sábado, 1 de agosto de 2020

EFEMÉRIDES DE 01 DE AGOSTO: BASTOS TIGRE, BUCY MOREIRA E RENATA FRONZI




A data de 01 de agosto marca o nascimento e falecimento dos seguintes artistas: BASTOS TIGRE, BUCY MOREIRA e RENATA FRONZI.


BASTOS TIGRE
(1882 – 1957)


BASTOS TIGRE
www.revistadehistoria.com.br


Manuel Bastos Tigre Nasceu em Recife (PE), em 12 de março de 1882.
Foi letrista, jornalista, poeta, humorista, teatrólogo e publicitário. Como jornalista, assinava como D. Quixote, colaborando com alguns dos principais periódicos do Rio de Janeiro. Compôs, desde o início do século XX, músicas de sucesso, como Vem cá, Mulata e O Vatapá, que faziam sucesso também no Teatro de Revista, onde ele trabalhou.
Bastos Tigre faleceu no Rio de Janeiro em 01 de agosto de 1957, aos 75 anos de idade.


VEM CÁ MULATA
Lundu de Bastos Tigre e Arquimedes de Oliveira
Gravado por Pepa Delgado e Mário Pinheiro
Acompanhamento de Piano
Disco Odeon Record 40.407
Lançado em 1905




O VATAPÁ (DO MAXIXE)
Tango de Bastos Tigre e Paulino Sacramento
Gravado por Pepa Delgado e Mário Pinheiro
Acompanhamento de Orquestra
Disco Columbia Record B-31, matriz 11.644
Lançado em 1912




CASSINO MAXIXE
Maxixe de Bastos Tigre e José Barbosa da Silva (Sinhô)
Gravado por Francisco Alves
Acompanhamento da Orquestra Pan American do Cassino Copacabana
Disco Odeon Record 123.272, matriz 1096
Lançado em janeiro de 1927




BUCY MOREIRA
(1909 – 1982)



Bucy Moreira nasceu no Rio de Janeiro em 01 de agosto de 1909.

Foi descoberto na Praça Onze em 1930, por Francisco Alves que gravou na Odeon o samba da autoria de Bucy em parceria com Nelson Januário, Palhaço. Em 1931, Francisco Alves gravaria com Mário Reis o samba Anda, Vem Cá, de Bucy Moreira, um grande sucesso. O compositor e cantor Ismael Silva gravou o samba de Bucy Moreira, Louca, na Odeon em 1931.

Outro grande sucesso, na voz de Francisco Alves e Mário Reis, foi o samba Foi em Sonho, de Bucy Moreira, que foi gravado na Odeon em 1932.

Bucy Moreira foi diretor de harmonia e desfilou na extinta Escola de Samba Vê se Pode, do Morro de Sã Carlos, entre 1936 e 1940. Também trabalhou com o cineasta Moacir Fenelon e participou, em 1943, ao lado de outros sambistas, do filme inacabado de Orson Wells, It´s all True.


Bucy Moreira faleceu no Rio de Janeiro em 28 de março de 1982, aos 72 anos de idade.



PALHAÇO
Samba de Nelson Januário e Bucy Moreira
Gravado por Francisco Alves
Acompanhamento da Orquestra Pan American
Disco Odeon 10.562-B, matriz 3278
Lançado em janeiro de 1930



LOUCA
Samba de Bucy Moreira
Gravado por Ismael Silva
Disco Odeon 10.835-B, matriz 4297
Gravado em 03 de setembro de 1931 e lançado em 1931



FOI EM SONHO
Samba de Bucy Moreira
Gravado por Francisco Alves e Mário Reis
Acompanhamento da Orquestra Copacabana
Disco Odeon 10.905-B, matriz 4424
Gravado em 01 de abril de 1932 e lançado em 1932





RENATA FRONZI
(1925 – 2008)

RENATA FRONZI
Arquivo Nirez

 Renata Mirra Ana Maria Fronzi nasceu em Rosário (Argentina), em 01 de agosto de 1925. Era filha e neta de artistas de teatro.
Foi uma das mais famosas e queridas atrizes de teatro de revista e cinema no Brasil nas décadas de 1940, 1950 e 1960. Atuou também na televisão, fazendo telenovelas nos anos 70, 80 e 90.
Foi casada com o locutor César Ladeira e era mãe do cantor e compositor Renato Ladeira.


PORTÃO ANTIGO





SE EU MORRESSE AMANHÃ





SAARA














Agradecimento ao Arquivo Nirez










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...