Páginas

Translate

terça-feira, 11 de junho de 2019

EFEMÉRIDES DE 11 DE JUNHO


A data de hoje, 11 de junho, marca o nascimento ou falecimento dos seguintes artistas:




BENJAMIN DE OLIVEIRA
(1870 – 1954)

BENJAMIN DE OLIVEIRA
Revista da Semana, 1908.
http://memoria.bn.br


Benjamin de Oliveira nasceu em Pará de Minas (MG), em 11 de junho de 1870. Era Compositor, Cantor, Ator, Palhaço de Circo e Violonista. Estreou como palhaço em 1889. Foi um dos primeiros artistas negros consagrados no cenário artístico nacional. Uma de suas mais célebres montagens foi a opereta A Viúva Alegre, tendo atuado em O Guarany, como Pery, no cinema. No começo do século XX gravou alguns discos.
Faleceu no Rio de Janeiro em 03 de maio de 1954, pouco antes de completar 84 anos de idade.


TUTU
Lundu gravado por Benjamin de Oliveira
Disco Columbia Record 11.685
Lançado em 1910




GONÇALVES CRESPO
(1846 – 1883)

GONÇALVES CRESPO
Occidente, 1883.
joseduardotaveira.blogspot.com



Antônio Cândido Gonçalves Crespo nasceu no Rio de Janeiro em 11 de março de 1946. Era filho de mãe escrava, tendo se radicado em Portugal aos dez anos de idade, onde estudou Direito na Universidade de Coimbra. Naturalizou-se português e foi deputado às Cortes lusitanas de 1879 e em 1881. Também é considerado o iniciador do Parnasianismo em Portugal.
Entrou para a história da música popular no Brasil como autor da modinha A Mulata, também conhecida como A Mucama, um clássico de nosso cancioneiro. A partir de 1902, essa modinha seria gravada por vários intérpretes, como Bahiano, Patrício Teixeira, Olga Praguer Coelho, entre outros.
Gonçalves Crespo faleceu em 11 de junho de 1883, em Lisboa (Portugal), aos 37 anos de idade.


A MULATA
Canção de Gonçalves Crespo
Gravada por Bahiano
Disco Zon-O-Phone X-517
Lançado em 1903



MULATA (MUCAMA)
Modinha de Gonçalves Crespo
Gravada por Patrício Teixeira
Acompanhamento de Violões
Disco Odeon 10.083-A, matriz 1380
Lançado em 1927



MULATA
Modinha do Século XIX de Gonçalves Crespo, em adaptação de Olga Praguer Coelho
Gravada por Olga Praguer Coelho
Acompanhamento de Pereira Filho e Luís Bittencourt aos Violões
Disco Victor 34.325-A, matriz 80137-1
Gravado em 22 de abril de 1936 e lançado em junho de 1938




HENRICÃO
(1908 – 1984)

HENRICÃO
http://memoria.bn.br


Henrique Felipe da Costa nasceu em 11 de janeiro de 1908 na cidade de Itapira (SP), falecendo no Rio de Janeiro (RJ), em 11 de junho de 1984.
 Foi cantor e compositor, destacando-se com o clássico Casinha da Marambaia, em parceria com Rubens Campos, gravada por Carmen Costa. Gravou sozinho e ao lado de Carmen Costa. Compôs ao lado de conhecidos compositores, sendo ele também considerado um dos grandes artistas de nossa música nos anos 40.


PRA QUE TANTO CIÚME?
Samba de Bucy Moreira e Laci Martins
Gravado por Henricão
Acompanhamento de Os Caiçaras
Disco Odeon 11.565-A, matriz 5731
Gravado em 10 de dezembro de 1937 e lançado em fevereiro de 1938



QUAL FOI O MAL QUE TE FIZ?
Samba de Getúlio Marinho e O. Patrício
Gravado por Henricão
Acompanhamento de Os Caiçaras
Disco Odeon 11.565-B, matriz 5732
Gravado em 10 de dezembro de 1937 e lançado em fevereiro de 1938




HENRIQUE VOGELER
 (1888 - 1944) 

HENRIQUE VOGELER
Arquivo Nirez


Henrique Gypson Vogeler nasceu na Rua Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro, em 11 de junho de 1888. Era filho do economista alemão, naturalizado brasileiro, Carlos Conrado Guilherme Von Vogeler e de sua segunda esposa, Maria da Conceição Lenes Resende Vogeler, que era natural de Goiás.

Henrique Vogeler participou do teatro musicado intensamente, compondo entre as décadas de 1920 a 1940 várias músicas importantes de nosso cancioneiro. Uma dessas músicas marcaria sua vida e a da atriz-cantora Aracy Côrtes: Linda Flor – Ai, Yoyô. Lançada em 1928, passaria por várias modificações até ser lançada e gravada por Aracy Côrtes na versão conhecida até hoje. 
Em 1926, suas músicas começaram a ser gravadas pelo tenor J. Gomes Jr. que lançou o choro típico Oia Lá João, e o choro Vou Quebrar, gravados em discos Odeon Record, na fase mecânica. Na fase elétrica teve dezenas de músicas lançadas por nomes como Cristina Maristany, Laura Suarez, Yolanda Ozório, Aracy Côrtes, Francisco Alves, Gastão Formenti, Sylvio Vieira, Sílvio Caldas, entre outros.
Acompanhou vários intérpretes ao piano como Gastão Formenti e Laura Suarez. Com esta última, chegou a compor algumas músicas.
Henrique Vogeler faleceu no Rio de Janeiro em 09 de maio de 1944, aos 56 anos de idade, sendo sepultado no Cemitério de São Francisco Xavier, no Cajú. Seu amigo Villa-Lobos compareceu e, quando o caixão desceu à sepultura, afirmou, chorando: “Perdi meu braço direito!”.


VOU QUEBRAR
Choro de Henrique Vogeler
Gravado por J. Gomes. Jr.
Disco Odeon Record 123.259, matriz 1081
Lançado em 1926



LINDA FLOR
Samba Canção de Henrique Vogeler e Cândido Costa
Gravado por Vicente Celestino
Acompanhamento da Orquestra Rio Artists
Disco Odeon 10.338-A, matriz 2255
Lançado em março de 1929



ROMANCE
Canção de Henrique Vogeler e Laura Suarez
Gravada por Laura Suarez
Disco Brunswick 10.159-B, matriz 618
Lançado em 1931




PINTO FILHO
(1889 – 1973)

PINTO FILHO
Cinearte, 1936.
http://www.bjksdigital.museusegall.org.br


Oscar Pinto de Souza nasceu em São Paulo, em 31 de dezembro de 1889. Foi Cantor, Compositor e Ator Cômico.
Iniciou sua carreira no início da década de 1920, atuando como ator cômico e cançonetista. Trabalhou bastante no Teatro de Revista e atuou em alguns filmes, como Alô, Alô Carnaval, de 1936.
Era casado com a atriz de revistas Mariska.
Pinto Filho faleceu em São Paulo, em 11 de junho de 1973, aos 83 anos de idade.


TAVA ASSIM DE PORTUGUÊS
Canção Cômica de Chiquinha Gonzaga e Marques Porto
Gravada por Pinto Filho
Disco Parlophon 13.192-B, matriz 3675
Gravado em 1930 e lançado em agosto de 1930
Obs. Mesma melodia de Casa de Caboclo, de Chiquinha Gonzaga, Hekel Tavares e Luiz Peixoto.

MISS FAVELA
Cena Cômica de Henrique Vogeler e Nelson de Abreu
Gravada por Pinto Filho
Acompanhamento dos Batutas do Irajá
Disco Parlophon 13.246-A, matriz 4009
Gravado em 1930 e lançado em novembro de 1930
Obs. Mesma melodia de Linda Flor, de Henrique Vogeler.



VADICO
(1910 – 1962)

VADICO
http://www.oexplorador.com.br


Osvaldo Gogliano nasceu em São Paulo, em 24 de junho de 1910.
Foi Compositor e Pianista. Foi um dos grandes parceiros de Noel Rosa, compondo clássicos como Cem Mil Réis e Conversa de Botequim. Teve suas composições gravadas por grandes nomes dos anos 30.
Faleceu no Rio de Janeiro em 11 de junho de 1962, pouco antes de completar 52 anos de idade.


CONVERSA DE BOTEQUIM
Samba de Noel Rosa e Osvaldo Gogliano (Vadico)
Gravado por Noel Rosa
Acompanhamento de Conjunto Regional
Disco Odeon 11.257-B, matriz 5106
Gravado em 24 de julho de 1935 e lançado em setembro de 1935



CEM MIL RÉIS
Samba de Noel Rosa e Osvaldo Gogliano (Vadico)
Gravado por Noel Rosa e Marília Batista
Acompanhamento do Conjunto Regional de Benedito Lacerda
Disco Odeon 11.337-B, matriz 5275
Gravado em 05 de março de 1936 e lançado em abril de 1936











Agradecimento ao Arquivo Nirez










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...