quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

HERIVELTO MARTINS - 108 ANOS

HERIVELTO MARTINS
PARA O ALBUM DO RADIO-FAN – HERIVELTO MARTINS
“Herivelto Martins é um nome já consagrado no ‘briadcasting’ carioca. Pouca gente sabe que ele é cantor e compositor. É o branco da “Dupla Preto e Branco’ e, ao mesmo tempo o compositor de ‘Itaquari’. Seus sucessos são inumeraveis e, entre eles, contam-se muitas musicas carnavalescas. Ultimamente, Herivelto Martins tem-se dedicado a composições do genero folclorico. É casado com Dalva de Oliveira, a voz maravilhosa do ‘Trio de Ouro’ – que é a ‘Dupla Preto e Branco’ acrescida com a sua propria pessoa. Herivelto acha-se, presentemente, atuando na Radio Mairink (sic) Veiga, onde o ‘Trio de Ouro’ tem um contrato de exclusividade. O exito dos programas a cargo desse grupo vocal são bem previsiveis”. 
Revista Carioca, 1938.
Arquivo Nirez



Há 108 anos nascia o compositor e cantor HERIVELTO MARTINS.

Herivelto de Oliveira Martins nasceu no antigo distrito de Rodeio (atual Município de Engenheiro Paulo de Frontim), no Rio de Janeiro, em 30 de janeiro de 1912. 

Herivelto Martins foi um de nossos mais importantes compositores, registrando sucessos durante décadas, seja sozinho ou em parcerias. Também brilhou em conjuntos musicais, como o Conjunto Tupy, liderado por J. B. de Carvalho, que tinha como integrantes nomes como Zaíra de Oliveira, Yolanda Osório, Francisco Sena, entre outros.

Depois, atuaria na dupla Preto e Branco, ao lado de Francisco Sena. Quando este faleceu, atuou ao lado de Nilo Chagas. Ao conhecer sua futura esposa, a cantora Dalva de Oliveira, integrou-a na dupla formando o Trio de Ouro em sua primeira composição.

Dalva de Oliveira e Herivelto Martins seriam pais de Pery Ribeiro, cantor, e de Ubiratan. De seu segundo casamento, com Lourdes Torelly, seria pai, entre outros, da atriz Yaçanã Martins.



Já homenageamos Herivelto Martins em outras postagens:

HERIVELTO MARTINS - 106 ANOS: http://bit.ly/herivelto106


HERIVELTO MARTINS - 107 ANOS: http://bit.ly/2ScLB6O



Diário Carioca, Domingo, 31 de outubro de 1937, p. 13
http://memoria.bn.br/




Gravações da autoria de Herivelto Martins




PRETO E BRANCO
Samba de Herivelto Martins
Gravado pela Dupla Preto e Branco (Primeira fase: Herivelto Martins e Francisco Sena)
Acompanhamento de Bonfiglio e Sua Embaixada
Disco Odeon 11.119-B, matriz 4802
Gravado em 22 de março de 1934 e lançado em maio



SE O MORRO NÃO DESCER
Samba de Herivelto Martins e Darci de Oliveira
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento do Conjunto Regional RCA Victor
Disco Victor 34.040-B, matriz 80103-1
Gravado em 03 de fevereiro de 1936 e lançado em 1936



CABARÉ NO MORRO
Samba de Herivelto Martins
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Grupo da Odeon
Disco Odeon 11.506-B, matriz 5622
Gravado em 10 de julho de 1937 e lançado em setembro



MANIA DE MALANDRO
Choro Herivelto Martins
Gravado por Aurora Miranda
Acompanhamento de Conjunto Regional
Disco Odeon 11.614-A, matriz 5817
Gravado em 02 de maio de 1938 e lançado em julho



ACORDA ESTELA
Samba de Herivelto Martins e Benedito Lacerda
Gravado por Dalva de Oliveira e Francisco Alves
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Grande Regional
Disco Columbia 55.159-B, matriz 192-1
Gravado em 16 de agosto de 1939 e lançado em setembro de 1939



DESCULPA DE OCASIÃO
Samba Choro de Herivelto Martins e Darci de Oliveira
Gravado por Rosina Pagã
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto
Disco Odeon 12.159-A, matriz 6941
Gravado em 12 de abril de 1942 e lançado em 1942



PRIMEIRO MAL
Samba de Herivelto Martins
Gravado por Dircinha Batista
Acompanhamento do Conjunto Regional Odeon
Disco Odeon 12.193-B, matriz 6979
Gravado em 28 de maio de 1942 e lançado em setembro de 1942



AVE MARIA NO MORRO
Samba de Herivelto Martins
Gravado pelo Trio de Ouro
Acompanhamento de Fon Fon e Sua Orquestra
Disco Odeon 12.185-A, matriz 6984
Gravado em 05 de junho de 1942 e lançado em agosto de 1942



BEIJA-ME A BOCA
Samba de Herivelto Martins
Gravado por Francisco Alves
Acompanhamento do Conjunto Odeon
Disco Odeon 12.318-B, matriz 7281
Gravado em 03 de maio de 1943 e lançado em junho de 1943



MANGUEIRA NÃO
Samba de Herivelto Martins e Grande Otelo
Gravado por Francisco Alves e o Trio de Ouro
Acompanhamento de Carlos Machado e Sua Orquestra
Disco Odeon 12.393-B, matriz 7422
Gravado em 09 de novembro de 1943 e lançado em dezembro de 1943



NÃO ERA ADEUS
Samba de Herivelto Martins e Cícero Nunes
Gravado por Isaura Garcia
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto
Disco Victor 80-0165-A, matriz S-052918-1
Gravado em 18 de dezembro de 1943 e lançado em fevereiro de 1944



TARDE DE SETEMBRO
Samba de Herivelto Martins e David Nasser
Gravado por Francisco Alves
Acompanhamento de Abel com Dante Santoro e Seu Conjunto
Disco Odeon 12.616-B, matriz 7871
Gravado em 02 de julho de 1945 e lançado em agosto de 1945



ÀS TRÊS DA MANHÃ
Samba de Herivelto Martins
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento de Abel com Bandeirante e Seu Conjunto
Disco Odeon 12.700-A, matriz 8032
Gravado em 26 de abril de 1946 e lançado em junho de 1946



CAMINHEMOS
Samba de Herivelto Martins
Gravado por Francisco Alves
Acompanhamento da Orquestra Odeon, sob a direção de Lírio Panicali
Disco Odeon 12.810-B, matriz 8238
Gravado em 13 de junho de 1947 e lançado em novembro de 1947



O MAIOR SAMBA DO MUNDO
Samba de Herivelto Martins e David Nasser
Gravado por Linda Batista e Nelson Gonçalves
Acompanhamento de Orquestra
Disco RCA Victor 80-2040-A, matriz 13-J2PB-0555
Gravado em 30 de dezembro de 1958 e lançado em março de 1959













Agradecimento ao Arquivo Nirez










VAIA AO SOL DE FORTALEZA EM 1942

Praça do Ferreira, 1936. Foto de Peter Fuss.


  
O dia 30 de janeiro de 1942 amanheceu nublado em Fortaleza, repleto de poças d´água decorrentes da chuva que caiu nos dois últimos dias. Depois de um período de seca, teríamos o terceiro dia consecutivo de chuvas para aplacar a estiagem. Teríamos... O sol, imponente, começou uma luta com as nuvens para poder brilhar sobre a cidade. A Praça do Ferreira era o "coração" da cidade (e ainda é a nossa mais famosa praça). Por ela, passavam e paravam todo o tipo de pessoa, de todas as classes sociais. Na época da Segunda Guerra Mundial, muitas pessoas iam até seus arredores conferir as últimas notícias do Front.

Naquele dia, "esgueirando-se pelas calçadas molhadas", um repórter do jornal O Povo notou grande número de pessoas que, juntas, observavam a luta do sol com as nuvens. O resultado, ele publicaria nesse mesmo jornal: “Olhando para o alto e apontando, começaram uma demonstração estrondosa, vaiando o astro vencido e apagado, naquele momento, num grito uníssono de várias bôcas. Mas afinal o velho Rei das alturas venceu, botando todo corpo vermelho para fora das nuvens e dispersando os vaiadores”.

Isso mesmo, o sol fora vaiado por inúmeras pessoas que, cientes de mais um dia de chuva, tiveram suas expectativas frustradas...







quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

STEFANA DE MACEDO - 117 ANOS


STEFANA DE MACEDO
"Para Phono Arte, offerece Stefana de Macedo, 1930"
Arquivo Nirez



Há 117 anos nascia a cantora e pesquisadora de folclore STEFANA DE MACEDO.

Stefana de Moura Macedo nasceu em Recife (PE), em 29 de janeiro de 1903, falecendo no Rio de Janeiro, em 01 de setembro de 1975, aos 72 anos de idade.

Stefana de Macedo foi uma de nossas cantoras/pesquisadoras de folclore pioneira, sendo contemporânea de Elsie Houston, Helena de Magalhães Castro, Olga Praguer Coelho e Celeste Leal Borges.

Em 1928, Stefana gravou seus primeiros discos pela Odeon, no Rio de Janeiro, registrando peças de Hekel Tavares e Luiz Peixoto, sendo acompanhada ao piano pelo próprio Hekel (na Columbia seria acompanhada ao violão pelo célebre João pernambuco). Sua voz era meiga e calma, ao contrário das sopranos da época. Esse estilo seria popularizado por Carmen Miranda, a partir de 1929 e, principalmente, ao longo de 1930.

A partir de julho de 1929, passou a lançar discos pela Columbia, gravando-os em São Paulo. Em seu primeiro disco, trazia o samba choro popular Bambalelê, que ela fez o arranjo e cantaria no filme Coisas Nossas (de 1931), ao lado de Batuque (que ela também gravou na Columbia, em disco lançado em outubro de 1929). Um de seus grandes sucessos foi a canção popular, com versos de Adelmar Tavares e arranjo dela própria, História Triste de uma Praieira, também conhecida como Meu Lindo Jangadeiro, lançada pela Columbia em outubro de 1929 (é o lado oposto de Batuque).


Stefana de Macedo
http://memoria.bn.br/


Já homenageamos Stefana de Macedo outras vezes, em postagens onde você pode conferir informações sobre sua vida e obra:

Stefana de Macedo – 44 Anos de Saudade (http://bit.ly/2ZMQjfv)
Stefana de Macedo – 116 Anos (http://bit.ly/2G9ykpk)


Hoje, trago as dez primeiras gravações que Stefana de Macedo fez na Columbia, com discos lançados entre julho de 1929 e março de 1930. A revista Phono-Arte fez a divulgação dos discos, apresentando Stefana como: “A interprete admiravel das musicas regionaes do Norte, a que dá uma atração toda especial, por sua voz e sua arte genuinamente nacional, grava exclusivamente para a COLUMBIA”.



Phono-Arte nº 42, 30 de abril de 1930.
Arquivo Nirez




CRÍTICAS DE PHONO-ARTE



Phono-Arte, 15 de outubro de 1929, nº 29





Phono-Arte, 15 de abril de 1930, nº 41





GRAVAÇÕES




BAMBALELÊ

Selo de Bambalelê
Arquivo Marcelo Bonavides

Samba Choro Popular, arranjo de Stefana de Macedo
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 5.067-B, matriz 380227-2
Lançado em julho de 1929



A MULHER E O TREM

Selo de A Mulher e o Trem
Arquivo Marcelo Bonavides

Corta Jaca Popular, arranjo de Stefana de Macedo
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 5.067-B, matriz 380229-2
Lançado em julho de 1929



BICHO CAXINGUELÊ
Cateretê Popular, arranjo de Stefana de Macedo
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 5.092-B, matriz 380231-2
Lançado em outubro de 1929



SAIA DO SERENO
Toada Pernambucana Popular, arranjo de Stefana de Macedo
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 5.092-B, matriz 380232-1
Lançado em outubro de 1929



BATUQUE

Selo de Batuque
Arquivo Marcelo Bonavides

Dança Popular, arranjo de Stefana de Macedo
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 5.093-B, matriz 380228-2
Lançado em outubro de 1929



HISTÓRIA TRISTE DE UMA PRAIEIRA

Selo de História Triste de uma Praieira
Arquivo Marcelo Bonavides

Canção Popular, com versos de Adelmar Tavares, em arranjo de Stefana de Macedo
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 5.093-B, matriz 380236-2
Lançado em outubro de 1929



VANCÊ
Toada de João Pernambuco e E. Tourinho
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de João Pernambuco e Zezinho aos Violões
Disco Columbia 5.127-B, matriz 380443
Gravado em 30 de setembro de 1929 e lançado em dezembro de 1929



TIÁ DE JUNQUEIRA
Coco Pernambucano de João Teixeira Guimarães (João Pernambuco)
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de João Pernambuco e Zezinho
Disco Columbia 5.127-B, matriz 380448
Gravado em 30 de setembro de 1929 e lançado em dezembro de 1929



BIRO, BIRO, YAYÁ

Selo de Biro, Biro, Yayá
Arquivo Marcelo Bonavides

Coco Pernambucano de João Pernambuco
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Joãozinho e João Pernambuco
Disco Columbia 5.128-B, matriz 380442-1
Gravado em 30 de setembro de 1929 e lançado em dezembro de 1929



SIRICÓIA

Selo de Siricóia
Arquivo Marcelo Bonavides

Toada Amazonense de João Pernambuco
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de João Pernambuco
Disco Columbia 5.128-B, matriz 380441-1
Gravado em 30 de setembro de 1929 e lançado em dezembro de 1929



OLELÊ TAMANDARÉ
Coco Popular, arranjo de Stefana de Macedo
Gravado por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 5.190-B, matriz 380437
Lançado em março de 1930



REDE DO CEARÁ
Canção popular, arranjo de Stefana de Macedo
Gravada por Stefana de Macedo
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 5.190-B, matriz 380444
Lançado em março de 1930














Agradecimento ao Arquivo Nirez










Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...