Páginas

Translate

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

EFEMÉRIDES DE 12 DE FEVEREIRO: CANHOTO (AMÉRICO JACOMINO), GAÓ E NILO CHAGAS

A data de hoje, 12 de fevereiro, marca o nascimento dos seguintes artistas: CANHOTO (AMÉRICO JACOMINO), GAÓ e NILO CHAGAS.




AMÉRICO JACOMINO
(CANHOTO)



CANHOTO
(Américo Jacomino)
Phono-Arte, 1928
Arquivo Nirez


Américo Jacomino nasceu em São Paulo, em 12 de fevereiro de 1889.
Era o primeiro filho do casal de imigrantes Vicência Gargiula Jacomino e Crescêncio Jacomino. Mesmo não tendo frequentado colégios, aprendeu a ler e a escrever com seu pai e seu irmão Ernesto.

Sua primeira profissão foi a de pintor de painéis, fazendo a princípio apenas traços e letras. Dominando a profissão, passou a fazer trabalhos maiores como paisagens, muitos utilizadas nas paredes das residências elegantes de São Paulo e pelo Brasil.

Ao que parece, seu primeiro instrumento foi o cavaquinho. Autodidata, ele o dominava desde os dezesseis anos de idade.

Seu apelido Canhoto veio pelo fato de, sendo canhoto, tocar o violão com a mão esquerda, sem inverter as cordas.

Iniciou sua carreira artística profissional em 1907, integrando um trio ao lado de Glicério (flauta) e Zezinho (cavaquinho), que seria o futuro Zé Carioca. Conheceu o cantor Paraguassú em 1909, quando se apresentava no bar Cascata. Então, o futuro cantor ainda era Roque Ricciardi.

Em 1912 já era um profissional bastante conhecido em São Paulo.

Em 1913 gravou seu primeiro disco pela Phoenix Record, com a valsa de sua autoria Saudades de Minha Aurora e, nesse mesmo ano, pela Odeon Record, gravou sua valsa Belo Horizonte. Por essa época, formou o Grupo do Canhoto, quarteto com trombone (ou flauta), clarineta, violão e cavaquinho, que fez várias gravações pela Odeon Record.

Passou a gravar regularmente a partir de 1914 pela Odeon Record, como solista ou com seu grupo.

Um de seus grandes sucessos, e obra prima, foi a valsa Acordes do Violão, gravada em 1917, que ele regravaria em 1925 e 1927 com o título de Abismo de Rosas.

Seguiu gravando ao longo da década de 1920 e tendo suas músicas gravadas por nomes como Frederico Rocha, Vicente Celestino e Francisco Alves, a quem acompanhou ao violão em algumas gravações.

Em 1922, casou-se com Maria Vieira de Moraes (Jacomino, em casada), que conheceu em um recital no Cinema São José, em Itapetininga. Tiveram dois filhos, Maria Aparecida, a quem dedicou a valsa Manhãs de Sol, e Luís Américo, que também se tornaria violonista.

Em uma sessão de gravação na Odeon, sentiu-se mal, sendo atendido pelo médico e compositor Joubert de Carvalho.

Seu último disco, gravado na Odeon, trazia a valsa Mexicana e o cateretê Uma Noite na Roça, ambas de sua autoria, que foi lançado em outubro, depois de sua morte.

Seu coração voltou a apresentar problemas e ele foi aconselhado por médicos a se tratar no Rio de Janeiro. Foi à Capital federal, mas com o agravamento de seu estado de saúde, voltou a São Paulo onde faleceu em 07 de setembro de 1928 às 16 horas, aos 39 anos de idade. Na época, ele também era funcionário da Prefeitura Municipal.



Américo Jacomino (Canhoto) Intérprete

BELO HORIZONTE
Valsa de Américo Jacomino (Canhoto)
Gravada por Américo Jacomino (Canhoto) ao Violão
Disco Odeon Record 120.595
Lançado em 1913



DEVANEIO
Mazurca
Gravada por Américo Jacomino (Canhoto) ao Violão
Disco Odeon Record 120.598
Lançado em 1913



BEIJO E LÁGRIMAS
Valsa de Américo Jacomino (Canhoto)
Gravada por Américo Jacomino (Canhoto) ao Violão
Disco Odeon Record 121.248
Lançado em 1917



ACORDES DO VIOLÃO
Valsa de Américo Jacomino (Canhoto)
Gravada por Américo Jacomino (Canhoto) ao Violão
Disco Odeon Record 121.249
Lançado em 1917


ABISMO DE ROSAS
Valsa de Américo Jacomino (Canhoto)
Gravada por Américo Jacomino (Canhoto) ao Violão
Disco Odeon Record 122.933
Gravado em 1925 e lançado em 1926



Américo Jacomino (Canhoto) Compositor


FATALIDADE DE UM BEIJO
Schottisch de Américo Jacomino (Canhoto)
Gravado por Bahiano
Acompanhamento de Américo Jacomino (Canhoto) ao Violão
Disco Odeon Record 121.645
Lançado em 1919



TRISTE CARNAVAL
Valsa de Américo Jacomino (Canhoto) e Arlindo Leal
Gravada por Vicente Celestino
Disco Odeon Record 122.214
Lançado em 1922


PRIMEIRAS ROSAS
Valsa de Américo Jacomino e Paraguassú
Gravada por Paraguassú
Disco Odeon Record 123.242, matriz 1029
Lançado provavelmente em 1926


CARNAVAL À NOITE
Maxixe de Américo Jacomino (Canhoto)
Gravado por Frederico Rocha
Disco Odeon Record 123.229, matriz 1065
Lançado em 1927



SÓ NA BAHIA QUE TEM
Samba de Américo Jacomino (Canhoto)
Gravado por Francisco Alves
Acompanhamento da Orquestra Pan American do Cassino Copacabana
Disco Odeon Record 123.281, matriz 1137
Lançado em 1927





GAÓ


GAÓ
Carioca, 1936
Arquivo Nirez


Odmar Amaral Gurgel nasceu em Salto (SP), em 12 de fevereiro de 1909. Seu nome artístico Gaó são as letras iniciais de seu nome de batismo ao contrário. Também era arranjador, compositor e instrumentista (pianista).

Sua carreira artística teve início em 1926, quando ele ingressou na Rádio Educadora Paulista.

Em 1930, Gaó formou e dirigiu a Orquestra Colbaz, que gravou vários discos na Columbia, entre eles a primeira gravação de Tico Tico no Fubá, de Zequinha de Abreu. Como pianista, passou a gravar em 1931, pela Columbia, registrando as canções de Jayme Redondo, JacySaudades e Ilusão que se vai, e o fox trot de Felix Arndt, Nola.

Como maestro, acompanhou vários intérpretes de renome como Elsie Houston e Januário de Oliveira em antológicas gravações realizadas em 1930 na Columbia.

Gaó atuou por muitos anos em rádios paulistas e cariocas, sendo diretor da gravadora Columbia.

Em 1974, recebeu o título de Cidadão honorário da cidade de Salto.


Gaó faleceu em Mogi das Cruzes em 1992.


Gaó Compositor

DEZEMBRO
Valsa de Gaó e Vicente de Lima (Amil)
Gravada por Januário de Oliveira
Acompanhamento de Orquestra
Disco Columbia 5.215-B, matriz 380670
Lançado em junho de 1930



MAIO
Valsa de Gaó e Vicente de Lima (Amil)
Gravada por Marina França
Acompanhamento da Orquestra Columbia
Disco Columbia 5.221-B, matriz 380717
Lançado em junho de 1930



QUANDO O BANJO TOCA O CHORO
Choro de Gaó
Gravado por Gaó ao Piano
Disco Columbia 22.070-B, matriz 381116-1
Lançado em novembro de 1931



TEIMOSO
Choro de Odmar de Amaral Gurgel (Gaó)
Gravado por Gaó ao Piano
Disco Columbia 22.070-B, matriz 381117-1
Lançado em novembro de 1931


DEZEMBRO
Valsa de Gaó e Vicente de Lima (Amil)
Gravada por Roberto Paiva
Acompanhamento de Osvaldo Borba e Sua Orquestra
Disco Odeon 13.751-A, matriz RIO-10314
Gravado em 29 de setembro de 1954 e lançado em dezembro




Gaó Intérprete

JACI / SAUDADES / ILUSÃO QUE SE VAI
Canções de Jayme Redondo
Gravada por Gaó ao Piano
Disco Columbia 22.017-B, matriz 380979
Lançado em 1931



NOLA
Fox Trot de Felix Arndt
Gravado por Gaó ao Piano
Disco Columbia 22.017-B, matriz 380980
Lançado em 1931



HA CHA CHA
Fox Trot de Werner R. Heymann e Hahn
Gravado por Gaó e Sua Orquestra de Dança
Disco Columbia 8.127-B, matriz 3116
Lançado em 1935



JUNE IN JANUARY
Fox Trot de L. Robin e R. Rainger
Gravado por Gaó e Sua Orquestra de Dança
Disco Columbia 8.127-B, matriz 3117
Lançado em 1935


JUJU E BALANGANDANS
Fox de Lamartine Babo, arranjo de Gaó
Gravado por Gaó ao Piano
Acompanhamento de Seu Ritmo (Violão, Contrabaixo e Bateria)
Disco Columbia 55.185-A, matriz 3764-2
Lançado em dezembro de 1939







NILO CHAGAS


NILO CHAGAS
O Malho, 1939
http://memoria.bn.br/


Nilo Chagas nasceu em 12 de fevereiro de 1917, em Barra do Piraí (RJ).

Em1935, Nilo substituiu o cantor e compositor Francisco Senna (que havia falecido) na Dupla Preto e Branco, ao lado de Herivelto Martins.

Em 1937, quando Herivelto conheceu a cantora Dalva de Oliveira, ela passou a se apresentar com a dupla, sendo os três anunciados como: Dalva de Oliveira e a Dupla Preto e Branco. Em 1938, o locutor César Ladeira batizou os três como Trio de Ouro.


TRIO DE OURO
Dalva de Oliveira, Herivelto Martins (ao centro) e Nilo Chagas
O Malho 1939
http://memoria.bn.br/

Nilo Chagas e Dalva de Oliveira fizeram parte da primeira formação do Trio de Ouro. Dalva deixou o grupo em 1950, quando se separou de Herivelto Martins, e Nilo afastou-se em 1952. Ela seria substituída pela cantora Noemi Cavalcanti e ele por Raul Sampaio.

Nilo Chagas faleceu no Rio de Janeiro em 1973, aos 56 anos de idade.



Nilo Chagas e Herivelto Martins na Dupla Preto e Branco


BATE PALMAS
Samba de Príncipe Pretinho e Boanerge Guedes
Gravado pela Dupla Preto e Branco
Acompanhamento dos Boêmios da Cidade
Disco Victor 34.247-A, matriz 80558-1
Gravado em 28 de julho de 1937 e lançado em dezembro de 1937



PRA GALINHA DESCANSAR
Marcha de Oscar Lavado e Zé Pretinho
Gravado pela Dupla Preto e Branco
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 34.247-B, matriz 80562-1
Gravado em 29 de julho de 1937 e lançado em dezembro de 1937



PALAVRA DE REI
Samba de Príncipe Pretinho e Valdemar Crespo
Gravado pela Dupla Preto e Branco (Herivelto & Nilo Chagas)
Acompanhamento dos Boêmios da Cidade
Disco Victor 34.263-A, matriz 80557-1
Gravado em 28 de julho de 1937 e lançado em janeiro de 1938



MARIA SAPECA
Marcha de Herivelto Martins e Sebastião Rodrigues
Gravado pela Dupla Preto e Branco (Herivelto & Nilo Chagas)
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 34.263-B, matriz 80553-1
Gravado em 27 de julho de 1937 e lançado em janeiro de 1938




Nilo Chagas com Herivelto Martins e Dalva de Oliveira no Trio de Ouro


ITAQUARY
Batuque Indígena de Príncipe Pretinho
Gravado pelo Trio de Ouro
Acompanhamento dos Boêmios da Cidade
Disco Victor 34.206-A, matriz 80512-1
Gravado em 01 de julho de 1937 e lançado em setembro de 1937



CECY E PERY
Marcha Sinfônica de Carlos Gomes e Príncipe Pretinho
Gravada pelo Trio de Ouro
Acompanhamento dos Boêmios da Cidade
Disco Victor 34.206-B, matriz 80513-1
Gravado em 01 de julho de 1937 e lançado em setembro de 1937



ADEUS ESTÁCIO
Samba de Benedito Lacerda e Gastão Viana
Gravado pelo Trio de Ouro
Acompanhamento do Grupo da Odeon
Disco Odeon 11.696-B, matriz 5989
Gravado em 08 de dezembro de 1938 e lançado em fevereiro de 1939



AVE MARIA NO MORRO
Samba de Herivelto Martins
Gravado pelo Trio de Ouro
Acompanhamento de Fon Fon e Sua Orquestra
Disco Odeon 12.185-A, matriz 6984
Gravado em 05 de junho de 1942 e lançado em agosto de 1942














Agradecimento ao Arquivo Nirez










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...