Páginas

Translate

terça-feira, 16 de junho de 2020

CANINHA (JOSÉ LUÍS DE MORAES) - 59 ANOS DE SAUDADE

CANINHA
http://cifrantiga3.blogspot.com.br/


Há 59 anos falecia o compositor José Luís de Morais, mais conhecido como CANINHA.


Nascido no Rio de Janeiro, no bairro de Jacarepaguá, em 06 de julho de 1883, Caninha é considerado um dos pioneiros do início do samba, tendo sido amigo de Donga, Pixinguinha, João da Bahiana, Heitor dos Prazeres, entre outros.  Era filho de um carpinteiro e um de seus avós era violonista. Ainda criança mudou-se para a Cidade Nova. Quando, aos oito anos, ficou órfão, foi morar com uma prima de seu pai, fugindo de casa aos 12 anos.

No Méier, trabalhou em uma padaria e depois passou a vender roletes de cana, o que lhe valeu o apelido de Caninha Doce e, com o tempo, Caninha. Trabalhou ainda como pedreiro, ajudante de mecânico na Marinha mercante e foi dono de pontos de venda de jornais na Central do Brasil.

Posteriormente, ingressou como operário de carpintaria na Alfândega do Rio de Janeiro. Também trabalhou no guichê de venda de selos de imposto.

Ainda jovem, passou a frequentar as casas das tias baianas da Cidade Nova, entre elas a casa da famosa Tia Ciata. Estudou cavaquinho com Adolfo Freire.

Em 1942 caninha se casou, mas, não teve filhos. Em 1945 se aposentou, após trabalhar 20 anos na Alfândega e mais 21 na Recebedoria do Distrito Federal.


Em 1919, teve seus sambas carnavalescos Ninguém escapa do feitiço (seu primeiro grande sucesso) e Até parece coisa feita, gravados na Odeon Record respectivamente pelo Grupo Oito Emissários e pelo Grupo do Além.

Em 1920, Bahiano gravou Que vizinha danada e Essa nega qué me dá, ambos sambas carnavalescos.

Ainda nos anos 20 foi o principal rival de Sinhô na disputa do título de Rei do Samba, que coube a Sinhô.

Teve suas músicas gravadas nos anos 20 e 30 e em 1954 participou, ao lado de Pixinguinha, Donga, João da Bahiana, Alfredinho Flautim e outros, do festival da velha Guarda organizado por Almirante.


Faleceu no Rio de Janeiro, em casa, a 16 de junho de 1961, prestes a completar 78 anos de idade no bairro de Olaria. Curiosamente, um ano antes ele foi dado como morto e homenageado pela prefeitura do Distrito Federal, que colocou seu nome junto a compositores desaparecidos, como Sinhô e Noel Rosa.




NINGUÉM ESCAPA DO FEITIÇO
Samba carnavalesco
Gravado pelo Grupo dos Oito Emissários
Disco Odeon Record 121.658
Lançado em 1920




ATÉ PARECE COISA FEITA
Samba carnavalesco
Gravado pelo Grupo do Além
Disco Odeon Record 121.674
Lançado em 1920




QUEM VEM ATRÁS FECHA A PORTA (ME LEVA SEU RAFAEL)
Samba Carnavalesco de José Luís de Moraes (Caninha)
Gravado por Izaltina e Bahiano
Acompanhamento de Conjunto
Disco Odeon Record 121.729
Lançado em 1920




QUE VIZINHA DANADA
Samba carnavalesco
Gravado pelo Grupo do Moringa
Acompanhamento de clarineta, cavaquinho, violão e trombone
Disco Odeon Record 121.955

Lançado em 1921



DOMINGO EU VOU LÁ
Samba de José Luís de Moraes (Caninha)
Gravado por Bahiano
Disco Odeon Record 122.134
Lançado em 1922

NA BAHIA
Maxixe de José Luís de Moraes (Caninha)
Gravado por Fernando
Acompanhamento do Jazz Band Sul Americano Romeu Silva e Coro
Disco Odeon Record 122.778
Lançado em 1925



SE A MODA PEGA
Maxixe de José Luís de Moraes (Caninha)
Gravado por Fernando e Coro
Acompanhamento do Jazz Band Romeu Silva
Disco Odeon Record 123.025
Gravado em 1926 e lançado nesse mesmo ano




ROSINHA
Samba carnavalesco
Gravado por Arthur Castro
Acompanhamento de Coro e da Orquestra Pan American do Cassino Copacabana
Disco Odeon Record 123.189
Gravado em 1926 e lançado em dezembro



JÁ QUEBROU 
Marcha carnavalesca
Gravada por Frederico Rocha
Disco Odeon Record 123.232, matriz 1085

Lançado em dezembro de 1926 ou janeiro de 1927



O QUE É NOSSO
Samba de José Luís de Moraes (Caninha)
Gravado por Francisco Alves
Acompanhamento da Orquestra Pan American do Cassino Copacabana
Disco Odeon Record 123.270, matriz 1128
Lançado em janeiro de 1927



NÃO QUERO SABER MAIS DELES
Marcha de José Luís de Moraes (Caninha)
Gravada por Francisco Alves
Acompanhamento do Grupo do Caninha
Disco Odeon Record 10.099-A, matriz 1425
Lançado em 1928

CURUQUERÊ
Samba de José Luís de Moraes (Caninha)
Gravado por Arthur Castro
Acompanhamento da Simão Nacional Orquestra
Disco Parlophon 12.873-B, matriz 2101
Lançado em dezembro de 1928

VOU ME VINGAR
Samba de José Luís de Moraes (Caninha)
Gravado por Mário Reis
Acompanhamento da Orquestra Pan American
Disco Odeon 10.299-B, matriz 2127
Lançado em dezembro de 1928



NÃO FUI EU
Samba de José Luís de Moraes (Caninha)
Gravado por Jonjoca
Disco Odeon 10.579-B, matriz 3367
Lançado em fevereiro de 1930



GAIVOTA DO AMOR
Samba de José Luís de Moraes (Caninha)
Gravado por Yolanda Osório
Acompanhamento da Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.125-A, matriz 540
Lançado em janeiro de 1931















Agradecimento ao Arquivo Nirez













Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...