terça-feira, 18 de junho de 2024

RELEMBRANDO A CANTORA DIRCINHA BATISTA

DIRCINHA BATISTA
Arquivo Nirez





Vamos relembrar a querida cantora DIRCINHA BATISTA.                  

Ela foi um dos principais nomes de nossa música popular.           

Confiram suas gravações e uma reportagem de 1933 sobre ela.  


RELEMBRANDO PAULO DA PORTELA

PAULO DA PORTELA
Diário Carioca, 1933
http://memoria.bn.br





Hoje, vamos relembrar o compositor e cantor PAULO DA PORTELA.

Paulo Marques de Oliveira (há fontes que citam Paulo Benjamin de Oliveira) nasceu no Rio de Janeiro em 18 de junho de 1901. Era filho de Joana Baptista da Conceição e Mário Benjamin de Oliveira. Com seu pai ausente, foi criado por sua mãe, um irmão mais velho e uma irmã mais nova, no bairro da Saúde e Estácio de Sá.


RELEMBRANDO O FLAUTISTA DANTE SANTORO


DANTE SANTORO
"A Carioca, joia da imprensa nacional,
com a sympathia de Dante Santoro"
Carioca, 1936
Arquivo Nirez





Vamos relembrar o flautista e compositor DANTE SANTORO.


Dante Santoro nasceu em Porto Alegre (RS), em 18 de junho de 1904.

Em 1919, passou a morar no Rio de Janeiro.

Também foi líder de conjunto.


segunda-feira, 17 de junho de 2024

RELEMBRANDO O GRUPO DO LOURO






Vamos relembrar o clarinetista e compositor LOURO (Lourival de Carvalho), fundador do Grupo do Louro.

Lourival Inácio de Carvalho nasceu em Niterói (RJ), em 22 de abril de 1894.      


RELEMBRANDO O CANTOR MANOEL REIS

MANOEL REIS
"Manoel Reis, tenor paulista ora contratado na Radio Transmissora,
onde vem obtendo successo".
Carioca, 1936.
Arquivo Nirez





Vamos relembrar o cantor MANOEL REIS.

Manoel Reis nasceu em 1909, na cidade de Santos (SP).


RELEMBRANDO STELLINHA EGG

STELINHA EGG
A Scena Muda, 1944.
http://memoria.bn.br




Vamos relembrar a cantora, compositora e atriz STELLINHA EGG.

Stella Maria Egg nasceu em Curitiba (PR), em 18 de julho de 1914.


domingo, 16 de junho de 2024

RELEMBRANDO LAMARTINE BABO

LAMARTINE BABO
Carioca, 1936.
Arquivo Nirez




Vamos Relembrar o compositor LAMARTINE BABO.  

Lamartine de Azeredo Babo nasceu no Rio de Janeiro, em 10 de janeiro de 1904, sendo filho de Bernardina Gonçalves Babo e Leopoldo de Azeredo Babo. Sua família era muito musical. Sua mãe e irmãs tocavam piano e sua casa era frequentada por músicos como Ernesto Nazareth e Catullo da Paixão Cearense.


RELEMBRANDO O COMPOSITOR CANINHA (JOSÉ LUÍS DE MORAES)

CANINHA
http://cifrantiga3.blogspot.com.br/




Vamos relembrar o compositor José Luís de Morais, mais conhecido como CANINHA.  

Nascido no Rio de Janeiro, no bairro de Jacarepaguá, em 06 de julho de 1883, Caninha é considerado um dos pioneiros do início do samba, tendo sido amigo de Donga, Pixinguinha, João da Bahiana, Heitor dos Prazeres, entre outros.        


RELEMBRANDO O CANTOR NILO SÉRGIO

 

NILO SÉRGIO
O Malho, 1944
http://memoria.bn.br/




Há 103 anos nascia o cantor, compositor e produtor NILO SÉRGIO.

Nilo Santos Pinto nasceu no Rio de Janeiro em 16 de junho de 1921.  


sábado, 15 de junho de 2024

RELEMBRANDO O VIOLONISTA TUTE

TUTE
https://pixinguinha.com.br/




Vamos relembrar o violonista TUTE que, além de compositor, foi um dos grandes mestres do violão ao longo das décadas de 1930 e 1940.        


sexta-feira, 14 de junho de 2024

RELEMBRANDO LINDA BATISTA, A ESTRELA DO BRASIL

LINDA BATISTA
Arquivo Nirez





Vamos relembrar a cantora e compositora LINDA BATISTA, A Estrela do Brasil.    

Florinda Grandino de Oliveira nasceu em São Paulo, em 14 de junho de 1919. Era filha de Emília Grandino de Oliveira (D. Neném) e do famoso ventríloquo e cantor Baptista Júnior. Sua mãe era de uma tradicional família paulista. Suas irmãs eram Dyrce (a caçula), a futura cantora Dircinha Batista, e Odette (a mais velha das três), que teria uma curta carreira como cantora.        


RELEMBRANDO O COMPOSITOR JORGE FARAJ


JORGE FARAJ
immub.org





Vamos relembrar o compositor e poeta JORGE FARAJ.

Jorge Vidal Faraj nasceu no Rio de Janeiro em 09 de julho de 1901.

Escreveu seu primeiro verso aos 18 anos, intitulado Brinde, inspirado por sua predileção à literatura. Um ano depois, abandonou a profissão de mecânico para fundar um jornal semanário com amigos do bairro, O Botafogo, tornando-se responsável pela seção de poesias.


quinta-feira, 13 de junho de 2024

DIA DE SANTO ANTÔNIO

Santo Antônio
portal.dgp.eb.mil.br




Em 13 de Junho se comemora o dia de Santo Antônio.  

Trago algumas músicas sobre ele.



O PASSEIO DE SANTO ANTÔNIO - POR HELENA DE MAGALHÃES CASTRO, 1930

HELENA DE MAGAÇHÃES CASTRO
Phono-Arte nº 46, 1930
Arquivo Nirez





A pesquisadora, declamadora e violonista Helena de Magalhães Castro, uma das mais notáveis cantoras/pesquisadoras de nosso folclore, também recolhia importantes temas populares ou poesias de outros países, como esse poema do português Augusto Gil, O Passeio de Santo Antônio.



RELEMBRANDO A CANTORA MARLENE

MARLENE
Álbum do Rádio, 1950
Arquivo Nirez






Vamos relembrar a cantora e atriz MARLENE.  

Vitória Bonaiutti De Martino nasceu em São Paulo (SP), em 24 de novembro de 1922. Dos quatro aos dezessete anos de idade foi interna no Colégio Batista Brasileiro, de São Paulo.


RELEMBRANDO MAZZAROPI


MAZZAROPI
O Cruzeiro, 1952
http://memoria.bn.br/




Vamos relembrar o ator e humorista MAZZAROPI.

Amácio Mazzaropi nasceu em São Paulo, em 09 de abril de 1912.


RUBENS SOARES (ENTRE O SAMBA E O BOXE)

RUBENS SOARES
A Noite Illustrada, 1933
Arquivo Nirez





Rubens Soares era um homem que despertava admiração. As pessoas ficavam em dúvida qual perfil admirar: o de boxeador (pugilista ou boxeur, na linguagem dos anos 30) ou compositor. Como era sabido, ele abafava a banca, ou seja, fazia sucesso nas duas categorias.     

  

quarta-feira, 12 de junho de 2024

DIA DOS NAMORADOS

Cartão postal francês enviado por meu avô paterno, Oscar, para minha avó, Carmélia.
Ela estava completando 20 anos.
Vide a data anotada no cartão (salve 24-05-29) e seu nome (Carmélia).
Arquivo Marcelo Bonavides



Hoje, dia 12 de junho, é comemorado o dia dos namorados.
Trago algumas músicas sobre o tema.

O Blog Arquivo Marcelo Bonavides (Estrelas que nunca se apagam) deseja a todos os casais muito amor!


RELEMBRANDO O COMPOSITOR GAUDIO VIOTTI


GAUDIO VIOTTI
D. Quixote, 1922.
http://memoria.bn.br




Vamos relembrar o compositor GAUDIO VIOTTI.

Gaudio Viotti nasceu no Rio de Janeiro no ano de 1900.


RELEMBRANDO O COMPOSITOR SÁ RÓRIS

SÁ RÓRIS
Fon Fon, 1938. 
 http://memoria.bn.br





Relembrando o compositor e letrista SÁ RÓRIS.

José de Sá Róris nasceu em Curaçá (BA) em 23 de junho de 1887. Era filho de Amália de Sá Róris e Arlindo Gomes de Sá Róris. Aos 13 anos de idade, estava em Salvador (BA), onde se matriculou na Escola de Belas Artes.



terça-feira, 11 de junho de 2024

RELEMBRANDO INHANA, DA DUPLA CASCATINHA E INHANA

INHANA
Álbum de família.
Acervo Museu Municipal de São José do Rio Preto - SP https://sites.google.com/view/exposicaoinhana
 




Vamos relembrar a cantora INHANA, da célebre dupla CASCATINHA E INHANA, uma das belas vozes de nossa música popular entre as décadas de 1950 e 1970.

Confiram sua vida e carreira.    


RELEMBRANDO O GRANDE BENJAMIN DE OLIVEIRA


BENJAMIN DE OLIVEIRA
Revista da Semana, 1908
http://memoria.bn.br/




Vamos relembrar o grande ator e palhaço BENJAMIN DE OLIVEIRA.

Benjamin Chaves nasceu na fazenda dos Guardas, na atual cidade de Pará de Minas (MG), em 11 de junho de 1870. Era filho de Leandra de Jesus e Malaquias Chaves. Sua mãe era uma escrava de “estimação”, e por isso seus filhos foram alforriados ao nascer, inclusive Benjamin. Ele não guardava boas lembranças do pai, que era capataz da fazenda e considerado um homem terrível, que batia na criança diariamente.


RELEMBRANDO HENRIQUE VOGELER

HENRIQUE VOGELER
Arquivo Nirez




Há 80 anos falecia o compositor, pianista, regente, orquestrador e letrista HENRIQUE VOGELER.    

Henrique Gypson Vogeler nasceu na Rua Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro, em 11 de junho de 1888. 


EFEMÉRIDES DE 11 DE JUNHO






A data de hoje, 11 de junho, marca o nascimento ou falecimento dos seguintes artistas: GONÇALVES CRESPO, BENJAMIN DE OLIVEIRA, HENRIQUE VOGELER, PINTO FILHO, VADICO e HENRICÃO.


segunda-feira, 10 de junho de 2024

MESQUITINHA - UM ASTRO NACIONAL

MESQUITINHA
Carioca, 1937
Arquivo Nirez




Um dos maiores nomes do nosso teatro e cinema foi, sem dúvidas, o ator Olympio Bastos, mais conhecido como Mesquitinha.      

Nascido em Lisboa (Portugal), em 19 de abril de 1902, pertencia a uma família de atores e veio ao Brasil em 1907 na companhia dos atores Olympio Mesquita e Maria de La Salette, seus padrinhos. Passaram a viver em São Paulo.


RELEMBRANDO SILVINO NETO

 
SILVINO NETO
Arquivo Nirez



Há 33 anos falecia o humorista e compositor SILVINO NETO, um importante nome de nosso rádio e autor de belas páginas de nosso cancioneiro.

Silvério Silvino Neto nasceu na cidade de São Paulo, em 21 de julho de 1913. Seus pais eram Eleonor Dutra Silvino e Ernesto Silvino. 


RELEMBRANDO O CANTOR VICTOR BACELAR


VICTOR BACELAR
A Scena Muda, 1953.
http://www.bjksdigital.museusegall.org.br/





Vamos relembrar o cantor VICTOR BACELAR.

Victor Bacelar nasceu em 28 de julho de 1911 em Salvador (BA).    

Ele foi o primeiro cantor a ir para o Rio de Janeiro e se projetar nacionalmente.


domingo, 9 de junho de 2024

DISCOS BRUNSWICK PARA JUNHO DE 1930

 





DISCOS BRUNSWICK PARA JUNHO DE 1930
 

 
A revista Phono-Arte, número 43, lançada em 30 de maio de 1930, trazia várias novidades em disco Brunswick para o mês de junho de 1930.
 
São dezesseis gravações, entre as quais destacamos “Os Dois Mexeriqueiros”, embolada de Nunes Filho e Catullo da Paixão Cearense, onde Catullo aparece também como cantor, fazendo companhia ao cantor Bilu.
 
Yolanda Osório, há pouco tempo lançada como cantora, apresenta três boas músicas, sendo acompanhada do conjunto Desafiadores do Norte. As músicas são: Dona Toinha, Samba de João Miranda; Aí, Baiano, embolada de João Miranda; e Confessa, Meu Bem, marcha de Romualdo Miranda
 
Também temos Bonfiglio de Oliveira, Nelson Alves, J. Thomaz, Sylvio Vieira, Sebastião Rufino, Grupo dos Fulanos, Oscar Arruda, Carlos Serra, Conjunto Typico Brasileiro, Conjunto Alvorada e Orquestra Brunswick.
 
O interessante artigo, intitulado “Vozes de Microphone”, mostra que nem todos os intérpretes tinham suas vozes adequadas para gravar discos, pois o som sairia “metálico” ao microfone. Francisco Alves foi dado como exemplo: anos antes tinha uma voz bem diferente e, para a revista, inferior a versão de 1930, que era considerada uma ótima voz para o microfone.
 
Confiram as gravações desses artistas que, há 94 anos lançavam suas novidades musicais no mercado.
 
 














 
 
BILU
E
CATULLO DA PAIXÃO CEARENSE
COM CONJUNTO TYPICO BRASILEIRO

CATULLO DA PAIXÃO CEARENSE
memoria.bn.gov.br



Disco Brunswick 10.062
 

OS DOIS MEXERIQUEIROS
Embolada de Nunes Filho e Catullo da Paixão Cearense
Gravada por Bilu e Catullo da Paixão Cearense
Acompanhamento do Conjunto Typico Brasileiro
Disco Brunswick 10.062-A, matriz 192
Lançado em junho de 1930
 



 
 
BONFIGLIO DE OLIVEIRA
E
NELSON ALVES
 


BONFIGLIO DE OLIVEIRA
https://pixinguinha.com.br/




NELSON ALVES
https://pixinguinha.com.br/




Disco Brunswick 10.067


ARLETE
Choro de Bonfiglio de Oliveira
Gravado por Bonfiglio de Oliveira ao Piston
Acompanhamento do Conjunto Typico Brasileiro
Disco Brunswick 10.067-A, matriz 220
Lançado em junho de 1930
 



NEM ELA NEM EU
Choro de Nelson Alves
Gravado por Nelson Alves ao Cavaquinho
Acompanhamento do Conjunto Typico Brasileiro
Disco Brunswick 10.067-B, matriz 221
Lançado em junho de 1930



 
 
JOSÉ JANNYNI
E
OS DESAFIADORES DO NORTE
 


DESAFIADORES DO NORTE
memoria.bn.gov.br



Disco Brunswick 10.064-B
 


TRIÂNGULO DO NORTE
De João Miranda
Gravado por José Jannyni
Acompanhamento dos Desafiadores do Norte
Disco Brunswick 10.064-B, matriz 323
Lançado em junho de 1930



 
 
YOLANDA OSÓRIO
COM
OS DESAFIADORES DO NORTE
 

YOLANDA OSÓRIO
Arquivo Nirez




DESAFIADORES DO NORTE
memoria.bn.gov.br



Disco Brunswick 10.061-A
 


DONA TOINHA
Samba de João Miranda
Gravado por Yolanda Osório
Acompanhamento dos Desafiadores do Norte
Disco Brunswick 10.061-A, matriz 303
Lançado em junho de 1930


 
Disco Brunswick 10.064-A
 
AÍ BAIANO
Embolada de João Miranda
Gravada por Yolanda Osório
Acompanhamento dos Desafiadores do Norte
Disco Brunswick 10.064-A, matriz 322
Lançado em junho de 1930


 
Disco Brunswick 10.065-A
 
CONFESSA MEU BEM
Marcha de Romualdo Miranda
Gravada por Yolanda Osório
Acompanhamento dos Desafiadores do Norte
Disco Brunswick 10.065-A, matriz 306
Lançado em junho de 1930



 
 
GRUPO DOS FULANOS
 

GRUPO DOS FULANOS
memoria.bn.gov.br




Disco Brunswick 10.061-B
 


SEMPRE FIRME
Choro de Ernesto dos Santos (Donga)
Gravado pelo Grupo dos Fulanos
Disco Brunswick 10.061-B, matriz 325
Lançado em junho de 1930
 


 
Disco Brunswick 10.065-B
 
MIONNE
Marcha de Ernesto dos Santos (Donga)
Gravada pelo Grupo dos Fulanos
Disco Brunswick 10.065-B, matriz 326
Lançado em junho de 1930
 



 
OSCAR ARRUDA,
CARLOS SERRA
E
CONJUNTO ALVORADA
 

 
Disco Brunswick 10.063
 

 
CAPIVARA
Embolada de A. Lyra
Gravada por Oscar Arruda
Acompanhamento do Conjunto Alvorada
Disco Brunswick 10.063-A, matriz 390
Lançado em junho de 1930


 
PERDI A FAMA
Samba de Manoel Barlavento
Gravado por Carlos Serra
Acompanhamento do Conjunto Alvorada
Disco Brunswick 10.063-B, matriz 359
Lançado em junho de 1930
 



 
J. THOMAZ
E
ORQUESTRA BRUNSWICK
 


J. THOMAZ
memoria.bn.gov.br




Disco Brunswick 10.062-B
 


JUVENÁ
Samba de J. Thomaz
Gravado por J. Thomaz
Acompanhamento da Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.062-B, matriz 70
Lançado em junho de 1930
 
 
 

 
SEBASTIÃO RUFINO
COM
ORQUESTRA BRUNSWICK
 


Disco Brunswick 10.066
 


DORA
Samba de F. A. Rocha
Gravado por Sebastião Rufino
Acompanhamento da Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.066-A, matriz 321
Lançado em junho de 1930
 



UM BEIJO SÓ
Samba de A. de Carvalho
Gravado por Sebastião Rufino
Acompanhamento da Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.066-B, matriz 324
Lançado em junho de 1930
 



 
SYLVIO VIEIRA
COM
ORQUESTRA BRUNSWICK
 

SYLVIO VIEIRA
Arquivo Nirez




Disco Brunswick 10.060
 


EU TENHO FÉ
Samba Canção de Henrique Vogeler e Sylvio Vieira
Gravado por Sylvio Vieira
Acompanhamento da Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.060-A, matriz 299
Lançado em junho de 1930


 
É NA VIOLA QUE CHORA
Toada de Sylvio Vieira
Gravada por Sylvio Vieira
Acompanhamento da Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.060-B, matriz 200
Lançado em junho de 1930
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 




Agradecimento ao Arquivo Nirez










 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...