Páginas

Translate

domingo, 5 de agosto de 2018

CARMEN MIRANDA - 63 ANOS DE SAUDADE

CARMEN MIRANDA
Arquivo Nirez



Há 63 anos falecia a cantora CARMEN MIRANDA, nossa eterna Pequena Notável.

Maria do Carmo da Cunha Miranda nasceu em Portugal, no dia 09 de fevereiro de 1909, sendo filha de Maria Emília e José Maria. Veio para o Brasil com a mãe e a irmã mais velha, Olinda, com pouco mais de um ano. No Rio de Janeiro, a família aumentaria, com o nascimento de Cecília, Amaro, Aurora e Oscar.

Chamada entre os íntimos de Carmen, a garota estudou em colégio de freiras durante a infância. Na adolescência, passou a trabalhar em lojas de modas, onde chamava a atenção de todos por sua simpatia e bela voz, pois gostava de cantar enquanto trabalhava.

Em meados da década de 1920, sua mãe mantinha uma pensão na Travessa do Comércio, no Centro do Rio de Janeiro, enquanto seu pai era barbeiro. Na pensão almoçavam vários artistas, entre eles, o compositor e violonista baiano Josué de Barros. Seria Josué o descobridor e padrinho artístico da futura cantora.

Como Carmen Miranda, ela começou a cantar em festas e reuniões, fazendo sua estreia profissional em 07 de janeiro de 1929 (data descoberta pelo amigo e pesquisador Luiz Antônio de Almeida), em um evento que homenageava o compositor Ernesto Nazareth. Uma foto histórica foi publicada na revista O Violão, de fevereiro de 1929, reunindo vários artistas como o homenageado Ernesto Nazareth, Breno Ferreira, Josué de Barros e ainda Carmen e sua irmã Aurora Miranda, com apenas 13 anos de idade. Aurora também se tornaria cantora e seria uma das mais famosas artistas brasileiras a partir da década de 1930.

Carmen Miranda estava atenta ao que se produzia em música e era admiradora dos grandes cartazes musicais de sua época. Ela cantava as canções em destaque e fazia imitações de artistas. Sua melhor imitação era a de Aracy Côrtes, onde cantava Chora Violão e Yayá (Linda Flôr). Percebendo seu potencial, Josué de Barros a levou para a gravadora Brunswick, onde ela fez sua primeira gravação em disco, registrando músicas do próprio Josué: de um lado, o choro Se o Samba é Moda, e do outro o samba Não Vá Simbora, ambos acompanhados pelo Trio Barros.

Como o disco demoraria a ser lançado ele a levou para um teste na gravadora Victor. Passando no teste, Carmen Miranda começou a fazer suas primeiras gravações em dezembro de 1929, com os discos sendo lançados em janeiro de 1930. As primeiras músicas que Carmen Miranda gravou na Victor, em 04 de dezembro de 1929, foram: Triste Jandaya, canção toada de Josué de Barros, e Dona Balbina, samba também de Josué de Barros; em ambas as músicas ela foi acompanhada pelos violões de Josué e de Rogério Guimarães, compositor, violonista e diretor artístico da Victor.

Carmen Miranda chamou logo a atenção do público e da crítica com seu jeito especial de cantar. Parecia que falava diretamente com o ouvinte, demostrando imensa alegria por estar cantando para ele. No final de janeiro de 1930, especificamente no dia 27, ela gravava seu primeiro grande sucesso, a marcha do médico e compositor Joubert de Carvalho, feita especialmente para ela, P´ra Você Gostar de Mim, que ficou conhecida como Taí, sendo o disco lançado em fevereiro de 1930.

A partir de então Carmen Miranda começou a conquistar cada vez mais fãs, tornando-se a maior cantora popular brasileira dos anos 30, fazendo sucesso no disco, rádio, cassinos, shows e nos filmes musicais. Em 1935 passou a gravar na Odeon, também lançando músicas inesquecíveis, como Na Baixa do Sapateiro, de Ary Barroso, e O Que é Que a Baiana Tem?, de Dorival Caymmi.

Carmen Miranda excursionou bastante pelo Nordeste e Sul do Brasil, bem como fazendo várias temporadas na Argentina, onde era muito querida. Em 1939, quando adotou a fantasia de baiana, embarcou em uma turnê nos EUA, estreando com sucesso na Broadway. Retornou por uns meses aos Brasil em 1940, onde gravou mais alguns discos, despedindo-se com um show onde rebatia as críticas de que havia se americanizado.

Só retornaria ao Brasil em 1954. Nesses quatorze anos, estrelou vários filmes em Hollywood, ficando mundialmente conhecida e chegando a ser a artista mais bem paga dos EUA. Sua popularidade era imensa, o que a levava a fazer muitos shows em teatros, cassinos e na televisão, fora as viagens pelo mundo, o que a deixava extremamente exausta.

Foi em meio a uma crise de exaustão, acompanhada a uma forte depressão, que Carmen Miranda retornou ao Brasil em 1954, sendo bem recebida por todos, colegas, crítica e pelo público. Após alguns meses, tendo melhorado bastante, ela retornaria aos EUA, continuando a estafante carreira.

Enquanto apresentava um show de televisão ao lado de Jimmy Durante, Carmen passou mal e, pela gravação, podemos vê-la quase cair e dizer que estava sem ar. Mesmo assim, ela terminou a gravação e foi para casa, comemorar com a família e amigos.

Porém, horas depois, quando foi dormir, ela sofreu um infarto fulminante, falecendo na madrugada do dia 05 de agosto de 1955, aos 46 anos.

Ela seria enterrada no Brasil, no Rio de Janeiro, em um dos mais concorridos velórios e enterros que o país já viu. Mesmo depois de tantos anos longe do Brasil, o público não a esqueceu e chorou quando, acompanhando o cortejo para o cemitério São João Batista, cantava seus sucessos.

Passados 63 anos de sua partida, Carmen Miranda ainda continua viva na lembrança de seus inúmeros fãs e a cada geração vai conquistando mais admiradores. Sua imagem de alegria contagiante, aliada a um carisma único, ainda irá cativar muitas pessoas pelas décadas seguintes.


Para relembrar Carmen Miranda apresento 30 gravações realizadas por ela entre 1929 e 1939, na Brunswick, Victor e Odeon.



BRUNSWICK


Carmen Miranda, 1930
http://memoria.bn.br






















SE O SAMBA É MODA
Choro de Josué de Barros
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Trio Barros
Disco Brunswick 10.013-A, matriz 97
Lançado em janeiro de 1930



NÃO VÁ SIMBORA
Samba de Josué de Barros
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Trio Barros
Disco Brunswick 10.013-B, matriz 99
Lançado em janeiro de 1930



VICTOR


Carmen Miranda, 1930
http://memoria.bn.br


























TRISTE JANDAYA
Canção toada de Josué de Barros
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento dos violões de Rogério Guimarães e Josué de Barros
Disco Victor 33.249-A, matriz 50134-2
Gravado em 04 de dezembro de 1929 e lançado em janeiro de 1930



DONA BALBINA
Samba de Josué de Barros
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento dos violões de Rogério Guimarães e Josué de Barros
Disco Victor 33.249-B, matriz 50135-1
Gravado em 04 de dezembro de 1929 e lançado em janeiro de 1930



MAMÃE NÃO QUER
Samba Canção de A. de Carvalho
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Choro Victor
Disco Victor 33.263-A, matriz 50162-2
Gravado em 22 de janeiro de 1930 e lançado em fevereiro desse mesmo ano



PRA VOCÊ GOSTAR DE MIM
Marcha Canção de Joubert de Carvalho
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Victor
Disco Victor 33.263-B, matriz 50169-3
Gravado em 27 de janeiro de 1930 e lançado em fevereiro desse mesmo ano



SERÁ VOCÊ?
Samba de Carlos Medina
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Victor Brasileira
Disco Victor 33.323-A, matriz 50345-1
Gravado em 21 de junho de 1930 e lançado nesse mesmo mês e ano



DE QUEM EU GOSTO
Fox Trot de Randoval Montenegro
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Victor Brasileira e Rogério Guimarães ao violão
Disco Victor 33.323-B, matriz 50325-2
Gravado em 21 de junho de 1930 e lançado nesse mesmo mês e ano



MULATO DE QUALIDADE
Samba de André Filho
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Grupo do Canhoto
Disco Victor 33.579-A, matriz 65505-2
Gravado em 01 de junho de 1932 e lançado em agosto



PARA UM SAMBA DE CADENCIA
Samba de Randoval Montenegro
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Grupo do Canhoto
Disco Victor 33.579-B, matriz 65506-2
Gravado em 01 de junho de 1932 e lançado em agosto



GOOD BYE
Marcha de Assis Valente
Gravada por Carmen Miranda e Lamartine Babo
Acompanhamento da Orquestra Victor Brasileira
Disco Victor 33.604-A, matriz 65605-2
Gravado em 29 de novembro de 1932 e lançado em janeiro de 1933



ETC
Samba de Assis Valente
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 33.604-B, matriz 65606-2
Gravado em 29 de novembro de 1932 e lançado em janeiro de 1933



SAPATEIA NO CHÃO
Samba de Assis Valente
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Grupo do Canhoto
Disco Victor 33.744-B, matriz 65912-1
Gravado em 11 de dezembro de 1933 e lançado em janeiro de 1934



SÓ EM SABER
Samba de Ideraldo Barcelos e Arlindo Jacob
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Grupo do Canhoto
Disco Victor 33.709-B, matriz 65736-1
Gravado em 18 de maio de 1933 e lançado em abril



NA BATUCADA DA VIDA
Samba Canção de Ary Barroso e Luís Peixoto
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 33.769-B, matriz 65957-1
Gravado em 20 de março de 1934 e lançado em abril



ALVORADA
Samba de Synval Silva
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Grupo do Canhoto
Disco Victor 33.808-B, matriz 65913-1
Gravado em 11 de dezembro de 1933 e lançado em agosto de 1934



ODEON


Carmen Miranda, 1938
http://memoria.bn.br


























FOI NUMA NOITE ASSIM
Marcha de Arlindo Marques Jr. e Roberto Roberti
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Odeon sob a direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.225-A, matriz 5027
Gravado em 29 de abril de 1935 e lançado em junho



QUEIXAS DE COLOMBINA
Samba de Arlindo Marques Jr. e Roberto Roberti
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento de Conjunto Regional
Disco Odeon 11.225-B, matriz 5029
Gravado em 01 de maio de 1935 e lançado em junho



E BATEU-SE A CHAPA
Samba de Assis Valente
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto
Disco Odeon 11.244-A, matriz 5084
Gravado em 26 de junho de 1935 e lançado em julho



ROSEIRA BRANCA
Choro de Gadé e Walfrido Silva
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento de Conjunto Regional
Disco Odeon 11.250-A, matriz 5040
Gravado em 10 de maio de 1935 e lançado em agosto



SE GOSTARES DE BATUQUE
Samba de Kid Pepe
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento de Conjunto Regional
Disco Odeon 11.250-B, matriz 5098
Gravado em 09 de julho de 1935 e lançado em agosto



TIC TAC DO MEU CORAÇÃO
Samba de Alcyr Pires Vermelho e Walfrido Silva
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto
Disco Odeon 11.260-A, matriz 5115
Gravado em 07 de agosto de 1935 e lançado em setembro



COR DE GUINÉ
Samba de Milton Amaral
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Odeon
Disco Odeon 11.265-B, matriz 5129
Gravado em 27 de agosto de 1935 e lançado em outubro



ADEUS BATUCADA
Samba de Synval Silva
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Odeon sob a direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.285-A, matriz 5164
Gravado em 24 de setembro de 1935 e lançado em novembro



VENENO PRA DOIS
Samba de Alberto Ribeiro e João de Barro
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Grupo da Odeon
Disco Odeon 11.613-B, matriz 5823
Gravado em 04 de maio de 1938 e lançado em julho



MEU RÁDIO E MEU MULATO
Choro de Herivelto Martins
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento de Conjunto Regional
Disco Odeon 11.625-B, matriz 5819
Gravado em 02 de maio de 1938 e lançado em agosto



NA BAIXA DO SAPATEIRO
Samba Jongo de Ary Barroso
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Odeon sob a direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.667-B, matriz 5937
Gravado em 17 de outubro de 1938 e lançado em novembro



UVA DE CAMINHÃO
Samba Revista de Assis Valente
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Conjunto Odeon
Disco Odeon 11.712-A, matriz 6034
Gravado em 21 de março de 1939 e lançado em maio



CANDIEIRO
Partido Alto de Kid Pepe e David Nasser
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Conjunto Odeon
Disco Odeon 11.729-A, matriz 6033
Gravado em 21 de março de 1939 e lançado em junho



MORENO BATUQUEIRO
Samba Choro de Kid Pepe e Germano Augusto
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Conjunto Odeon
Disco Odeon 11.729-B, matriz 6036
Gravado em 21 de março de 1939 e lançado em junho









Agradecimento ao Arquivo Nirez













Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...