Páginas

Translate

quinta-feira, 22 de novembro de 2018

MARLENE - 96 ANOS


MARLENE
Arquivo Nirez


Há 96 anos nascia a cantora e atriz MARLENE.

Vitória Bonaiutti De Martino nasceu em São Paulo (SP), em 22 de novembro de 1922. Dos quatro aos dezessete anos de idade foi interna no Colégio Batista Brasileiro, de São Paulo.

De origem humilde, trabalhava na própria instituição para custear seus estudos, sempre representando a escola nas competições esportivas intercolegiais. Também cantava nas festas promovidas pela escola.

Aos treze anos de idade, estreou como cantora no programa Hora do Estudante, na Rádio Bandeirantes de São Paulo. Profissionalmente, estreou em 1940 na Rádio Tupi, adotando na ocasião o nome artístico de Marlene, em homenagem à atriz Marlene Dietrich.  

Ainda em 1940, mudou-se para o Rio de Janeiro onde começou a atuar no Cassino da Urca e na Rádio Globo. Em seguida, foi para a Rádio Mayrink Veiga e no Cassino Icaraí, de Niterói. Marlene também atuou como crooner do Golden Room do Hotel Copacabana Palace, passando uma grande temporada e chegando a ser a estrela principal.

Em 1944, estreou no cinema, atuando no filme Corações sem Piloto, de Luís de Barros. Em 1945, apareceu em Pif-Paf, filme de Ademar Gonzaga e Luís de barros.

Marlene estreou no disco em 1946, pela Odeon, gravando com o conjunto Brazilian Serenaders, dirigido por Carlos Machado, o samba choro Swing no Morro, de Amado Régis e Felisberto Martins, e o samba Ginga, ginga Moreno, de João de Deus e H Nascimento. Ainda em 1946, gravou um dos sucessos para o Carnaval de 1947, ao lado dos Vocalistas Tropicais, a marcha Coitadinho do Papai, de Henrique de Almeida e M. Garcez.

Foi a primeira cantora a gravar pelo selo Star, que seria depois a gravadora Copacabana.

Em 1948 foi contratada pela Rádio Nacional, estreando no Programa César de Alencar, fato que marcaria uma nova fase em sua vida e carreira. Recebeu o slogan “Ela que canta e samba diferente”. Nesse mesmo ano de 1948 passou a gravar pela Continental.

MARLENE
Arquivo Nirez


Em 1949 foi eleita Rainha do Rádio, no concurso promovido pela Associação Brasileira de Rádio (ABR), recebendo a coroa e o cetro de Dircinha Batista. Devido ao seu prestígio, ganhou um programa só seu na Rádio Nacional, que se chamava Duas Majestades, também recebendo um novo horário no Programa Manuel Barcelos, onde ficou como estrela até o fechamento da Rádio Nacional.

Marlene também era atriz, destacando-se no cinema e no teatro.
Era casada com o ator Luís Delfino, com quem contracenou em 1952 no filme Tudo Azul, ao lado de Laura Suarez.

Também estudou balé, mas para manter sua forma, não seguindo carreira como bailarina.

A imprensa criou uma das mais famosas polêmicas de nossa música, ao supor que Marlene e Emilinha Borba fossem rivais. Na verdade as duas cantoras eram amigas e chegaram a gravar duas músicas juntas. Porém, seus fãs formavam fãs clubes que realmente rivalizavam entre si, sendo incentivados pelas revistas da época.

Marlene foi uma de nossas maiores cantoras, tendo se destacado desde os anos 40, atingiu seu apogeu no rádio na década de 1950. Porém, seu prestígio e talento mantiveram-se pelas décadas seguintes, sendo reverenciada e admirada por novas gerações.

Na minissérie exibida pela Rede Globo A E I O Urca, de 1990, Marlene foi vivida pela cantora Márcia Bulcão (integrante da banda Blitz); em Dalva & Herivelto, de 2010, Marlene seria interpretada pela atriz Rita Elmôr.

Marlene faleceu em 13 de junho de 2014, no Rio de Janeiro, aos 91 anos de idade.


Gravadora Sinter

MARLENE, MEU BEM
Valsa de Mário Lago
Gravada por Marlene e Luís Delfino
Acompanhamento de Orquestra e Coro
Disco Sinter 00-00.425-A, matriz S-975
Lançado em setembro/outubro de 1955



JARRO D´ÁGUA
Samba Choro de Assis Valente
Gravado por Marlene
Acompanhamento de Lírio Panicali e Sua Orquestra
Disco Sinter 541-A, matriz S-1172-L
Lançado em abril de 1957



Gravadora Odeon


SWING NO MORRO
Samba Choro de Felisberto Martins e Amado Régis
Gravado por Marlene
Acompanhamento de Brazilian Serenaders
Disco Odeon 12.716-A, matriz 8067
Gravado em 21 de junho de 1946 e lançado em agosto



GINGA GINGA MORENO
Samba de João de Deus e Hélio Nascimento
Gravado por Marlene
Acompanhamento de Brazilian Serenaders
Disco Odeon 12.716-B, matriz 8068
Gravado em 21 de junho de 1946 e lançado em agosto



COITADINHO DO PAPAI
Marcha de Henrique de Almeida e M. Garcez
Gravada por Marlene
Acompanhamento de Raul e Seu Regional
Disco Odeon 12.757-A, matriz 8142
Gravado em 05 de dezembro de 1946 e lançado em fevereiro de 1947



UM ANO DEPOIS
Samba de Valdemar Pereira e Valentina Biosca
Gravado por Marlene
Acompanhamento de Raul e Seu Regional
Disco Odeon 12.757-B, matriz 8143
Gravado em 05 de dezembro de 1946 e lançado em fevereiro de 1947



Gravadora Star


BIRIBA ESTÁ AÍ
Samba Choro de J. Piedade e Fernando Martins
Gravado por Marlene
Acompanhamento de Abel e Seu Conjunto
Disco Star 54-A
Lançado em 1948
Obs. A gravação está sem a introdução.



MIRONGA
Samba de Luís Soberano e Paulo Carvalho
Gravado por Marlene
Acompanhamento de Abel e Seu Conjunto
Disco Star 54-B
Lançado em 1948
Obs. A gravação está sem a introdução.



NASCI PARA BAILAR
Samba Rumba de Joel de Almeida e Fernando Lobo
Gravado por Marlene
Acompanhamento do Trio Blues Star e Ritmo
Disco Star 67-A, matriz 67-1
Lançado em 1948



BRASIL DIFERENTE
Maxixe de Osvaldo Chaves Ribeiro (Gadé) e Sá Róris
Gravado por Marlene
Acompanhamento de Conjunto
Disco Star 67-B, matriz 67-2
Lançado em 1948



AI COMO SUFRO
Frevo Canção
Gravado por Marlene
Acompanhamento de Orquestra
Disco Star 75-A, matriz 75-1
Lançado em 1948



CONCEIÇÃO DA PRAIA
Jongo de Dilu Melo e Oldemar Magalhães
Gravado por Marlene e as Três Marias
Acompanhamento de Conjunto
Disco Star 122-A, matriz S122-A
Lançado em abril de 1949



CANDONGA
Guaracha de Felisberto Martins e Fernando Martins
Gravada por Marlene e as Três Marias
Acompanhamento de Conjunto
Disco Star 122-B, matriz S122-B
Lançado em abril de 1949



Gravadora Continental


TOCA PEDROCA (CUIDADO AMIGO)
Choro de Pedroca e Mário Morais
Gravado por Marlene
Acompanhamento de Pedroca e Seu Conjunto
Disco Continental 15.885-A, matriz 1828
Gravado em 03 de abril de 1948 e lançado em maio/junho de 1948



CASADINHOS
Choro de Luís Bittencourt e Augusto Oliveira Pinto (Tuyu)
Gravado por Marlene e César de Alencar
Acompanhamento de Pedroca e Seu Conjunto
Disco Continental 15.885-B, matriz 1829
Gravado em 03 de abril de 1948 e lançado em maio/junho de 1948



O PASSO DO PINGUIM
Marcha de Humberto Teixeira e Luís Gonzaga
Gravada por Marlene
Acompanhamento de Severino Araújo e Sua Orquestra Tabajara
Disco Continental 16.148-A, matriz 2193
Gravado em 18 de novembro de 1949 e lançado em janeiro de 1950



SE É PECADO SAMBAR
Samba de Manoel Santana
Gravado por Marlene
Acompanhamento de Severino Araújo e Sua Orquestra Tabajara
Disco Continental 16.148-B, matriz 2194
Gravado em 18 de novembro de 1949 e lançado em janeiro de 1950



MACAPÁ
Baião de Humberto Teixeira e Luís Gonzaga
Gravado por Marlene e Os Cariocas
Acompanhamento de Severino Araújo e Sua Orquestra Tabajara
Disco Continental 16.125-A, matriz 2166
Gravado em 1949 e lançado em outubro/dezembro de 1949



QUI NEM JILÓ
Baião de Humberto Teixeira e Luís Gonzaga
Gravado por Marlene e Os Cariocas
Acompanhamento de Severino Araújo e Sua Orquestra Tabajara
Disco Continental 16.125-B, matriz 2167
Gravado em 1949 e lançado em outubro/dezembro de 1949



TOME POLCA
Polca de José Maria de Abreu e Luís Peixoto
Gravada por Marlene
Acompanhamento de Guio de Morais e Seus Parentes
Disco Continental 16.309-B, matriz 2434
Gravado em 18 de setembro de 1950 e lançado em novembro/dezembro de 1950



SAPATO DE POBRE
Samba de Luís Antônio e Jota Jr.
Gravado por Marlene
Acompanhamento de Severino Araújo e Sua Orquestra Tabajara
Disco Continental 16.332-A, matriz 2459
Gravado em setembro de 1950 e lançado em janeiro de 1951



PARA O INFERNO OU PARA O CÉU
Samba de Manoel Santana e Lourival Faissal
Gravado por Marlene
Acompanhamento de Severino Araújo e Sua Orquestra Tabajara
Disco Continental 16.332-B, matriz 2458
Gravado em setembro de 1950 e lançado em janeiro de 1951



LATA D´ÁGUA
Samba de Luís Antônio e Jota Jr.
Gravado por Marlene
Acompanhamento de Vero e Sua Orquestra
Disco Continental 16.509-A, matriz C-2778
Gravado em 25 de outubro de 1951 e lançado em janeiro/fevereiro de 1952



SEREIA DA AREIA
Marcha de João de Barro e Antônio Almeida
Gravada por Marlene
Acompanhamento de Vero e Sua Orquestra
Disco Continental 16.509-B, matriz C-2777
Gravado em 25 de outubro de 1951 e lançado em janeiro/fevereiro de 1952



EVA
Marcha de Haroldo Lobo e Milton de Oliveira
Gravada por Marlene
Acompanhamento de Severino Araújo e Sua Orquestra Tabajara
Disco Continental 16.513-B, matriz C-2782
Gravado em 05 de novembro de 1951 e lançado em janeiro/fevereiro de 1952



CANÇÃO DAS NOIVAS
Baião de Rômulo Paes e Haroldo Lobo
Gravado por Marlene
Acompanhamento de Radamés Gnattali e Sua Orquestra
Disco Continental 16.556-B, matriz C-2843
Gravado em abril de 1952 e lançado em maio/junho de 1952



ZÉ MARMITA
Samba de Brasinha e Luís Antônio
Gravado por Marlene
Acompanhamento de Zimbres e Sua Orquestra
Disco Continental 16.670-A, matriz C-2989
Gravado em 1952 e lançado em janeiro de 1953



MARCHA DO SAPINHO
Marcha de Humberto Teixeira e Norte Victor
Gravada por Marlene
Acompanhamento de Zimbres e Sua Orquestra
Disco Continental 16.670-B, matriz C-2990
Gravado em 1952 e lançado em janeiro de 1953



GENTE DO MORRO
Samba de Manoel Santana, Getúlio Macedo e Bené Alexandre
Gravado por Marlene
Acompanhamento de Vero e Sua Orquestra
Disco Continental 16.687-B, matriz C-3002
Lançado em janeiro de 1953



EU VOU PRO CEARÁ
Baião de Iracema de Humberto Teixeira
Gravado por Marlene e Paulo Tapajós
Acompanhamento de Vero e Seu Conjunto
Disco Continental 16.745-A, matriz C-3074
Gravado em março de 1953 e lançado em maio/junho de 1953



PATINETE NO MORRO
Samba de Luís Antônio
Gravado por Marlene
Acompanhamento de Severino Araújo e Sua Orquestra Tabajara
Disco Continental 16.891-A, matriz C-3252
Gravado em 27 de outubro de 1953 e lançado em janeiro/fevereiro de 1954



MORA NA FILOSOFIA
Samba de Monsueto C. Menezes e Arnaldo Passos
Gravado por Marlene
Acompanhamento de Raul e Seu Conjunto
Disco Continental 17.047-B, matriz C-3517
Gravado em 29 de outubro de 1954 e lançado em janeiro de 1955










Agradecimento ao Arquivo Nirez
Fonte - http://dicionariompb.com.br/marlene










Um comentário:

  1. Deslumbrado com esse registro...pesquisa memória. Obrigado pela matéria...quero divulga-la...todos tem que tomar conhecimento desse trabalho. Saudações Marlenistas, agradecido!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...