sábado, 5 de janeiro de 2019

PARAGUASSU - 43 ANOS DE SAUDADE


PARAGUASSU
Arquivo Nirez


Há 43 anos falecia o cantor e compositor PARAGUASSU, O Cantor das Noites Enluaradas.

Roque Ricciardi nasceu em São Paulo (SP), em 25 de maio de 1894. Era filho de imigrantes italianos.

Foi aprendiz de tipógrafo e ferreiro, sendo um seresteiro solicitado no bairro do Brás, em São Paulo. Ele se aborreceu por ser conhecido como Italianinho do Brás, mesmo cantando somente músicas brasileiras, e por isso optou por um nome bem brasileiro, Paraguassu. A grafia desse nome muda em algumas referências, porém, devido a origem tupi, para significa mar e guassu, grande. Assim, optamos pela grafia original.


PARAGUASSU
Arquivo Nirez


Paraguassu aprendeu violão com seu vizinho, Antonio Russo, e aos 12 anos de idade já se apresentava em bares, tocando violão e cantando, em troca de gorjetas.

Em 1908, estreou em um café cantante, o Parisien, onde conheceu o palhaço e cantor Eduardo das Neves, que o convidou para participar de um festival que ele (Eduardo( promovia no Circo Spinelli, em 1909.
Nessa época, Paraguassu formou um conjunto musical onde atuava como vocalista ao lado de alguns pioneiros da gravação de disco no Brasil, como o cantor Caramuru (Belchior da Silveira), com o acompanhamento dos violões de Canhoto (Américo Jacomino) e Luís Miranda. Apresentaram-se no Bresser, um barracão de zinco que ficava na rua de mesmo nome, ainda no bairro do Brás.

Inaugurada a Radio Educadora Paulista, em 1923, ele foi o primeiro artista contratado da emissora.

Em 1925 começou a gravar seu primeiros discos pela Odeon Record. Lançou em 1926 a modinha Cruz do Rosário. Esse disco o envolveria em uma ação judicial, pois foi comprovado o plágio feito por Paraguassu em cima da modinha A Pequenina Cruz do Teu Rosário, da autoria de Fernando Wayne e Roberto Xavier de Castro.

Paraguassu fazia algumas adaptações de músicas famosas, como Lua Branca, de Chiquinha Gonzaga, que ele gravou em 1925 e lançou em 1926 com o título de Lua de Fulgores.

Em 1927 lançou seu primeiro disco feito em gravação elétrica pela Odeon, Berço e Túmulo, modinha de sua autoria.

Gravou vários discos pela Columbia, regravando sucessos como Casinha Pequenina, tema popular, e Casa Branca da Serra, de Guimarães Passos e Miguel Emídio Pestana.


A Cigarra, 1931.
http://memoria.bn.br


A Cigarra, 1931.
http://memoria.bn.br


Em homenagem à senhorita Alba Ferreira, fortalezense eleita Miss Ceará de 1930, Paraguassu gravou a valsa Miss Ceará, da autoria de Mozart Ribeiro e Pierre Luz.
Paraguassu foi um de nossos grandes intérpretes, deixando gravações importantes como Azulão, canção de Hekel Tavares e Luís Peixoto, gravada em 1929. Também registraria Luar do Sertão, de Catullo da Paixão Cearense e João Pernambuco, em 1936, e Tristezas do Jeca, de Angelino de Oliveira, também em 1936.


PARAGUASSU
Revista Carioca, 1938.
Arquivo Nirez

Sua popularidade o levou a ser uma das estrelas de nosso primeiro filme musical, Coisas Nossas, de 1931; filme que trazia para a tela vários nomes do meio musical paulistano como Helena Pinto de Carvalho, Cornélio Pires, Baptista Junior, Zezé Lara, Corita Cunha, Procópio Ferreira, Jararaca, entre outros.


Cena do filme Coisas Nossas, 1931.
Paraguassu ao violão na cena do Quadro da Barbearia.
Em cena ainda estão Batista Junior, Alcebíades e Justo.
Revista O Cruzeiro, 1931.
http://memoria.bn.br

Paraguassu gravou discos, entre 78 rpm e LPs até 1969.
Ele foi o primeiro cantor paulista a alcançar renome nacional sem precisar ir morar no Rio de Janeiro.

Paraguassu faleceu em São Paulo (SP), em 05 de janeiro de 1976, aos 81 anos.


PARAGUASSU
https://www.recantocaipira.com.br/duplas/paraguassu/paraguassu.html




GRAVAÇÕES DE PARAGUASSU


Gravações Mecânicas


CRUZ DO ROSÁRIO
Modinha de Fernando Wayne e Roberto Xavier de Castro
Gravada por Paraguassu
Disco Odeon Record 122.936
Gravado em 1925 e lançado em 1926



FECHE A PORTA E LEVE A CHAVE
Sambinha de Américo Jacomino (Canhoto)
Gravado por Paraguassu
Disco Odeon Record 122.937
Gravado em 1925 e lançado em 1926




LUA DE FULGORES
Modinha de Chiquinha Gonzaga, arranjo de Paraguassú
Gravada por Paraguassu
Disco Odeon Record 122.938
Gravado em 1925 e lançado em 1926
Obs. Adaptação de Lua Branca.




MADALENA
Modinha, arranjo de Paraguassu
Gravada por Paraguassu
Disco Odeon Record 122.939
Gravado em 1925 e lançado em 1926




MORRER DE AMOR
Modinha de Paraguassu
Gravada por Paraguassu
Disco Odeon Record 123.194, matriz 1019
Gravado e lançado em 1926




MÁGOAS
Modinha Nortista de A. Pontes
Gravada por Paraguassu
Disco Odeon Record 123.195, matriz 1023
Gravado e lançado em 1926




Gravações Elétricas


A CHOÇA DO MONTE
Choro de Catullo da Paixão Cearense
Gravado por Paraguassu
Acompanhamento do Grupo do Canhoto
Disco Odeon 10.027-A, matriz 1204
Lançado em 1927




LAMENTOS
Modinha popular
Gravada por Paraguassu
Acompanhamento de José Sampaio ao Violão
Disco Columbia 5.026-B, matriz 380093-1
Gravado em 1929 e lançado em março de 1929




TRISTE CABOCLO
Samba de Paraguassu
Gravado por Paraguassu
Acompanhamento de José Sampaio ao Violão
Disco Columbia 5.026-B, matriz 380092-1
Lançado em março de 1929




CASINHA PEQUENINA
Modinha Popular
Gravada por Paraguassu
Acompanhamento de Violões
Disco Columbia 5.029-B, matriz 380100-1
Lançado em 1929




BRASILEIRINHA
Canção de Paraguassu
Gravada por Paraguassu
Acompanhamento de Violão
Disco Columbia 5.034-B, matriz 380118-1
Lançado em junho de 1929




SUSPIRO
Marcha de José Maria de Abreu
Gravada por Paraguassu
Acompanhamento da Orquestra Ghiraldini
Disco Columbia 5.041-B, matriz 380129
Lançado em junho de 1929




SOU DO SERTÃO
Samba Embolada de Paraguassu
Gravado por Paraguassu
Acompanhamento de Seu Grupo Verde-Amarelo
Disco Columbia 5.058-B, matriz 380192-1
Lançado em julho de 1929




BEM TE VI
Samba Embolada de Paraguassu
Gravado por Paraguassu
Acompanhamento de Seu Grupo Verde-Amarelo
Disco Columbia 5.062-B, matriz 380189-2
Lançado em 1929




CASA BRANCA DA SERRA
Modinha de Guimarães Passos e Miguel Emídio Pestana
Gravada por Paraguassu
Acompanhamento de Seu Grupo Verde-Amarelo
Disco Columbia 5.062-B, matriz 380191-2
Gravado em 1929 e lançado em 1929




CANOA FURADA
Samba de Eduardo Dohmen
Gravado por Paraguassu
Acompanhamento de Seu Grupo Verde-Amarelo
Disco Columbia 5.072-B, matriz 380212-2
Lançado em setembro de 1929




BALANÇA OS CACHO CALU
Embolada de Constantino Pinheiro
Gravada por Paraguassu
Acompanhamento de Seu Grupo Verde-Amarelo
Disco Columbia 5.090-B, matriz 380234-1
Lançado em outubro de 1929




NUNCA MAIS
Canção de Gutemberg Cruz e Eduardo dos Santos
Gravada por Paraguassu
Acompanhamento de Seu Grupo Verde-Amarelo
Disco Columbia 5.091-B, matriz 380248-1
Lançado em outubro de 1929




MORREU MEU SABIÁ
Embolada de Paraguassu
Gravada por Paraguassu
Acompanhamento de Seu Grupo Verde-Amarelo
Disco Columbia 5.116-B, matriz 380301
Lançado em dezembro de 1929




MISS CEARÁ
Valsa de Mozart Ribeiro e Pierre Luz
Gravada por Paraguassu
Acompanhamento de Orquestra
Disco Columbia 5.133-B, matriz 380464-2
Lançado em fevereiro de 1930




AZULÃO
Canção de Hekel Tavares e Luís Peixoto
Gravada por Paraguassu
Acompanhamento de Hekel, Zezinho, Petit e Sampaio
Disco Columbia 5.141-B, matriz 380474-1
Gravado em 1929 e lançado em fevereiro de 1930




PARAGUASSÚ SE DIVERTE
Embolada de Napoleão Tavares
Gravada por Paraguassu
Acompanhamento de Seu Grupo Verde-Amarelo
Disco Columbia 7.013-B, matriz 380834
Lançado em setembro de 1930




COCO DE INDAIÁ
Toada de Ary Kerner Veiga de Castro
Gravada por Paraguassu
Acompanhamento de Gaó, Jonas, Petit, Zezinho e Rieli
Disco Columbia 5.220-B, matriz 380650
Lançado em junho de 1930




ALMA A SORRIR
Valsa de CAA, UBI e Pachequinho
Gravada por Paraguassu
Acompanhamento de Seu Grupo Verde-Amarelo
Disco Columbia 22.048-B, matriz 381056
Lançado em setembro de 1931




PROMESSA DE CABOCLO
Samba de Paraguassú
Gravado por Paraguassu
Acompanhamento de Seu Grupo Verde-Amarelo
Disco Columbia 22.048-B, matriz 381057
Lançado em setembro de 1931



LUAR DO SERTÃO
Canção de Catullo da Paixão Cearense e João Pernambuco
Gravado por Paraguassu
Acompanhamento de Seu Grupo Verde-Amarelo
Disco Columbia 8.196-B, matriz 3261-2
Lançado em 1936




POETA DO SERTÃO
Toada de Catullo da Paixão Cearense e João Pernambuco
Gravado por Paraguassu
Acompanhamento de Seu Grupo Verde-Amarelo
Disco Columbia 8.196-B, matriz 3262-2-3
Lançado em 1936




TALENTO E FORMOSURA
Modinha de Edmundo Otávio Ferreira e Catullo da Paixão Cearense
Gravada por Paraguassu
Acompanhamento de Seu Grupo Verde-Amarelo
Disco Columbia 8.280-B, matriz 3430-2
Lançado em 1937




O ADEUS DA MANHÃ
Valsa Canção de Émile Pessard e Catullo da Paixão Cearense
Gravada por Paraguassu
Acompanhamento de Seu Grupo Verde-Amarelo
Disco Columbia 8.280-B, matriz 3432-1
Lançado em 1937




TRISTEZAS DO JECA
Toada de Angelino de Oliveira
Gravada por Paraguassu
Acompanhamento de Seu Grupo Verde-Amarelo
Disco Columbia 8.287-B, matriz 3431
Lançado em 1937




CHOÇA DO MONTE
Canção de Catullo da Paixão Cearense
Gravada por Paraguassu
Acompanhamento de Seu Grupo Verde-Amarelo
Disco Columbia 8.287-B, matriz 3433
Lançado em 1937




NAPOLITANA
Valsa de Paraguassu
Gravada por Paraguassu
Acompanhamento de Seu Grupo Verde-Amarelo
Disco Columbia 55.019-A, matriz 3583
Lançado em março de 1939




PERDÃO EMÍLIA
Modinha Popular
Gravada por Paraguassu
Acompanhamento de Rago e Seu Conjunto
Disco Continental 15.411-A, matriz 10444-1
Gravado em 12 de julho de 1945 e lançado em agosto














Agradecimento ao Arquivo Nirez
Fonte: http://dicionariompb.com.br/paraguassu









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...