Páginas

Translate

sábado, 13 de julho de 2019

EFEMÉRIDES DE 13 DE JULHO: ANACLETO DE MEDEIROS, CORNÉLIO PIRES, J. BULHÕES E VERDI DE CARVALHO.

A data de hoje, 13 de julho, marca o nascimento e o falecimento dos seguintes artistas: ANACLETO DE MEDEIROS, CORNÉLIO PIRES, J. BULHÕES e VERDI DE CARVALHO.




ANACLETO DE MEDEIROS
(1866 - 1907)

ANACLETO DE MEDEIROS
http://banda.cbmerj.rj.gov.br


Anacleto Augusto de Medeiros nasceu em Paquetá (RJ), no dia 13 de julho de 1866, na antiga Rua dos Muros. Era filho de uma escrava liberta e foi batizado com o nome do santo do dia.

Organizou e foi mestre de várias bandas, onde a mais famosa foi a Banda do Corpo de Bombeiros, que ele organizou em 1896, que ficaria célebre sob sua direção. Essa banda gravaria seus primeiros discos ainda em 1902, no início da Indústria Fonográfica no Brasil.

Suas composições mais famosas são Yara (Rasga o Coração) e Por um Beijo (Terna Saudade), ambas receberam letra de Catullo da Paixão Cearense.

Ainda na primeira década do século XX, suas composições receberiam gravações de cantores como Bahiano e Mário Pinheiro.


Anacleto de Medeiros faleceu em Paquetá (RJ), em 14 de agosto de 1907, um mês após completar 41 anos de idade.





SENTIMENTO OCULTO
Modinha de Anacleto de Medeiros com versos de Catullo da Paixão Cearense
Gravada por Mário Pinheiro
Disco Odeon Record 40.044
Lançado em 1904



TRÊS ESTRELAS (TRÊS ESTRELINHAS)
Polca de Anacleto de Medeiros
Gravada pela Banda da Casa Edison
Disco Odeon Record 40.437
Lançado em 1905



PERDOA
Modinha de Anacleto de Medeiros e Catulo Cearense
Gravada por Mário Pinheiro
Disco Odeon Record 40.512

Lançado em 1905



TERNA SAUDADE
Valsa de Anacleto de Medeiros
Gravada pela Banda do Corpo de Bombeiros
Disco Victor Record 98.768
Lançado em 1909



YARA (RASGA O CORAÇÃO)
Canção de Medeiros com versos de Catullo da Paixão Cearense
Gravado por Mário Pinheiro
Acompanhamento de piano
Disco Odeon Record 108.343
Lançado em 1910





CORNÉLIO PIRES
(1884 – 1958)


CORNÉLIO PIRES
Fon Fon, 1915.
http://memoria.bn.br


Cornélio Pires nasceu em Tietê (SP), em 13 de julho de 1884.

Foi o pioneiro na divulgação da cultura sertaneja. Também foi cantor, cineasta, empresário artístico e produtor de discos. Ele recusava anúncios de bebidas alcóolicas, cabarés e casas de jogo do bicho.

Escreveu e realizou palestrar abordando a cultura caipira, sendo considerado o primeiro showman da música caipira brasileira. Pesquisador dessa cultura de raiz, Cornélio Pires apresentava-se desde 1910, realizando conferências sobre o cotidiano caipira. Lançou vários livros sobre o tema.

Tendo seu projeto de gravação de discos caipiras rejeitado pela Columbia, em 1928, pagou do próprio bolso a produção de uma série especial de 25 mil discos, numerados com a identificação 20.000 e rótulo vermelho, pela mesma Columbia. O sucesso foi imediato, a tiragem inicial foi toda vendida apenas no caminho da cidade de Jaú. Isso exigiu novas prensagens dos discos. Os discos eram divididos em cinco séries: humorística, folclórica, regional, serenatas e patriótica. Ele mesmo cantava e em várias gravações, antes do início da música, ele explicava rapidamente o conteúdo da composição e sua história.

Foi o primeiro cantor a gravar modas de viola, com Jorginho do Sertão, em 1929.

Cornélio Pires faleceu vitimado por um câncer na faringe, em 17 de fevereiro de 1958, em São Paulo (SP).

Os médiuns Chico Xavier e Waldo Vieira psicografaram um livro de Cornélio Pires, intitulado O Espírito de Cornélio Pires: antologia poética, publicado pela FEB Editora.



JORGINHO DO SERTÃO
Moda de Viola de Cornélio Pires
Gravada por Cornélio Pires
Disco Columbia 20.006-B, matriz 380259-1
Lançado em outubro de 1929



MODA DO PIÃO

Moda de Viola

Gravada por Cornélio Pires
Disco Columbia 20.007-B, matriz 380258
Lançado em outubro de 1929



MECÊ DIZ QUE VAI CASÁ
Moda de Viola
Gravada por Cornélio Pires
Disco Columbia 20.008-B, matriz 380284
Lançado em outubro de 1929



TRISTE ABANDONO
Moda de Viola
Gravada por Cornélio Pires
Disco Columbia 20.009-B, matriz 380260
Lançado em outubro de 1929



SITUAÇÃO ENCRENCADA
Moda de Viola
Gravada por Cornélio Pires
Acompanhamento da Caipirada Barretense
Disco Columbia 20.021-B, matriz 380571
Lançado em abril de 1930




J. BULHÕES
(1881 – 1941)


José Carvalho de Bulhões nasceu no Rio de Janeiro em 21 de agosto de 1881, sendo pianista e compositor. Era pai do compositor Max Bulhões.

Sendo um famoso “pianeiro” carioca, J. Bulhões tocou em muitos clubes do Rio de Janeiro do começo do século XX.

Compôs, entre outras, a valsa Despedida em Lágrimas, com letra de Alfredo Cândido, gravada por Bahiano na Casa Edison, sendo o disco lançado em 1914.

Seu grande sucesso foi a marcha Ai Filomena, consagrada no Carnaval de 1915 e lançada pela atriz Júlia Martins e Brandão – O – Popularíssimo no Teatro de revista nesse mesmo ano. Bahiano faria a gravação, sendo o disco lançado em 1916. A música era uma sátira ao presidente Hermes da Fonseca (Dudu), que tinha fama de agourento, e era baseada em uma canção italiana, Viva Garibaldi.

J. Bulhões faleceu no Rio de Janeiro em 13 de julho de 1941, pouco antes de completar 60 anos.


DESPEDIDA EM LÁGRIMAS
Valsa de José Carvalho de Bulhões e Alfredo Cândido
Gravada por Bahiano
Acompanhamento de Piano
Disco Odeon 120.270, matriz XR-1827
Lançado em 1914



AI FILOMENA
Canção J. Carvalho Bulhões
Gravada por Bahiano
Acompanhamento de Conjunto
Disco Odeon Record 120.988
Lançado em 1916



TORNA A VORTÁ
Samba de J. Bulhões
Gravada por Francisco Alves
Acompanhamento da Orquestra Pan American
Disco Odeon 10.425-A, matriz 2619
Lançado em julho de 1929




VERDI DE CARVALHO

(1885 – 1937)

Alfredo Gentil Verdi de Carvalho nasceu em São Luís (MA), em 27 de dezembro de 1885, e falecendo no Rio de Janeiro, em 13 de julho de 1937.

Era maestro, compositor, regente e letrista.
Entre suas composições, está Como é belo amar, gravada por Vicente Celestino em 1925.


COMO É BELO AMAR
Canção de Verdi de Carvalho
Gravada por Vicente Celestino
Disco Odeon Record 122.792
Lançado em 1925














Agradecimento ao Arquivo Nirez










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...