sábado, 27 de fevereiro de 2021

EFEMÉRIDES DE 27 DE FEVEREIRO

SÔNIA CARVALHO
Arquivo Nirez




A data de hoje, 27 de fevereiro, marca o nascimento e falecimento dos seguintes artistas: SÁTIRO BILHAR, CASEMIRO ROCHA e SÔNIA CARVALHO.






SÁTIRO BILHAR


SÁTIRO BILHAR
samba.catracalivre.com.br


 

O cearense Sátiro Lopes de Alcântara Bilhar em Baturité (CE), em 27 de fevereiro de 1848.
 
Uma vez morando no Rio de Janeiro, foi funcionário da Estrada de Ferro Central do Brasil.
 
De espírito boêmio, era violonista e compositor, sendo uma figura requisitada e popular no meio musical de seu tempo, tendo por amigos João Pernambuco, Catullo da Paixão Cearense, Quincas Laranjeiras...
 
Ele faleceu no Rio de Janeiro em 23 de outubro de 1926. 

Entre sua obra que foi gravada, destaca-se a modinha Gosto de Ti, Por Que Gosto, registrada em cera por nomes como Mário Pinheiro e Cadete.


GOSTO DE TI PORQUE GOSTO

Lundu de Sátiro Bilhar e Catullo da Paixão Cearense
Gravada por Mário Pinheiro
Acompanhamento de violão
Disco Victor Record 98.947
Lançado em 1910



GOSTO DE TI (PORQUE GOSTO)
Modinha de Sátiro Bilhar e Catullo da Paixão Cearense
Gravada por Cadete
Disco Odeon Record 108.504
Lançado em 1912






CASEMIRO ROCHA
 
O trompetista e compositor Casemiro Gonçalves da Rocha, Casemiro Rocha, nasceu no Rio de Janeiro por volta de 1880.
 
Entre 1907 e 1912, foi integrante da Banda do Corpo de Bombeiros, sendo convidado pelo criador da banda e primeiro regente, Anacleto de Medeiros.
 
Sua composição mais famosa foi a polca Rato, Rato, sucesso no Carnaval de 1904, em alusão aos pregões dos compradores de ratos que surgiram quando da campanha feita por Oswaldo Cruz para frear o avanço da peste bubônica no Rio de Janeiro.
 
O próprio Casemiro Rocha gravaria Rato, Rato ao pistom em 1907 na Casa Edison, em selo Odeon Record, sendo acompanhado por Tute ao violão e Chico da Baiana ao cavaquinho. Recebendo versos de Claudino Costa, seria gravada anos depois por Orestes Matos e Arthur Castro, voltando a fazer sucesso na década de 1940 na voz de Ademilde Fonseca.
 
Casemiro Rocha faleceu no Rio de Janeiro em 27 de fevereiro de 1912.
 
 
 
RATO RATO
Polca de Casemiro Rocha
Gravada por Casemiro Rocha ao Piston
Acompanhamento de Chico da Baiana ao Cavaquinho e Tute ao Violão
Disco Odeon Record 108.069, matriz XR-602
Gravado e lançado em 1907


 
RATO RATO
Lundu de Casemiro Rocha e Claudino Costa
Gravado por Orestes de Matos
Acompanhamento de Violão
Disco Brazil Record 70.234
Lançado em 1910 


 
RATO RATO
Choro de Casemiro Rocha e Claudino Costa
Gravado por Ademilde Fonseca
Acompanhamento de Bossa Clube
Disco Continental 15.469-A, matriz 1294-2
Gravado em 16 de outubro de 1945 e lançado em novembro de 1945





SÔNIA CARVALHO


SÔNIA CARVALHO
Arquivo Nirez



 
A cantora Sônia Carvalho foi um dos nomes pioneiros do rádio paulistano, sendo uma das primeiras Rainhas do Rádio em São Paulo.
 
Nascida Maria de Nazaré Reis, em São Paulo, no dia 27 de fevereiro de 1914, ela adotaria o nome artístico de Sônia Carvalho em homenagem à cantora Sônia Barreto e ao compositor Joubert de Carvalho.
 
Seu sucesso não se limitou à cidade de São Paulo, sendo requisitada no Rio de Janeiro, inclusive sendo uma das estrelas que inauguraram a Rádio Nacional do Rio de Janeiro, em 12 de setembro de 1936.
 
Era cunhada do locutor Celso Guimarães e gravou vários discos ao longo da década de 1930, interpretando autores como Assis Valente, Ivani Ribeiro e Ary Barroso. Também era compositora.
 
Abandonou sua carreira de cantora no final da década de 1930, quando se casou com Roberto Marengo, sendo muito feliz ao lado de sua família. 

Sônia Carvalho faleceu em Taubaté (SP), em 11 de maio de 1988.


VEJO O CÉU TODO ESTRELADO

Marcha de André Filho
Gravada por Sônia Carvalho
Acompanhamento da Orquestra Odeon
Disco Odeon 11.176-B, matriz 4919
Gravado em 21 de setembro de 1934 e lançado em dezembro



ADEUS
Samba de Geraldo Decourt
Gravado por Sônia Carvalho
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto Regional
Disco Odeon 11.287-A, matriz 5160
Gravado em 19 de setembro de 1935 e lançado em dezembro



NOSSO SAMBA
Samba de Ivani Ribeiro
Gravado por Sônia Carvalho
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto Regional
Disco Odeon 11.287-B, matriz 5161
Gravado em 19 de setembro de 1935 e lançado em dezembro














Agradecimento ao Arquivo Nirez










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...