Páginas

Translate

terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

EFEMÉRIDES DE 18 DE FEVEREIRO: CARECA, MIRANDELA, VICENTE PAIVA, ANÍSIO SILVA E NELSON CAVAQUINHO

 A data de hoje, 18 de fevereiro, marca o nascimento ou falecimento dos seguintes artistas: CARECA, MIRANDELA, VICENTE PAIVA, ANÍSIO SILVA e NELSON CAVAQUINHO.




CARECA
(LUIZ NUNES SAMPAIO)


(CARECA)
LUIZ NUNES SAMPAIO
http://www.institutopianobrasileiro.com.br


Luís Nunes Sampaio nasceu no Rio de Janeiro em 18 de fevereiro de 1886. Morava no Catumbi e foi um grande animador do Carnaval carioca da década de 1920. Organizou, em 1919, o Bloco dos Almofadinhas, fazendo sucesso nos desfiles carnavalescos. Também esteve ligado ao Clube dos Fenianos e ao Clube dos Zuavos onde, segundo Jota Efegê, “participava das festas tocando ao piano choros ‘convidativos’ e ‘desengonçados’ maxixes”. Chegou a criar alguns blocos carnavalescos.

Suas músicas começaram a ser gravadas no início dos anos 20, inclusive pelo cantor Bahiano, que lançaria em 1922 a marcha Ai, Seu Mé, em parceria com Freire Jr., uma sátira a Arthur Bernardes, de sucesso no carnaval desse ano. Bernardes era o então candidato à Presidência da República (que foi eleito) e tinha os apelidos de CarneiroRolinha e Seu Mé, o primeiro e o último por acharem que ele tinha o rosto parecido com um carneiro.

Em 1925, novo sucesso com a marcha Os Passarinhos da Carioca, gravada pelo Grupo do Pimentel e por Fernando, muito cantada no carnaval.

Ainda teve suas músicas gravadas por Francisco Alves na fase mecânica e elétrica.

Luís Nunes Sampaio faleceu no Rio de Janeiro em 21 de maio de 1953.



BA BE BI
Samba Carnavalesco de Luís Nunes Sampaio (Careca)
Gravado por Bahiano
Acompanhamento de Flauta e Violão
Disco Odeon Record 121.722
Lançado em 1920




AI SEU MÉ
Marcha Carnavalesca de Freire Jr e Luís Nunes Sampaio (Careca)
Gravada por Bahiano
Acompanhamento da Orquestra do Chico Boia e Coro
Disco Odeon Record 122.115
Lançado em 1922



CASACO DA MULATA
Samba Carnavalesco de Luís Nunes Sampaio (Careca)
Gravado por Maria Marzulo e Bahiano
Disco Odeon Record 122.639
Lançado em 1924


OS PASSARINHOS DA CARIOCA
Marcha de Luís Nunes Sampaio (Careca)
Gravada por Fernando
Acompanhamento do Jazz Band Sul Americano Romeu Silva
Disco Odeon Record 122.842
Lançado em 1925



AI LÉ LÉ
Marcha Política de Luís Nunes Sampaio (Careca)
Gravada por Francisco Alves
Acompanhamento da Orquestra Jazz Band Pan American do Cassino Copacabana
Disco Odeon Record 123.274, matriz 1102 (1107)
Lançado em 1927



FOI VOCÊ QUEM ME DEIXOU
Samba de Luís Nunes Sampaio (Careca)
Gravado por Francisco Alves
Acompanhamento da Orquestra Jazz Band Pan American do Cassino Copacabana
Disco Odeon Record 123.275, matriz 1123
Lançado em 1927




FALSIDADE
Valsa de Luís Nunes Sampaio (Careca)
Gravada por Francisco Alves
Acompanhamento da Orquestra Rio Artists
Disco Odeon 10.367-B, matriz 2452
Lançado em abril de 1929



TOMARA QUE CHOVA
Samba de Luís Nunes Sampaio (Careca)
Gravado por Francisco Alves
Acompanhamento da Orquestra Pan American
Disco Odeon 10.386-B, matriz 2476
Lançado em maio de 1929



O TOQUE DO ASSUERO
Marcha de Luís Nunes Sampaio (Careca)
Gravada por Alfredo Albuquerque
Disco Odeon 10.464-A, matriz 2811
Lançado em setembro de 1929



BOQUINHA DE ANJO
Samba de Luís Nunes Sampaio (Careca)
Gravado por Lucy Campos e Francisco Alves
Acompanhamento da Orquestra Pan American, sob a direção de Simon Bountman
Disco Odeon 10.541-A, matriz 3167-1
Lançado em janeiro de 1930






MIRANDELA


MIRANDELA
http://memoria.bn.br/


Boabdil Miranda Varejão nasceu no Rio de Janeiro em 1887.

Era cantor, compositor e letrista.

Entre seus amigos, estavam João Pernambuco, compositor e violonista, e Paulo Bittencourt, proprietário do jornal carioca Correio da Manhã.

Como Mirandela, Boabdil fez sucesso no carnaval de 1919 com o samba carnavalesco A Rolinha do Sertão (Assim é que é), em parceria com J. Resende, gravado por Bahiano.

Como cantor, Mirandela gravou quatro músicas em dois discos, pela Victor. Em 1929, gravou dois monólogos, Martírio Violento, de Apporeli, e A Causa de Mô Nome, de sua autoria. Em fins de 1929, lançou um segundo disco, com os fados A Melhor das Três, de sua autoria, e Quadras Populares, tema popular com seus arranjos.

Mirandela faleceu no Rio de Janeiro em 18 de fevereiro de 1947.



Correio da Manhã, 20 de fevereiro de 1947, p.02
http://memoria.bn.br/


Correio da Manhã, 22 de fevereiro de 1947, p.06
http://memoria.bn.br/


Correio da Manhã, 25 de fevereiro de 1947, p.10
http://memoria.bn.br/


Mirandela Cantor

MARTÍRIO VIOLENTO
Monólogo Humorístico de Apporelly
Gravado por Mirandela
Disco Victor 33.215-A, matriz 50029-1
Gravado em 10 de setembro de 1929 e lançado em novembro de 1929



A CAUSA DO MÓ NOME
Monólogo Humorístico de Mirandela
Gravado por Mirandela
Disco Victor 33.215-B, 50033-3
Gravado em 10 de setembro de 1929 e lançado em novembro de 1929



Mirandela Compositor

A ROLINHA DO SERTÃO (ASSIM É QUE É)
Samba Carnavalesco de Mirandella e J. Rezende
Gravado por Bahiano
Acompanhamento de Violão
Disco Odeon Record 121.531
Lançado em 1919
Obs. No acompanhamento há também instrumentos de sopro.







VICENTE PAIVA


VICENTE PAIVA
http://memoria.bn.br


Vicente Paiva Ribeiro nasceu em São Paulo, em 18 de abril de 1908 e faleceu no Rio de Janeiro em 18 de fevereiro de 1964.

Era mais conhecido como Vicente Paiva.

Uma de suas composições mais famosas é Mamãe Eu Quero, em parceria com Jararaca. Foi um dos grandes compositores dos anos 30 e 40. Compôs também para grandes nomes como Carmen Miranda (Disseram Que Voltei Americanizada, em parceria com Luís Peixoto) e Dalva de Oliveira (Ave Maria, com Jaime Redondo e Olhos Verdes).

Era pai da atriz, cantora e pesquisadora Daisy Paiva.

Gravou alguns discos entre 1929 e 1930.




Vicente Paiva Cantor

MULHERES SAPECAS
Samba de João da Gente
Gravado por Vicente Paiva
Acompanhamento da Orquestra Típica Donga
Disco Parlophon 13.017-A, matriz 2462
Gravado em março de 1929 e lançado em setembro de 1929



BEIJAR NÃO É PECADO


Samba de Oscar Cardona
Gravado por Vicente Paiva Ribeiro
Acompanhamento da Orquestra Victor
Disco Victor 33.219-B, matriz 50055-2
Gravado em 19 de setembro de 1929 e lançado em novembro de 1929



Vicente Paiva Compositor

CHIQUINHA
Marcha Carnavalesca de Vicente Paiva
Gravada por Francisco Alves
Acompanhamento de Simão Nacional Orquestra
Disco Parlophon 13.057-A, matriz 2959
Gravado em 1929 e lançado em novembro de 1929



BEIJOS AO LUAR


Valsa Canção de Vicente Paiva e André Filho
Gravada por Augusto de Sá Filho
Acompanhamento da Orquestra Victor Brasileira
Disco Victor 33.281-B, matriz 50228-2
Gravado em 05 de abril de 1930 e lançado em junho de 1930



MAL DE AMOR


Valsa de Vicente Paiva e André Filho
Gravada por Alda Verona
Acompanhamento de Harry Kosarin e Seus Almirantes
Disco Victor 33.658-A, matriz 65699-1
Gravado em 07 de abril de 1933 e lançado em maio de 1933



MAMÃE EU QUERO
Marcha de José Luiz Calazans (Jararaca) e Vicente Paiva
Gravada por Jararaca e Almirante
Acompanhamento de Seu Conjunto
Disco Odeon 11.449-A, matriz 5499
Gravado em 17 de dezembro de 1936 e lançado em janeiro de 1937



VOLTEI PRO MORRO
Samba de Vicente Paiva e Luiz Peixoto
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Conjunto Odeon, sob a direção de Simon Boutman e com Vicente Paiva ao Piano
Disco Odeon 11.902-A, matriz 6457
Gravado em 02 de setembro de 1940 e lançado em outubro de 1940



DIZ QUE TEM
Samba Batuque de Vicente Paiva e Haníbal Cruz
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Conjunto Odeon, sob a direção de Simon Boutman e com Vicente Paiva ao Piano
Disco Odeon 11.902-B, matriz 6458
Gravado em 02 de setembro de 1940 e lançado em outubro de 1940



POR FAVOR NÃO VÁ
Samba de Vicente Paiva e Darci de Oliveira
Gravado por Marilu
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 34.806-A, matriz S-052288
Gravado em 01 de agosto de 1941 e lançado em outubro de 1941



MINHA JANGADA
Samba de Vicente Paiva e Chiquinho Sales
Gravado por Léo Albano
Acompanhamento de Vicente Paiva e Sua Orquestra
Disco Victor 80-0005-B, matriz S-052593
Gravado em 06 de agosto de 1942 e lançado em outubro de 1942



ORAÇÃO AO BONFIM
Samba de Vicente Paiva e Chiquinho Sales
Gravado por Francisco Alves
Acompanhamento de Fon Fon e Sua Orquestra
Disco Odeon 12.454-B, matriz 7547
Gravado em 24 de abril de 1944 e lançado em junho de 1944



OLHOS VERDES
Samba de Vicente Paiva
Gravado por Dalva de Oliveira
Acompanhamento de Orquestra
Disco Odeon 13.002-A, matriz 8650-1
Gravado em 11 de março de 1950 e lançado em maio de 1950



AVE MARIA
Samba de Vicente Paiva e Jaime Redondo
Gravado por Dalva de Oliveira
Acompanhamento de Osvaldo Borba e Sua Orquestra
Disco Odeon 13.056-A, matriz 8790
Gravado em 05 de setembro de 1950 e lançado em novembro de 1950



HINO À VIDA
Samba de Vicente Paiva, Max Nunes e J. Maia
Gravado por Aracy Côrtes
Acompanhamento de Orquestra
Disco Odeon 13.398-B, matriz 9547
Gravado em 23 de dezembro de 1952 e lançado em março de 1953







ANÍSIO SILVA


ANÍSIO SILVA
Arquivo Nirez


Anísio Silva nasceu em Caitité (BA), em 29 de julho de 1920.

Ainda na infância sua família mudou-se para o interior de São Paulo, indo depois morar na capital paulista.

Em 1945, ele vai para o Rio de Janeiro e emprega-se como balconista em uma farmácia.

Sua estreia nos discos aconteceu em 1952, seguindo um estilo romântico.

Sua primeira gravação, na gravadora Star, foi o samba-canção Um Passado Tristonho, da autoria de Mary Monteiro e Acúrcio Rosas, e a valsa Quando me Lembro, de Alencar Terra.

Em 1957, já contratado pela Odeon, viveu a melhor fase de sua carreira.
Aí, gravou o bolero Sonhando Contigo, de grande sucesso, que o levou a ser o primeiro artista brasileiro a ganhar um disco de ouro.

Anísio Silva excursionou bastante pelo brasil e em 1959 gravou duas valsas ao lado de Dalva de Oliveira: Minha Mãe, com música do maestro Lindolfo Gaya, sob versos do poeta Casimiro de Abreu, e Amor de Mãe, de Raul Sampaio.

O maior sucesso de sua carreira foi o bolero Alguém me Disse, da autoria de Evaldo Gouveia e Jair Amorim, gravado em 1960. Gal Costa regravaria em 1988, também com sucesso.

De seu casamento, teve dois filhos.

Em 1968, afastou-se da carreira artística e passou a se dedicar à administração de uma casa noturna no rio de janeiro.

Anísio Silva faleceu em 12 de fevereiro de 1989, no Rio de Janeiro, aos 68 anos de idade.


No ano 2000, Alguém me Disse foi incluída pelo crítico Ricardo Cravo Albim na coleção “as 100 músicas do século XX”, coletânea de seis Cds extraídos do acervo da Emi-Odeon.



AQUELA NOITE
Fox Trot de Anísio Silva e Oliveira Neto
Gravado por Anísio Silva e Jack Jony
Disco Copacabana 5.088-A, matriz M-435
Lançado em maio/junho de 1953



UM GRANDE AMOR
Baião de Anísio Silva e Jorge de Castro
Gravado por Anísio Silva e Jack Jony
Disco Copacabana 5.088-B, matriz M-436
Lançado em maio/junho de 1953



SEMPRE COMIGO
Samba de Anísio Silva e William Duba
Gravado por Anísio Silva
Acompanhamento de Orquestra
Disco Odeon 14.230, matriz RIO-11740
Gravado em 08 de maio de 1957 e lançado em agosto de 1957



SONHANDO CONTIGO
Bolero de Anísio Silva e Fausto Guimarães
Gravado por Anísio Silva
Acompanhamento de Orquestra
Disco Odeon 14.230, matriz RIO-11739
Gravado em 08 de maio de 1957 e lançado em agosto de 1957



ABISMO
Bolero de Anísio Silva
Gravado por Anísio Silva
Disco Odeon 14.290, matriz RIO 12134
Gravado em 12 de novembro de 1957 e lançado em janeiro de 1958



NÃO ME DIGA ADEUS
Samba de Anísio Silva e Fausto Guimarães
Gravado por Anísio Silva
Disco Odeon 14.290, matriz RIO 12135
Gravado em 12 de novembro de 1957 e lançado em janeiro de 1958



INTERESSEIRA
Bolero de Bidu Reis e Murilo Latini
Gravado por Anísio Silva
Disco Odeon 14.327, matriz RIO-12427
Gravado em 02 de abril de 1958 e lançado em agosto de 1958



TU SOMENTE TU
Bolero de Anísio Silva e Jonas Garret
Gravado por Anísio Silva
Acompanhamento de Osvaldo Borba e Sua Orquestra
Disco Odeon 14.391, matriz RIO-13028
Gravado em 05 de novembro de 1958 e lançado em novembro de 1958



A CANÇÃO DE MINHA MÃE
Valsa Canção de Bidu Reis e Murilo Latini
Gravada por Anísio Silva
Disco Odeon 14.441, matriz RIO-13296
Gravado em 06 de fevereiro de 1959 e lançado em março de 1959



MINHA MÃE
Valsa de Lindolfo Gaya e Casemiro de Abreu
Gravada por Dalva de Oliveira e Anísio Silva
Disco Odeon 14.441, matriz RIO-13297
Gravado em 06 de fevereiro de 1959 e lançado em março de 1959



QUERO BEIJAR-TE AS MÃOS
Guarânia de Arcênio de Carvalho e Lourival Faissal
Gravada por Anísio Silva
Acompanhamento de Osvaldo Borba e Sua Orquestra
Disco Odeon 14.482, matriz RIO-13524
Gravado em 17 de junho de 1959 e lançado em julho de 1959



DEVOLVA-ME
Bolero dos Irmãos Orlando
Gravado por Anísio Silva
Disco Odeon 14.527, matriz RIO-13530
Gravado em 22 de maio de 1959 e lançado em setembro de 1959



ALGUÉM ME DISSE
Bolero de Evaldo Gouveia e Jair Amorim
Gravado por Anísio Silva
Disco Odeon 14.582, matriz RIO-14009
Gravado em 14 de janeiro de 1960 e lançado em fevereiro de 1960



ESTOU PENSANDO EM TI
Bolero de Raul Sampaio e Benil Santos
Gravado por Anísio Silva
Disco Odeon 14.637, matriz RIO-14066
Gravado em 03 de fevereiro de 1960 e lançado em junho de 1960



POR TODA VIDA
Guarânia de Edson Menezes e Roberto Faissal
Gravada por Anísio Silva
Disco Odeon 14.637, matriz RIO-14070
Gravado em 04 de fevereiro de 1960 e lançado em junho de 1960







NELSON CAVAQUINHO

NELSON CAVAQUINHO
https://www.mis.rj.gov.br/


Nelson Antônio da Silva nasceu no Rio de Janeiro em 29 de outubro de 1911.

Ficou conhecido como Nelson Cavaquinho, sendo compositor e instrumentista, tocando cavaquinho e violão.

Foi um de nossos importantes compositores, tendo feito sucesso desde a década de 1940 até os anos 80.

Nelson Cavaquinho faleceu no Rio de Janeiro, em 18 de fevereiro de 1986, aos 74 anos de idade.


APRESENTA-ME ÀQUELA MULHER
Samba de Augusto Garcez, Nelson Silva e G. de Oliveira
Gravado por Cyro Monteiro
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Regional
Disco Victor 80-0107-B, matriz S-052779-1
Gravado em 25 de maio de 1943 e lançado em setembro de 1943



NÃO TE DÓI A CONSCIÊNCIA
Samba de Augusto Garcez, Nelson Silva e Ari Monteiro
Gravado por Cyro Monteiro
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Regional
Disco Victor 80-0119-B, matriz S-052799-1
Gravado em 05 de julho de 1943 e lançado em outubro de 1943



AQUELE BILHETINHO
Samba de Augusto Garcez, Nelson Silva e Arnô Canegal
Gravado por Cyro Monteiro
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 80-0282-A, matriz S-078154-1
Gravado em 13 de abril de 1945 e lançado em maio de 1945



RUGAS
Samba de Augusto Garcez, Nelson Silva e Ari Monteiro
Gravado por Cyro Monteiro
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Regional
Disco Victor 80-0406-A, matriz S-078450-1
Gravado em 21 de março de 1946 e lançado em maio de 1946





A FLOR E O ESPINHO
Samba de Nelson Silva, Guilherme de Brito e Alcides Caminha
Gravado por Raul Moreno
Acompanhamento de Conjunto
Disco Todamérica TA-5.680-A, matriz TA-100045
Gravado em 14 de fevereiro de 1957 e lançado em abril de 1957














Agradecimento a Gilberto Inácio Gonçalves e ao Arquivo Nirez










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...