Páginas

Translate

sábado, 17 de agosto de 2019

ZEZÉ FONSECA - 57 ANOS DE SAUDADE

ZEZÉ FONSECA
“Zezé Fonseca, jovem atriz e cantora, pertencente ao ‘cast’ da Rádio Nacional, onde se revelou também excelente locutora”.
A Noite Illustrada, 16 de junho de 1941.
Arquivo Marcelo Bonavides



Há 57 anos falecia a cantora, atriz, locutora e rádio atriz ZEZÉ FONSECA.

Maria José González Fonseca nasceu no Rio de Janeiro, em um sobrado da esquina da rua da Quitanda com a rua São Pedro, em 05 de agosto de 1915. Era filha de Alice Gonzales Fonseca e Euclides Guimarães Fonseca.

Foi aluna do Instituto de Música do Rio de Janeiro, estudando cantor com Olinda Leite de Castro.

Também era produtora, poetisa e jornalista.


Zezé Fonseca
O Malho, 1935
http://memoria.bn.br

Aos 16 anos, trabalhou na Light, ganhando 300 mil réis por mês e tendo como chefe Dona Zizi, de quem guardaria fortes recordações.

Iniciou sua carreira artística com apresentações na Hora da Arte, no Tijuca Tênis Clube, do Rio de Janeiro.

Passou a atuar na Rádio Philips em 1932, através de Paulo Beviláqua, passando a apresentar o programa Fox Tarde Demais. Atuou também no Programa Casé.

Passou um período na Rádio Cruzeiro do Sul, onde produziu alguns programas femininos.



Zezé Fonseca
Brasil Feminino, 1933
http://memoria.bn.br


Zezé Fonseca
Fon Fon, 1935
http://memoria.bn.br


Gazeta de Notícias
20 de fevereiro de 1936, p. 05
http://memoria.bn.br


Gravou seu primeiro disco na Columbia em 1933, cantando a marcha de Assis Valente, Põe a Chave embaixo..., e o samba de Sílvio Pinto e Milton Musco, Mulato cheio de Bossa. Nesse mesmo ano ainda gravou algumas músicas, entre elas, Êta Caboclo Mau, ao lado de Breno Ferreira, marcha de Joubert de Carvalho e Luiz Martins.

Ainda em 1933 atuou na Companhia Uiára, ao lado de Laura Suarez e Roberto Vilmar. Nesse mesmo ano, integrou a companhia teatral de Procópio Ferreira, atuando na peça Deus lhe Pague, de Joracy Camargo.


Zezé Fonseca cantando Dona Carioquinha.
Carioca, 1936.
Arquivo Nirez


Zezé Fonseca
Carioca, 1936.
Arquivo Nirez


Zezé Fonseca
Anos 40.
Arquivo Nirez

Em 1934 ingressou na Rádio Phillips e em 1935 gravou Amor, Amor, marcha, e o samba Quero a Liberdade, ambas composições de Sílvio Pinto. Em 1936, contratada pela Victor, gravou as marchas juninas Retalho de Felicidade, de José Maria de Abreu e Oduvaldo Cozzi, e São João há de Sorrir, de José Maria de Abreu e Francisco Matoso.

Ainda no ano de 1935 abandonou o rádio, retornando em 1938 pela Rádio Nacional. Nessa emissora, destacou-se como locutora e, principalmente, como rádio atriz, sendo considerada a melhor rádio atriz da casa.

Possuía uma linda voz ao falar e ao cantar, além de uma extraordinária beleza física.

Foi uma das pioneiras das rádio novelas, destacando-se em Os Amores de George Sand (na Mayrink Veiga) e Em Busca da Felicidade (na Nacional). Essa última foi um grande sucesso, marcando época.

Em 1940 retornou aos estúdios da Victor, gravando ao lado de Barbosa Jr. A marcha Hino da Alegria e o samba Foi Você, ambas de Juraci Araújo e Gomes Filho.


Da esq. para a direita.:
Marília Batista, Salome Cotelli, Bidú Reis, Isis de Oliveira,
Zezé Fonseca, Yara Sales e Linda Batista.
Rádio Nacional
A Scena Muda, 1942
http://www.bjksdigital.museusegall.org.br/


Esteve na Argentina em 1945, realizando programas para a Rádio EL Mundo e em 1946, estava na Rádio Globo, no Rio de Janeiro.

Em 1942 viveu um intenso romance com o cantor Orlando Silva. Muitos lhe atribuem um comportamento ciumento para com o cantor. Outros já relatam que ela o ajudou muito quando Orlando Silva esteve atravessando um período de dependência química. O romance durou alguns anos e quando Orlando Silva esteve em Fortaleza, no começo da década de 1940, em vez de cartas, Zezé Fonseca lhe enviava discos gravados com declarações de amor.


Orlando Silva e Zezé Fonseca
A Scena Muda, 1944
http://www.bjksdigital.museusegall.org.br/

Em 1962, no 47º aniversário de Zezé Fonseca, em 05 de agosto, faleceu a atriz Marilyn Monroe. Nesse mesmo dia, porém, em 1955, Carmen Miranda falecia. Nessa época, Zezé morava sozinha, em Copacabana. Na noite do dia 16 de agosto, também uma quinta-feira, os vizinhos notaram fumaça saindo de seu apartamento. Quando os bombeiros arrombaram a porta, o local estava tomado pelo fogo e o corpo de Zezé, carbonizado, estava no chão. Por incrível que possa parecer, seus três cachorros se salvaram. O apartamento estava cheio de jornais e revistas. Foram levantadas hipóteses de suicídio, porém, a causa mais provável tenha sido acidente com o gás do fogão.


Ultima Hora
17 de agosto de 1962, p.02
http://memoria.bn.br


Correio da Manhã
http://memoria.bn.br


Diario de Noticias
17 de agosto de 1962, p.02
http://memoria.bn.br 

O Cruzeiro, 1962
http://memoria.bn.br 


  
Os jornais noticiaram o acontecimento, enfatizando o fato de Zezé Fonseca estar reclusa nos últimos anos, vivendo sozinha com três cachorros e, segundo eles, embriagada constantemente. Sugeriam suicídio ou acidente, devido a embriaguez.

Com seu desaparecimento, uma fase dourada do rádio e das rádio novelas iam-se com ela que, durante anos, alegrou e emocionou o público com sua bela e aveludada voz.


ZEZÉ FONSECA
Anos 40
Arquivo Nirez


Trago algumas de suas gravações, realizadas entre 1933 e 1940, bem como dois spots (propagandas) de rádio do Sabonete Lever, gravado em 1943. Assim, podemos relembrar o clima dos tempos áureos do rádio brasileiro.




PÕE A CHAVE EM BAIXO...
Marcha de Assis Valente
Gravada por Zezé Fonseca
Acompanhamento da Orquestra Columbia
Disco Columbia 22.179-B, matriz 381.392
Lançado em janeiro de 1933




MULATO CHEIO DE BOSSA
Samba de Sílvio Pinto e Milton Musco
Gravado por Zezé Fonseca
Acompanhamento da Orquestra Columbia
Disco Columbia 22.179-B, matriz 381.393
Lançado em janeiro de 1933




COISINHA BOA MELHOR QUE HÁ NO MUNDO
Marcha de Joubert de Carvalho
Gravada por Zezé Fonseca
Acompanhamento da Orquestra Columbia
Disco Columbia 22.184-B, matriz 381.433
Lançado em janeiro de 1933




ÊTA CABOCLO MAU
Marcha Carnavalesca de Joubert de Carvalho e Luís Martins
Gravada por Zezé Fonseca e Breno Ferreira
Acompanhamento da Orquestra Columbia
Disco Columbia 22.184-B, matriz 381.432
Lançado em janeiro de 1931




TEU AMOR E UMA CABANA
Marcha de Custódio Mesquita
Gravada por Zezé Fonseca
Acompanhamento de I. Kolman e Sua Orquestra do Lido do RJ
Disco Columbia 22.224-B, matriz 381501
Lançado em 1933




CASAR NÃO É PARA MIM
Marcha de Alberto Ribeiro
Gravada por Zezé Fonseca
Acompanhamento de I. Kolman e Sua Orquestra do Lido do RJ
Disco Columbia 22.224-B, matriz 381502
Lançado em 1933




RETALHO DE FELICIDADE
Marcha de José Maria de Abreu e Oduvaldo Cozzi
Gravada por Zezé Fonseca
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 34.062-A, matriz 80155-1
Gravado em 12 de maio de 1936 e lançado em junho de 1936




SÃO JOÃO HÁ DE SORRIR
Marcha de José Maria de Abreu e Francisco Matoso
Gravada por Zezé Fonseca
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 34.062-B, matriz 80156-1
Gravado em 12 de maio de 1936 e lançado em junho de 1936




HINO DA ALEGRIA
Marcha de Juraci Araújo e Gomes Filho
Gravada por Zezé Fonseca e Barbosa Jr.
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 34.629-A, matriz 33423-1
Gravado em 09 de maio de 1940 e lançado em julho de 1940




FOI VOCÊ
Samba de Juraci Araújo e Gomes Filho
Gravado por Zezé Fonseca e Barbosa Jr.
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 34.629-B, matriz 33424-1
Gravado em 09 de maio de 1940 e lançado em julho de 1940




Propagandas de Rádio 1943


SABONETE CARNAVAL
Spots
Gravado por Paulo Gracindo, Zezé Fonseca e Rubens Amaral
Disco RCA Victor P-286-A, matriz R-384

Gravado em abril de 1943 e lançado em abril de 1943




SABONETE LEVER (I)
Spots
Gravado por Zezé Fonseca, Yara Sales, R. Amaral e M. Barcelos
Acompanhamento de Lírio Panicali ao Piano
Disco RCA Victor P-287-A, matriz R-385
Gravado em abril de 1943 e lançado em abril de 1943




SABONETE LEVER (II)
Spots
Gravado por Zezé Fonseca, Yara Sales, R. Amaral e M. Barcelos
Acompanhamento de Lírio Panicali ao Piano
Disco RCA Victor P-287-B, matriz R-386
Gravado em abril de 1943 e lançado em abril de 1943




SABONETE LIFEBUOY
Spots
Gravado por Zezé, Celso, Gracindo, Barcelos e Osvaldo Luís
Acompanhamento de Lírio Panicali ao Piano
Disco RCA Victor P-289-B, matriz R-390

Gravado em abril de 1943 e lançado em abril de 1943












Agradecimento ao Arquivo Nirez









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...