Translate

domingo, 9 de fevereiro de 2020

CARMEN MIRANDA INTERPRETA ARY BARROSO

CARMEN MIRANDA
Anos 30
O Cruzeiro, 1955
Arquivo Nirez



Há 111 anos nascia a cantora CARMEN MIRANDA, nossa querida Pequena Notável.

Nessa mesma data, há 56 anos falecia o compositor ARY BARROSO.

Maria do Carmo Miranda da Cunha nasceu em Marco de Canaveses, distrito da cidade do Porto, em Portugal, em 09 de fevereiro de 1909. Veio com mais ou menos um ano de idade para o Brasil, acompanhada da mãe, d. Maria Emília, e de sua irmã mais velha, Olinda. Seu pai, José, já as esperava no Brasil, onde veio em busca de melhores condições de trabalho.

Carmen Miranda iniciou sua carreira artística em 1928, cantando em eventos beneficentes, especializando-se em tangos. Porém, ela também cantava música popular brasileira e fazia uma boa imitação de Aracy Côrtes cantando Yayá (Linda Flor) e Chora Violão. Porém, Carmen Miranda, com seu brilho e talento próprios logo se destacaria no meio artístico, gravando alguns discos em 1929 (pela Brunswick e Victor).

Pela gravadora Victor ela foi contratada em fins de 1929, gravando seu primeiro grande sucesso já em janeiro de 1930, a marcha de Joubert de Carvalho, P´ra Você Gostar de Mim, mais conhecida como Taí e feita especialmente para ela. Foi a partir de então que ela passou a ser conhecida nacionalmente e em pouco tempo se tornaria a cantora mais famosa do país. Depois de uma bem-sucedida carreira nacional, ela seguiria para os EUA (em 1939), para uma triunfante carreira internacional, ficando conhecida no mundo inteiro com suas vestes de baiana.

Carmen Miranda faleceu nos EUA em 05 de agosto de 1955, sendo enterrada no Rio de Janeiro.


Ary Barroso nasceu em Ubá (MG), em 07 de novembro de 1903. No Rio de Janeiro da década de 1920, ele se destacaria no meio musical como um de nossos mais talentosos compositores. Em seu início de carreira, teve suas músicas cantadas pela estrela Aracy Côrtes (que lançou vários compositores de sucesso) no Teatro de Revista. Nas décadas seguintes, Ary Barroso seria um de nossos maiores compositores, reconhecido internacionalmente graças a músicas como Aquarela do Brasil, gravada por Francisco Alves em 1939.

Ary Barroso faleceu no Rio de Janeiro em 09 de fevereiro de 1964.


ARY BARROSO
O Malho, 1940
http://memoria.bn.br/


Carmen Miranda e Ary Barroso tiveram suas carreiras artísticas em contato desde o final da década de 1920. Carmen era ainda uma jovem iniciante no cenário musical e Ary já vinha se fixando como compositor.

Contratada pela Victor em novembro ou dezembro de 1929, Carmen Miranda gravava seu segundo disco nessa empresa em 14 de dezembro de 1929, e era justamente um samba de Ary Barroso, em parceria com Marques Porto e Luiz Peixoto, intitulado O Nêgo no Samba, que seria lançado em maio de 1930.


Selo de O Nêgo no Samba
Arquivo Gilberto Inácio Gonçalves

A segunda composição da autoria de Ary Barroso que Carmen Miranda gravou foi o samba Deixa Disso, registrado em cera no dia 13 de dezembro de 1930, quase um ano exato de sua segunda gravação na Victor.

Seguiram-se sambas e marchas ao longo de 1930 e 1931. Exatamente dois anos após gravar O Nêgo no Samba, Carmen Miranda gravava o samba de Ary Barroso, Sonhei Que era Feliz. Um fato interessante se dá nessa gravação: quem canta ao lado de Carmen é a soprano Zaíra de Oliveira (que seria esposa de Donga). Zaíra era uma de nossas mais belas vozes e, talvez, por ter uma extensão vocal maior que Carmen, procurou cantar mais baixo. Infelizmente, o resultado foi que sua voz ficou quase imperceptível, sobressaindo a voz de Carmen Miranda. Uma pena, pois é um belo samba e seria mais brilhante com as vozes das duas cantoras, a exemplo da dupla Francisco Alves-Mário Reis. O nome de Zaíra de Oliveira não saiu no selo do disco.


Selo de Sonhei que era Feliz
Arquivo Gilberto Inácio Gonçalves



Carmen Miranda também gravou peças de Ary Barroso ao lado de cantores como Sílvio Caldas, Almirante, Nestor Amaral e, até o próprio Ary Barroso fazendo participações nas gravações.

A primeira música de Ary que Carmen gravou com Sílvio Caldas foi o samba Gira, em parceria com Marques Porto, de 1931.


Selo de GiraArquivo Gilberto Inácio Gonçalves

Em 1932, Carmen gravaria em ritmo de samba uma canção de Ary Barroso intitulada Nosso Amô veio dum Sonho. Originalmente intitulada Teus Óio, fora gravada como canção brasileira por Gastão Formenti, na Parlophon, em 1929.

Na Batucada da Vida é uma das mais belas composições de Ary Barroso que Carmen Miranda gravou (1934). No Teatro de Revista teve como subtítulo A Canção da Enjeitada, sendo lançada por Zaíra Cavalcanti, com alguma alteração em parte dos versos.


Selo de Na Batucada da Vida
Arquivo Gilberto Inácio Gonçalves

Na marcha Mulatinho Bamba, de 1935, em parceria com Kid Pepe, Carmen cita o ator Clark Gable no filme Acorrentada (1934), que ele estrelou com Joan Crawford.


Selo de Mulatinho Bamba
Arquivo Gilberto Inácio Gonçalves

Em 1935, Carmen Miranda foi contratada pela gravadora Odeon, onde ficaria até 1939, gravando alguns discos em 1940. Nessa empresa ela continuaria seu sucesso, também lançado alguns de nossos clássicos musicais.

Ao lado de Ary Barroso, ela gravou a marcha Como Vaes Você?, com a participação de Ary que, ao falar sua parte, provocava risos em Carmen, tendo que refazer a gravação, feita em 1936.


Selo de Como Vaes Você
Arquivo Gilberto Inácio Gonçalves

O outro lado do disco apresenta o clássico batuque No Tabuleiro da Baiana, de Ary Barroso, que Carmen Miranda gravou magistralmente ao lado do competente e talentoso Luiz Barbosa, sendo acompanhados pelo excelente regional de Luperce Miranda. Uma delícia de gravação!


Selo de No Tabuleiro da Baiana
Arquivo Gilberto Inácio Gonçalves

A resposta a essa música viria em Quando eu penso na Bahia, samba que Ary Barroso fez em parceria com Luiz Peixoto. Sílvio Caldas gravou com Carmen Miranda em 1937.


Selo de Quando eu penso na Bahia
Arquivo Gilberto Inácio Gonçalves

Carmen gravou ainda em 1937 a maliciosa e sugestiva marcha de Ary Barroso, Eu Dei... No final das contas, ela havia dado um inocente e terno beijo... Essa marcha seria cantada pela atriz Débora Bloch na minissérie A E I O Urca, de 1990, exibida pela Rede Globo.


Selo de Eu Dei...
Arquivo Gilberto Inácio Gonçalves

Ao lado de Almirante, Carmen Miranda gravou a cena carioca Boneca de Piche, também da autoria Luiz Iglezias. Com o título original de No Morro (Eh, Eh), essa música fora gravada em 1930 por Aracy Côrtes e Augusto Vasseur, sendo lançada no Teatro de Revista por Aracy. Aliás, Carmen regravou algumas músicas gravadas originalmente por Aracy Côrtes.


Selo de Boneca de Pixe
Arquivo Gilberto Inácio Gonçalves

Outro clássico de Ary Barroso gravado originalmente por Carmen Miranda foi o samba jongo Na Baixa do Sapateiro, em 1938. Com o título de Bahia, ela seria sucesso internacional, sendo gravada também por Bing Crosby.


Selo de Na Baixa do Sapateiro
Arquivo Gilberto Inácio Gonçalves

Nos EUA, Carmen Miranda gravaria pela Decca (que aqui também relançaria os discos pela Odeon) Upa, Upa, marcha de Ary Barroso que ela gravou em 1942, gravada originalmente por Dircinha Batista como Upa, Upa (Meu Trolinho), em 1939, e regravada na década de 1980 pela Turma do Balão Mágico com o título original. Carmen Miranda também regravaria Boneca de Piche, de Ary Barroso e Luiz Iglezias, ao lado de Nestor Amaral, em 1942.


Selo de Upa Upa
Arquivo Gilberto Inácio Gonçalves



Vamos conferir as gravações e o talento desta querida dupla.



CARMEN MIRANDA e ARY BARROSO
http://www.esquinamusical.com.br/




Discos Victor


O NÊGO NO SAMBA


Samba de Ary Barroso, Marques Porto e Luís Peixoto
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Victor Brasileira
Disco Victor 33.285-B, matriz 50144-2
Gravado em 14 de dezembro de 1929 e lançado em maio de 1930



DEIXA DISSO


Samba de Ary Barroso
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento de Orquestra e Coro
Disco Victor 33.398-A, matriz 65059-2
Gravado em 13 de dezembro de 1930 e lançado em janeiro de 1931



SOU DA PONTINHA




Marcha de Ary Barroso
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento de Orquestra e Coro
Disco Victor 33.398-B, matriz 65063-2
Gravado em 16 de dezembro de 1930 e lançado em janeiro de 1931



GIRA


Samba de Ary Barroso e Marques Porto
Gravado por Carmen Miranda e Sílvio Caldas
Acompanhamento de Orquestra
Disco Victor 33.445-A, matriz 65160-1
Gravado em 09 de junho de 1931 e lançado em julho de 1931



BENZINHO



Samba de Ary Barroso
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento de Orquestra
Disco Victor 33.445-B, matriz 65161-1
Gravado em 10 de junho de 1931 e lançado em julho de 1931



ISTO É XODÓ



Marcha de Ary Barroso
Gravada por Carmen Miranda e Sílvio Caldas
Acompanhamento do American Jazz
Disco Victor 33.508-B, matriz 65326-2
Gravado em 10 de dezembro de 1931 e lançado em janeiro de 1932



SONHEI QUE ERA FELIZ


Samba de Ary Barroso
Gravado por Carmen Miranda e Zaíra de Oliveira
Acompanhamento do Grupo da Guarda Velha
Disco Victor 33.508-A, matriz 65329-1
Gravado em 14 de dezembro de 1931 e lançado em janeiro de 1932



NOSSO AMÔ VEIO DUM SONHO


Samba de Ary Barroso
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do American Jazz
Disco Victor 33.537-A, matriz 65404-2
Gravado em 10 de março de 1932 e lançado em março de 1932



NA BATUCADA DA VIDA


Samba Canção de Ary Barroso e Luiz Peixoto
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 33.769-B, matriz 65957-1
Gravado em 20 de março de 1934 e lançado em abril de 1934



POR ESPECIAL FAVOR



Marcha de Ary Barroso
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 33.769-A, matriz 65958-1
Gravado em 21 de março de 1934 e lançado em abril de 1934



BALÃO QUE MUITO SOBE



Marcha de Ary Barroso e Oswaldo Santiago
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento dos Diabos do Céu, sob a Direção de Pixinguinha
Disco Victor 33.788-B, matriz 79639-1
Gravado em 09 de maio de 1934 e lançado em junho de 1934



A B C DO AMOR





Marcha de Ary Barroso
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento dos Diabos do Céu, sob a Direção de Pixinguinha
Disco Victor 33.858-A, matriz 79720-1
Gravado em 10 de outubro de 1934 e lançado em dezembro de 1934



MULATINHO BAMBA




Marcha de Ary Barroso e Kid Pepe
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 33.904-A, matriz 79809-1
Gravado em 08 de janeiro de 1935 e lançado em fevereiro de 1935



ANOITECEU




Samba de Ary Barroso
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 33.904-B, matriz 79810-1
Gravado em 08 de janeiro de 1935 e lançado em fevereiro de 1935




Disco Odeon


COMO VAES VOCÊ
Marcha de Ary Barroso
Gravada por Carmen Miranda e Ary Barroso
Acompanhamento do Conjunto Regional Pixinguinha e Luperce Miranda
Disco Odeon 11.402-A, matriz 5405
Gravado em 02 de outubro de 1936 e lançado em novembro de 1936



NO TABULEIRO DA BAIANA
Batuque de Ary Barroso
Gravado por Carmen Miranda e Luiz Barbosa
Acompanhamento do Conjunto Regional de Luperce Miranda
Disco Odeon 11.402-B, matriz 5401
Gravado em 29 de setembro de 1936 e lançado em novembro de 1936



NÃO SE DEVE LAMENTAR
Marcha de Ary Barroso
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto Regional
Disco Odeon 11.442-A, matriz 5488
Gravado em 10 de dezembro de 1936 e lançado em janeiro de 1937



NOVO AMOR


Samba de Ary Barroso
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto Regional
Disco Odeon 11.442-B, matriz 5489
Gravado em 10 de dezembro de 1936 e lançado em janeiro de 1937



QUANDO EU PENSO NA BAHIA
Samba Jongo de Ary Barroso e Luiz Peixoto
Gravado por Carmen Miranda e Sílvio Caldas
Acompanhamento do Grupo da Odeon
Disco Odeon 11.540-A, matriz 5664
Gravado em 17 de setembro de 1937 e lançado em dezembro de 1937



EU DEI...
Marcha de Ary Barroso
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento de Conjunto Regional
Disco Odeon 11.540-B, matriz 5670
Gravado em 21 de setembro de 1937 e lançado em dezembro de 1937




VOCÊ ESTÁ AÍ PRA ISSO


Marcha de Ary Barroso
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Odeon Sob Direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.569-A, matriz 5738
Gravado em 14 de dezembro de 1937 e lançado em fevereiro de 1938



POIS SIM, POIS NÃO


Samba de Ary Barroso
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Odeon Sob Direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.569-B, matriz 5737
Gravado em 14 de dezembro de 1937 e lançado em fevereiro de 1938



BONECA DE PICHE
Cena Carioca de Ary Barroso e Luiz Iglezias
Gravado por Carmen Miranda e Almirante
Acompanhamento da Orquestra Odeon Sob Direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.654-A, matriz 5908
Gravado em 31 de agosto de 1938 e lançado em outubro de 1938



ESCREVI UM BILHETINHO


Marcha de Ary Barroso
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Odeon Sob Direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.654-B, matriz 5909
Gravado em 31 de agosto de 1938 e lançado em outubro de 1938



SALADA MISTA


Marcha de Ary Barroso
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Odeon Sob Direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.667-A, matriz 5936
Gravada em 17 de outubro de 1938 e lançado em novembro de 1938



NA BAIXA DO SAPATEIRO


Samba Jongo de Ary Barroso
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Odeon Sob Direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.667-B, matriz 5937
Gravada em 17 de outubro de 1938 e lançado em novembro de 1938



BATALHÃO DO AMOR


Marcha de Ary Barroso
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento do Grupo da Odeon
Disco Odeon 11.684-A, matriz 5983
Gravado em 02 de dezembro de 1938 e lançado em dezembro de 1938



VINGANÇA


Samba de Ary Barroso e Alcir Pires Vermelho
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Grupo da Odeon
Disco Odeon 11.684-B, matriz 5974
Gravado em 24 de novembro de 1938 e lançado em dezembro de 1938



A VIZINHA DAS VANTAGENS


Samba de Ary Barroso e Alcir Pires Vermelho
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Grupo da Odeon
Disco Odeon 11.697-A, matriz 5990
Gravado em 08 de dezembro de 1938 e lançado em fevereiro de 1939



E A FESTA MARIA?


Samba de Ary Barroso e Alcir Pires Vermelho
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Grupo da Odeon
Disco Odeon 11.697-B, matriz 5982
Gravado em 08 de dezembro de 1938 e lançado em fevereiro de 1939




Discos Decca


BONECA DE PICHE
Samba (Cena Carioca) de Ary Barroso e Luiz Iglezias
Gravado por Carmen Miranda e Nestor Amaral
Acompanhamento do Bando da Lua
Disco Decca 23.265-B, matriz L 3136
Gravado em 25 de julho de 1942 e lançado em 1942



UPA UPA

Marcha de Ary Barroso

Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Bando da Lua
Disco Odeon 288.084-A, matriz L 3729
Gravado em 27 de janeiro de 1945 e lançado em 1945
Obs. Lançado originalmente em disco Decca.













Agradecimento a Gilberto Inácio Gonçalves e ao Arquivo Nirez










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...