Páginas

Translate

domingo, 17 de novembro de 2019

MAESTRO J. THOMAZ - 121 ANOS


J. THOMAZ
A Noite, 08 de julho de 1933, p. 01
http://memoria.bn.br


Há 121 anos nascia o maestro, compositor e cantor J. THOMAZ.

João Thomaz de Oliveira nasceu no Rio de Janeiro em 17 de novembro de 1898. Também era instrumentista.

Uma característica marcante de J. Thomaz era reger suas orquestras utilizando luvas brancas. Isso se devia pelo fato de que, quando ainda era baterista, queimou suas mãos soltando um foguete em uma festa de São João. Por esse acontecimento, ele trocou a bateria pela batuta de maestro, mesmo sem saber ler música.

Em 1921, ele substituiu Luís de Oliveira (que falecera após as primeiras apresentações) na bandola e reco-reco no grupo Oito Batutas. Ao lado dos Oito Batutas, fez diversas apresentações, porém, devido a uma doença, não viajou a Paris em 1922, na célebre excursão feita pelo grupo. O empresário Arnaldo Guinle, que ajeitou a viagem, havia lhe presenteado pouco antes com uma bateria.

Em 1922, já reestabelecido, J. Thomaz viajou com os Oito Batutas para a Argentina. O grupo fez muito sucesso perante o público e a crítica e ainda gravou vinte músicas, das quais ele participou. Nessas gravações foram registradas duas músicas de sua autoria, os sambas Faladô e Caruru, este em parceria com Donga. Ainda na Argentina, algumas divergências entre os integrantes causaram a dissipação do grupo. Retornou ao Brasil com Donga e Julinho de Oliveira, passando a integrar o conjunto Oito Cotubas, que rivalizava com os Oito Batutas.

Em 1929, compôs ao lado do maestro Martinez Grau as músicas para a revista Mineiro com Botas, com letras de Marques Porto e Luiz Peixoto, sendo a peça escrita por J. Aymberê.

Ainda em 1929, quando era diretor de um conjunto musical, foi ouvido durante uma transmissão radiofônica pelo americano que viajava de navio para o Brasil no intuito de instalar a gravadora Brunswick. O americano e sua esposa ficaram encantados com o que ouviram, resolvendo contratar J. Thomaz como diretor musical da Brunswick. 

Além de diretor artístico da gravadora, J. Thomaz foi também organizador e diretor da Orquestra Brunswick, onde atuou também como baterista e cantor.

Escreveu música para a revista Guerra ao Mosquito, de 1929, da autoria de Luiz Peixoto e Marques Porto, que era apresentada pela Companhia Margarida Max no Theatro Carlos Gomes. J. Thomaz se tornou a atração da revista ao reger a orquestra com luvas brancas. Um dos sucessos da pela foi o samba Sarambá, de sua autoria.


Critica, 1930.
http://memoria.bn.br/

 Antônio Amorim Diniz, o famoso Duque, colocaria letra em Sarambá, misturando português e francês. Caberia ao próprio J. Thomaz gravar o samba em 1929, sendo o primeiro disco gravado da Brunswick, que trazia do lado B o samba Rian, também de J. Thomaz, gravado pela Orquestra Brunswick, dirigida por ele. O disco foi lançado em dezembro de 1929.

Sarambá teria várias regravações nas décadas seguintes.



O Malho, 1930.
http://memoria.bn.br/


O Malho, 1930.
http://memoria.bn.br/

 Em 1931, Castro Barbosa gravaria o samba Vou Pegá Lampião, em alusão ao cangaceiro Virgulino Ferreira, conhecido como Lampião. Castro Barbosa gravaria também o bonito fox/samba de J. Thomaz e Orestes Barbosa, Flor do Asfalto, que seria regravado em 1956 por Cauby Peixoto em ritmo de fox.


Diario Carioca, 07 de dezembro de 1930, p. 09
http://memoria.bn.br/


Em 1932, Alda Verona lançaria a valsa Sônia, de J. Thomaz em parceria com Orestes Barbosa, e Elisa Coelho lançaria os sambas Viva o Meu Brasil e Nega Maria, ambos de J. Thomaz. Ainda com Orestes Barbosa, J. Thomaz comporia Carnaval Triste, um fox canção gravado em 1932 por Jorge Fernandes.

Jesy Barbosa gravaria em 1933 duas belas composições da dupla J. Thomaz e Orestes Barbosa, os foxes canção Saudades do Arranha-Céu e Olhos Perdidos.


A Noite, 12 de abril de 1933, p. 02
http://memoria.bn.br/


A Noite, 08 de julho de 1933, p. 01
http://memoria.bn.br


Arnaldo Amaral lançaria em 1934 de J. Thomaz, Revertere Ad Locum Tuum, samba em que mistura frases em latim com português. Arnaldo Amaral também lançou nesse mesmo ano o samba Peço a Palavra pela Ordem, que ficou em quarto lugar em um concurso promovido pelo jornal A Noite, o segundo samba recebeu uma menção honrosa.

Conhecido como “o maestro das luvas brancas”, J. Thomas faleceu no Rio de Janeiro em 24 de novembro de 1948, poucas semanas após completar 50 anos de idade.


O Radical, 1939
http://memoria.bn.br


Trago 38 gravações da autoria de J. Thomaz onde ele atua como cantor e compositor. Suas músicas são interpretadas por nomes como Francisco Alves, Fernando, Jesy Barbosa, Alda Verona, Jorge Fernandes, entre outros.



J. Thomaz Intérprete


SARAMBÁ
Samba de J. Thomaz e Antônio de Amorim Diniz (Duque)
Gravado por J. Thomaz
Acompanhamento da Orquestra Brunswick e Coro
Disco Brunswick 10.000-A, matriz 23
Lançado em dezembro de 1929



TU VAIS CHORAR
Samba de M. Caldeira
Gravado por J. Thomaz
Acompanhamento da Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.001-A, matriz 7
Lançado em dezembro de 1929



TERESINHA
Samba Canção de J. Thomaz
Gravado por J. Thomaz
Acompanhamento da Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.001-B, matriz 37
Lançado em dezembro de 1929



BATUQUE
Batuque de Marcello Tupynambá e Coelho Neto
Gravado por J. Thomaz
Acompanhamento da Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.002-A, matriz 10
Lançado em dezembro de 1929



AÍDA
Samba de J. Thomaz
Gravado por J. Thomaz
Acompanhamento da Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.009-A, matriz 40
Lançado em janeiro de 1930



MIOLO DE BAIANO
Samba de Ernesto dos Santos (Donga) e J. André
Gravado por J. Thomaz
Acompanhamento da Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.014-B, matriz 72
Lançado em janeiro de 1930



MALVADA
Samba de J. Thomaz
Gravado por J. Thomaz
Acompanhamento da Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.026-A, matriz 126
Lançado em fevereiro de 1930



EU SOU GOSTOSO
Samba de J. Thomaz
Gravado por J. Thomaz
Acompanhamento da Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.026-B, matriz 47
Lançado em fevereiro de 1930



GUIOMAR
Samba de João da Gente
Gravado por J. Thomaz
Acompanhamento da Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.032-A, matriz 124
Lançado em março de 1930



JUVENÁ
Samba de J. Thomaz
Gravado por J. Thomaz
Acompanhamento da Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.062-B, matriz 70
Lançado em junho de 1930



VAI TRABALHAR
Samba de J. Thomaz
Gravado por J. Thomaz
Acompanhamento do Grupo dos Antigos
Disco Odeon 10.778-A, matriz 4134
Lançado em abril de 1931



SOU DO CATETE
Samba de J. Thomaz
Gravado por J. Thomaz
Acompanhamento do Grupo dos Antigos
Disco Odeon 10.778-B, matriz 4134
Lançado em abril de 1931


  
J. Thomaz Compositor


FALADÔ
Samba de João Thomaz (J. Thomaz)
Gravado pelos Oito Batutas
Disco Victor 73.833-B, matriz 73833B
Lançado em 1923



CARURU
Samba de João Thomaz (J. Thomaz) e Ernesto dos Santos (Donga)
Gravado pelos Oito Batutas
Disco Victor 73.827-B
Lançado em 1923



ROSA MEU BEM
Samba de J. Thomaz
Gravado por Fernando
Disco Odeon Record 123.019
Gravado em lançado em 1926



BOM QUE DÓI
Choro de J. Thomaz
Gravado por Vantuil de Carvalho
Acompanhamento do Brazilian Jazz J. Thomaz
Disco Odeon Record 123.047
Gravado em lançado em 1926



ROSA MEU BEM
Canção Brasileira de J. Thomaz
Gravada por Francisco Alves
Disco Odeonete – 110-A, matriz 106
Lançado em 1927



RIAN
Samba de J. Thomaz
Gravado pela Orquestra Brunswick, sob a direção de J. Thomaz
Disco Brunswick 10.000-B, matriz 6
Lançado em dezembro de 1929



SARAMBÁ
Samba de J. Thomaz
Gravado pela Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.110-A, matriz 486
Lançado em outubro de 1930



VOU PEGÁ LAMPIÃO
Samba de J. Thomaz
Gravado por Castro Barbosa
Acompanhamento da Orquestra J. Thomaz
Disco Victor 33.451-A, matriz 65183-1
Gravado em 03 de julho de 1931 e lançado em agosto de 1931



CARIOCA
Samba de J. Thomaz e Orestes Barbosa
Gravado por Castro Barbosa
Acompanhamento da Orquestra J. Thomaz
Disco Victor 33.451-B, matriz 65184-2
Gravado em 03 de julho de 1931 e lançado em agosto de 1931



VÊ SE PODE
Choro de J. Thomaz e Sátiro de Melo
Acompanhamento da Orquestra J. Thomaz
Disco Victor 33.460-B, matriz 65202-1
Gravado em 28 de julho de 1931 e lançado em setembro de 1931



FLOR DO ASFALTO
Fox e Samba de J. Thomas e Orestes Barbosa
Gravado por Castro Barbosa
Acompanhamento da Orquestra J. Thomaz
Disco Victor 33.493-A, matriz 65239-4
Gravado em 30 de outubro de 1931 e lançado em dezembro de 1931



ROSALINA
Samba de J. Thomas e Orestes Barbosa
Gravado por Jonjoca
Acompanhamento da Orquestra J. Thomaz
Disco Victor 33.493-B, matriz 65240-2
Gravado em 16 setembro de 1931 e lançado em dezembro de 1931



A VIDA É TUDO TUDO PARA VOCÊ
Fox Trot de J. Thomaz
Gravado por Francisco Alves
Acompanhamento da Orquestra Copacabana
Disco Odeon 10.921-B, matriz 4430
Gravado em 07 de abril de 1932 e lançado em 1932



SÔNIA
Valsa de Thomas e Orestes Barbosa
Gravada por Alda Verona
Acompanhamento de Harry Kosarin e Seus Almirantes
Disco Victor 33.584-A, matriz 65437-3
Gravado em 14 de junho de 1932 e lançado em março de 1933



VIVA O MEU BRASIL
Samba de J. Thomaz
Gravado por Elisa Coelho
Acompanhamento do Grupo da Guarda Velha
Disco Victor 33.593-A, matriz 65559-2
Gravado em 18 de julho de 1932 e lançado em agosto de 1932



NEGA MARIA
Samba de J. Thomaz
Gravado por Elisa Coelho
Acompanhamento do Grupo da Guarda Velha
Disco Victor 33.593-B, matriz 65558-2
Gravado em 18 de julho de 1932 e lançado em agosto de 1932



CARNAVAL TRISTE
Fox Canção de Thomas e Orestes Barbosa
Gravado por Jorge Fernandes
Acompanhamento de Harry Kosarin e Seus Almirantes
Disco Victor 33.636-A, matriz 65573-1
Gravado em 27 de outubro de 1932 e lançado em março de 1933



SAUDADES DO ARRANHA-CÉU
Fox Canção de J. Thomaz e Orestes Barbosa
Gravado por Jesy Barbosa
Acompanhamento de J. Thomaz e Sua Orquestra
Disco Columbia 22.236-B, matriz 381520
Lançado em 1933



OLHOS PERDIDOS
Fox Canção de J. Thomaz e Orestes Barbosa
Gravado por Jesy Barbosa
Acompanhamento de J. Thomaz e Sua Orquestra
Disco Columbia 22.236-B, matriz 381521
Lançado em 1933



PEÇO A PALAVRA PELA ORDEM
Samba de J. Thomaz
Gravado por Arnaldo Amaral
Acompanhamento de J. Thomaz e Sua Orquestra
Disco Columbia 22.241-B, matriz 381518-1
Lançado em 1934



REVERTERE AD LOCUM TUUM
Samba de J. Thomaz
Gravado por Arnaldo Amaral
Acompanhamento de J. Thomaz e Sua Orquestra
Disco Columbia 22.241-B, matriz 381519-1
Lançado em 1934



SARAMBÁ
Samba de Antônio Amorim Diniz (Duque) e J. Thomaz
Gravado pelos Anjos do Inferno
Disco Victor 80-0318-A, matriz S- S-078210-1
Gravado em 26 de junho de 1945 e lançado em setembro de 1945



TERESINHA VEM
Samba de J. Thomaz
Gravado pelos Anjos do Inferno
Disco Victor 80-0318-B, matriz S-078211-1
Gravado em 27 de junho de 1945 e lançado em setembro de 1945



FLOR DO ASFALTO
Fox Canção de J. Thomaz e Orestes Barbosa
Gravado por Cauby Peixoto
Acompanhamento de Orquestra
Disco RCA Victor 80-1691-B, matriz BE6-VB-1266
Gravado em 22 de agosto de 1956 e lançado em novembro de 1956



SARAMBÁ
Maxixe de J. Thomaz e Amorim Diniz (Duque)
Gravado por Joel de Almeida
Acompanhamento de Seus Turunas
Disco Odeon 14.193, matriz RIO-11513
Gravado em 25 de janeiro de 1957 e lançado em abril de 1957



SARAMBÁ
Samba de J. Thomas e Antônio Amorim Diniz (Duque)
Gravado por Paulo Alencar
Acompanhamento de Sua Orquestra
Disco Copacabana 6.299, matriz M-3067
Lançado em 1961











Agradecimento a Gilberto Inácio Gonçalves e ao Arquivo Nirez










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...