quinta-feira, 23 de maio de 2019

EFEMÉRIDES DE 23 DE MAIO: SÍLVIO CALDAS E MANEZINHO ARAÚJO


A data de hoje, 23 de maio de 2019, marca o nascimento e falecimento dos seguintes artistas: SÍLVIO CALDAS e MANEZINHO ARAÚJO.



SÍLVIO CALDAS
(1908 – 1998)


Arquivo Nirez

Cantor e compositor

Sílvio Narciso de Figueiredo Caldas nasceu no Rio de Janeiro em 23 de maio de 1908. Era irmão do cantor e compositor Murilo Caldas.
Sílvio Caldas iniciou sua carreira artística em 1930, gravando vários discos, sendo um de nossos maiores intérpretes. Ao longo de sua carreira, destacou-se por um variado repertório, inclusive no campo romântico onde lançou clássicos como Chão de Estrelas, de sua autoria e de Orestes Barbosa.
Faleceu em Atibaia (SP), em 03 de fevereiro de 1998, aos 89 anos de idade.


ARREPENDIMENTO
Samba de Sílvio Caldas e Cristóvão de Alencar
Gravado por Sílvio Caldas
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto
Disco Odeon 11.241-A, matriz 5070
Gravado em 13 de junho de 1935 e lançado em julho de 1935



TORTURANTE IRONIA
Valsa de Sílvio Caldas e Orestes Barbosa
Gravada por Sílvio Caldas
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto
Disco Odeon 11.241-B, matriz 5071
Gravado em 15 de junho de 1935 e lançado em julho de 1935



INQUIETAÇÃO
Samba de Ary Barroso
Gravado por Sílvio Caldas
Acompanhamento da Orquestra Odeon Sob Direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.255-A, matriz 5082
Gravado em 25 de junho de 1935 e lançado em setembro de 1935



RAINHA SEM TRONO
Samba de Benedito Lacerda e Jorge Faraj
Gravado por Sílvio Caldas
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto Regional
Disco Odeon 11.278-B, matriz 5144
Gravado em 10 de setembro de 1935 e lançado em novembro de 1935



CHÃO DE ESTRELAS
Valsa Canção de Sílvio Caldas e Orestes Barbosa
Gravada por Sílvio Caldas
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto Regional
Disco Odeon 11.475-B, matriz 5546
Gravado em 18 de março de 1937 e lançado em junho de 1937




MANEZINHO ARAÚJO
(1913 – 1993)


O Malho, 1938.
http://memoria.bn.br

 Cantor, Compositor, Jornalista e Pintor

Manoel Pereira de Araújo nasceu em Cabo (PE), em 27 de setembro de 1913.
Iniciou sua carreira no Rio de Janeiro em 1933, depois de ser incentivado no ano anterior pela cantora Carmen Miranda, que excursionava pelo Nordeste ao lado de Josué de Barros.
Manezinho Araújo destacou-se nos anos 30 e 40 cantando emboladas e divulgando a música nordestina. Atuou em filmes e em 1945 gravou um de seus grandes sucessos, o samba Dezessete e Setecentos, de Luiz Gonzaga e Miguel Lima.
Manezinho Araújo faleceu em São Paulo, em 23 de maio de 1993, aos 79 anos de idade.


DE FAZÊ ADMIRÁ
Embolada de Benedito Lacerda
Gravada por Manezinho Araújo
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto Regional
Disco Odeon 11.474-A, matriz 5551
Gravado em 20 de março de 1937 e lançado em maio de 1937



MULHÉ RENDÊRA
Toada Popular e de Manezinho Araújo
Gravada por Manezinho Araújo
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto Regional
Disco Odeon 11.490-B, matriz 5520
Gravado em 23 de fevereiro de 1937 e lançado em julho de 1937



O CARRETÉ DO CORONÉ
Coco de Manoel Araújo
Gravado por Manezinho Araújo
Acompanhamento dos Boêmios da Cidade
Disco Odeon 11.745-A, matriz 6057
Gravado em 11 de abril de 1939 e lançado em agosto de 1939



CALU MEU BEM
Chula Popular, arranjo de Felisberto Martins e Manoel Araújo
Gravada por Manezinho Araújo
Acompanhamento dos Boêmios da Cidade
Disco Odeon 11.840-A, matriz 6304
Gravado em 14 de fevereiro de 1940 e lançado em abril de 1940



DEZESSETE E SETECENTOS
Samba do Folclore e de Luís Gonzaga e Miguel Lima
Gravado por Manezinho Araújo
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto
Disco Continental 15.302-A, matriz 911-1
Gravado em 12 de fevereiro de 1945 e lançado em março de 1945











Agradecimento ao Arquivo Nirez










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...