sábado, 11 de julho de 2020

EFEMÉRIDES DE 11 DE JULHO: CARLOS GOMES, JOAQUIM CALLADO, GERALDO MAGALHÃES, GUILHERME DE ALMEIDA, LUIZ ASSUNÇÃO, AGOSTINHO DOS SANTOS E AMÉRICO SEIXAS






A data de hoje, 11 de julho, marca o nascimento e falecimento dos seguintes artistas: CARLOS GOMES, JOAQUIM CALLADO, GERALDO MAGALHÃES, GUILHERME DE ALMEIDA, LUIZ ASSUNÇÃO, AGOSTINHO DOS SANTOS e AMÉRICO SEIXAS.





CARLOS GOMES



CARLOS GOMES
http://brasil.estadao.com.br



O compositor e maestro Antônio Carlos Gomes nasceu na Vila de São Paulo (SP), em 11 de julho de 1836 e faleceu em Belém (PA), em 16 de setembro de 1896.
Foi o compositor erudito brasileiro mais conhecido no exterior durante o século XIX, compondo óperas famosas internacionalmente, como: Il Guarany e Lo Schiavo.


A CARIDOSA
Canção de Carlos Gomes
Gravada por Senhorita Odette
Acompanhamento de piano
Disco Zon – O – Phone X-703
Lançado em 1903
Obs. Mesma melodia de Il Guarany.



CANÇÃO DO ÍNDIO
Canção de Carlos Gomes
Trata-se de uma versão de O Guarany
Gravada por Mário Pinheiro
Disco Odeon Record 40.076, matriz RX-119
Lançado em 1904



CONSELHOS
Romanza de Carlos Gomes
Gravada por Geraldo Magalhães
Acompanhamento de Piano
Disco Odeon Record 40.492
Lançado em 1905



O GUARANY
Dobrado de Carlos Gomes
Gravado pela Banda da Casa Edison
Disco Odeon Record 108.091, matriz XR-624
Gravado e lançado em 1907



MIA PICCIRELLA
Canzonetta de Carlos Gomes
Gravada por Laura Dias da Silva
Acompanhamento da Orquestra Paulistana, sob a direção de Francisco Mignone
Disco Parlophon 13.234-B, matriz 3797
Gravado em 1930 e lançado em novembro





JOAQUIM CALLADO


JOAQUIM CALLADO
Revista Illustrada, 03 de abril de 1880
http://memoria.bn.br/





Joaquim Antônio da Silva Callado nasceu no Rio de Janeiro (RJ), em 11 de julho de 1848, vindo a falecer nessa mesma cidade em 20 de março de 1880.
Compositor e flautista é considerado o criador do Choro, incorporando a flauta aos violões e cavaquinhos.
Compôs dezenas de músicas, entre as quais Flor Amorosa e Querida por Todos e Sedutora, estas duas últimas em homenagem à sua amiga, a compositora e maestrina Chiquinha Gonzaga.



FLOR AMOROSA
Polca de Joaquim Callado
Gravada pelos Irmãos Eymard
Disco Odeon Record 10.027, R-3
Lançado em 1904



LINGUAGEM DO CORAÇÃO
Polca de Joaquim Callado
Gravada por Pedro de Alcântara no flautim
Acompanhamento de Ernesto Nazareth ao Piano
Disco Odeon Record 108.789, matriz XR-1462
Lançado em 1913



SAMBA CARACTERÍSTICO
De Joaquim Callado
Gravado por Arthur Camilo ao piano
Disco Odeon Record 120.525
Lançado em 1913



CRUZES, MINHA PRIMA
Polca de Joaquim Callado
Gravada por Agenor Bens na flauta
Acompanhamento de Arthur Camilo ao piano
Disco Odeon Record 120.672
Lançado em 1913



FLOR AMOROSA
Polca de Joaquim Callado, com letra de Catullo da Paixão cearense
Gravada por Abigail Alessio Parecis
Acompanhamento de Violão
Disco Columbia 5.003-B, matriz 380023
Lançado em fevereiro de 1929




GERALDO MAGALHÃES


GERALDO MAGALHÃES
http://memoria.bn.br/


Geraldo Magalhães nasceu em São Gabriel (RS), em 31 de maio de 1878.
Nas primeiras décadas do século XX ele era um dos mais famosos cançonetistas brasileiros, brilhando no Rio de Janeiro e integrando a dupla Os Geraldos. Essa dupla teve três atrizes-cantoras ao lado de Geraldo Magalhães, sendo a mais famosa, Nina Teixeira, também gaúcha, que gravou vários discos ao seu lado, excursionando com ele à Europa. No começo da década de 1910, Geraldo Magalhães passou a se apresentar ao lado de Alda Soares, atriz portuguesa com que ele se casaria.
A partir de 1937, passou a trabalhar como representante de uma fábrica de vinhos. Ele e Alda Soares passaram a viver em Lisboa, onde Geraldo faleceu em 11 de julho de 1970, aos 92 anos de idade.


A LARANJEIRA (O PASSARINHO)
Cançoneta
Gravada por Geraldo Magalhães
Disco Odeon Record 40.528
Lançado em 1905



DESPEDIDA
Dueto
Gravado por Os Geraldos (Nina Teixeira e Geraldo Magalhães)
Acompanhamento de piano
Disco Odeon Record 40.404
Lançado em 1905



ELEGANTES
Dueto
Gravado por Os Geraldos (Nina Teixeira e Geraldo Magalhães)
Acompanhamento de Piano
Disco Odeon Record 40.428
Lançado em 1905



POR MAIS QUE BUSQUES ABAFAR
Modinha
Gravada por Geraldo Magalhães
Acompanhamento de piano
Disco Odeon Record 40.593
Lançado em 1905



MARGARIDA VAI À FONTE
Canção Popular Portuguesa
Gravada por Geraldo Magalhães
Acompanhamento de Piano
Disco Odeon Record 40.498
Lançado em 1906






GUILHERME DE ALMEIDA


GUILHERME DE ALMEIDA
http://memoria.bn.br/


Guilherme de Andrade de Almeida nasceu em Campinas, em 24 de julho de 1890, falecendo em São Paulo, em 11 de julho de 1969.

Foi um de nossos maiores poetas, sendo também advogado, jornalista, heraldista, crítico de cinema, ensaísta e tradutor.

Apareceu no filme Coisas Nossas, de 1931, apresentando o filme e a cantora Helena Pinto de Carvalho.

Entre seus famosos poemas, está Canção do Expedicionário, que recebeu melodia do maestro e compositor Spartaco Rossi, sendo gravado por Francisco Alves. Essa música foi um dos símbolos dos soldados brasileiros na Segunda Guerra Mundial.


MEU PRÍNCIPE ENCANTADO
Canção de Armando Ângelo e Guilherme de Almeida
Gravada por Abigail Maia
Acompanhamento de Conjunto
Disco Odeon 10.510-B, matriz 3042
Lançado em dezembro de 1929



PASSO DO SOLDADO
Marcha Patriótica de Marcelo Tupynambá e Guilherme de Almeida
Gravada por Máximo Puglisi
Acompanhamento da Orquestra Cruzeiro do Sul e Coro
Disco Columbia 8.143-B, matriz 3139
Lançado em 1935



CANÇÃO DO EXPEDICIONÁRIO
Marcha Canção Spartaco Rossi e Guilherme de Almeida
Gravada por Francisco Alves
Acompanhamento da Orquestra Odeon, sob a Direção de Fon Fon
Disco Odeon 12.504-A, matriz 7646
Gravado em 08 de setembro de 1944 e lançado em outubro de 1944




LUIZ ASSUNÇÃO


LUIZ ASSUNÇÃO
Arquivo Nirez


Luiz Gonzaga Assumpção nasceu em São Luiz (MA), em 11 de julho de 1902, falecendo em Fortaleza (CE), em 09 de maio de 1897.

Foi um dos grandes compositores cearenses, tendo se mudado para Fortaleza em 1928.

Passou a trabalhar na Ceará Rádio Clube em 1944, como pianista. Ficou na rádio até 1964.

Sua primeira composição gravada foi Sá Mariquinha, rancheira, que o grupo vocal cearense Quatro Ases e Um Coringa gravou pela Odeon em 1947. Em 1950, jamelão gravaria essa composição.

Outra composição famosa foi Vive Seu Mané Chorando, gravada pelo Trio Nagô em 1955. A letra original fazia alusão à praia do Mucuripe. Ao ser gravada no Rio de Janeiro, a letra foi trocada, passando a citar a Lapa.

Na década de 1950, compôs Adeus Praia de Iracema, em alusão à famosa praia cearense, reduto de boêmios, cuja ressaca do mar havia destruído boa parte do bairro de mesmo nome.


SÁ MARIQUINHA
Rancheira de Luiz Assunção
Gravada pelos Quatro Ases e Um Coringa
Disco Odeon 12.784-A, matriz 8212
Gravado em 18 de abril de 1947 e lançado em julho de 1947



VIVE SEU MANÉ CHORANDO
Samba de Luiz Assunção
Gravado pelo Trio Nagô
Acompanhamento de Conjunto
Disco Continental 17.184-A, matriz C-3678
Gravado em 02 de agosto de 1955 e lançado em novembro e dezembro de 1955




AGOSTINHO DOS SANTOS


AGOSTINHO DOS SANTOS


Agostinho dos Santos nasceu em São Paulo, em 25 de abril de 1932, falecendo em um trágico acidente de avião em Orly (França), em 11 de julho de 1973.

Agostinho dos Santos foi um de nossos mais importantes intérpretes, iniciando sua carreira no começo da década de 1950 como crooner da orquestra de Osmar Milani, em São Paulo.

Em 1955, após atuar na Rádio América de São Paulo, seguiu para o Rio de Janeiro para cantar com Ângela Maria, Sílvia Telles e a Orquestra Tabajara, na Rádio Mayrink Veiga. Nesse mesmo ano, gravou seu primeiro disco pela Polydor.

Lançou vários sucessos, como Estrada do Sol, Chove Lá Fora, Chega de Saudade, entre outros tantos.


CHOVE LÁ FORA
Samba Canção de Tito Madi
Gravado por Agostinho dos Santos
Acompanhamento de Orquestra, sob a Direção de Valdomiro Lemke
Disco Polydor 218-A, matriz POL. 3011
Gravado em 03 de julho de 1957 e lançado em 1957



SÓ VOCÊ (ONLY YOU)
Rock de Buck Ram, Andy Rand e Júlio Nagib
Gravado por Agostinho dos Santos
Acompanhamento de Orquestra, sob a Direção de Valdomiro Lemke
Disco Polydor 229-A, matriz POL. 3035
Gravado em 17 de agosto de 1957 e lançado em 1957



ESTRADA DO SOL
De Antônio Carlos Jobim e Dolores Duran
Gravado por Agostinho dos Santos
Acompanhamento de Orquestra, sob a Direção de Valdomiro Lemke
Disco Polydor 262-A, matriz POL. 3243
Gravado em 23 de maio de 1958 e lançado em 1958



CREPÚSCULO
Samba de Fernando César e Renato de Oliveira
Gravado por Agostinho dos Santos
Acompanhamento de Orquestra, sob a Direção de Valdomiro Lemke
Disco Polydor 277-A, matriz POL. 3203
Gravado em 17 de abril de 1958 e lançado em 1958



BALADA TRISTE
Samba Canção de Dalton Vogeler e Esdras Silva
Gravado por Agostinho dos Santos
Acompanhamento da Orquestra RGE, sob a Direção de Henrique Simonete
Disco RGE RGE 10.138-B, matriz RGO-903
Lançado em dezembro de 1958




AMÉRICO SEIXAS


Américo Seixas nasceu em Propriá (SE), em 21 de março de 1910, falecendo no Rio de Janeiro em 11 de julho de 1964.

Américo Seixas se mudou para o Rio de Janeiro em 1930.

Como compositor, foi parceiro de Ataulfo Alves e Wilson Batista.

Teve bastante popularidade nas décadas de 1940, 1950, 1960.


QUEM ME QUER
Marcha de Carvalhinho, Joel de Almeida e Américo Seixas
Gravada por Joel e Gaúcho
Acompanhamento de Fon Fon e Sua Orquestra
Disco Odeon 12.278-B, matriz 7162
Gravado em 05 de janeiro de 1943 e lançado em março de 1943



PATO ENJEITADO
Marcha de Amado Régis e Américo Seixas
Gravado por Horacina Correia
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Grande Conjunto
Disco Continental 15.494-B, matriz 1305-2
Gravado em 1945 e lançado em dezembro de 1945



INFIDELIDADE
Samba de Ataulfo Alves e Américo Seixas
Gravado por Ataulfo Alves e Suas Pastoras
Acompanhamento de Regional
Disco RCA Victor 80-0532-A, matriz S-078749-2
Gravado em 21 de maio de 1947 e lançado em agosto de 1947



NÃO REVELARÁS
Fox de Américo Seixas e Arnaldo Passos
Gravado por Carlos Galhardo
Acompanhamento de Dilermando Reis ao Violão e Seu Conjunto
Disco RCA Victor 80-0530-B, matriz S-078757-1
Gravado em 04 de junho de 1947 e lançado em agosto de 1947



PAUSA PARA MEDITAÇÃO
Samba Canção de Wilson Batista e Américo Seixas
Gravado por Déo
Acompanhamento de Lauro Araújo e Sua Orquestra
Disco Continental 16.130-B, matriz 2170
Lançado em outubro/dezembro de 1949














Agradecimento ao Arquivo Nirez









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...