Páginas

Translate

sábado, 2 de maio de 2020

ATAULFO ALVES - 111 ANOS


ATAULFO ALVES
A Cigarra, 1939
http://memoria.bn.br/


Há 111 anos nascia o cantor e compositor ATAULFO ALVES.


Ataulfo Alves de Souza nasceu na Fazenda Cacheira, no município de Miraí, na Zona da Mata de Minas Gerais. Era filho de Matilde de Jesus e Severino de Sousa, sujo apelido era Capitão e tocava viola, sanfona e fazia repentes, sendo conhecido em toda a região.

Ataulfo, aos oito anos de idade já gostava de improvisar com o pai, que faleceu quando o menino tinha dez anos de idade. Então, a família deixou a fazenda indo morar em Miraí (MG). Seus pais tiveram sete filhos e Ataulfo, ainda criança, começou a trabalhar para ajudar a mãe, sendo leiteiro, condutor de bois, apanhador de malas na estação, menino de recados, engraxate, entre outros trabalhos.

Aos 18 anos, em 1927, deixou Miraí e foi morar no Rio de Janeiro para tentar melhores oportunidades. Ele se mudou acompanhando o médico Afrânio Moreira de Resende que se mudava com sua família para a então Capital Federal. Ataulfo passou a trabalhar de dia no consultório do médico, no centro do Rio de Janeiro, fazendo a limpeza da residência à noite.

Após algum tempo, empregou-se na Farmácia e Drogaria Do Povo, de Samuel Antunes, como limpador de vidros, aprendendo o ofício de prático de farmácia, conquistando a simpatia e confiança do dono. Por essa época, morava no bairro do Rio Comprido e começou a frequentar as rodas de samba.

Com 19 anos, ele se casou com Judite. Por volta de 1928/1929, ele conheceu uma jovem que tentava a sorte como cantora. Ela se chamava Maria do Carmo e era amiga das filhas de seu patrão, morando na Travessa do Comércio, 24. Essa moça era a futura cantora Carmen Miranda, que gravaria um samba de Ataulfo Alves quando ele iniciava sua carreira profissional como compositor.

Em 1929, Ataulfo Alves era diretor de harmonia do bloco Fale Quem Quiser, organizado no bairro do Catumbi. Nessa época, ele começou a compor. Em uma ocasião, o compositor Alcebíades Barcelos (Bide), após ouvir umas composições de Ataulfo Alves, o levou ao escritório de Mr. Evans, americano diretor da gravadora Victor. O diretor ficou entusiasmado com o que ouviu e telefonou para Carmen Miranda para uma reunião com eles. Ao chegar e ver Ataulfo, Carmen reconheceu o rapaz que trabalhava na farmácia do pai de uma amiga e, surpresa, lhe perguntou:

- Mas, você não é aquele moço lá da farmácia?
- Perfeitamente, responde Ataulfo.
- Mas você não era compositor!, exclama Carmen.
- Você também não era cantora!, respondeu Ataulfo.

Os dois riram bastante e explicaram a Mr. Evans que se conheceram quando Carmen ainda se chamava Maria do Carmo e ele trabalhava como prático de farmácia. Carmen escolheu o samba Tempo Perdido para lançar e gravar.

O Dicionário Ricardo Cravo Albin da Música Popular Brasileira indica o ano de 1933 como sendo a época em que essa reunião aconteceu, porém, o jornal Diário Carioca, de 24 de dezembro de 1932, p. 05, informava que Tempo Perdido já havia sido lançado em que, provavelmente, seria um dos sucessos do Carnaval de 1933. 
É provavel que o samba tenha sido lançado em 1932 pelo bloco Fale Quem Quiser, e Carmen Miranda o tivesse conhecido no início de 1933.


 Diário Carioca, 24 de dezembro de 1932, p.05
http://memoria.bn.br/



Diário Carioca, 29 de dezembro de 1932, p.05
http://memoria.bn.br/


Diário Carioca, 10 de janeiro de 1933, p.09
http://memoria.bn.br/

A primeira composição gravada de Ataulfo Alves foi o samba Sexta Feira, realizado por Almirante na Victor, em 25 de abril de 1933, sendo lançado em junho de 1933. Carmen Miranda só gravaria Tempo Perdido, também na Victor, em 02 de maio de 1933, sendo o disco lançado também em junho de 1933.


Correio da Manhã, 04 de junho de 1933, p.19
http://memoria.bn.br/

A partir de então, suas composições eram gravadas por nomes de destaque de nossa música, como Sílvio Caldas, Cyro Monteiro, Floriano Belham, Carlos Galhardo, Orlando Silva, Déo, Aracy de Almeida, Aurora Miranda, Francisco Alves, entre outros.


Fon Fon, 1940
http://memoria.bn.br/



Carioca, 1936
http://memoria.bn.br/



Carioca, 1937
http://memoria.bn.br/


O Malho, 1937
http://memoria.bn.br/

Ataulfo Alves também se lançou como cantor, com muito sucesso, gravando sozinho ou com Suas Pastoras. Entre os sucessos que gravou estão Ai, que saudades da Amélia, Leva meu Samba, É negócio casar....


Comoedia, 1947
http://memoria.bn.br/

Ele foi um dos primeiros compositores de música popular a editar suas próprias composições.

Ao longo das décadas, Ataulfo Alves foi divulgando suas composições, fixando-se entre nossos melhores compositores. Seu filho, Ataulfo Alves Jr. Também foi cantor.

Ataulfo Alves faleceu em 20 de abril de 1969, no Rio de Janeiro, pouco antes de completar 60 anos de idade.


Ataulfo Alves


Trago trinta composições de sua autoria, gravadas entre 1933 e 1943, onde podemos conferir o talento de Ataulfo Alves nas vozes de alguns de nossos melhores intérpretes.




SEXTA-FEIRA
Samba de Ataulfo Alves
Gravado por Almirante
Acompanhamento da Orquestra Victor Brasileira
Disco Victor 33.662-B, matriz 65716-1
Gravado em 25 de abril de 1933 e lançado em junho de 1933



TEMPO PERDIDO
Samba de Ataulfo Alves
Gravado por Carmen Miranda
Acompanhamento dos Diabos do Céu, sob a Direção de Pixinguinha
Disco Victor 33.668-A, matriz 65727-1
Gravado em 02 de maio de 1933 e lançado em junho de 1933



SONHO
Samba de Ataulfo Alves
Gravado por Carlos Galhardo
Acompanhamento dos Diabos do Céu, sob a Direção de Pixinguinha
Disco Victor 33.675-B, matriz 65734-1
Gravado em 16 de maio de 1933 e lançado em julho de 1933



SAUDADES DO MEU BARRACÃO
Samba Canção de Ataulfo Alves
Gravado por Floriano Belham
Acompanhamento do Grupo do Canhoto
Disco Victor 33.951-B, matriz 79919-1
Gravado em 24 de maio de 1935 e lançado em julho de 1935



TENHO PRAZER
Samba de Ataulfo Alves
Gravado por Carlos Galhardo
Acompanhamento dos Diabos do Céu, sob a Direção de Pixinguinha
Disco Victor 34.077-A, matriz 65762-2
Gravado em 01 de junho de 1933 e lançado em agosto de 1936



NÃO POSSO CRER
Samba de Ataulfo Alves
Gravado por Carlos Galhardo
Acompanhamento dos Diabos do Céu, sob a Direção de Pixinguinha
Disco Victor 34.077-B, matriz 65765-1
Gravado em 01 de junho de 1933 e lançado em agosto de 1936



PELO AMOR QUE EU TENHO A ELA
Samba de Ataulfo Alves e Antônio Almeida
Gravado por Francisco Alves
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 34.087-A, matriz 80173-1
Gravado em 22 de julho de 1936 e lançado em setembro de 1936



NO MEU SERTÃO
Samba Canção de Ataulfo Alves
Gravado por Augusto Calheiros
Acompanhamento da Orquestra Copacabana
Disco Odeon 11.456-B, matriz 5392
Gravado em 22 de setembro de 1936 e lançado em abril de 1937



SAUDADE DELA
Samba de Ataulfo Alves
Gravado por Sílvio Caldas
Acompanhamento da Orquestra Copacabana
Disco Odeon 11.409-B, matriz 5410
Gravado em 08 de outubro de 1936 e lançado em novembro de 1936



NO APARTAMENTO DISCRETO
Valsa de Ataulfo Alves e Arlindo Marques Jr.
Gravada por Carlos Galhardo
Acompanhamento da Orquestra Copacabana, sob a Direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.522-A, matriz 5585
Gravado em 01 de junho de 1937 e lançado em outubro de 1937



MORENA FACEIRA
Samba de Ataulfo Alves
Gravado por Carlos Galhardo
Acompanhamento da Orquestra Copacabana, sob a Direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.522-B, matriz 5586
Gravado em 01 de junho de 1937 e lançado em outubro de 1937



BOÊMIO
Samba de Ataulfo Alves e J. Pereira
Gravado por Orlando Silva
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 34.189-A, matriz 80483-1
Gravado em 21 de junho de 1937 e lançado em agosto de 1937



NESSA RUA
Marcha de Ataulfo Alves e J. Pereira
Gravada por Aurora Miranda
Acompanhamento do Grupo da Odeon
Disco Odeon 11.542-A, matriz 5686
Gravado em 08 de outubro de 1937 e lançado em dezembro de 1937



QUEM BATE
Samba de Ataulfo Alves e Max Bulhões
Gravado por Aurora Miranda
Acompanhamento do Grupo da Odeon
Disco Odeon 11.542-B, matriz 5687
Gravado em 08 de outubro de 1937 e lançado em dezembro de 1937



HEI DE ME VINGAR
Samba de Ataulfo Alves e Osvaldo Guedes
Gravado por Elza Aguiar
Disco Victor 34.274-B, matriz 80644-1
Gravado em 22 de dezembro de 1937 e lançado em janeiro de 1938



MIL CORAÇÕES
Valsa de Ataulfo Alves e Jorge Faraj
Gravada por Nuno Roland
Acompanhamento da Orquestra Copacabana
Disco Odeon 11.603-A, matriz 5787-1
Gravado em 28 de março de 1938 e lançado em julho de 1938



ERREI ERRAMOS
Samba de Ataulfo Alves
Gravado por Orlando Silva
Acompanhamento da Orquestra Carioca Swingtette, sob a Direção de Radamés
Disco Victor 34.344-B, matriz 80827-1
Gravado em 13 de junho de 1938 e lançado em agosto de 1938



AMOR É MAIS AMOR DEPOIS DA SEPARAÇÃO
Samba Canção de Ataulfo Alves
Gravado por Carlos Galhardo
Acompanhamento da Orquestra Victor Brasileira
Disco Victor 34.446-B, matriz 80858-1
Gravado em 09 de agosto de 1938 e lançado em junho de 1939



SEI QUE É COVARDIA MAS
Samba de Ataulfo Alves e Claudionor Cruz
Gravado por Carlos Galhardo
Acompanhamento do Conjunto Regional RCA Victor
Disco Victor 34.401-A, matriz 80952-1
Gravado em 05 de dezembro de 1938 e lançado em janeiro de 1939



FALE MAL, MAS FALE DE MIM
Samba de Ataulfo Alves e Marino Pinto
Gravado por Aracy de Almeida
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 34.503-B, matriz 33141-1
Gravado em 18 de agosto de 1939 e lançado em novembro de 1939



NÃO VAI ZEZÉ
Batucada de Ataulfo Alves
Gravada por Aurora Miranda
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 34.555-A, matriz 33271-1
Gravado em 14 de novembro de 1939 e lançado em janeiro de 1940



CANÇÃO DO NOSSO AMOR
Valsa Romance de Ataulfo Alves
Gravada por Déo
Acompanhamento da Orquestra Odeon, sob a Direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.736-B, matriz 6078
Gravado em 05 de maio de 1939 e lançado em julho de 1939



TROVADOR NÃO TEM DATA
Marcha de Ataulfo Alves e Wilson Falcão
Gravada por Aurora Miranda e Carlos Galhardo
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 34.507-B, matriz 33088-1
Gravado em 21 de agosto de 1939 e lançado em novembro de 1939



OH SEU OSCAR
Samba de Ataulfo Alves e Wilson Batista
Gravado por Cyro Monteiro
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 34.515-B, matriz 33157-1
Gravado em 12 de setembro de 1939 e lançado em novembro de 1939



MULHER DE SEU OSCAR
Samba de Ataulfo Alves e Wilson Batista
Gravado por Odete Amaral
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 34.602-A, matriz 33347-1
Gravado em 18 de março de 1940 e lançado em maio de 1940



TU ÉS ESTA CANÇÃO
Valsa Canção de Ataulfo Alves
Gravada por Déo
Acompanhamento da Orquestra Odeon, sob a Direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.885-B, matriz 6352
Gravado em 29 de abril de 1940 e lançado em agosto de 1940



O BONDE DE SÃO JANUÁRIO
Samba de Ataulfo Alves e Wilson Batista
Gravado por Cyro Monteiro
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 34.691-A, matriz 52022-1
Gravado em 18 de outubro de 1940 e lançado em dezembro de 1940



SINTO-ME BEM
Samba de Ataulfo Alves
Gravado por Nelson Gonçalves
Acompanhamento de Regional
Disco Victor 34.807-B, matriz S-052291
Gravado em 04 de agosto de 1941 e lançado em outubro de 1941



TERRA BOA
Samba de Ataulfo Alves e Wilson Batista
Gravado por Orlando Silva
Acompanhamento de Orquestra
Disco Victor 34.938-A, matriz S-052525
Gravado em 19 de maio de 1942 e lançado em julho de 1942



NOUTROS TEMPOS... ERA EU
Samba de Ataulfo Alves
Gravado por Orlando Silva
Acompanhamento de Quarteto de Clarinetas com Pistão
Disco Odeon 12.307-B, matriz 7249
Gravado em 02 de abril de 1943 e lançado em maio de 1943














Agradecimento ao Arquivo Nirez









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...