Páginas

Translate

sábado, 5 de outubro de 2019

VALDEMAR DE ABREU (DUNGA) - 28 ANOS DE SAUDADE


VALDEMAR DE ABREU (DUNGA)
Revista da Semana, 1946.
http://memoria.bn.br


Há 28 anos falecia o compositor VALDEMAR DE ABREU (DUNGA).

Valdemar de Abreu nasceu no Rio de Janeiro em 16 de dezembro de 1907, falecendo nessa mesma cidade em 05 de outubro de 1991, aos meses antes de completar 84 anos de idade.

Em 1932, teve sua marcha Nossa Bandeira, composta para o bloco Quem fala de nós tem paixão, vencedora de um concurso de carnaval feito pelo Jornal do Brasil. Sua primeira composição gravada seria o samba Amar pra quê?, em 1934, gravado na Columbia por Sílvio Pinto. Já o seu primeiro sucesso viria em 1935 com Chora Cavaquinho, samba gravado por Orlando Silva (em início de carreira) na Victor. Teve suas músicas gravadas por Dircinha Batista, Linda Batista, Odete Amaral, Ciro Monteiro, Roberto Paiva, Aracy de Almeida, entre outros.

É autor do famoso samba canção Conceição, de 1956, em parceria com Jair Amorim, imortalizado na voz de Cauby Peixoto, mas que também foi sucesso nas vozes de Dircinha Batista e Vicente Celestino.

Recebeu o apelido Dunga aos sete anos de idade, de sua professora, que o considerava o mais querido da turma. Foi jogador de futebol em Petrópolis e trabalhou na Leopoldina Railways, como conferente, jogando nos times de futebol e basquete da empresa, sendo campeão várias vezes da Liga bancária. Casou-se, em 1935, com Zaíra Moreira, tendo dois filhos.

Em 1940, entrou para a Sociedade Brasileira de Autores Teatrais (SBAT), como cobrador junto aos teatros. Nesse mesmo ano também entrou para a União Brasileira de Compositores (UBC), onde ficou por muitos anos. Assumiu a vice-presidência da Associação Defensora de Direitos Artísticos e Fonomecânicos (ADDAF), a partir de 1960, sem abandonar a atividade musical, a qual se dedicou até sua morte.

Já o homenageamos em: http://bit.ly/2CgaQw5



VALDEMAR DE ABREU (DUNGA)
Caricatura de NássaraO Cruzeiro, 1945
http://memoria.bn.br


Vamos conferir alguns de seus sucessos, gravados entre 1939 e 1958, entre eles, o clássico Conceição, em parceria com Jair Amorim, nas vozes de Vicente Celestino e Cauby Peixoto.



QUANDO ALGUÉM ME PERGUNTA
Samba de Valdemar de Abreu (Dunga)
Gravado por Castro Barbosa
Acompanhamento de Napoleão e Seus Soldados Musicais
Disco Columbia 55.015-B, matriz 125
Gravado em 12 de janeiro de 1939 e lançado em fevereiro de 1939



TU ÉS A CULPADA
Samba de Valdemar de Abreu (Dunga) e Claudionor Cruz
Gravado por Sílvio Caldas
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 34.561-A, matriz 33261-1
Gravado em 09 de novembro de 1939 e lançado em janeiro de 1940



AS CADEIRAS ME DOEM
Batucada de Valdemar de Abreu (Dunga)
Gravada por Linda Batista
Acompanhamento de Orquestra
Victor 80-0129-A, matriz S-052834-1
Gravado em 15 de setembro de 1943 e lançado em novembro de 1943



NÃO SEI SE VOLTAREI
Samba de Valdemar de Abreu (Dunga)
Gravado por Roberto Paiva
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 80-0211-A, matriz S-078018-1
Gravado em 13 de julho de 1944 e lançado em setembro de 1944



NUNCA SENTI TANTO AMOR
Samba de Valdemar de Abreu (Dunga)
Gravado por Déo
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto
Disco Continental 15.219-B, matriz 912-1
Gravado em 1944 e lançado em janeiro de 1945




ORGULHOSA
Samba de Valdemar de Abreu (Dunga)
Gravado por Déo e Estrelas do Ritmo
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto
Disco Continental 15.356-A, matriz 1128-1
Gravado em 1945 e lançado em junho de 1945



PANDEIRO TRISTE
Samba de Valdemar de Abreu (Dunga)
Gravado por Edna Cardoso
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto com Raul ao Trombone
Disco Continental 15.408-A, matriz 1201-1
Lançado em agosto de 1945



HORAS NOTURNAS
Samba de Valdemar de Abreu (Dunga)
Gravado por Déo
Acompanhamento de Conjunto
Disco Continental 15.695-B, matriz 1521-1
Lançado em setembro de 1946



PERDOA
Samba de Valdemar de Abreu (Dunga)
Gravado por Alcides Gerardi
Acompanhamento de Abel e Seu Regional
Disco Odeon 12.730-A, matriz 8092
Gravado em 29 de agosto de 1946 e lançado em outubro de 1946



TRAPAÇAS DE AMOR
Samba de Valdemar de Abreu (Dunga)
Gravada por Linda Batista
Acompanhamento de Regional
Disco RCA Victor 80-0519-A, matriz S-078750-1
Gravado em 05 de maio de 1947 e lançado em junho de 1947



ESQUISITA
Samba de Valdemar de Abreu (Dunga)
Gravado por Orlando Silva
Acompanhamento do Regional Odeon
Disco Odeon 12.797-A, matriz 8246
Gravado em 23 de junho de 1947 e lançado em setembro de 1947



FUI EU
Samba de Valdemar de Abreu (Dunga) e Marina Batista
Gravado por Déo
Acompanhamento de Raul e Seu Conjunto
Disco Continental 15.849-A, matriz 1736-1
Gravado em 01 de outubro de 1947 e lançado em dezembro de 1947



ORAÇÃO
Bolero de Valdemar de Abreu (Dunga)
Gravado por Edson Lopes
Acompanhamento de Orquestra
Disco Odeon 13.282-A, matriz 9214
Gravado em 02 de janeiro de 1952 e lançado em junho de 1952



CONCEIÇÃO
Samba Canção de Jair Amorim e Valdemar de Abreu (Dunga)
Gravado por Cauby Peixoto
Disco Columbia CB-10.285-A, matriz CBO-770
Lançado em setembro de 1956



CONCEIÇÃO
Samba Canção de Valdemar de Abreu (Dunga) e Jair Amorim
Gravado por Vicente Celestino
Acompanhamento de Orquestra
Disco RCA Victor 80-2011-A, matriz 13-J2PB-0493
Gravado em 10 de setembro de 1958 e lançado em dezembro de 1958











Agradecimento ao Arquivo Nirez










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...