Páginas

Translate

sexta-feira, 18 de outubro de 2019

EFEMÉRIDES DE 18 DE OUTUBRO: CASIMIRO DE AMBREU, AMÉLIA BRANDÃO NERY, BRENO FERREIRA, GRANDE OTELO, JORACY CAMARGO E FAFÁ LEMOS


A data de hoje, 18 de outubro, marca o nascimento ou falecimento dos seguintes artistas: CASIMIRO DE AMBREU, AMÉLIA BRANDÃO NERY, BRENO FERREIRA, GRANDE OTELO, JORACY CAMARGO e FAFÁ LEMOS.



CASIMIRO DE AMBREU
(1839 – 1860)




Casimiro José Marques de Timo Abreu nasceu em 04 de janeiro de 1839, em Capivary (RJ), falecendo em Indaiaçu, em 18 de outubro de 1860, aos 21 anos de idade.

Foi um de nossos principais poetas de espírito romântico, escrevendo dezenas de poesias e peças para teatro. Entre seus poemas mais famosos estão: Poesia e Amor, Meus Oito Anos e Minha Mãe. A partir de 1902, compositores como Chiquinha Gonzaga colocariam melhoria em seus poemas, que seriam gravados a partir de então.

Saibam mais sobre Casimiro de Abreu em: http://bit.ly/2Fat2Jl



POESIA E AMOR
Poema de Casimiro de Abreu, musicado por Chiquinha Gonzaga
Gravado por Senhorita Odete 
Disco Zon-O-Phone X-705

Lançado em 1903



MEU LAR
Poesia de Casimiro de Abreu, gravada como Modinha por Mário Pinheiro
Disco Odeon Record 70.508
Gravado por volta de 1907




CREPÚSCULO
Poesia de Casimiro de Abreu, gravada como Modinha por Eduardo das Neves
Disco Odeon Record 120.066, matriz XR-1602
Lançado em 1913




MEUS OITO ANOS
Poesia de Casimiro de Abreu, musicado como Tango por Silvino Neto
Gravado por Carlos Galhardo
Acompanhamento de Orquestra
Disco RCA Victor 80-1622-A, matriz BE6-VB-1100
Gravado em 16 de abril de 1956 e lançado em julho




MINHA MÃE
Poesia de Casimiro de Abreu, musicada como Valsa por Lindolfo Gaya
Gravada por Dalva de Oliveira e Anísio Silva
Disco Odeon 14.441, matriz RIO-13297
Gravado em 06 de fevereiro de 1959 e lançado em março





AMÉLIA BRANDÃO NERY
(1897 – 1983)


Adicionar legenda


A compositora e pianista Amélia Brandão Nery nasceu em Jaboatão (PE), em 25 de maio de 1897, falecendo em Goiânia (GO), em 18 de outubro de 1983, aos 86 anos de idade.

Foi uma das mais importantes compositoras nordestinas da década de 1920 e 1930, tendo suas músicas gravadas no Rio de Janeiro por nomes como Stefana de Macedo, Vicente Cunha, Elsie Houston, Elisa Coelho, Alda Verona, Jararaca e Silene Brandão Nery, sua filha.

Também se dedicou à carreira de pianista, executando suas composições e adotando o nome artístico de Tia Amélia, pelo qual é mais lembrada hoje.


MALVADA
Samba de Amélia Brandão Nery
Gravado por Vicente Cunha (Aitaré)
Acompanhamento de Gaó, Zezinho, Chaves e Grany
Disco Columbia 5.240-B, matriz 380803-1
Lançado em julho de 1930



O QUE MAIS EU APRECIO EM TI
Samba de Amélia Brandão Nery
Gravado por Vicente Cunha (Aitaré)
Acompanhamento de Gaó, Zezinho, Chaves e Grany
Disco Columbia 5.240-B, matriz 380804-2
Lançado em julho de 1930



PRETA SINHÁ
Canção Regional de Amélia Brandão Nery
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Gaó, Chaves e Angelino
Disco Columbia 7.009-B, matriz 380814-2
Lançado em setembro de 1930



OH CHIQUINHA
Samba de Amélia Brandão Nery
Gravado por Jararaca
Acompanhamento de Gaó, Jonas e Zezinho
Disco Columbia 7.011-B, matriz 380769
Lançado em setembro de 1930



VÁ CHORAR MEU BEM
Frevo Canção de Amélia Brandão Nery
Gravada por Silene Brandão Nery
Acompanhamento da Orquestra dos Batutas
Disco Victor 33.521-A, matriz 65349-1
Gravado em 28 de dezembro de 1931 e lançado em fevereiro


  

BRENO FERREIRA
(1907 – 1966)




Breno Ferreira Hehl nasceu no Rio de Janeiro em 18 de outubro de 1907, falecendo nessa mesma cidade em 23 de novembro de 1966, pouco depois de completar 59 anos de idade.

Foi um popular cantor do final da década de 1920 e início da década de 1930, tendo sido o primeiro cantor a gravar discos na gravadora Victor, em 1929.

Um de seus sucessos foi a embolada Andorinha Preta, que seria regravada por Nat King Cole na década de 1960. Ele gravou em 1932, mas, doze anos antes já fez o arranjo sobre um motivo popular. Vários artistas, como Hebe Camargo, gravariam essa embolada.

Também se dedicou à carreira de advogado.

Saibam mais sobre Breno Ferreira em: http://bit.ly/2PLzcX3


CONSEIO DE CABOCO
Toada Sertaneja de Josué de Barros
Gravada por Breno Ferreira
Acompanhamento do Choro Victor
Disco Victor 33.212-A, matriz 50004-4
Gravado em 04 de junho de 1929 e lançado em novembro



GAVIÃO TÁ NO Á
Embolada de Breno Ferreira
Gravada por Breno Ferreira
Acompanhamento do Coro Victor
Disco Victor 33.203-A, matriz 50002-3
Gravado em 22 de junho de 1929 e lançado em novembro



CAIS DOURADO
Toada de J. B. da Silva (Sinhô)
Gravada por Breno Ferreira
Acompanhamento do Choro Victor
Disco Victor 33.211-A, matriz 50043-2
Gravado em 13 de setembro de 1929 e lançado em novembro



VIROU BOLA
Samba de J. B. da Silva (Sinhô)
Gravado por Breno Ferreira
Acompanhamento da Orquestra Victor
Disco Victor 33.213-B, matriz 50044-2
Gravado em 13 de setembro de 1929 e lançado em novembro



CHORADEIRA DE JECA
Samba de B. M. de Souza
Gravado por Breno Ferreira
Acompanhamento da Orquestra Victor
Disco Victor 33.224-A, matriz 50070-1
Gravado em 09 de outubro de 1929 e lançado em dezembro



GRANDE OTELO
(1915 – 1993)




Sebastião Bernardes de Souza Prata nasceu em Uberlândia (MG), em 18 de outubro de 1915, falecendo em Paris, França, quando ia receber um prêmio por sua carreira, em 26 de novembro de 1993, aos 78 anos de idade.

Grande Otelo foi um de nossos maiores atores, sendo também um compositor inspirado.

Deixou vários trabalhos que se tornaram referência em nossa cultura.

Para saber mais sobre Grande Otelo, acesse: http://bit.ly/2TG5XDg


PRAÇA ONZE
Samba de Herivelto Martins e Grande Otelo
Gravado pelo Trio de Ouro e Castro Barbosa
Acompanhamento do Grande Conjunto de Benedito Lacerda
Disco Columbia 55.319-A, matriz 488-2
Gravado em 25 de dezembro de 1941 e lançado em janeiro de 1942



DESPERTA BRASIL
Samba de Grande Otelo
Gravado por Linda Batista
Acompanhamento de Luís Americano e Seu Regional
Disco Victor 80-0000-A, matriz S-052578-3
Gravado em 10 de julho de 1942 e lançado em outubro



A PÁTRIA ESTÁ TE CHAMANDO
Samba de Grande Otelo
Gravado por Linda Batista
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Regional
Disco Victor 80-0092-A, matriz S-052744-1
Gravado em 02 de abril de 1943 e lançado em julho



MANGUEIRA NÃO
Samba de Herivelto Martins e Grande Otelo
Gravado por Francisco Alves e o Trio de Ouro
Acompanhamento de Carlos Machado e Sua Orquestra
Disco Odeon 12.393-B, matriz 7422
Gravado em 09 de novembro de 1943 e lançado em dezembro



SÃO JOÃO NO BARRO PRETO
Marcha de Grande Otelo
Gravada por Linda Batista
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 80-0185-B, matriz S-052949-1
Gravado em 26 de abril de 1944 e lançado em junho



JORACY CAMARGO
(1898 – 1973)




Joracy Schafflor Camargo nasceu no Rio de Janeiro em 18 de outubro de 1898, falecendo nessa mesma cidade, em 11 de março de 1973, aos 74 anos de idade.

Foi um de nossos grandes teatrólogos, escrevendo peças antológicas como Deus lhe Pague, sucesso de Procópio Ferreira.

Também escreveu para o Teatro de Revista e foi compositor.

Saibam mais sobre Joracy Camargo em: http://dicionariompb.com.br/joraci-camargo



OLHA O PINGO
Embolada de Hekel Tavares e Joracy Camargo
Gravada por Januário de Oliveira
Acompanhamento de Hekel, Zezinho e Petit
Disco Columbia 5.152-B, matriz 380540
Lançado em fevereiro de 1930



FAVELA
Canção Estilo Carioca de Hekel Tavares e Joracy Camargo
Gravada por Raul Roulien
Acompanhamento de Hekel Tavares ao Piano
Disco Victor 33.631-A, matriz 65655-2
Gravado em 24 de janeiro de 1933 e lançado em março de 1933



GUACYRA
Canção Brasileira de Hekel Tavares e Joracy Camargo
Gravada por Raul Roulien
Acompanhamento de Hekel Tavares ao Piano e Guilherme Pereira ao Piston
Disco Victor 33.631-B, matriz 65667-1
Gravado em 07 de fevereiro de 1933 e lançado em março de 1933



LEILÃO
Cena Colonial de Hekel Tavares e Joracy Camargo
Gravada por Jorge Fernandes
Acompanhamento da Orquestra Odeon de Salão
Disco Odeon 11.032-B, matriz 4641
Gravado em 15 de abril de 1933 e lançado em julho de 1933



MAMÃE BAIANA
Canção Regional de Joracy Camargo e Xerém
Gravada por Aracy de Almeida
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 34.586-A, matriz 33322-1
Gravado em 14 de fevereiro de 1940 e lançado em abril de 1940



FAFÁ LEMOS
(1921 – 2004)




Rafael Lemos Júnior nasceu no Rio de Janeiro em 19 de fevereiro de 1921, falecendo nessa mesma cidade, em 18 de outubro de 2004, aos 83 anos de idade.

O violinista Fafá Lemos foi considerado um dos precursores da Bossa Nova.

Saibam mais sobre Fafá Lemos em: http://dicionariompb.com.br/fafa-lemos


MEU GUARDA CHUVA
Samba de Ubenor Santos e Amâncio de Morais
Gravado por Fafá Lemos
Acompanhamento de Conjunto
Disco RCA Victor 80-0968-A, matriz S-093327
Gravado em 18 de junho de 1952 e lançado em setembro de 1952



SE ALGUÉM DISSER
Samba de Ismael Neto e Reinaldo Dias Leme
Gravado por Fafá Lemos
Acompanhamento de Regional
Disco RCA Victor 80-1348-B, matriz BE4-VB-0512
Gravado em 20 de julho de 1954 e lançado em setembro de 1954



DELICADO
Baião de Valdir Azevedo
Gravado por Fafá Lemos
Acompanhamento de Seu Conjunto
Disco RCA Victor 80-1624-A, matriz BE6-VB-1083
Gravado em 02 de abril de 1956 e lançado em julho de 1956



FEITIÇO DA VILA
Samba de Noel Rosa e Osvaldo Gogliano (Vadico)
Gravado por Fafá Lemos
Acompanhamento de Seu Conjunto
Disco RCA Victor 80-1624-B, matriz BE6-VB-1085
Gravado em 02 de abril de 1956 e lançado em julho de 1956



FALA MEU LOURO
Samba de Sinhô (José Barbosa da Silva)
Gravado por Fafá Lemos

Acompanhamento de Sua Bandinha
Disco RCA Victor 80-1742-B, matriz BE6-VB-1383
Gravado em 14 de novembro de 1956 e lançado em março de 1957











Agradecimento ao Arquivo Nirez










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...