quarta-feira, 1 de setembro de 2021

RELEMBRANDO STEFANA DE MACEDO

STEFANA DE MACEDO, 1930.
"À Phono - Arte uma lembrança de Stefana de Macedo. Rio, 6/6/930".
Arquivo Nirez.




Vamos relembrar a cantora e pesquisadora do folclore STEFANA DE MACEDO.
 
Stefana de Moura Macedo nasceu em Recife (PE) em 29 de janeiro de 1903. Era filha do Dr. Erasmo V. de Macedo e D. Euxelia de Moura Macedo, figuras de destaque da sociedade de Pernambuco. Seu pai foi deputado federal


Em criança, Stefana ouvia de sua avó modinhas e temas populares até adormecer. Aos 12 anos, ela passaria a morar no Rio de Janeiro, estudando no Colégio Rampi William. Em 1915 suas alunas promoviam um animado piquenique no Leme e, em 1916, o colégio promovia festas entre suas alunas, das quais Stefana participava. Em 1919, Stefana participava de um festival em benefício do Instituto Moniz Barreto, organizado pela diretora Emília Rampi William, realizado no Colégio Rampi William. Stefana de Macedo, ao lado da colega Marly Cadaval, cantava Idylio (valsa do beijo). Stefana também participava do vaudeville em um ato, O Sonho de Beatriz, interpretando Beatriz.




A Epoca, 21 de agosto de 1916, p.02
http://memoria.bn.br/




ornal do Brasil, 23 de agosto de 1916, p.05
http://memoria.bn.br/





O Paiz, 05 de outubro de 1919, p.04
http://memoria.bn.br/




A Epoca, 05 de outubro de 1919, p.08
http://memoria.bn.br/


Em 1926, passou a estudar violão e, pouco tempo depois, se tornou uma de nossas primeiras cantoras-pesquisadoras de nosso folclore. Após estudar violão com dois professores, passou a estudar o instrumento sozinha.
 
Sua estreia como artista se deu em 06 de novembro de 1926, no Theatro do Copacabana Palace, onde o número de pessoas foi muito além do necessário para lotar o lugar. 



Gazeta de Noticias, 22 de outubro de 1926, p.04
http://memoria.bn.br/




Jornal do Commercio, 05 de novembro de 1926, p.05
http://memoria.bn.br/

 


Beira Mar, 21 de novembro de 1926, p.05
http://memoria.bn.br/


Em março de 1928 já dava aulas de canto e violão, com várias alunas inscritas.
 
É interessante vermos como o violão ia saindo da marginalidade em que vivia até o comecinho do século XX e, na década de 1920, seria adotado por moças de família, representantes da "boa sociedade".


Stefana de Macedo.
Revista Eu Vi, 1930.
http://memoria.bn.br

Stefana de Macedo
O Violão, 1928 
 Arquivo Nirez



Diario Carioca, 1930.
http://memoria.bn.br





O Radical, 1932.
http://memoria.bn.br


 
Em 1927, antes de gravar discos, apresentava-se na Rádio Sociedade Mayrink Veiga.


Correio da manhã, 29 de março de 1927, p.10
http://memoria.bn.br/



Correio da manhã, 26 de abril de 1927, p.07
http://memoria.bn.br/

 
Boa parte de seu repertório ela conheceu ainda menina. Dessas recordações da infância contava que A Mulher e o Trem ela ouvira aos nove anos de idade, no carnaval carioca. Como se Dobra o Sino também foi uma das canções que ela aprendeu ainda criança.
 
Stefana começou a gravar em 1928. Seu primeiro disco trazia as composições de Hekel Tavares e Luís Peixoto: Lua Cheia (que Hekel Tavares dedicou à ela) e Era Aquilo Só... Hekel acompanhava Stefana ao piano, em disco Odeon.
 


Diário da Manhã (PE), 07 de maio de 1930, p.05
http://www.acervocepe.com.br/



Foi a primeira cantora a romper com o estilo erudito de cantar, com sua voz suave e afinada, carregada do gostoso sotaque pernambucano. Pouco depois dela, Carmen Miranda também seguiria, com muito sucesso, o estilo mais coloquial ao cantar.
 
Sua música mais conhecida é História Triste de Uma Praieira, gravada na Columbia em 1929, uma melodia de domínio público com versos de Adelmar Tavares, que teve arranjo da própria Stefana.
 
Seu repertório era de músicas folclóricas ou semi-folclóricas. Encontramos maravilhas como Preta SinháDespedidaCavalo MarinhoRede do Ceará...
 
Ela se dizia muito à vontade diante do microfone; e isso era muito importante no final dos anos 20, uma vez que as gravações elétricas chegaram ao Brasil em 1927. Era preciso ter desenvoltura diante da nova tecnologia. Quando esteve em São Paulo, gravando nos estúdios Columbia, ela deixou registrada na cera 20 músicas em apenas cinco dias.
 
Em 1931, Stefana apareceu no primeiro filme musical brasileiro, Coisas Nossas, onde cantava Batuque e Bambalelê.



Stefana de Macedo
Filme Coisas Nossas
O Cruzeiro, 1931 
http://memoria.bn.br/



Diário da Manhã (PE), 08 de junho de 1932, p.08
http://www.acervocepe.com.br/

 
Ela lançaria discos com músicas inéditas até 1934. Em 1939 e 1943 seriam relançadas em discos as músicas Batuque e História Triste de uma Praieira.
 
Stefana de Macedo faleceu no Rio de Janeiro (RJ) em 01 de setembro de 1975, aos 72 anos de idade.



STEFANA DE MACEDO, 1930
Arquivo Nirez




 
Já homenageamos Stefana de Macedo em algumas ocasiões:
 
Stefana de Macedo – 44 Anos de Saudade http://bit.ly/2ZMQjfv
Stefana de Macedo - 115 Anos: http://bit.ly/2RUnVVq
Stefana de Macedo – 116 Anos http://bit.ly/2G9ykpk
Stefana de Macedo - 117 Anos: http://bit.ly/2RBPq4f
 



Recortes sobre Stefana de Macedo


“Grupo formado por ocasião do recital da distincta musicista pernambucana. Veem-se, D. Amelia Brandão Nery ao centro, ladeada por Stefana de Macedo (direita) e Jesy Barbosa (esquerda). Ao lado de Stefana vemos Vicente Cunha, o excellente cantor nortista”.
Phono-Arte, 30 de agosto de 1930, nº 46.
Arquivo Nirez




Phono-Arte, 15 de outubro de 1929, nº 29





Phono-Arte, 15 de abril de 1930, nº 41





Revista Phono-Arte, 30 de maio de 1930, nº 43.
Arquivo Nirez





Revista Phono-Arte, 30 de julho de 1930, nº 45.
Arquivo Nirez


Revista Phono-Arte, 30 de agosto de 1930, nº 46.
Arquivo Nirez




Revista Phono - Arte, 15 de agosto de 1928


P. 10.



P.21
 

 
STEFANA DE MACEDO
Revista da Semana, 1927
Arquivo Nirez

 


 
 GRAVAÇÕES DE STEFANA DE MACEDO

 
 
Discos Odeon
 

TENHO UMA RAIVA DE VANCÊ
Canção de Hekel Tavares e Luiz Peixoto
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Hekel Tavares ao Piano
Disco Odeon 10.204-A, matriz 1703
Lançado em 1928


 
SUSSUARANA
Canção de Hekel Tavares e Luiz Peixoto
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Hekel Tavares ao Piano
Disco Odeon 10.204-B, matriz 1704
Lançado em 1928


 
ZAMBA CORDOBEZA
Samba Argentino de Motivo Popular
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Lúcio Chameck ao Piano e Josué de Barros ao Violão
Disco Odeon 10.209-A, matriz 1733
Lançado em 1928


 
LEONOR
Samba de Catullo da Paixão Cearense
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Lúcio Chameck ao Piano e Josué de Barros ao Violão
Disco Odeon 10.209-B, matriz 1732
Lançado em 1928


 
LUA CHEIA
Canção de Hekel Tavares e Luiz Peixoto
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Hekel Tavares ao Piano
Disco Odeon 10.228-A, matriz 1718
Lançado em agosto de 1928


 
ERA AQUILO SÓ...
Canção de Hekel Tavares e Luiz Peixoto
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Hekel Tavares ao Piano
Disco Odeon 10.228-B, matriz 1719
Lançado em agosto de 1928 
 

 
NOSSO TEMPO DE COLÉGIO
Canção de Hekel Tavares e Luiz Peixoto
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Hekel Tavares ao Piano
Disco Odeon 10.229-A, matriz 1720
Lançado em agosto de 1928


 
SAUDADE
Canção de Hekel Tavares e Luiz Peixoto
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Hekel Tavares ao Piano
Disco Odeon 10.229-B, matriz 1721
Lançado em agosto de 1928


  
Discos Columbia



BAMBALELÊ

Selo de Bambalelê
Arquivo Marcelo Bonavides
Samba Choro Popular em arranjo de Stefana de Macedo
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 5.067-B, matriz 380227-2
Lançado em julho de 1929
Obs. Stefana de Macedo cantaria esta música no filme Coisas Nossas, de 1931.



 
A MULHER E O TREM

Selo de A Mulher e o Trem
Arquivo Marcelo Bonavides
Corta Jaca Popular em arranjo de Stefana de Macedo
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 5.067-B, matriz 380229-2
Lançado em julho de 1929


 
A MULHER E O TREM
Corta Jaca Popular em arranjo de Stefana de Macedo
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 5.068-B, matriz 380229-2
Lançado em setembro de 1929


 
O HOMEM E O RELÓGIO
Corta Jaca de Stefana de Macedo
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 5.068-B, matriz 380230
Lançado em setembro de 1929    



BAMBALELÊ
Samba Choro Popular em arranjo de Stefana de Macedo
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 5.067-B, matriz 380227-2
Lançado em setembro de 1929
Obs. Stefana de Macedo cantaria esta música no filme Coisas Nossas, de 1931.


 
STELA
Canção Popular em arranjo de Stefana de Macedo
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 5.067-B, matriz 380237
Lançado em setembro de 1929
Obs. Canção da autoria de Adelmar Tavares e Abdon Lyra.


 
BICHO CAXINGUELÊ
Cateretê Popular em arranjo de Stefana de Macedo
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 5.092-B, matriz 380231-2
Lançado em outubro de 1929


 
SAIA DO SERENO
Toada Pernambucana em arranjo de Stefana de Macedo
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 5.092-B, matriz 380232-1
Lançado em outubro de 1929


 
BATUQUE

Selo de Batuque
Arquivo Marcelo Bonavides

Dança Popular em arranjo de Stefana de Macedo
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 5.093-B, matriz 380228-2
Lançado em outubro de 1929


 
HISTÓRIA TRISTE DE UMA PRAIEIRA

Selo de História Triste de uma Praieira
Arquivo Marcelo Bonavides


Revista Phono-Arte, 1929.
Arquivo Nirez


Canção Popular com versos de Adelmar Tavares em arranjo de Stefana de Macedo
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 5.093-B, matriz 380236-2
Lançado em outubro de 1929


 
VANCÊ
Toada de João Pernambuco e E. Tourinho
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de João Pernambuco e Zezinho aos Violões
Disco Columbia 5.127-B, matriz 380443
Gravado em 30 de setembro de 1929 e lançado em dezembro de 1929


 
TIÁ DE JUNQUEIRA
Coco Pernambucano de João Teixeira Guimarães (João Pernambuco)
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de João Pernambuco e Zezinho aos Violões
Disco Columbia 5.127-B, matriz 380448
Gravado em 30 de setembro de 1929 e lançado em dezembro de 1929


 
BIRO BIRO YAYÁ

Selo de Biro, Biro, Yayá
Arquivo Marcelo Bonavides

Coco Pernambucano de João Pernambuco
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Joãozinho e João Pernambuco
Disco Columbia 5.128-B, matriz 380442-1
Gravado em 30 de setembro de 1929 e lançado em dezembro de 1929


 
SIRICÓIA

Selo de Siricóia
Arquivo Marcelo Bonavides

Toada Amazonense de João Pernambuco
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de João Pernambuco ao Violão
Disco Columbia 5.128-B, matriz 380441-1
Gravado em 30 de setembro de 1929 e lançado em dezembro de 1929


 
RONCA O BESOURO NA FULÔ

Revista Phono-Arte, 1930.
Arquivo Nirez


Coco de Stefana de Macedo
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Gaó, Zezinho e Petit
Disco Columbia 5.147-B, matriz 380432
Lançado em fevereiro de 1930


 
SODADE CABOCLA

Revista Phono-Arte, 1930.
Arquivo Nirez


Coco de João Pernambuco e E. Tourinho
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de João Pernambuco ao Violão
Disco Columbia 5.147-B, matriz 380445
Lançado em fevereiro de 1930


 
ESTRELA DALVA
Baião de João Pernambuco
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de João Pernambuco e Zezinho
Disco Columbia 5.157-B, matriz 380447
Lançado em fevereiro de 1930


 
MÃE MARIA CAMUNDÁ
Batuque de Stefana de Macedo
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de João Pernambuco e Zezinho
Disco Columbia 5.157-B, matriz 380436
Lançado em fevereiro de 1930


 
COMO SE DOBRA O SINO
Toada Popular do Rio Grande do Norte e de Stefana de Macedo
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violão
Disco Columbia 5.189-B, matriz 380439-2
Lançado em março de 1930


 
MANECA DOS GERAIS
De E. Tourinho e João Pernambuco
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de João Pernambuco ao Violão
Disco Columbia 5.189-B, matriz 380446-2
Lançado em março de 1930


 
OLELÊ TAMANDARÉ
Coco Popular em arranjo de Stefana de Macedo
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 5.190-B, matriz 380437
Lançado em março de 1930


 
REDE DO CEARÁ
Canção Popular em arranjo de Stefana de Macedo
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 5.190-B, matriz 380444
Lançado em março de 1930


 
DESPEDIDA
Modinha Cereste de Gastão Penalva e Hekel Tavares
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Gaó, Petit e Zezinho
Disco Columbia 5.192-B, matriz 380433-2
Lançado em março de 1930


 
ZÉ REIMUNDO
Toada de Stefana de Macedo e Olegário Mariano
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 5.192-B, matriz 380434
Lançado em março de 1930


 
DESPEDIDA
Modinha Cereste de Gastão Penalva e Hekel Tavares
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Gaó, Petit e Zezinho
Disco Columbia 5.192-B, matriz 380433-2
Lançado em setembro de 1930  
 



MORENA MORENA
Modinha do Norte Popular
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violão
Disco Columbia 5.192-B, matriz 380440-1
Lançado em setembro de 1930


 
CAVALO MARINHO
Samba Regional de Amélia Brandão Nery
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Gaó, Zezinho e Chaves
Disco Columbia 7.009-B, matriz 380807-2
Lançado em setembro de 1930


 
PRETA SINHÁ
Canção Regional de Amélia Brandão Nery
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Gaó, Chaves e Angelino
Disco Columbia 7.009-B, matriz 380814-2
Lançado em setembro de 1930


 
PAPOULA VIÇOSA
Samba Canção de Oscar Cardona
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Gaó, Zezinho e Angelino
Disco Columbia 7.010-B, matriz 380813-1
Lançado em setembro de 1930


 
TORÉ
Canto Indígena de Stefana de Macedo e Ascenço Ferreira
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Gaó, Chaves e Zezinho
Disco Columbia 7.010-B, matriz 380820-1
Lançado em setembro de 1930


 
CASA DE FARINHA
Cantiga de Amélia Brandão Nery
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Gaó, Zezinho, Chaves e Napoleão
Disco Columbia 7.032-B, matriz 380809
Lançado em outubro de 1930


 
NOS CAFUNDÓ DO CORAÇÃO
Canção de Amélia Brandão Nery
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Gaó, Zezinho e Chaves
Disco Columbia 7.032-B, matriz 380821
Lançado em outubro de 1930


 
LENHADÔ
Coco de Raul C. Morais
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Gaó, Zezinho, Chaves e Napoleão
Disco Columbia 7.052-B, matriz 380808-1
Lançado em 1930


 
MEU HOMEM
De Maria Eugênia Celso e Stefana de Macedo
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Gaó, Zezinho, Chaves e Angelino
Disco Columbia 7.052-B, matriz 380822-1
Lançado em 1930


 
DOIS DE ÔRO
Maracatu de Stefana de Macedo
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Conjunto Regional
Disco Columbia 22.208-B, matriz 381472
Lançado em 1933


 
SODADE VÉIA
Canção de Stefana de Macedo
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Conjunto Regional
Disco Columbia 22.208-B, matriz 381473
Lançado em 1933


 
CORAZONES PARTIDOS
Gravado por Stefana de Macedo
Disco Columbia 22.281-B
Lançado em 1934


 
ZAMBA CORDOBEZA
Samba Argentino Popular
Gravado por Stefana de Macedo
Disco Columbia 22.281-B
Lançado em 1934


 
BATUQUE
Dança do Quilombo em arranjo de Stefana de Macedo
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 55.052-A, matriz 380228-2
Gravado em 1929 e lançado em 1939


 
HISTÓRIA TRISTE DE UMA PRAIEIRA
Canção Popular com versos de Adelmar Tavares em arranjo de Stefana de Macedo
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 55.052-B, matriz 380236-2
Gravado em 1929 e lançado em 1939


 
BATUQUE
Dança do Quilombo em arranjo de Stefana de Macedo
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 15.007-A, matriz 380228-2
Gravado em 1929 e lançado em dezembro de 1943


 
HISTÓRIA TRISTE DE UMA PRAIEIRA
Canção Popular com versos de Adelmar Tavares em arranjo de Stefana de Macedo
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 15.007-B, matriz 380236-2
Gravado em 1929 e lançado em dezembro de 1943














Agradecimento a Célio Oliveira (In Memoriam) e ao Arquivo Nirez










3 comentários:

  1. Parabéns pelo blog Marcelo, nosso patrimônio musical merece alguém como você!!! Estou ansioso pra ver o post sobre a nossa querida Dama do Encantado...
    E a Stefana, olha só, é minha conterrânea e nem sabia rsrs!

    ResponderExcluir
  2. Simplesmente fenomenal seu blog.
    Já estou seguindo e vou indicar no meu.

    http://sabordaletra.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Cresci ouvindo minha mãe cantando História Triste de Uma Praieira de Stefana de Macedo. Triste saber que moramos longos anos na mesma cidade (Volta Redonda - RJ) e a vida não nos oportunizou conhecê-la. Minha mãe explodiria de contentamento, certamente! Que Deus as abençõe!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...