sábado, 12 de dezembro de 2020

EFEMÉRIDES DE 12 DE DEZEMBRO: AMADO RÉGIS, MILTO DE OLIVEIRA E PEREIRA FILHO


A data de hoje, 12 de dezembro, marca o nascimento ou falecimento dos seguintes artistas: AMADO RÉGIS, MILTO DE OLIVEIRA e PEREIRA FILHO.



 AMADO RÉGIS


AMADO RÉGIS
 Gazeta de Notícias, 07 de julho de 1935, p.17
http://memoria.bn.br/



Armando Borges dos Reis nasceu em Casa Branca (SP), em 04 de maio de 1910.


Amado Régis foi um compositor que lançou bastante obras ao longo dos anos 30 e 40.

Em 1936, Carmen Miranda gravou de sua autoria e Marcílio Vieira, a marcha Meu Balão Subiu...Subiu... e o samba Paga Quem Deve.

Um de seus sucessos e de Carmen Miranda, lembrado até hoje, é o samba/tango O Samba e o Tango, que Carmen gravou em 1937.

Amado Régis faleceu em Curitiba (PR), em 12 de dezembro de 1976, aos 66 anos de idade.



MEU BALÃO SUBIU... SUBIU...
Marcha de Amado Régis e Marcílio Vieira
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Odeon, sob a Direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.361-A, matriz 5346
Gravado em 13 de maio de 1936 e lançado em junho de 1936



PAGA QUEM DEVE
Samba de Amado Régis e Marcílio Vieira
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento do Grupo da Odeon
Disco Odeon 11.361-B, matriz 5347
Gravado em 13 de maio de 1936 e lançado em junho de 1936



O SAMBA E O TANGO
Samba e Tango de Amado Régis
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Grupo da Odeon
Disco Odeon 11.462-A, matriz 5522
Gravado em 24 de fevereiro de 1937 e lançado em abril de 1937



REMINISCÊNCIA TRISTE
Samba Romântico de Amado Régis
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Grupo da Odeon
Disco Odeon 11.462-B, matriz 5521
Gravado em 24 de fevereiro de 1937 e lançado em abril de 1937



MEU GRANDE AMOR
Fox Canção de Amado Régis e Gadé
Gravado por Dircinha Batista e Castro Barbosa
Acompanhamento de Orquestra
Disco Carioca 12.005, matriz CA-109-2
Gravado em 09 de fevereiro de 1938 e lançado em 1938




MILTON DE OLIVEIRA



MILTON DE OLIVEIRA
Carioca, 1937.
Arquivo Nirez



Milton de Oliveira nasceu no Rio de Janeiro em 24 de janeiro de 1916, sendo criado no bairro de São Cristóvão. Começou a trabalhar aos 12 anos de idade em uma tipografia. Depois, aos 16 anos, já trabalhava como auxiliar de revisão no jornal A Nação, época em que começou a frequentar o meio dos compositores e a assinar algumas músicas.

Em 1932, Milton de Oliveira compôs seu primeiro samba, Já mandei, meu bem. Em 1934, através de Murilo Caldas, irmão de Sílvio Caldas, conseguiu ingressar no meio artístico, tendo nesse mesmo ano sua primeira composição gravada, o samba És louca, em parceria com Djalma Esteves, registrado na Odeon por Jayme Vogeler.

Em 1937, ao lado de Max Bulhões compôs os sambas Sabiá Laranjeira e Não Tenho Lágrimas, ambos gravados por Patrício Teixeira. O segundo samba seria um grande sucesso, tendo a autoria de Milton de Oliveira discutida, pois alguns apontavam Wilson Batista como o parceiro de Max Bulhões.

Foi parceiro musical de Haroldo Lobo, tendo a dupla composto dezenas de músicas.

Um de seus cantores mais constantes foi Patrício Teixeira.

Suas composições foram gravadas nos anos 30, 40 e 50, sempre por nomes de destaque de nossa música popular.

Foi um dos fundadores da Sbacem (Sociedade Brasileira de Autores, Compositores e Escritores de Música), exercendo o cargo de fiscal até 1957.

Milton de Oliveira faleceu 12 de dezembro de 1986, no Rio de janeiro, aos 70 anos de idade.



NO TRONCO DA AMENDOEIRA
Batuque de Dlajma Esteves e Milton de Oliveira
Gravado por Patrício Teixeira
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 34.459-B, matriz 33021-1
Gravado em 15 de março de 1939 e lançado em julho



NÃO TENHO LÁGRIMAS
Samba de Max Bulhões e Milton de Oliveira
Gravado por Patrício Teixeira
Acompanhamento do Conjunto Regional RCA Victor
Disco Victor 34.193-A, matriz 80403-1
Gravado em 13 de maio de 1937 e lançado em agosto



SABIÁ LARANJEIRA
Samba de Milton de Oliveira e Max Bulhões
Gravado por Patrício Teixeira
Acompanhamento do Conjunto Regional RCA Victor
Disco Victor 34.193-B, matriz 80404-1
Gravado em 13 de maio de 1937 e lançado em agosto



CHORAR É DESABAFAR
Samba de Milton de Oliveira, Djalma Esteves e J. Andrade
Gravado por Patrício Teixeira
Acompanhamento do Regional RCA Victor
Disco Victor 34.270-A, matriz 80656-1
Gravado em 23 de dezembro de 1937 e lançado em janeiro de 1938



CONFISSÃO
Samba de Haroldo Lobo e Milton de Oliveira
Gravado por Patrício Teixeira
Acompanhamento do Regional RCA Victor
Disco Victor 34.323-A, matriz 80713-1
Gravado em 24 de março de 1938 e lançado em junho





PEREIRA FILHO
 

PEREIRA FILHO
Carioca, 1937
Arquivo Nirez


 
João Pereira Filho nasceu no Rio de Janeiro, em 22 de setembro de 1914.
 
Era violonista, executante de cavaquinho, bandolinista e compositor.
 
Seu pai, João Pereira, era professor de violão e autor de um método para instrumentos de cordas.
 
Foi um de nossos importantes violonistas, compondo sua primeira música em 1929, o solo para violão Variações sobre Cateretê.
 
Em 1930, passou a integrar a Orquestra de Napoleão Tavares, indo em 1932 para a Orquestra de Ioiô, onde ficou por oito anos.
 
Em 1931, teve sua primeira composição gravada: o fado Pra te Amar, gravado por Isalinda Seramota na Odeon.
 
Já em 1933, Pereira Filho gravou seu primeiro disco, pela Victor. Trazia a dança Jongo Africano e a valsa Áurea, solos para violão de sua autoria.
 
Em 1941, criou seu próprio conjunto, com o qual passou a atuar.
 
Ainda trabalhou como solista e diretor de orquestra e conjuntos regionais, também trabalhando em várias emissoras de rádio e televisão cariocas, como a Rádio Nacional, Rádio Mayrink Veiga, TV Tupi, TV Excelsior e TV Globo.
 
Pereira Filho faleceu no Rio de Janeiro em 12 de dezembro de 1986, aos 72 anos de idade.
  
 
 
PRA TE AMAR
Fado de Pereira Filho
Gravado por Isalinda Seramota
Disco Odeon 10.792-B, matriz 4173
Gravado em 07 de março de 1931 e lançado em 1931


 
JONGO AFRICANO
Dança de Pereira Filho
Gravada por Pereira Filho ao Violão
Disco Victor 33.686-A, matriz 65744-1
Gravado em 22 de maio de 1933 e lançado em agosto de 1933


 
ÁUREA
Valsa de Pereira Filho
Gravada por Pereira Filho ao Violão
Disco Victor 33.686-B, matriz 65742-1
Gravado em 22 de maio de 1933 e lançado em agosto de 1933


 
VARIAÇÕES SOBRE CATERETÊ
De Pereira Filho
Gravado por Pereira Filho ao Violão
Disco Victor 34.049-B, matriz 65743-1
Gravado em 22 de maio de 1933 e lançado em abril de 1936


 
TUA PARTIDA
Samba Canção de Pereira Filho e Mário Morais
Gravado por Francisco Alves
Acompanhamento da Orquestra Victor Brasileira
Disco Victor 34.182-A, matriz 80326-1
Gravado em 11 de março de 1937 e lançado em julho de 1937














Agradecimento ao Arquivo Nirez










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...