matriz 80763-3
Gravado em 11 de maio de 1937 e lançado em julho de 1938



VOCÊ PENSA
Samba de Roberto Martins e Mário Lago
Gravado por Almirante
Acompanhamento da Orquestra Odeon, sob a direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.683-B, matriz 5969-1
Gravado em 22 de novembro de 1938 e lançado em dezembro



DÁ-ME TUAS MÃOS
Fox de Roberto Martins e Mário Lago
Gravado por Orlando Silva
Acompanhamento da Orquestra Victor Brasileira
Disco Victor 34.444-A, matriz 33055-1
Gravado em 14 de abril de 1939 e lançado em junho



PORQUE ME OLHAS ASSIM
Samba de Roberto Martins e Mário Lago
Gravado por Janir Martins
Acompanhamento do Grande Conjunto de Benedito Lacerda
Disco Columbia 55.241-B, matriz 319-2
Gravado em 20 de setembro de 1940 e lançado em novembro



AURORA
Marcha de Mário Lago e Roberto Roberti
Gravada por Joel & Gaúcho
Acompanhamento da Orquestra Columbia
Disco Columbia 55.250-A, matriz 330-1
Gravado em 07 de novembro de 1940 e lançado em dezembro



TABULEIRO DA ILUSÃO
Choro de Mário Lago e Roberto Martins
Gravado por Rosina Pagã
Acompanhamento do Conjunto Arco-Íris
Disco Columbia 55.276-A, matriz 400-1
Lançado em junho de 1941



EU NÃO SOU PANO DE PRATO
Samba de Mário Lago e Roberto Martins
Gravado por Isaura Garcia
Acompanhamento do Grande Conjunto de Benedito Lacerda
Disco Columbia 55.311-A, matriz 471-1
Gravado em 1941 e lançado em dezembro desse mesmo ano



AI QUE SAUDADES DA AMÉLIA
Samba de Ataulfo Alves e Mário Lago
Gravado por Ataulfo Alves
Acompanhamento de Sua Academia de Samba
Disco Odeon 12.106-A, matriz 6869
Gravado em 27 de novembro de 1941 e lançado em janeiro de 1942



TALVEZ DIGAM QUE É VAIDADE
Samba de Mário Lago e Antônio Nássara
Gravado por Déo
Acompanhamento do Regional de Benedito Lacerda
Disco Columbia 55.461-B, matriz 656
Lançado em setembro de 1943



QUERO O MEU PANDEIRO
Samba de Mário Lago e Ataulfo Alves
Gravado pelos Anjos do Inferno
Disco Continental 15.118-B, matriz 726-1
Gravado em 1943 e lançado em janeiro de 1944



LEVA MEU CORAÇÃO
Samba de Roberto Martins e Mário Lago
Gravado por Roberto Paiva
Acompanhamento do Grande Conjunto de Benedito Lacerda
Disco Continental 15.491-A, matriz 1308-1
Gravado em 1945 e lançado em dezembro



BATUQUE NO TERREIRO
Samba de Mário Lago e Erasmo Silva
Gravado por Linda Batista
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 80-0428-B, matriz S-078516-1
Gravado em 09 de maio de 1946 e lançado em agosto










Agradecimento ao Arquivo Nirez
Fonte - Dicionário Ricardo Cravo Albin da Música Popular Brasileira










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...