domingo, 14 de março de 2021

EFEMÉRIDES DE 14 DE MARÇO



A data de hoje, 24 de março, marca o nascimento ou falecimento dos seguintes artistas: FRANCISCO BRAGA, BENEDITO LACERDA, ISMAEL SILVA, SYNVAL SILVA e ROBERTO MARTINS.

 

FRANCISCO BRAGA


FRANCISCO BRAGA
Fon Fon, 1931
http://memoria.bn.br/

 

Antônio Francisco Braga nasceu no Rio de Janeiro em 15 de abril de 1868, falecendo no Rio de Janeiro, em 04 de março de 1945, pouco antes de completar 77 anos de idade. 

No Imperial Conservatório de Música, ele estudou, aprendendo clarineta e obtendo medalha de ouro por seu desempenho. 

Destacou-se como compositor erudito, tendo sua ópera Jupyra apresentada no Theatro Lyrico do Rio de Janeiro, em 1900, onde ele foi regente. 

Em 1905, compôs o Hino à Bandeira. 

Teve suas composições gravadas por intérpretes como Medina de Souza e Mário Pinheiro. 

Saibam mais sobre Francisco Braga em: https://bit.ly/3acDqfH




BARÃO DO RIO BRANCO
Dobrado de Francisco Braga
Gravado pela Banda da Casa Edison
Disco Odeon Record 40.067, matriz RX-51
Lançado em 1904



HINO À BANDEIRA
Hino de Francisco Braga
Gravado pela Banda do Corpo de Bombeiros
Disco Columbia Record B-53, matriz 12009
Lançado em 1912
Obs. Gravação feita em 1910, disco relançado em 1912.



DÁ-ME AS PÉTALAS DA ROSA

https://discografiabrasileira.com.br/

Canção de Francisco Braga
Gravada por Medina de Souza
Acompanhamento de Orquestra
Disco Victor Record 98.901, matriz 98901
Gravado em 01 de novembro de 1907



A TUA MÃO

https://discografiabrasileira.com.br/

Canção de Francisco Braga e Catullo da Paixão Cearense
Gravada por Mário Pinheiro
Acompanhamento de Piano
Disco Odeon Record 108.354, matriz XR-920
Lançado em 1909




HINO À BANDEIRA
Hino de Francisco Braga e Olavo Bilac
Gravado por Vicente Celestino
Acompanhamento da Banda do Batalhão Naval e Coro
Disco Odeon Record 121.343, matriz P-10
Gravado e lançado em 1917






BENEDITO LACERDA 


BENEDITO LACERDA
O Malho, 1935.
http://memoria.bn.br



O flautista, compositor, cantor e regente Benedito Lacerda nasceu em Macaé (RJ), em 14 de março de 1903. 

Foi um dos principais compositores brasileiros das décadas de 1930 e 1940, tendo gravado alguns discos como cantor e acompanhando vários intérpretes como sua flauta. 

Integrou os grupos Boêmios da Cidade e Gente do Morro. 

No filme Alô, Alô Carnaval, de 1936, Benedito Lacerda aparece tocando flauta e acompanhando, com seu regional, a cantora Aurora Miranda, que canta o samba Molha o Pano, de Getúlio Marinho e Vasconcelos. 

Benedito Lacerda ajudou a fundar, em 1942, a UBC (União Brasileira de Compositores, sendo ainda presidente da SBACEM (Sociedade Brasileira de Autores, Compositores e Escritores de Música), em 1947 e 1951.


BENEDITO LACERDA CANTOR


CHORA
Batucada de Benedito Lacerda
Gravada por Benedito Lacerda
Acompanhamento do Grupo Gente do Morro
Disco Brunswick 10.089-A, matriz 408
Lançado em setembro de 1930



ORFANDADE
Batucada de Benedito Lacerda
Gravada por Benedito Lacerda
Acompanhamento do Grupo Gente do Morro
Disco Brunswick 10.089-B, matriz 407
Lançado em setembro de 1930



BENEDITO LACERDA COMO FALUTISTA


PRETENCIOSO
Choro de Benedito Lacerda
Gravado por Benedito Lacerda
Acompanhamento de Gente do Morro
Disco Odeon 10.993-A, matriz 131449
Gravado em 06 de outubro de 1932 e lançado em abril de 1933



ONDINA
Valsa de Jaci P. Pereira (Gorgulho)
Gravado por Benedito Lacerda
Acompanhamento de Gente do Morro
Disco Odeon 10.993-B, matriz 131450
Gravado em 06 de outubro de 1932 e lançado em abril de 1933



BENEDITO LACERDA COMPOSITOR


CHOREI
Samba de Benedito Lacerda
Gravado por Yolanda Osório
Acompanhamento do Grupo Gente do Morro
Disco Brunswick 10.088-B, matriz 461
Lançado em setembro de 1930



VIVO CHORANDO
Samba de Benedito Lacerda
Gravado por Jonjoca e Castro Barbosa
Acompanhamento do Grupo do Canhoto
Disco Victor 33.470-A, matriz 65222-2
Gravado em 26 de agosto de 1931 e lançado em outubro




ISMAELSILVA


Ismael Silva
http://www.brazilcarnival.com.br/


O compositor e cantor Ismael Silva nasceu em Niterói (RJ), em 14 de setembro de 1905, falecendo no Rio de Janeiro em 14 de fevereiro de 1978, aos 72 anos de idade. 

Teve sua primeira composição gravada em 1928 por Francisco Alves, Me Faz Carinho, samba que saiu no selo como em parceria com o cantor, pois este comprou o samba de Ismael Silva, prática comum na época. 

No mesmo ano de 1928, Ismael Silva participou da fundação da primeira Escola de Samba do Rio de Janeiro, Deixa Falar. 

Foi um dos grandes compositores brasileiros, produzindo ao longo dos anos 30, 40 e 50, sendo gravado por grandes nomes de nossa música e por ele mesmo.


NOVO AMOR
Samba de Ismael Silva
Gravado por Mário Reis
Acompanhamento da Orquestra Odeon
Disco Odeon 10.357-A, matriz 2400
Gravado em 27 de fevereiro de 1929 e lançado em abril de 1929


 
TRISTEZAS NÃO PAGAM DÍVIDAS
Samba de Ismael Silva
Gravado por Francisco Alves e Sílvio Caldas
Acompanhamento de Gente Boa
Disco Odeon 10.922-A, matriz 4463
Gravado em 23 de junho de 1932 e lançado nesse mesmo ano


 
CHORO SIM
Samba de Ismael Silva
Gravado por Francisco Alves
Acompanhamento dos Diabos do Céu, sob direção de Pixinguinha
Disco Victor 33.946-B, matriz 79784-1
Gravado em 21 de novembro de 1934 e lançado em julho de 1935


 
NÃO APOIADO
Marcha de Ismael Silva
Gravada por Aurora Miranda
Acompanhamento da Orquestra Odeon sob direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.327-B, matriz 5240
Gravado em 07 de janeiro de 1936 e lançado em fevereiro


 
POR CAUSA DE ALGUÉM
Samba de Ismael Silva
Gravado por Odete Amaral
Acompanhamento de Fon Fon e sua Orquestra
Disco Odeon 12.157-B, matriz 6932
Gravado em 06 de abril de 1942 e lançado nesse ano


 
ANTONICO
Samba de Ismael Silva
Gravado por Alcides Gerardi
Acompanhamento de Orquestra
Disco Odeon 12.993-B, matriz 8625
Gravado em 19 de janeiro de 1950 e lançado em abril





SYNVAL SILVA


SYNVAL SILVA
http://memoria.bn.br/

 

O compositor Synval Silva nasceu em Juiz de Fora (MG), em 14 de março de 1911, falecendo no Rio de Janeiro em 14 de abril de 1994, um mês depois de completar 83 anos de idade. 

No Rio de Janeiro, Synval Silva integrou o Regional Good-Bye Boy na Rádio Mayrink Veiga em 1931, onde conheceu Assis Valente, que o apresentou à Carmen Miranda. 

Synval passou a ser motorista particular de Carmen e, depois, comporia alguns dos sambas mais famosos e antológicos que Carmen Miranda gravaria, Alvorada, Ao Voltar do Samba e Adeus Batucada, entre outros. 

Compôs também outras músicas que seriam sucesso nas vozes de outros intérpretes, como Aurora Miranda, Odete Amaral e Nuno Roland.


AO VOLTAR DO SAMBA
Samba de Sinval Silva
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Grupo do Canhoto
Disco Victor 33.808-A, matriz 65964-1
Gravado em 26 de março de 1934 e lançado em agosto



ALVORADA
Samba de Sinval Silva
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Grupo do Canhoto
Disco Victor 33.808-B, matriz 65913-1
Gravado em 11 de dezembro de 1933 e lançado em agosto de 1934



ADEUS BATUCADA
Samba de Sinval Silva
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Odeon, sob a direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.285-A, matriz 5164
Gravado por 24 de setembro de 1935 e lançado em novembro



RODA DE SAMBA
Samba de Synval Silva
Gravado pelo Trio de Ouro
Acompanhamento de Claudionor Cruz e Seu Conjunto
Disco Odeon 12.542-A, matriz 7717
Gravado em 29 de novembro de 1944 e lançado em janeiro de 1945



PRA MINHA MORENA SAMBAR
Samba de Synval Silva
Gravado por Cyro Monteiro
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Regional
Disco 80-0320-A, matriz S-078218-1
Gravado em 05 de julho de 1945 e lançado em setembro de 1945





ROBERTO MARTINS


ROBERTO MARTINS
O Malho, 1936
http://memoria.bn.br/

 

Roberto Martins foi um compositor brasileiro, nascido em 29 de janeiro de 1909 no Rio de Janeiro, falecendo também nesta cidade em 14 de março de 1992. 

Em 1932, suas primeiras composições foram gravadas, os sambas Renegado e Segredo, em parcerias com Jardel Marques, registrados em cera por Leonel Faria na Odeon. 

Ao longo das décadas de 1930 e 1940, suas composições foram gravadas por grandes nomes de nossa música, como Francisco Alves, Aracy de Almeida e Carlos Galhardo. 

Um de seus grandes sucessos foi a batucada Cai, Cai, êxito do Carnaval de 1940, gravada por Joel e Gaúcho na Columbia no final de 1939. Essa música fez tanto sucesso que foi cantada por Carmen Miranda no filme Uma Noite no Rio (That Night in Rio), de 1941. Carmen também a gravaria, como marcha, em 1941 na Decca, nos EUA. 

Compositor de muitos sucessos, no final da década de 1940 passou a se dedicar mais ao seu trabalho na UBC (União Brasileira de Compositores), onde foi sócio fundador.


NÃO DEVES SORRIR PRA MIM
Samba de Roberto Martins
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento do Grupo do Canhoto
Disco Victor 33.963-A, matriz 79935-1
Gravado em 25 de junho de 1935 e lançado em agosto de 1935


 
CANJIQUINHA QUENTE
Samba Batuque de Roberto Martins
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto Regional
Disco Odeon 11.494-A, matriz 5573
Gravado em 04 de maio de 1937 e lançado em agosto de 1937


 
ENQUANTO A CIDADE DORME
Samba de Roberto Martins
Gravado por Carlos Galhardo
Acompanhamento do Grupo da Odeon
Disco Odeon 11.439-B, matriz 5473
Gravado em 02 de dezembro de 1936 e lançado em janeiro de 1937


 
TRA LA LA
Valsa de Roberto Martins
Gravada por Gilberto Alves
Acompanhamento da Orquestra Odeon, sob Direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.845-B, matriz 6319
Gravado em 27 de março de 1940 e lançado em maio de 1940


 
CAI CAI
Batucada de Roberto Martins
Gravada por Joel e Gaúcho
Acompanhamento de Fon Fon e Sua Orquestra
Disco Columbia 55.191-A, matriz 226
Gravado em 04 de novembro de 1939 e lançado em janeiro de 1940


 
CAI CAI
Marcha de Roberto Martins
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento do Bando da Lua
Disco Decca 23.211-A, matriz DLA-2343
Gravado em 05 de janeiro de 1941 e lançado em 1941














Agradecimento ao Arquivo Nirez










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...