Páginas

Translate

terça-feira, 18 de dezembro de 2018

FRANCISCO MANUEL DA SILVA - 153 ANOS DE SAUDADE


Francisco Manoel da Silva por 
Luís Aleixo Boulanger.


Há 153 anos, em 18 de dezembro de 1865, falecia no Rio de Janeiro o compositor Francisco Manoel da Silva, compositor do Hino Nacional Brasileiro.

Além de compositor, ele era regente, multi-instrumentista (dominando o violoncelo, violino, piano e órgão) e também professor.

Foi um dos grandes compositores eruditos do Império, mas, também deixou uma importante contribuição para a nossa música popular, compondo valsas, quadrilhas, modinhas e lundus, como o antológico Lundu da Marrequinha, que recebeu letra de Paula Brito. Na época de sua composição, esse lundu fez muito sucesso, figurando depois em vários livros sobre modinhas, lundus e cançonetas.

Francisco Manoel da Silva nasceu no Rio de Janeiro em 21 de fevereiro de 1795. Era filho de Joaquim Mariano da Silva e Joaquina Rosa. Ainda menino, começou a estudar música com o célebre compositor Padre José Maurício. Foi também aluno de Policarpo Beltrão e Marcos Portugal, aperfeiçoando-se depois com Sigismund Neukomm.

Em 1857, D. Pedro II lhe ofereceu a condecoração máxima, a cruz de Cavaleiro da Ordem da Rosa.

O compositor faleceu em sua casa, no centro do rio (Rua Visconde do Rio Branco, nº49), vítima de "tísica na laringe".


Francisco Manuel da Silva




HINO NACIONAL BRASILEIRO
De Francisco Manoel da Silva e Osório Duque Estrada
Gravado por Vicente Celestino, Coro e a Banda do Batalhão Naval
Disco Odeon Record 121.342
Gravado e lançado em 1917




A MARREQUINHA
Do livro Canções Populares do Brazil






Lundu da Marrequinha, por Luiza Sawaya e Achille Picchi
Museu Paulista - São Paulo - Março 2008




Te Deum












Agradecimento ao Arquivo Nirez










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...