terça-feira, 15 de outubro de 2019

EFEMÉRIDES DE 15 DE OUTUBRO: ELADIR PORTO, ANTÔNIO MARIA, BORORÓ, JAIR AMORIM E ROMEU GENTIL


A data de hoje, 15 de outubro, marca o nascimento ou falecimento dos seguintes artistas: ELADIR PORTO, ANTÔNIO MARIA, BORORÓ, JAIR AMORIM e ROMEU GENTIL.



ELADIR PORTO


ELADIR PORTO, 1942
http://memoria.bn.br/


Eladir Maria da Silva Porto nasceu em Santos (SP), em 15 de outubro de 1917.

Após vencer um concurso de beleza, iniciou sua carreira artística. Em 1936 estreava na Rádio Cajuti.

Em 1941, foi contratada pela gravadora Victor, onde gravou seu primeiro disco com as músicas Salomé, marcha de Haroldo Lobo e Nássara, e Comprei uma Baiana, samba de Joca do Pandeiro e Jacaré.

Atuou no filme Abacaxi Azul, de 1944, dirigido por Ruy Costa e Wallace Downey.

Passou alguns anos na Argentina, retornado ao Brasil em 1950, sendo contratada pela Rádio Nacional.

Gravou bastante na década de 50, destacando-se na interpretação de tangos, como Noite de Reis e Lencinho Querido.


SALOMÉ
Marcha de Antônio Nássara e Haroldo Lobo
Gravada por Eladir Porto
Acompanhamento de Passos e Sua Orquestra
Disco Victor 34.868-A, matriz S-052437
Gravado em 02 de dezembro de 1941 e lançado em janeiro de 1942



COMPREI UMA BAIANA
Samba de Joca do Pandeiro e Jacaré
Gravado por Eladir Porto
Acompanhamento de Luís Americano e Seu Regional
Disco Victor 34.868-B, matriz S-052436
Gravado em 01 de dezembro de 1941 e lançado em janeiro de 1942



VAMOS BRINCAR DE PIQUE
Marcha de Sandra Roberta
Gravada por Eladir Porto
Acompanhamento de Conjunto
Disco Continental 15.257-A, matriz 996-1
Lançado em fevereiro de 1945



NOITE DE REIS (NOCHE DE REYES)
Tango de Pedro M. Mafia e Jorge Curi, em versão de Virgínia Amorim
Gravado por Eladir Porto
Acompanhamento de Orquestra
Disco Mocambo 15.003-A, matriz R-516
Lançado em outubro de 1955



LENCINHO QUERIDO
Tango de J. D. Filiberto e G. C. Peñaloza, em versão de Maugéri Neto
Gravado por Eladir Porto
Acompanhamento de Romeu Fossati e Sua Típica
Disco Mocambo 15.158-B, matriz R-823
Lançado em 1957




ANTÔNIO MARIA


https://www.recantodasletras.com.br


O compositor e jornalista Antônio Maria Araújo de Morais, mais conhecido por Antônio Maria, nasceu em Recife (PE), em 17 de março de 1921, falecendo no Rio de Janeiro em 15 de outubro de 1964.

Foi um dos grandes compositores da década de 1950, deixando clássicos de nossa música como o samba canção Se eu Morresse Amanhã, Valsa de uma Cidade e Canção da Volta, ambas em parceria com Ismael Neto.


SE EU MORRESSE AMANHÃ DE MANHÃ
Samba Canção de Antônio Maria
Gravado por Dircinha Batista
Acompanhamento de Orquestra
Disco RCA Victor 80-1106-B, matriz BE3-VB-0018
Gravado em 12 de fevereiro de 1953 e lançado em abril de 1953



SE EU MORRESSE AMANHÃ DE MANHÃ
Samba de Antônio Maria
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento de Vero e Seu Conjunto
Disco Continental 16.731-A, matriz C-3070
Gravado em 03 de março de 1953 e lançado em maio/junho de 1953



VALSA DE UMA CIDADE
Valsa de Ismael Neto e Antônio Maria
Gravada por Lúcio Alves
Acompanhamento de Orquestra, sob a direção de Severino Araújo
Disco Continental 16.995-A, matriz C-3402
Gravado em 07 de junho de 1954 e lançado em junho/julho de 1954



CANÇÃO DA VOLTA
Samba Canção de Antônio Maria e Ismael Neto
Gravado por Dolores Duran
Acompanhamento de Orquestra
Disco Copacabana 5.256-B, matriz M-821
Lançado em 1954



INSENSATO CORAÇÃO
Samba de Antônio Maria e Paulo Soledade
Gravado por Emilinha Borba
Acompanhamento de Vero e Sua Orquestra
Disco Continental 17.233-B, matriz C-3761
Gravado em 04 de janeiro de 1956 e lançado em fevereiro/março de 1956



BORORÓ

Alberto de Castro Simões da Silva nasceu no Rio de Janeiro em 15 de outubro de 1898.

Começou sua carreira como compositor por volta de 1920, mas só atingiria o sucesso em 1939 com o samba Da Cor do Pecado, gravado por Sílvio Caldas.

Também faria sucesso o samba Curare, de 1940, na voz de Orlando Silva.

Compôs até o final da década de 1970.

Bororó faleceu em 07 de junho de 1986, no Rio de Janeiro, aos 87 anos.



DA COR DO PECADO
Samba de Simoens da Silva (Bororó)
Gravado por Sílvio Caldas
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 34.485-B, matriz 33114-1
Gravado em 06 de julho de 1939 e lançado em setembro



CURARE
Choro Estilizado de Alberto Simoens da Silva (Bororó)
Gravado por Orlando Silva
Acompanhamento de Orquestra
Disco Victor 34.667-A, matriz 33488-1
Gravado em 14 de agosto de 1940 e lançado em outubro



QUE É QUE É
Choro de Simoens da Silva (Bororó) e Evárgio Lopes (Aregivo)
Gravado por Sílvio Caldas
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 80-0106-A, matriz S-052776-1
Gravado em 18 de maio de 1943 e lançado em setembro




JAIRM AMORIM


JAIR AMORIM
Revista Fon Fon, 1953
http://memoria.bn.br

Jair Pedrinha de Carvalho Amorim nasceu em Santa Leopoldina (ES), em 18 de julho de 1915.

Era Compositor, Jornalista, Locutor e DJ (Disc-jóquei).

A partir da década de 1940, teve suas músicas gravadas, alcançando o sucesso com títulos como Brigamos Outra Vez (1945), fox em parceria com José Maria de Abreu na voz de Orlando Silva; Alguém como Tu, samba canção também em parceria com José Maria de Abreu, gravado em 1952 tanto por Dircinha Batista como por Dick Farney.

Também se notabilizaria com sua parceria com Evaldo Gouveia que renderia, entre outras, o célebre bolero Alguém me Disse, sucesso na voz de Anísio Silva em 1960.

Jair Amorim faleceu em São José dos Campos (SP), em 15 de outubro de 1993, aos 78 anos de idade.


BRIGAMOS OUTRA VEZ
Fox Canção de José Maria de Abreu e Jair Amorim
Gravado por Orlando Silva
Acompanhamento de Fon Fon e Sua Orquestra
Disco Odeon 12.621-B, matriz 7882
Gravado em 24 de julho de 1945 e lançado em setembro



ALGUÉM COMO TU
Samba Canção de José Maria de Abreu e Jair Amorim
Gravado por Dircinha Batista
Acompanhamento de Orquestra
Disco Odeon 13.332-B, matriz 9394
Gravado em 12 de agosto de 1952 e lançado em outubro



ALGUÉM ME DISSE
Bolero de Evaldo Gouveia e Jair Amorim
Gravado por Anísio Silva
Disco Odeon 14.582, matriz RIO-14009
Gravado em 14 de janeiro de 1960 e lançado em fevereiro




ROMEU GENTIL


ROMEU GENTIL
Revista O Cruzeiro, 1950.
http://memoria.bn.br

Romeu Scovino nasceu no Rio de Janeiro em 30 de maio de 1911.
Era compositor e cantor.

Sua carreira artística teve início em abril de 1939, com o lançamento de sua música Estou sentido com você, samba em parceria com Zé Pretinho, gravado por Arnaldo Amaral.

Entre seus sucessos estão as marchas Jacarepaguá (1948), em parceria com Paquito e Marino Pinto; Daqui não Saio (1949), com Paquito (as duas gravadas pelos Vocalistas Tropicais).

Sua mais conhecida composição é a marcha Tomara que Chova, com Paquito, gravada em setembro de 1950 pelos Vocalistas Tropicais, e também gravada em outubro de 1950 por Emilinha Borba, que conquistou um grande sucesso.

Romeu Gentil faleceu em 15 de outubro de 1983, no Rio de Janeiro, aos 72 anos de idade.

ESTOU SENTIDO COM VOCÊ
Samba de Zé Pretinho e Romeu Gentil
Gravado por Arnaldo Amaral
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto Regional
Disco Columbia 55.043-B, matriz 132
Lançado em abril de 1939



É ISSO QUE ELA QUER
Samba de Romeu Gentil e Carvalhinho
Gravado por Joel e Gaúcho
Acompanhamento de Fon Fon e Sua Orquestra
Disco Odeon 12.076-B, matriz 6815
Gravado em 22 de outubro de 1941 e lançado em dezembro de 1941



TOMARA QUE CHOVA
Marcha de Paquito e Romeu Gentil
Gravada por Emilinha Borba
Acompanhamento de Guio de Morais e Seus Parentes
Disco Continental 16.339-B, matriz 2479
Gravado em 25 de outubro de 1950 e lançado em janeiro de 1951










Agradecimento ao Arquivo Nirez










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...