quinta-feira, 28 de abril de 2016

ODETE AMARAL - 99 ANOS




Há 99 anos nascia a cantora ODETE AMARAL.




MURMURANDO
Choro de Fon Fon e Mário Rossi
Acompanhamento de Luperce Miranda e seu Conjunto
Disco Odeon 12.501-A, matriz 7600
Gravado em 21 de junho de 1944 e lançado em outubro




UM DE NÓS DOIS
Samba canção de Ari Monteiro, Arnaldo Moreira e Anselmo Peixoto
Acompanhamento da Orquestra Repertório sob a direção de Léo Peracchi
Disco Repertório 9.022-A
Lançado em 1956













quarta-feira, 27 de abril de 2016

CARMEM TOLEDO LANÇA O LIVRO BILBOQUÊ EM SÃO PAULO




A filosofa e escritora Carmem Toledo irá lançar seu livro, BILBOQUÊ (Giostri Editora), em São Paulo no próximo dia 30, no espaço Parlapatões.



"No final do século XIX, um homem insiste em ser tutor de uma única criança, em uma casa simples, afastada da cidade, acreditando que, assim, a educação poderia ser conduzida com maior sucesso. Um dia, a criança tem acesso a um jornal, onde vê as primeiras fotos da história – todas registradas na cidade, durante eventos sociais. O pequeno foge e se vê sozinho e com fome, em um local onde nunca esteve antes. É então que surge um mendigo com ideias que o menino nunca havia concebido. Depois, vem a dúvida: Haveria sido um sonho ou, de fato, alguém lhe ensinara coisas novas? 'Bilboquê' explora as mentiras contadas em uma encenação – e na sociedade – para discutir temas ligados às relações humanas: a falsidade, a manipulação e as aparências que o ser social insiste em conservar. Uma das questões colocadas é um assunto já bastante trabalhado por vários filósofos: A criança é má por natureza ou aprende a ser má em sociedade?"
Carmem Toledo



Saiba mais em: http://zip.net/bttc8R




Quando
Sábado, dia 30/04, das 17h às 20 h
Espaço Parlapatões
Praça Roosevelt, 158 - Centro - São Paulo - SP
Informações: (11) 3258-4449







segunda-feira, 11 de abril de 2016

WALDIR CALMON - 34 ANOS DE SAUDADE



Há 34 anos falecia o pianista e compositor WALDIR CALMON.

Valdir Calmon Gomes nasceu em Rio Novo (MG), a 31 de janeiro de 1919. 

Aos onze anos de idade começou a aprender piano com a mãe.

Quando estudante, formou um conjunto onde atuava como cantor.

Em 1936 sua família transferiu-se para o Rio de Janeiro, onde conheceu o flautista e compositor Benedito Lacerda.

No começo da década de 1940, decidiu abandonar a música e foi trabalhar como bancário. Ficou no emprego até 1942, quando foi chamado ao serviço militar.
Voltou à música ao ser convidado pela atriz Eva Todor e Luiz Iglesias para tocar nos intervalos das apresentações dos teatros Rival e Serrador.

Por indicação de Benedito, passou a se apresentar nas rádios Guanabara e Transmissora, inicialmente como cantor e depois como pianista.

Transferiu-se para a Rádio Cruzeiro do Sul, atuando como pianista em O Nosso Programa, dirigido por Ataulfo Alves e Raul Longras. Aliás, sua primeira gravação foi acompanhando Ataulfo no samba Leva meu samba, em 1941, onde não aparece creditado.

A convite do casal Paulo Magalhães, teatrólogo, e Heloísa Helena, atriz, Waldir excursionou a Bueno Aires, apresentando-se no Teatro Cassino. Lá, ficou por sete meses, voltando somente quando sua mãe faleceu.

Foi o executante do primeiro solovox trazido ao Brasil por Jardel Jércolis.

Tornou-se notavél ao piano, sempre apresentando sucessos ou regravando antigas melodias que ficaram na cabeça do público. Lançou vários Lps.

Waldir Calmon faleceu no Rio de Janeiro em 11 de abril de 1982.






Em suas gravações, ele conta com seu conjunto ou orquestra.
Seu nome por vezes vem grafado com V, como na Discografia Brasileira.



ÍNDIA
Bolero mambo
De José Assunción Flores e Manuel Ortiz Guerrero
Acompanhamento da Orquestra Valdir Calmon
Disco Copacabana 5.084-A, matriz M-422
Lançado em maio e junho de 1953




MAMBO NÚMERO CINCO (MAMBO Nº5)
Mambo
De Damazo Perez Prado
Acompanhamento da Orquestra Valdir Calmon
Disco Copacabana 5.161-A, matriz M-570
Lançado em outubro e novembro de 1953




VALSA DA DESPEDIDA
Em ritmo de Samba
De Robert Burns
Acompanhamento da Orquestra Valdir Calmon
Disco Copacabana 5.294-B, matriz M-893-2
Lançado em 1954





EMBRACEABLE YOU
Em ritmo de bolero
De George Gershwin e Ira Gershwin
Acompanhamento do Conjunto de Valdir Calmon
Disco Copacabana 5.333-A, matriz S-222
Gravado em 1952 e lançado em 1954




J´AI DEUX AMOURS
Em ritmo de bolero
De Vicent Scotto e Geo Koger
Acompanhamento do Conjunto de Valdir Calmon
Disco Copacabana 5.334-B, matriz S-389-A
Gravado em 1952 e lançado em 1954




POR QUANTO TEMPO
Bolero
De Marino Pinto e Don Al Bibi
Acompanhamento do Conjunto de Valdir Calmon
Disco Copacabana 5.335-A, matriz S-335-B
Gravado em 1952 e lançado em 1954




POR QUE JÁ NO ME QUIERES
Bolero
De Agustin Lara
Acompanhamento do Conjunto de Valdir Calmon
Disco Copacabana 5.335-B, matriz S-389-B
Gravado em 1952 e lançado em 1954




MALAGUEÑA
Em ritmo de samba
De Ernesto Lecuona, com arranjo de Cipó
Acompanhamento da Orquestra de Valdir Calmon
Disco 5.431-A, matriz M-1180
Lançado em junho e julho de 1955




CHOVE LÁ FORA
Valsa
De Tito Madi
Acompanhamento da Orquestra de Valdir Calmon
Disco Copacabana 5.876-B, matriz M-2079
Lançado em março de 1958




MERCADO PERSA
Em ritmo de samba
De Ketelbey
Acompanhamento do Conjunto de Valdir Calmon
Disco Copacabana 5.995-A, matriz M-2387
Lançado em 1959










Agradecimento ao Arquivo Nirez

Biografia baseada no site Dicionário Cravo Albim da Música Popular Brasileira.



sábado, 9 de abril de 2016

OLGA PRAGUER COELHO - 08 ANOS DE SAUDADE

Olga Praguer Coelho, anos 30.
Arquivo Thais Matarazzo.




Há 08 anos falecia a cantora, violonista, pesquisadora de folclore e compositora OLGA PRAGUER COELHO.

Confiram sua vida e carreira em: https://bit.ly/34nhWeE

Olga Praguer Coelho faleceu aos 98 anos.


Apresento algumas de suas gravações feitas no Brasil, na década de 1930.



Revista da Semana,
07 de novembro de 1931
http://memoria.bn.br





Róseas Flores
Modinha Popular.
Arranjo e adaptação de Olga Praguer Coelho.
Acompanhamento de Rogério Guimarães e João Nogueira (Violões).
Disco Victor 34.042-A, matriz 80024-1.
Gravado em 19 de novembro de 1935 e lançado em abril de 1936.



Virgem do Rosário
Lundu de motivo popular.
Arranjo e adaptação de Olga Praguer Coelho.
Acompanhamento de Rogério Guimarães e João Nogueira (Violões).
Disco Victor 34.042-B, matriz 80025-1.
Gravado em 19 de novembro de 1935 e lançado em abril de 1936.



Cantiga Ingênua
Canção de Olga Praguer Coelho e Gaspar Coelho
Acompanhamento dos violões de Pereira Filho e Luís Bittencourt
Disco Victor 34.56-A, matriz 80119-1
Gravado em 13 de abril de 1936 e lançado em maio



Baiana
Canção típica da Bahia.
Da autoria de Olga Praguer Coelho e Eduardo Tourinho
Acompanhamento dos violões dos Irmãos Carolino
Disco Victor 34.56-B, matriz 80110-1
Gravado em 13 de abril de 1936 e lançado em maio



Seresta
Serenata Típica Baiana
De Georgina Erisman
Acompanhamento dos violões de Pereira Filho e Luís Bittencourt
Disco Victor 34.071-A, matriz 80118-1
Gravado em 13 de abril de 1936 e lançado em julho



Casinha Pequenina
Canção popular
Acompanhamento dos violões de Pereira Filho e Luís Bittencourt
Disco Victor 34.071-B, matriz 80136-1
Gravado em 13 de abril de 1936 e lançado em julho



Hei de Amar-te até Morrer
Modinha popular
Arranjo de Olga Praguer Coelho
Acompanhamento de violões
Disco Victor 34.088-A, matriz 80179-1
Gravado em 30 de julho de 1936 e lançado em setembro



Tyrana
Canção Popular.
Arranjo e adaptação de Olga Praguer Coelho.
Acompanhamento do Conjunto Típico RCA Victor.
Disco Victor 34.088-B, matriz 80180-1
Gravado em 30 de julho de 1936 e lançado em setembro



Mulata
Modinha do Século XIX, autoria de Gonçalves Crespo.
Olga Praguer Coelho adaptou essa versão.
Acompanhamento de Pereira Filho e Luiz Bittencourt (Violões)
Disco Victor 34.325-A, matriz 80137-1
Gravado em 22 de abril de 1936 e lançado em junho
Essa modinha foi muito gravada a partir de 1902, devido o seu grande sucesso.



Estrela do Céu
Macumba do Norte, tema popular. Adaptação e arranjo de Olga Praguer Coelho.
Acompanhamento do Conjunto Típico Victor.
Disco Victor 34.088-B, matriz 80137-1
Gravado em 30 de julho de 1936 e lançado em setembro

Embora Católica Apostólica Romana (como ela mesma me afirmou), Olga era uma grande estudiosa das Religiões Afro-Brasileiras. Como Elsie Houston, Conjunto Tupy (e depois J. B. de Carvalho sozinho) e Moreira da Silva, ela gravaria lindos Pontos de Santos.












quinta-feira, 7 de abril de 2016

DIRCINHA BATISTA - 94 ANOS

Dircinha Batista



Há 94 anos nascia a cantora e atriz DIRCINHA BATISTA.

Dirce Grandino de Oliveira era a filha caçula do famoso ventríloquo, cantor e compositor Baptista Júnior e de Emília Grandino de Oliveira (D. Neném). Nasceu em São Paulo a 07 de abril de 1922 e era irmã da também cantora Linda Batista.


Aos seis anos de idade, em 1928, começou a se apresentar em público, depois de ser ouvida pelo cantor e compositor Jayme Redondo e por Raul Roulien que, encantados por sua voz, a incluíram em um número musical no Teatro Santana.


A pequena Dircinha no inicio dos anos 30.


Seu pai foi seu grande incentivador e, aos oito anos de idade, em 1930, gravava seu primeiro disco pela gravadora Columbia. Aí, registrou as canções, Dircinha  e Borboleta Azul, ambas da autoria de seu pai, Baptista Júnior. A pequena Dircinha é acompanhada pelo maestro Gaó, Jonas e Zezinho, grandes músicos do cenário paulistano. Na introdução, ela fala: "Alô, pessoal! Eu me chamo Dircinha de Oliveira. Sou filha de Baptista Júnior. Tenho apenas oito anos. Este é o meu primeiro disco e espero que todos gostem de mim"

Após gravar um disco em 1933, ela voltaria aos estúdios em 1937. Nessa época, já famosa nos filmes musicais da Cinédia, passou a gravar regularmente, lançando vários sucessos, inclusive no carnaval.

Sua carreira se estendeu por várias décadas e ela foi, nos anos 30/40, uma das namoradinhas do Brasil nos filmes em que atuou.

No fim da vida, deprimida pela morte da irmã Linda, Dircinha, que era amparada pelo cantor José Ricardo, foi internada no Hospital psiquiátrico Doutor Eiras (RJ), onde faleceu em 18 de junho de 1999, aos 77 anos.


Dircinha Batista foi coroada Rainha do Rádio em 1948, recebendo a faixa e a coroa de sua irmã, Linda Batista.





BORBOLETA AZUL
Canção de Batista Jr.
Acompanhamento de Gaó, Jonas e Zezinho
Disco Columbia 5.247-B, matriz 380734
Lançado em julho de 1930




DIRCINHA
Acompanhamento de Gaó, Jonas e Zezinho
Disco Columbia 5.247-B, matriz 380735
Lançado em julho de 1930



A ÓRFÃ
Canção de Cândido das Neves (Índio)
Acompanhamento de Índio e Tuti aos violões
Disco Odeon 11.070-A, matriz 4645
Gravado em 18 de abril de 1933 e lançado em novembro



ANJO ENFERMO
Canção de Cândido das Neves (Índio)
Acompanhamento de Índio e Tuti aos violões
Disco Odeon 11.070-B, matriz 4646
Gravado em 18 de abril de 1933 e lançado em novembro



MUITO RISO, POUCO SISO
Marcha de João de Barro e Alberto Ribeiro
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 34.030-A, matriz 80086-1
Gravado em 15 de janeiro de 1936 e lançado em fevereiro



PIRATA
Marcha de João de Barro e Alberto Ribeiro
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 34.030-B, matriz 80087-1
Gravado em 15 de janeiro de 1936 e lançado em fevereiro



PERIQUITINHO VERDE
Marcha de Antônio Nássara e Sá Róris
Acompanhamento de Conjunto Regional
Disco Odeon 11.553-A, matriz 5719
Gravado em 29 de novembro de 1937 e lançado em janeiro de 1938



CONVERSA PARA ESTRANGEIRO
Samba choro de Ciro de Souza
Acompanhamento do Conjunto Odeon
Disco Odeon 11.731-A, matriz 6080
Gravado em 05 de maio de 1939 e lançado em junho




UPA UPA (MEU TROLINHO)
Marcha de Ary Barroso
Acompanhamento da Orquestra Odeon sob a direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.812-A, matriz 6249
Gravado em 08 de novembro de 1939 e lançado em janeiro de 1940



SAIU DE CUCO
Samba choro de Nelson Teixeira e Antônio Barreto
Acompanhamento do Conjunto Odeon
Disco Odeon 11.867-B, matriz 6370
Gravado em 09 de maio de 1940 e lançado em julho



EU GOSTO DO SAMBA (I)
Samba de Ary Barroso
Acompanhamento de Louis Cole e Sua Orquestra
Disco Odeon 11.890-A, matriz 6443
Gravado em 29 de julho de 1940 e lançado em setembro



EU GOSTO DO SAMBA (II)
Samba de Ary Barroso
Acompanhamento de Louis Cole e Sua Orquestra
Disco Odeon 11.890-B, matriz 6444
Gravado em 29 de julho de 1940 e lançado em setembro



SINHÁ ROSINHA
Choro de Geraldo Pereira e Célio Ferreira
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto
Disco Odeon 12.167-B, matriz 6937
Gravado em 07 de abril de 1942 e lançado em julho



TEMPESTADE D`ALMA
Samba de Pedro Caetano e Claudionor Cruz
Acompanhamento do Conjunto Regional Odeon
Disco Odeon 12.193-A, matriz 6978
Gravado em 28 de maio de 1942 e lançado em setembro



SALVE A MULHER BRASILEIRA
Marcha de Rubens Campos e Sebastião Lima
Acompanhamento de Dante Santoro e Seu Regional
Disco Odeon 12.211-A, matriz 7048
Gravado em 03 de setembro de 1942 e lançado em outubro

















terça-feira, 5 de abril de 2016

DATAS DE 05/04

DONGA

http://pt.jango.com/

Há 126 anos nascia o músico, compositor e violinista brasileiro Donga.
Um dos mestres do samba.
Foi também um dos autores do célebre Pelo Telefone.






LUPERCE MIRANDA

samba.catracalivre.com.br


Há 39 anos falecia o compositor e bandolinista Luperce Miranda.
Foi um dos integrantes do conjunto Turunas da Mauricéia.
Continuou sua carreira solo, compondo e acompanhando cantores em gravações, 
também gravando solos de bandolim.

Segura o Dedo, 1934 (choro):




MARLY MARLEY



Há 78 anos nascia a cantora, vedete e atriz Marly Marley, 
um dos grandes nomes do teatro de revista e televisão de São Paulo.
Também foi jurada de programa de calouros.





FAUSTO NILO

blog.opovo.com.br


Hoje completa 72 anos o arquiteto e letrista Fausto Nilo.
Um dos grandes nomes da música e arquitetura cearense.



















domingo, 3 de abril de 2016

DORIS DAY - 92 ANOS

Doris Day em 1957



Hoje, a cantora e atriz DORIS DAY completa 92 anos de idade.

Atualmente, ela está afastada dos holofotes, morando em sua propriedade e se dedicando à proteção de animais na Doris Day Pet Foundation.

Entre seus filmes de maiores sucesso podemos destacar Ardida como Pimenta (Calamity Jane), de 1953.

Porém, sua carreira se iniciou bem antes, quando ela era crooner de orquestras nos anos 40.


Aqui, algumas de suas músicas































sábado, 2 de abril de 2016

CHICO XAVIER - 106 ANOS





Há 106 anos nascia o médium CHICO XAVIER.

Em 1939, foi publicado o romance espírita Há Dois Mil Anos, ditado por Emmanuel (mentor de Chico Xavier) e psicografado pelo próprio Chico. O livro traz o sub-título de Episódios da História do Cristianismo no Século I.

Nele, acompanhamos a narração de fatos da vida do senador romano Publius Lentulus (que seria uma das encarnações de Emmanuel). Há um encontro com Jesus, entre outros fatos, como a conversão de Lívia (esposa de Publius) ao Cristianismo.

Em uma das passagens do livro, Publius dedica à Lívia um lindo poema chamado Almas Gêmeas.

Por volta da década de 1950, o cantor Nuno Roland (que era espírita), gravou a poesia, que recebeu melodia de Alberto Lazzoli.

No disco, o autor dos versos vem como "Há dois mil anos".

Confiram essa linda música na interpretação inspirada de Nuno Roland.





Alma gêmea da minh´alma, 
Flor de luz da minha vida, 
Sublime estrela caída
Das belezas da amplidão!...

Quando eu errava no mundo, 
Triste e só, no meu caminho, 
Chegaste, devagarinho, 
E encheste-me o coração.

Vinhas na bênção dos deuses, 
Na divina claridade, 
Tecer-me a felicidade 
Em sorrisos de esplendor!...

És meu tesouro infinito, 
Juro-te eterna aliança, 
Porque sou tua esperança, 
Como és todo o meu amor!

Alma gêmea da minh´alma, 
Se eu te perder, algum dia, 
Serei a escura agonia 
Da saudade nos seus véus...

Se um dia me abandonares, 
Luz terna dos meus amores, 
Hei de esperar-te, entre as flores 
Da claridade dos céus...










Agradecimento ao Arquivo Nirez











Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...