Páginas

Translate

terça-feira, 13 de agosto de 2019

JACOB DO BANDOLIM (JACOB BITTENCOURT) - 50 ANOS DE SAUDADE


JACOB DO BANDOLIM (JACOB BITTENCOURT)
Fon Fon, 1940.
http://memoria.bn.br


Há 50 anos falecia o bandolinista e compositor JACOB DO BANDOLIM.

Jacob Pick Bittencourt nasceu em 14 de fevereiro de 1918, no Rio de Janeiro, no bairro carioca de Laranjeiras. Era filho único do farmacêutico Francisco Gomes Bittencourt, que nasceu em Cachoeiro de Itapemirim, e de Rackel Pick, de nacionalidade russa ou polaca, com ascendência judaica.

Nos primeiros anos da década de 1930, fez algumas apresentações amadoras em programas de rádio. Em 1934 veio sua grande chance, quando o flautista Benedito Lacerda lhe convidou a participar do Programa dos Novos – Grande Concurso dos Novos Artistas, da Rádio Guanabara. Jacob solou o choro Segura Ele, de Pixinguinha, sendo acompanhado pelos violonistas Lentine e Luís Bittencourt, com Canhoto ao cavaquinho e Russo no pandeiro. Eratóstenes Frazão o apresentou como Jacob e Sua Gente. O conjunto recebeu nota máxima do júri formado por Orestes Barbosa, Francisco Alves, Benedito Lacerda, Cristóvão de Alencar e Frazão, conquistando o primeiro lugar e ultrapassando 27 concorrentes.

Em 1936, quando tocava na Rádio Guanabara, apresentou a estreante Elizeth Cardoso. Tocou em várias rádios: Rádio Educadora, Mayrink Veiga, Transmissora, Rádio Clube do Brasil, Cajuti, Fluminense e Rádio Ipanema (posterior Rádio Mauá).

Começou a participar de gravações em 1942, quando abriu com seu bandolim a gravação do célebre samba Ai que saudades da Amélia, de Ataulfo Alves e Mário Lago, gravado por Ataulfo Alves. Em 1947 participou da gravação de Marina, de Dorival Caymmi, feita por Nelson Gonçalves na RCA Victor.

Sua primeira gravação em solo de bandolim se deu em 1947, pela gravadora Continental, quando ele registrou o choro de sua autoria, Treme Treme, e a valsa Glória, de Bonfíglio de Oliveira. Ainda em 1947, gravou a valsa Salões Imperiais, de sua autoria, e o choro de Bonfíglio de Oliveira, Flamengo. Em 1948 gravaria o célebre choro Flor Amorosa, de Joaquim Callado. O sucesso de suas gravações fez ressurgir o interesse pelo bandolim, estimulando solistas do instrumento.

Em 1949, transferiu-se para a RCA Victor, onde ficou até o fim de sua vida. Nessa gravadora, estreou com o tango de Eduardo Souto, O Despertar da Montanha, e o choro Língua de Preto, de Honorino Lopes. Em 1951, gravaria o célebre choro Doce de Coco, de sua autoria.

Em seus discos 78 rpm era apresentado como Jacob Bittencourt, quando autor das músicas, ou como Jacob ao Bandolim, quando intérprete.

Em 1940, casou-se com Adylia Freitas, tendo dois filhos: Helena e Sérgio Bittencourt. Sérgio o homenagearia com o samba póstumo Naquela Mesa, sucesso na voz de Elizeth Cardoso.


Fon Fon, 1940.
http://memoria.bn.br


Jacob Bittencourt, ou Jacob do Bandolim, faleceu no Rio de Janeiro em 13 de agosto de 1969.


Trago 21 gravações realizadas por Jacob do Bandolim em registros feitos entre 1947 a 1952, nas gravadoras Continental e RCA Victor.



TREME TREME
Choro de Jacob Bittencourt
Gravado por Jacob ao Bandolim
Acompanhamento de César e Seu Conjunto
Disco Continental 15.825-A, matriz 1693-2
Gravado em 09 de julho de 1947 e lançado em agosto/outubro de 1947



GLÓRIA
Valsa de Bonfiglio de Oliveira
Gravada por Jacob ao Bandolim
Acompanhamento de César e Seu Conjunto
Disco Continental 15.825-B, matriz 1686-1
Gravado em 09 de julho de 1947 e lançado em agosto/outubro de 1947



SALÕES IMPERIAIS
Valsa de Jacob Bittencourt
Gravada por Jacob ao Bandolim
Acompanhamento de César e Seu Conjunto
Disco Continental 15.872-A, matriz 1687-1
Gravado em 23 de junho de 1947 e lançado em março de 1948



FLAMENGO
Choro de Bonfiglio de Oliveira
Gravado por Jacob ao Bandolim
Acompanhamento de César e Seu Conjunto
Disco Continental 15.872-B, matriz 1694-1
Gravado em 23 de junho de 1947 e lançado em março de 1948



REMELEIXO
Choro de Jacob Bittencourt
Gravado por Jacob ao Bandolim
Acompanhamento de Conjunto
Disco Continental 15.957-A, matriz 1943
Gravado em 18 de setembro de 1948 e lançado em outubro/dezembro de 1948



FEIA
Valsa de Jacob Bittencourt
Gravada por Jacob ao Bandolim
Acompanhamento de Conjunto
Disco Continental 15.957-B, matriz 1944
Gravado em 18 de setembro de 1948 e lançado em outubro/dezembro de 1948



CABULOSO
Choro de Jacob Bittencourt
Gravado por Jacob ao Bandolim
Acompanhamento de Conjunto Regional
Disco Continental 16.011-A, matriz 1942
Gravado em setembro de 1948 e lançado em março/abril de 1949



FLOR AMOROSA
Choro de Joaquim Antônio da Silva Calado
Gravado por Jacob ao Bandolim
Acompanhamento de Conjunto Regional
Disco Continental 16.011-B, matriz 1945
Gravado em setembro de 1948 e lançado em março/abril de 1949



DESPERTAR DA MONTANHA
Tango de Eduardo Souto
Gravado por Jacob ao Bandolim
Acompanhamento de Regional
Disco RCA Victor 80-0602-A, matriz S-078881-1
Gravado em 12 de maio de 1949 e lançado em julho de 1949



LÍNGUA DE PRETO
Choro de Honorino Lopes
Gravado por Jacob ao Bandolim
Acompanhamento de Regional
Disco RCA Victor 80-0602-B, matriz S-078882-1
Gravado em 12 de maio de 1949 e lançado em julho de 1949



FLOR DO ABACATE
Choro de Álvaro Sandim (Santini)
Gravado por Jacob ao Bandolim
Acompanhamento de Conjunto
Disco RCA Victor 80-0623-A, matriz S-078883-1
Gravado em 12 de maio de 1949 e lançado em outubro de 1949



DOLENTE
Choro de Jacob Bittencourt
Gravado por Jacob ao Bandolim
Acompanhamento de Conjunto
Disco RCA Victor 80-0623-B, matriz S-078884-1
Gravado em 12 de maio de 1949 e lançado em outubro de 1949



SORRIR DORMINDO (PORQUÊ SORRIS)
Valsa de Juca Kalut
Gravada por Jacob ao Bandolim
Acompanhamento de Conjunto
Disco RCA Victor 80-0653-B, matriz S-092605
Gravado em 09 de janeiro de 1950 e lançado em junho de 1950



ENCANTAMENTO
Valsa de Jacob Bittencourt
Gravada por Jacob ao Bandolim
Acompanhamento de Conjunto
Disco RCA Victor 80-0667-B, matriz 092607
Gravado em 09 de janeiro de 1950 e lançado em julho de 1950



GRAÚNA
Choro de João Pernambuco
Gravado por Jacob ao Bandolim
Acompanhamento de Conjunto
Disco RCA Victor 80-0702-B, matriz S-092720
Gravado em 25 de julho de 1950 e lançado em outubro de 1950



DOCE DE COCO
Choro de Jacob Bittencourt
Gravado por Jacob ao Bandolim
Acompanhamento de Conjunto
Disco RCA Victor 80-0745-B, matriz 092813
Gravado em 18 de dezembro de 1950 e lançado em março de 1951



LAMENTOS
Choro de Pixinguinha
Gravado por Jacob ao Bandolim
Acompanhamento de Conjunto
Disco RCA Victor 80-0767-A, matriz 092905
Gravado em 14 de março de 1951 e lançado em junho de 1951



ODEON
Tanguinho de Ernesto Nazareth
Gravado por Jacob ao Bandolim
Acompanhamento de Conjunto
Disco RCA Victor 80-0900-A, matriz S-093117
Gravado em 20 de dezembro de 1951 e lançado em abril de 1952



TURBILHÃO DE BEIJOS
Valsa de Ernesto Nazareth
Gravada por Jacob ao Bandolim
Acompanhamento de Conjunto
Disco RCA Victor 80-0901-A, matriz S-093119
Gravado em 20 de dezembro de 1951 e lançado em abril de 1952



SAXOFONE POR QUE CHORAS?
Choro de Severino Rangel (Ratinho)
Gravado por Jacob ao Bandolim
Acompanhamento de Regional
Disco RCA Victor 80-0931-A, matriz S-093262
Gravado em 05 de maio de 1952 e lançado em julho de 1952



GOSTOSINHO
Coquinho de Jacob Bittencourt
Gravado por Jacob ao Bandolim
Acompanhamento de Regional
Disco RCA Victor 80-0987-B, matriz SB-093329
Gravado em 19 de junho de 1952 e lançado em outubro de 1952











Agradecimento ao Arquivo Nirez










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...