quarta-feira, 19 de junho de 2019

80 ANOS DA ESTREIA DE CARMEN MIRANDA NA BROADWAY

CARMEN MIRANDA
Livro Carmen Miranda
De Cássio Barsante
Arquivo Marcelo Bonavides


Há 80 anos, no dia 16 de junho de 1939, a cantora Carmen Miranda estreava na Broadway, nos Estados Unidos.

Tendo iniciado sua carreira artística em 1929, Carmen Miranda logo conquistou a admiração de críticos e fãs pelo seu modo de interpretar os sambas e marchinhas que gravava. Seu primeiro sucesso veio já no início de 1930, com a marcha canção P´ra você gostar de mim (Taí), do médico e compositor Joubert de Carvalho. Depois vieram muitos outros êxitos no campo musical, que virariam clássicos de nosso cancioneiro.

Atuando no disco, rádio, cinema, cassino, shows e em excursões, Carmen Miranda expandia sua fama e popularidade, conquistando fãs além de nossas fronteiras. Com dez anos de carreira, em 1939, ela era a mais bem sucedida cantora brasileira, quer em termos de público ou de ganhos com seu trabalho. Atuando no Cassino da Urca, pode conhecer vários astros e estrelas internacionais, inclusive de Hollywood, como o ator Tyrone Power, que disse a ela que faria muito sucesso na capital mundial do cinema.

E foi no primeiro semestre do ano de 1939 que a grande oportunidade de Carmen surgiu, na plateia da Urca. Antes do Carnaval desse ano, Carmen Miranda se apresentava no Cassino da Urca vestida de baiana, dando continuidade nos palcos à sua recente fantasia usada no filme Banana da Terra, que estrearia nesse mesmo ano. Na plateia de seu show estavam o empresário norte-americano Lee Shubert e a atriz Sonja Henie, que também era exímia patinadora. Os dois ficaram impressionados com a performance de Carmen e suas roupas. Jonja afirmou a Lee que, se ele não contratasse a cantora ela mesma o faria e a levaria para os EUA. O resto foi história, com Carmen Miranda assinando um contrato com Lee Shubert e partindo com o Bando da Lua (cujas passagens foram conseguidas por Alzirinha Vargas, filha de Getúlio Vargas) para os Estados Unidos em 04 de maio de 1939.

Após vários ensaios, Carmen Miranda estreava na Broadway, em Nova York, no dia 16 de junho de 1936. Segundo seu biógrafo, Cássio Emmanuel Barsante, os jornais do dia seguinte garantiram que ela havia conquistado a Broadway em apenas seis minutos (tempo que durou sua apresentação). Era surpreendente ela ter feito sucesso cantando em um idioma totalmente desconhecido pelo público presente, o Português. Segundo Barsante, os jornais diziam que “ela falava com o corpo, com as mãos, eletrizando a plateia com gestos graciosos”. Quem assistia ao show só entendia as três últimas palavras da canção South American Way. Barsante ainda informa que “as letras das outras músicas – O Que é que a Baiana tem?, Mamãe eu Quero, Touradas em Madrid e Bambo do Bambu - , cantadas com extrema rapidez, em forma de pot-pourri, eram incompreensíveis, mas, apesar desse detalhe, ou certamente por causa dele, o êxito de Carmen foi absoluto e serviu para evidenciar a sua intuição e a sua sensibilidade”.



Fotografias da estreia de Carmen Miranda na Broadway, em 16 de junho de 1939














As emoções de Carmen iriam além de sua apresentação. Ela contava com o apoio de colegas no Brasil, como o cantor Francisco Alves que lhe enviou um telegrama afirmando que seu sucesso já estava “no papo!”. Demonstrações de carinho como essa a levavam às lágrimas.

A peça/revista em que Carmen Miranda se apresentava se chamava Streets of Paris. A partir de então, ela conquistaria mais êxitos, dando início a uma carreira bem-sucedida no EUA quer em shows ou no cinema.



THE SOUTH AMERICAN WAY




O QUE É QUE A BAIANA TEM?




MAMÃE EU QUERO



TOURADAS EM MADRID



BAMBO DO BAMBU















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...