terça-feira, 24 de novembro de 2020

RELEMBRANDO A GRANDE ATRIZ APOLÔNIA PINTO - 83 ANOS DE SAUDADE

APOLÔNIA PINTO
Capa de A Vida Fluminense, 1972
http://memoria.bn.br/



Há 83 anos falecia a grande atriz APOLÔNIA PINTO.

RELEMBRANDO O CANTOR MORAES NETO - 11 ANOS DE SAUDADE

 

MORAES NETO
Arquivo Marcelo Bonavides


Há 11 anos falecia o cantor MORAES NETO.

RELEMBRANDO O0 COMPOSITOR J. AYMBERÊ - 76 ANOS DE SAUDADE

 

J. AYMBERÊ
Vida Doméstica 1934
http://memoria.bn.br


Há 76 anos falecia o compositor, pianista e maestro J. AYMBERÊ.

José Aymberê de Almeida nasceu em Anápolis (SP), em 09 de abril de 1904. Iniciou seus estudos de piano ainda na adolescência.

Em 1922, começou suas atividades como pianista profissional, no cinema High Life, no Largo do Arouche, em São Paulo, onde substituiu seu professor. Nesse mesmo ano ainda atuaria em Vitória (ES).

Nesse período, fez amizade com o cantor e humorista Barbosa Júnior, com que começou a trabalhar.

Sua primeira composição gravada se deu ainda na fase mecânica, em 1926, quando a Orquestra Pan American do Cassino Copacabana registrou o tango Beijos Venenosos, lançado pela Odeon Record. No ano seguinte, 1927, escreveu o roteiro para a revista Onde está o gato?, com letras de Luís Iglezias e Geysa Boscoli. Em 1928, escreveria a burleta Noite de Reis, em parceria com J. Soares e com libreto de Freire Júnior.

Na fase elétrica, em 1929, Gastão Formenti gravaria sua toada, Jaboticaba, enquanto Arnaldo Pescuma gravaria na Columbia os samba, A jura que me fizeste, e o maxixe Já te dou-te.

Compositor inspirado, suas músicas seriam gravadas por grandes intérpretes de sua época, como Otília Amorim, Francisco Alves, Elisa Coelho, Pilé, Ângelo Freitas, Augusto Calheiros, Aracy de Almeida, Orlando Silva...

Era casado com Isaura de Almeida e pai de João Alfredo.

Por volta de 1942, ele ficou muito doente e precisou passar um período em Campos do Jordão, estadia custeada pela SBAT.

J. Aymberê faleceria aos 40 anos, no Rio de Janeiro, em 24 de novembro de 1944.




BEIJOS VENENOSOS
Tango de J. Aymberê
Gravado pela Orquestra Pan American do Cassino Copacabana
Disco Odeon Record 123.103
Lançado em 1926



SACY PERERÊ
Canção de J. Aymberê e Alcebíades Barcelos
Gravada por Gastão Formenti
Acompanhamento de Henrique Vogeler ao piano
Disco Parlophon 12.938-B, matriz 2411-I
Lançado em abril de 1929



JURITICanção de J. Aymberê
Gravada por Gastão Formenti
Acompanhamento de Henrique Vogeler ao piano
Disco Parlophon 12.971-A, matriz 2565
Gravado em 15 de maio de 1929 e lançado em junho



BAHIA
Samba de J. Aymberê
Gravado por Francisco Alves
Acompanhamento de Simão Nacional Orquestra
Disco Parlophon 12.967-B, matriz 2616
Lançado em junho de 1929



JABOTICABA
Toada de J. Aymberê
Gravada por Gastão Formenti
Acompanhamento de Henrique Vogeler ao piano
Disco Odeon 10.392-A, matriz 2566
Lançado em junho de 1929




JABOTICABA
Toada de J. Aymberê
Gravada por João Gentiluomo
Acompanhamento de violões
Disco Columbia 5.076-B, matriz 380222

Lançado em setembro de 1929



VOU JUNTAR OS MEUS TRAPINHOS
Samba de J. Aymberê
Gravado por Ana de Albuquerque Melo
Acompanhamento da Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.030-B, matriz 247
Lançado em março de 1930



FELICIDADE
Samba Canção de J. Aymberê
Gravado por Ângelo Freitas
Acompanhamento da Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.081-B, matriz 368
Lançado em agosto de 1930



NÃO PRECISO DE VOCÊ
Samba de J. Aymberê
Gravado por Francisco Alves
Acompanhamento da Orquestra Pan American
Disco Odeon 10.668-B, matriz 3856
Lançado em setembro de 1930



SAUDADE
Samba Modinha de J. Aymberê
Gravado por Francisco Alves
Acompanhamento de Simão Nacional Orquestra
Disco Parlophon 13.213-A, matriz 3854
Gravado em 1930 e lançado em setembro



O NOSSO AMOR SE ACABOU
Samba Modinha de J. Aymberê
Gravado por Francisco Alves
Acompanhamento da Orquestra Pan American
Disco Odeon 10.727-A, matriz 3947
Gravado em 03 de setembro de 1930 e lançado em janeiro de 1931



ESCRITA COMPLICADA
Samba de J. Aymberê
Gravado por Francisco Alves
Acompanhamento da Orquestra Guanabara
Disco Parlophon 13.227-B, matriz 3948
Gravado em 03 de setembro de 1930 e lançado em outubro



DESGRAÇA POUCA É BOGAGEM
Samba de J. Aymberê
Gravado por Otília Amorim
Acompanhamento de Orquestra
Disco Victor 33.404-A, matriz 65049-1
Gravado em 10 de dezembro de 1930 e lançado em fevereiro de 1931



EU SOU FELIZ
Samba de J. Aymberê
Gravado por Otília Amorim
Acompanhamento de Orquestra
Disco Victor 33.413-A, matriz 65089-2
Gravado em 30 de dezembro de 1930 e lançado em fevereiro de 1931




NEGO BAMBA
Samba de J. Aymberê
Gravado por Otília Amorim
Acompanhamento de Orquestra
Disco Victor 33.413-B, matriz 65090-2
Gravado em 30 de dezembro de 1930 e lançado em fevereiro de 1931




MEU HOME
Samba de J. Aymberê
Gravado por Elisa Coelho
Acompanhamento da Orquestra Guanabara
Disco Parlophon 13.346-B, matriz 131210
Lançado em 1931



NÃO TENHO FÉ NESTE TEU PRANTO
Samba de J. Aymberê
Gravado por Pilé
Acompanhamento da Orquestra Brasilphone
Disco Brasilphone 1.002, matriz 1002
Lançado em 1932



SAI FUMAÇA
Samba de J. Aymberê
Gravado por Ildefonso Norat
Acompanhamento da Orquestra Columbia
Disco Columbia 22.075-B, matriz 381145
Lançado em janeiro de 1932



PRAGA
Samba Canção de J. Aymberê
Gravado por Elisa Coelho
Acompanhamento da Orquestra Victor Brasileira, sob a direção de João Martins
Disco Victor 33.561-A, matriz 65402-1
Gravado em 09 de março de 1932 e lançado em junho



MOCAMBO DA SERRA
Canção de J. Aymberê e J. L. Calazans (Jararaca)
Gravada por Augusto Calheiros
Acompanhamento da Orquestra Copacabana
Disco Odeon 11.110-A, matriz 4782
Gravado em 20 de fevereiro de 1934 e lançado em abril



FUI À BAHIA
Samba Canção de J. Aymberê e Arthur Costa
Gravado por Augusto Calheiros
Acompanhamento da Orquestra Copacabana
Disco Odeon 11.110-B, matriz 4783
Gravado em 20 de fevereiro de 1934 e lançado em abril



DONA BOA
Marcha de J. Aymberê e Adoniran Barbosa
Gravada por Raul Torres
Acompanhamento da Orquestra Columbia
Disco Columbia 8.129-B, matriz 3122
Lançado em 1935



SAMBA O MEU SAMBA
Samba de J. Aymberê
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento do Grupo do Canhoto
Disco Victor 33.963-B, matriz 79936-1
Gravado em 25 de junho de 1935 e lançado em agosto



NO QUILÔMETRO DOIS (NO KILÔMETRO 2)
Samba Canção de J. Aymberê e Paulo Gracindo
Gravado por Orlando Silva
Acompanhamento do Grupo do Canhoto
Disco Victor 33.965-A, matriz 79960-1
Gravado em 05 de julho de 1935 e lançado em agosto










Agradecimento ao Arquivo Nirez

segunda-feira, 23 de novembro de 2020

RELEMBRANDO A ATRIZ E CANTORA LAURA SUAREZ - 111 ANOS

 

LAURA SUAREZ
Arquivo Nirez


Há 111 anos nascia a cantora e atriz LAURA SUAREZ.

Laura Suarez nasceu em 21 de novembro de 1909. Seu pai era proprietário do primeiro hotel balneário do Brasil, o Balneário Ipanema, no mesmo bairro. 

RELEMBRANDO O CANTOR BRENO FERREIRA - 54 ANOS DE SAUDADE

 

BRENO FERREIRA
1930
Arquivo Nirez


Há 54 anos falecia o cantor e compositor BRENO FERREIRA.


Breno Ferreira Hehl nasceu no Rio de Janeiro, em 18 de outubro de 1907.
Ao mesmo tempo em que seguiu carreira artística, se dedicava ao curso de direito.

EFEMÉRIDES DE 23 DE NOVEMBRO


A data de hoje, 23 de novembro, marca o nascimento e falecimento dos seguintes artistas: ÁLVARO MOREYRA, ARY PAVÃO, MINONA CARNEIRO, CELSO GUIMARÃES, J. CASCATA, ADONIRAN BARBOSA, CRISTÓVÃO DE ALENCAR e SADI CABRAL.

 
 

domingo, 22 de novembro de 2020

MÚSICAS E LETRAS 02 (PHONO_ARTE N º 33 - 1929)

 




A revista Phono-Arte é uma fonte rica de informações sobre a música popular feita no Brasil no final da década de 1920 e início da década de 1930. Não só a música brasileira tem destaque, como a internacional. Desta forma, podemos conhecer os ritmos e estilos que eram tendência há 90 anos.
 

RELEMBRANDO A CANTORA MARLENE - 98 ANOS

MARLENE
Álbum do Rádio, 1950
Arquivo Nirez




Há 98 anos nascia a cantora e atriz MARLENE.

Vitória Bonaiutti De Martino nasceu em São Paulo (SP), em 22 de novembro de 1922. Dos quatro aos dezessete anos de idade foi interna no Colégio Batista Brasileiro, de São Paulo.

sábado, 21 de novembro de 2020

RELEMBRANDO O COMPOSITOR RENÉ BITTENCOURT - 41 ANOS DE SAUDADE

 

RENÉ BITTENCOURT
Revista Carioca, nº92, 24 de julho de 1937.
Arquivo Nirez



Há 41 anos falecia o compositor RENÉ BITTENCOURT.

René Bittencourt Costa nasceu em na ilha de Paquetá (RJ), em 23 de dezembro de 1910. Também era jornalista e empresário artístico.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...