Páginas

Translate

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020

CARMEN MIRANDA E SEU CARNAVAL (1930 - 1945)


CARMEN MIRANDA
Fantasiada de Cigana para o Carnaval de 1930
Livro Carmen Miranda, de Cássio Barsante
Arquivo Marcelo Bonavides



Carmen Miranda esteve ligada ao Carnaval brasileiro desde o início de sua carreira. Aliás, bem antes disso, pois ela sempre gostou de brincar nos dias de folia.


CARMEN MIRANDA
Livro Carmen Miranda, de Cássio Barsante
Arquivo Marcelo Bonavides


CARMEN MIRANDA
Livro Carmen Miranda, de Cássio Barsante
Arquivo Marcelo Bonavides


CARMEN MIRANDA
Livro Carmen Miranda, de Cássio Barsante
Arquivo Marcelo Bonavides

Já no comecinho de 1930, iniciando sua carreira, gravou duas músicas para o carnaval daquele ano: as marchas Yayá, Yoyô e Pra você gostar de mim (Taí). As duas fizeram sucesso, mas Taí a consagrou nacionalmente como cantora.


Partitura de Pra você gostar de mim
Arquivo Nirez

Gravando na Victor, e depois na Odeon, Carmen Miranda lançava a cada ano algumas músicas para o Carnaval. Seu prestígio a levou aos filmes com temática de Carnaval como A Voz do Carnaval (1933), Alô, Alô Brasil (1936) e Alô, Alô Carnaval (1936).


O Radical, 28 de fevereiro de 1933, p.04
http://memoria.bn.br/

Trago Carmen Miranda interpretando 45 composições voltadas para o Carnaval, inclusive regravações de grandes sucessos carnavalescos feitas por ela nos EUA, como Mamãe eu Quero, Touradas de Madrid e Marchinha do Grande Galo.

Carmen Miranda, ao longo das gravações, nos mostra como entendia bem de animação para os dias de Carnaval.


CARMEN MIRANDA
Livro Carmen Miranda, de Cássio Barsante
Arquivo Marcelo Bonavides

  

DISCOS VICTOR




YAYÁ, YOYÔ



Marcha Carnavalesca de Josué de Barros
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento de Coro e Orquestra Victor
Disco Victor 33.259-A, matriz 50166-2
Gravado em 23 de janeiro de 1930 e lançado em fevereiro de 1930



O Paiz, 16 de fevereiro de 1930, p.08
http://memoria.bn.br/


O Paiz, 23 de fevereiro de 1930, p.09
http://memoria.bn.br/
 
Obs. Durante a gravação Carmen erra o refrão e canta Yayô, mas, não se abala e "prossegue impávida e risonha", como registrou o pesquisador e biógrafo de Carmen Miranda, Abel Cardoso Junior.

Os grandes sucessos desse carnaval eram o samba Na Pavuna e a marcha Dá Nela. Mesmo assim, Yayá, Yoyô conseguiu destaque e ainda seria cantada no carnaval de 1931.

A revista Phono-Arte, de 15 de fevereiro de 1930, registra a importância da marchinha, em relação às duas outras: Em todo caso, vamos "respeitar" a magnífica marcha de Josué de Barros, "Yayá, Yoyô" (Victor 33.259), recentemente editada e que, com a necessária divulgação, ainda pode pregar alguma "surpresa"...

Ainda em 28 de fevereiro de 1930, a Phono-Arte trazia: “Disco 33.259, que que se ouve a já bem conhecida e típica marcha carnavalesca de Josué Barros, ‘Yayá, Yoyô’, de sucesso no Carnaval, e que conta também com a excelência da tradução da Orquestra Victor Brasileira, de ensaiado côro e de Carmen Miranda, para um pleno êxito discográfico”.

E a revista Excelsior de março de 1930: “Disco N. 33.259 - Completo sucesso, pela música, pelo canto, pela execução. Não há quem disso não goste”.

Essa marcha seria gravada na Argentina, com a Orquestra Típica de Francisco Lomuto e canto (Odeon, 8.004-A), segundo Abel Cardoso Júnior.




P´RA VOCÊ GOSTAR DE MIM




O Paiz, 19 e 20 de abril de 1930, p. 07.
http://memoria.bn.br/

Marcha Canção de Joubert de Carvalho
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Victor
Disco Victor 33.263-B, matriz 50169-3
Gravado em 27 de janeiro de 1930 e lançado em fevereiro de 1930


Primeiro grande sucesso de Carmen Miranda, que a tornou conhecida nacionalmente. Vendeu 35.000 cópias, uma façanha extraordinária para a época, segundo Abel Cardoso Júnior, biógrafo de Carmen Miranda.



CUIDADO, HEIN!




Chorinho de André Filho
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento de Choro e Coro
Disco Victor 33.371-B, matriz 50450-3
Gravado em 12 de agosto de 1930 e lançado em dezembro de 1930

Obs. No selo do disco a música vem denominada como marchinha.

Da revista Phono-Arte de 30 de janeiro de 1930: “Já pressentindo o Carnaval, Carmen Miranda exibe-se com extraordinário êxito numa marchinha (sic) de André Filho intitulada ‘Cuidado, Hein!’, onde o acompanhamento é uma delícia de precisão e arranjo”.




EU SOU DO BARULHO




Marcha Carnavalesca de Joubert de Carvalho
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento de Orquestra e Coro
Disco Victor 33.397-A, matriz 65055-2
Gravado em 11 de dezembro de 1930 e lançado em janeiro de 1931




Revista Phono-Arte, fevereiro de 1930
Arquivo Nirez



QUERO VER VOCÊ CHORAR




Marcha de Joubert de Carvalho
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento de Orquestra e Coro
Disco Victor 33.397-B, matriz 65056-2
Gravado em 12 de dezembro de 1930 e lançado em janeiro de 1931


Eu Sou do Barulho é uma composição bem-humorada.
Carmen pronuncia a palavra barulho com um sotaque português.
Seria proposital ou influências de seu lar português?

Já Quero Ver Você Chorar, foi um dos sucessos do Carnaval de 1931, fazendo sucesso, inclusive, em Portugal. A revista Phono-Arte sugeria que talvez o "it" daquele estribilho e côro: "Oh! meu amor, chora,chora, por favor", tenha lhe valido o sucesso.


Ainda, segundo Phono-Arte de 28 de fevereiro de 1931: “Carmen Miranda está magnífica em ambas, vendo-se bem secundada por excelente côro (sic) e por ensaiada orquestra que executa com marcação e orquestração notáveis, particularmente na segunda marcha”.




DEIXA DISSO




Samba de Ary Barroso
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento de Orquestra e Coro
Disco Victor 33.398-A, matriz 65059-2
Gravado em 13 de dezembro de 1930 e lançado em janeiro de 1931
Obs. Sílvio Caldas participa da gravação, respondendo: “Pra me agradar”.




Revista Phono-Arte, fevereiro de 1930
Arquivo Nirez




SOU DA PONTINHA




Marcha de Ary Barroso
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento de Orquestra e Coro
Disco Victor 33.398-B, matriz 65063-2
Gravado em 16 de dezembro de 1930 e lançado em janeiro de 1931




CARNAVÁ TA AHÍ




Marcha Carnavalesca de Pixinguinha e Josué de Barros
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento de Orquestra e Coro
Disco Victor 33.399-A, matriz 65054-3
Gravado em 11 de dezembro de 1930 e lançado em janeiro de 1931



Revista Phono-Arte, fevereiro de 1930
Arquivo Nirez



VAMOS BRINCAR




Marcha de Josué de Barros
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento de Orquestra e Coro
Disco Victor 33.399-B, matriz 65064-2
Gravado em 16 de dezembro de 1930 e lançado em janeiro de 1931




AMOR AMOR




Marcha de Joubert de Carvalho
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento de Orquestra e Coro, sob a direção de Rondon
Disco Victor 33.478-B, matriz 65241-1
Gravado em 21 de setembro de 1931 e lançado em novembro de 1931

Segundo Abel Cardoso Júnior: “Carmen, na gravação, mudou por conta própria o verso original de Joubert ‘eu sei de uma coisinha boa’ para ‘eu tenho uma coisinha boa’. O autor aprovou a mudança. Esta marcha tem o subtítulo de ‘Eu Sei de uma Coisinha Boa’”.




BAMBOLEÔ




Samba Carnavalesco de André Filho
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Grupo do Canhoto e Coro
Disco Victor 33.504-A, matriz 65327-1
Gravado em 10 de dezembro de 1931 e lançado em janeiro de 1932




ISTO É XODÓ




Marcha de Ary Barroso
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento do American Jazz
Disco Victor 33.508-B, matriz 65326-2
Gravado em 10 de dezembro de 1931 e lançado em janeiro de 1932
Obs. Sílvio Caldas canta com Carmen Miranda.


Segundo Abel Cardoso Júnior:

“Marcha feita para a revista ‘No Rancho Fundo’, de Luiz Iglézias, Freire Júnior e Ary Barroso, estrelada (em 11 de novembro de 1931) no Teatro Margarida Max, na Piedade. Era cantada por Margot Louro e ‘girls’. Sílvio estava no elenco. A estrela era Alda Garrido”.

“No concurso do ‘Correio da Manhã’ para eleger a melhor música carnavalesca de 1932 – voto popular dado em cupons – ‘Isto é Xodó’, no gênero marcha, alcançou p 3º lugar, com 6.413 votos”.




GOOD BYE




Marcha de Assis Valente
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Victor Brasileira
Disco Victor 33.604-A, matriz 65605-2
Gravada em 29 de novembro de 1932 e lançado em janeiro de 1933
Obs. Lamartine Babo faz o contracanto, imitando o cantor norte-americano Al Jolson.




ETC...




Samba de Assis Valente
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 33.604-B, matriz 65606-2
Gravado em 29 de novembro de 1932 e lançado em janeiro de 1933


De acordo com Abel Cardoso Júnior:

“Gravação histórica. Trata-se da estréia (sic) em gravações do conjunto de Pixinguinha, ‘Diabos do Céu’, com elementos do ‘Grupo da Guarda Velha’. Os ‘Diabos do Céu’ seriam, por mais alguns anos, em centenas de gravações, o grande, autêntico e insuperado conjunto do gênero popular.

‘Etc...’ também teve o subtítulo de ‘Bahia, Terra do Meu Samba’.

Nas gravações dessa época, o tempo da música – 3 minutos em média – era preocupação dos músicos, orquestradores, técnicos e cantores, que tinham que dosar a duração da música e a velocidade do ritmo, para que coubesse na face do disco, nem mais nem muito menos. O intérprete ficava de olho num dispositivo que anunciava a passagem dos minutos. Em ‘Etc...’ entendo que Carmen, aflita, avisa aos ‘Diabos do Céu’, distraídos talvez pelo entusiasmo da batucada, que está na hora de parar: ‘Encerra, gente!’”.




MOLEQUE INDIGESTO





Marcha de Lamartine Babo
Gravada por Carmen Miranda e Lamartine Babo
Acompanhamento do Grupo da Guarda Velha
Disco Victor 33.620-A, matriz 65642-1
Gravado em 05 de janeiro de 1933 e lançado em fevereiro de 1933


Segundo Abel Cardoso Júnior: “‘Yolanda’ era marca de cigarro popular, barato. Vacas de 100: a vaca do jogo do bicho. Na acepção da época, ‘indigesto’ queria dizer aborrecido, enfadonho, intragável. Era de mau gosto dizer chato. Marcha cantadíssima no carnaval de 1933, subintitulada por Lamartine de ‘marcha-digestiva’”.




LULU




Marcha de Assis Valente
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento dos Diabos do Céu, sob direção de Pixinguinha
Disco Victor 33.744-A, matriz 65914-1
Gravado em 13 de dezembro de 1933 e lançado em janeiro de 1934




OK...




Marcha de Jurandir Santos
Gravada por Carmen Miranda e Lamartine Babo
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 33.756-A, matriz 65929-1
Gravado em 27 de dezembro de 1933 e lançado em fevereiro de 1934


Segundo Abel Cardoso Júnior:
“O autor tinha obtido sucesso no carnaval anterior com ‘Alô Jone’, usando o mesmo recurso de versos em inglês. ‘OK...’ não teve a repercussão esperada, por ter sido lançada muito tarde. Composição que visava os turistas americanos, que já apareciam no Rio para o carnaval”.

EU TAMBÉM
Marcha de Lamartine Babo
Gravada por Carmen Miranda e Lamartine Babo
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 33.756-B, matriz 65933-1
Gravado em 05 de janeiro de 1934 e lançado em fevereiro de 1934
Obs. Lamartine Babo aproveitou a sugestão da brincadeira infantil do “eu também”, de desfecho imprevisto e maroto. Batizou-a de “marcha de roda” (Abel Cardoso Júnior).

ALÔ... ALÔ?...
Samba de André Filho
Gravado por Carmen Miranda e Mário Reis
Acompanhamento do Grupo do Canhoto
Disco Victor 33.746-B, matriz 65930-1
Gravado em 28 de dezembro de 1933 e lançado em fevereiro de 1934
Obs. Carmen Miranda regravaria sozinha em 1941, nos EUA, em disco Decca.

De acordo com Abel Cardoso Júnior: “Dado o êxito, foi incluído na revista ‘Alô! Alô Rio!?’, com música de diversos autores, no Teatro Carlos Gomes, com estréia (sic) a 6-4-1934, em original de Jardel Jércolis e Luiz Iglézias”.




MINHA EMBAIXADA CHEGOU




Samba de Assis Valente
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Grupo do Canhoto
Disco Victor 33.847-A, matriz 79704-1
Gravado em 28 de setembro de 1934 e lançado em novembro de 1934




TE JÁ




Marcha de Assis Valente
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento do Grupo do Canhoto
Disco Victor 33.847-B, matriz 79705-2
Gravado em 28 de setembro de 1934 e lançado em novembro de 1934
Obs. Foi uma das marchas mais cantadas no Carnaval de 1935.




A B C DO AMOR




Marcha de Ary Barroso
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento dos Diabos do Céu, sob a Direção de Pixinguinha
Disco Victor 33.858-A, matriz 79720-1
Gravado em 10 de outubro de 1934 e lançado em dezembro de 1934
Obs. Também chamada de “marcha escolar”.




TOME MAIS UM CHOPE





Partitura de Tome Mais Um Chopp
Livro Carmen Miranda, de Cássio Barsante
Arquivo Marcelo Bonavides

Marcha de Antônio Nássara
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento dos Diabos do Céu, sob a direção de Pixinguinha
Disco Victor 33.858-B, matriz 79721-1
Gravado em 10 de outubro de 1934 e lançado em dezembro de 1934


Obs. Instantâneo da Casa Nice, com seu café, chope e bife mal-passado (sic). Nássara era um dos líderes a animar o ambiente. Carmen não ia ao Nice e era censurada por isso! (Abel Cardoso Júnior).




SEU ABÓBORA




Marcha de Hervê Cordovil e Lamartine Babo
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento do Grupo do Canhoto
Disco Victor 33.895-B, matriz 79813-1
Gravado em 11 de janeiro de 1935 e lançado em fevereiro de 1935


Obs. “Abóbora”, na gíria da época, significava “majorengo”, o maioral do lugar. Fazia referência à indisposição policial para com os foliões.




DISCOS ODEON



QUERIDO ADÃO



Carmen Miranda canta Querido Adão no filme Alô, Alô Carnaval (1936)
Livro Carmen Miranda, de Cássio Barsante
Arquivo Marcelo Bonavides


Carmen Miranda cantando Querido Adão
Cena de Alô, Alô Carnaval (1936)



Marcha de Benedito Lacerda e Osvaldo Santiago
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Odeon, sob a direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.297-A, matriz 5165-1
Gravado em 10 de outubro de 1935 e lançado em janeiro de 1936


Obs: “Querido Adão” foi uma continuação de “Eva Querida” (de Benedito Lacerda e Luiz Vassalo), também de 1935. Ganhou o primeiro lugar no concurso de marchas da Rádio Tupi.

Alzirinha Camargo, enquanto Carmen Miranda estava excursionando por Buenos Aires, ajudou a divulgar a marchinha no rádio. Porém, Carmen gravaria e cantaria no filme Alô, Alô Carnaval.

Querido Adão teve, na expressão de cronista da época, “um furor de popularidade”.




ALÔ, ALÔ CARNAVAL



Marcha de Hervê Cordovil e Lamartine Babo
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Odeon, sob a direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.324-B, matriz 5246
Gravado em 18 de janeiro de 1936 e lançado em fevereiro de 1936


Obs. Era para ter sido cantada no filme de mesmo nome. Na gravação da marcha, as irmãs de Carmen, Aurora e Cecília Miranda, participam do coro.




DUVI D O DÓ



Marcha de Benedito Lacerda e João Barcelos
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto Regional
Disco Odeon 11.330-A, matriz 5247
Gravado em 20 de janeiro de 1936 e lançado em fevereiro de 1936




CANTORES DO RÁDIO


Aurora Miranda e Carmen Miranda
Alô, Alô Carnaval (1936)
Livro Carmen Miranda, de Cássio Barsante
Arquivo Marcelo Bonavides

Aurora Miranda e Carmen Miranda
Cena de Alô, Alô Carnaval (1936)



Marcha de Alberto Ribeiro, João de Barro e Lamartine Babo
Gravada por Carmen Miranda e Aurora Miranda
Acompanhamento da Orquestra Odeon, sob a direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.343-A, matriz 5290
Gravado em 18 de março de 1936 e lançado em maio de 1936


Obs. Marcha cantada no filme Alô, Alô Carnaval, de 1936, em uma cena antológica das irmãs Carmen e Aurora Miranda sendo acompanhadas pela Orquestra de Simon Bountman. Elas vestem um conjunto de fraque, cartola e calça comprida de tecido brilhante (dourado), desenhado por Carmen Miranda.




BALANCÊ



Marcha de João de Barro e Alberto Ribeiro
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Odeon, sob a direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.430-A, matriz 5457
Gravado em 19 de novembro de 1936 e lançado em janeiro de 1937
Obs. Seria regravada na década de 1980 por Gal Costa, com sucesso.




MINHA TERRA TEM PALMEIRAS



Marcha de João de Barro e Alberto Ribeiro
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Odeon, sob a direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.430-B, matriz 5471
Gravado em 30 de novembro de 1936 e lançado em janeiro de 1937
Obs. Faz alusão ao concurso patrocinado pelo jornal A Noite de músicas sobre o tema “Quem Será o Homem?”, que iriam suceder a Getúlio Vargas.




ENTRA NO CORDÃO



Samba de André Filho
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Grupo da Odeon
Disco Odeon 11.437-B, matriz 5467
Gravado em 25 de novembro de 1936 e lançado em janeiro de 1937




NÃO SE DEVE LAMENTAR



Marcha de Ary Barroso
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto Regional
Disco Odeon 11.442-A, matriz 5488
Gravado em 10 de dezembro de 1936 e lançado em janeiro de 1937




NOVO AMOR



Samba de Ary Barroso
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento de Benedito Lacerda e Seu Conjunto Regional
Disco Odeon 11.442-B, matriz 5489
Gravado em 10 de dezembro de 1936 e lançado em janeiro de 1937




CAMISA LISTADA



Samba Choro de Assis Valente
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Grupo da Odeon
Disco Odeon 11.530-B, matriz 5667
Gravado em 20 de setembro de 1937 e lançado em novembro de 1937


Obs. Foi um dos maiores sucessos de Carmen Miranda e Assis Valente. Foi gravado originalmente, como prova, pelas Irmãs Pagãs, mas o disco não foi comercializado. Sua letra faz alusão à marcha “Mamãe eu Quero”, do Carnaval anterior.




DONA GUEISHA




O Malho, 1937
http://memoria.bn.br/
Marcha de Paulo Barbosa e Oswaldo Santiago
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Odeon, sob a direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.557-A, matriz 5696
Gravado em 13 de outubro de 1937 e lançado em janeiro de 1938




NO FREVO DO AMOR
Marcha Frevo de Paulo Barbosa e Oswaldo Santiago
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento da Orquestra Odeon, sob a direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.557-B, matriz 5723
Gravado em 03 de dezembro de 1937 e lançado em janeiro de 1938




UVA DE CAMINHÃO



Samba Revista de Assis Valente
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Conjunto Odeon
Disco Odeon 11.712-A, matriz 6034
Gravado em 21 de março de 1939 e lançado em maio de 1939


De acordo com Abel Cardoso Júnior: Assis Valente passou em revista as músicas carnavalescas de mais sucesso do ano: “Flauta de Bambu”, “Pirolito”, “Caiu o Pano da Cuíca”, “A Pensão da Dona Estela”, “Caramuru”, “Eu não te dou a Chupeta”, “O Que Tem Iaiá”, “Florisbela” e “Quebra, Quebra Gabiroba”, grande sucesso de 1930.

“Uva de Caminhão” foi sugerida pela venda de uvas em caminhões no Largo da Carioca, presenciada por Assis Valente e o jornalista Francisco Veiga, do alto do gabinete de prótese dentária de Assis.




DISCOS DECCA E ODEON



Carmen Miranda nos EUA
Livro Carmen Miranda, de Cássio Barsante
Arquivo Marcelo Bonavides



MARCHINHA DO GRANDE GALO - CO CO CO CO CO CO CO RÓ
Marcha de Lamartine Babo e Paulo Barbosa
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Bando da Lua
Disco Decca 23.131-B, matriz 67005
Gravado em 26 de dezembro de 1939 e lançado em 1940



MAMÃE EU QUERO
Marcha de Jararaca e Vicente Paiva
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento do Bando da Lua e Garoto
Disco Decca 283.441-B, matriz 67000
Gravado em 26 de dezembro de 1939 e lançado em 1941
Obs. Cantado por Carmen Miranda em seu primeiro filme em Hollywood, Serenata Tropical (Down Argentine Way), de 1940.



CAI CAI
Marcha de Roberto Martins
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento do Bando da Lua
Disco Decca 23.211-A, matriz DLA-2343
Gravado em 05 de janeiro de 1941 e lançado em 1941
Obs. Na verdade, é um samba. Foi cantando por Carmen Miranda no filme Uma Noite no Rio (That Night In Rio), de 1941.



ARCA DE NOÉ
Marcha de Antônio Nássara e Sá Róris
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento do Bando da Lua
Disco Decca 23.211-B, matriz DLA-2343
Gravado em 05 de janeiro de 1941 e lançado em 1941



TOURADAS DE MADRID
Marcha de João de Barro e Alberto Ribeiro
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento do Bando da Lua e Garoto
Disco Decca 23.130-B, matriz 67006
Gravado em 26 de dezembro de 1939 e lançado em 1940



EU NÃO TE DOU A CHUPETA
Marcha de Silvino Neto e Plínio Bretas
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento da Bando da Lua
Disco Decca 23.241-B, matriz 69813
Gravado em 13 de outubro de 1941 e lançado em 1941



O PASSO DO CANGURU (BRAZILLY WILLY)
Marcha de Haroldo Lobo e Milton de Oliveira
Gravada por Carmen Miranda
Acompanhamento do Bando da Lua
Disco Decca 23.266-B, matriz L 3135
Gravado em 25 de julho de 1942 e lançado em 1942



UPA UPA
Marcha de Ary Barroso e Erwin Drake
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento do Bando da Lua
Disco Odeon 288.084-A, matriz L3729A
Gravado em 27 de janeiro de 1945 e lançado em junho de 1945






Carmen Miranda em cena de Uma Noite no Rio (1941)
Livro Carmen Miranda, de Cássio Barsante
Arquivo Marcelo Bonavides














Agradecimento a Abel Cardoso Júnior (in memoriam), Gilberto Inácio Gonçalves e ao Arquivo Nirez


Fontes
Carmen Miranda - A Cantora do Brasil, de Abel Cardoso Júnior
Carmen Miranda, de Cássio Emanuel Barsante














Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...