quinta-feira, 6 de janeiro de 2022

RELEMBRANDO A CANTORA STELLA MARIS - 100 ANOS

STELLA MARIS 
1939
https://www.jobim.org/caymmi



 
Há 100 anos nascia a cantora STELLA MARIS, uma das revelações do rádio no ano de 1938.
 
Hoje, Stella Maris é mais conhecida por ter se casado com o cantor e compositor Dorival Caymmi. Com uma breve carreira, ela chegou a gravar um disco ao lado de Antenógenes Silva.


Adelaide Tostes nasceu em 06 de janeiro de 1922, em Pequeri (MG).
 
Uma vez morando no Rio de Janeiro, iniciou sua carreira como cantora de rádio por volta de 1938, adotando o nome artístico de Stella Maris e sendo descoberta pelo locutor César Ladeira, que a levou a assinar um contrato com a Rádio Mayrink Veiga.
 
Estreou na Mayrink às 21 horas do dia 15 de novembro de 1938, sendo sua estreia anunciada no jornal Gazeta de Notícias.


Gazeta de Notícias, 15 de novembro de 1938, p.04
http://memoria.bn.br/


 
Na Mayrink, agradou o público e crítica, atuando ao microfone ao lado de grandes nomes de nossa música popular, como Carmen Miranda, Aurora Miranda, Sílvio Caldas, Pixinguinha, Muraro, Barbosa Júnior, Aracy de Almeida, só para citar alguns. E isso está registrado nos jornais da época, pois seu nome constantemente aparecia como uns dos destaques da emissora.


Gazeta de Notícias, 16 de novembro de 1938, p.04
http://memoria.bn.br/



Gazeta de Notícias, 22 de novembro de 1938, p.08
http://memoria.bn.br/





Gazeta de Notícias, 13 de setembro de 1939, p.10
http://memoria.bn.br/




Gazeta de Notícias, 22 de setembro de 1939, p.09
http://memoria.bn.br/


 
Em 15 de maio de 1939, gravou sua única música em discos, interpretando a valsa de Antenógenes Silva e Ernâni de Campos, Saudades Profunda. Stella Maris é acompanhada ao acordeon pelo próprio Antenógenes Silva.


Também atuou na Rádio Tupi em 1938.

Sua especialidade era cantar valsas, foxes e canções.



STELLA MARIS 
1938
https://www.jobim.org/caymmi


 
Os jornais e revistas previam uma bonita carreira como cantora para Stella Maris. O destino, às vezes, reservas surpresas que mudam todos os planos feitos por nós. A jovem cantora conheceu o iniciante compositor e cantor Dorival Caymmi e ambos se apaixonaram. Caymmi relembraria, décadas depois, que a conhecera na Rádio Nacional, em programas de calouros, cantando Feitiço da Vila, de Noel Rosa. Com certeza, antes da fase na Rádio Mayrink Veiga.

Stella Maris (ou Adelaide Tostes) e Dorival Caymmi se casaram em 30 de abril de 1940. Por decisão dela, resolveu abandonar sua carreira e se dedicar ao marido e aos filhos que viriam. Eles foram pais dos futuros cantores: Nana Caymmi, Dori Caymmi e Danilo Caymmi, sendo avós das também cantoras Juliana Caymmi e Alice Caymmi.
 

STELLA MARIS E DORIVAL CAYMMI
https://www.jobim.org/caymmi



Adelaide Tostes e Dorival Caymmi tiveram um casamento de 68 anos. Só se separaram (brevemente) quando Dorival faleceu, em 16 de agosto de 2008, aos 94 anos de idade. Adelaide, adoentada e hospitalizada, faleceu onze dias depois, em 27 de agosto de 2008, aos 86 anos de idade.
 
Fora os três filhos e sete netos, o casal deixou também cinco bisnetos, e uma importante contribuição para nossa cultura.


DORIVAL CAYMMI E STELLA MARIS 
22 de março de 2003
https://www.jobim.org/caymmi


 


 
 
SAUDADE PROFUNDA
Valsa de Antenógenes Silva e Ernâni Campos
Gravada por Stella Maris
Acompanhamento de Antenógenes Silva ao Acordeon e Seu Conjunto
Disco Odeon 11.733-A, matriz 6090
Gravado em 15 de maio de 1939 e lançado em junho de 1939




Stella Maris gravaria novamente em 1964

STELLA MARIS - Canção Da Noiva











RECORTES SOBRE STELLA MARIS


STELLA MARIS
Foto dedicada à sua irmça, Irene Tostes
03 de outubro de 1939
https://www.jobim.org/caymmi


STELLA MARIS
https://www.jobim.org/caymmi



STELLA MARIS
https://www.jobim.org/caymmi



STELLA MARIS
https://www.jobim.org/caymmi



Gazeta de Notícias, 15 de novembro de 1938, p.04
http://memoria.bn.br/



Diário de Notícias, 23 de novembro de 1938, p.08
http://memoria.bn.br/



Cinearte, 1938
http://memoria.bn.br/




Pranóve, 1938
http://memoria.bn.br/




Pranóve, 1938
http://memoria.bn.br/




Pranóve, 1938
http://memoria.bn.br/



Diário de Notícias, 09 de março de 1939, p.08
http://memoria.bn.br/



Fon Fon, 1939
http://memoria.bn.br/




Fon Fon, 1939
http://memoria.bn.br/




Gazeta de Notícias, 06 de agosto de 1939, p.14
http://memoria.bn.br/




Pranóve, 1939
http://memoria.bn.br/




Fon Fon, 1939
http://memoria.bn.br/




Fon Fon, 1939
http://memoria.bn.br/




Carioca, 1939
http://memoria.bn.br/




Carioca, 1940
http://memoria.bn.br/




Carioca, 1940
http://memoria.bn.br/




Carioca, 1939
http://memoria.bn.br/



Fon Fon, 1939
http://memoria.bn.br/



Fon Fon, 1939
http://memoria.bn.br/




Pranóve, 1939
http://memoria.bn.br/














Agradecimento ao Arquivo Nirez










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...