sábado, 13 de junho de 2020

RELEMBRANDO MAZZAROPI - 39 ANOS DE SAUDADE


MAZZAROPI
O Cruzeiro, 1952
http://memoria.bn.br/


Há 39 anos falecia o ator e humorista MAZZAROPI.


Amácio Mazzaropi nasceu em São Paulo, em 09 de abril de 1912.

Era filho de Bernardo Mazzaropi, imigrante italiano, e Clara Ferreira, nascida em Taubaté (SP).

Aos dois anos foi com a família morar em Taubaté, onde viviam seus avós maternos. Convivendo com o avô materno, o português João José Ferreira e grande tocador de viola e dançarino de cana-verde, o jovem Amácio já ia moldando e adquirindo uma rica cultura. Através de seu avô, Amácio também teve um vasto contato com a vida cultural caipira que muito inspiraria o futuro artista.

Voltando a morar em São Paulo, Amácio se destacava como bom aluno, decorando bem poesias e com facilidade em decorá-las. Em 1922, com a morte de seu avô João, a família volta a morar em Taubaté, abrindo um pequeno bar. Amácio continua a se destacar nas atividades escolares e começa a frequentar o mundo do circo. Seus pais, preocupados com o envolvimento do filho com as artes circenses o enviam a Curutiba, aos cuidados do tio Domenico Mazzaropi. O jovem passaria a trabalhar na loja de tecidos da família.

Porém, aos 14 anos de idade, em 1926, Amácio volta à São Paulo sonhando em participar de espetáculos circenses. Passa a integrar a caravana do Circo La Paz. Contando anedotas e causos nos intervalos no número do faquir, Amácio ganhava uma pequena gratificação. Porém, não conseguindo se manter, volta a Taubaté, morando com os pais, onde trabalha como tecelão, mas não se mantem longe dos palcos.

Em 1932, Amácio estreia sua primeira peça de teatro, A Herança do Padre João. Em 1935, consegue convencer os pais a seguir turnê com a Companhia Mazzaropi e faz com que seus próprios pais atuem como atores. A Companhia durou dez anos.


Correio Paulistano, 12 de novembro de 1944, p.10.
http://memoria.bn.br/

Em 1946, já conhecido como Amácio Mazzaropi, ou Mazzaropi, é convidado por Dermival Costa Lima, da Rádio Tupi, estreando o programa dominical Rancho Alegre, que era encenado ao vivo no auditório da emissora no bairro do Sumaré, em São Paulo, sendo dirigido por Cassiano Gabus Mendes. Em 1950, com o sucesso do programa, este passa a ser exibido na TV Tupi, agora, contando com a participação de coadjuvantes como João Restiffe e Geny Prado.


Mazzaropi e Geny Prado em Rancho Alegre.
O Cruzeiro 1952
http://memoria.bn.br/

A estreia de Mazzaropi no cinema aconteceu em 1952, com Sai da Frente, dirigido por Abílio Pereira de Almeida. O próprio Abílio e Franco Zampari convidaram o artista para estrelar esse filme, que foi rodado pela Companhia Cinematográfica Vera Cruz.


A Secana Muda, 1951.
http://memoria.bn.br/


Cinelândia, 1953.
http://memoria.bn.br/

A partir de então, Mazzaropi passa a ser um grande sucesso de bilheteria, lançando vários filmes como Candinho (1953), O Gato da Madame (1956), Chico Fumaça (1958), Zé do Periquito (1960), Tristeza do Jeca (1961), Uma Pistola para Djeca (1970). Nesse último ele atuou ao lado da amiga que tanto admirava, a atriz Zaíra Cavalcanti, nome importante de nosso Teatro de Revista.


Mazzaropi, Zaíra Cavalcanti e Nena Vianna
Uma Pistola para D´Jeca, 1970.
http://www.adorocinema.com/

Mazzaropi foi um dos mais importantes divulgadores de nossa cultura caipira, seja no cinema, teatro ou rádio. Gravou alguns discos, inclusive regravando em 1956 a divertida marcha Nhá Carola, de Petit (Hudson Gaya), ao lado de Lolita Rodrigues. Originalmente, essa marchinha foi gravada por Helena Pinto de Carvalho e Pilé em 1930.

Além de ator e humorista, Mazzaropi também foi cantor e cineasta.

Ele faleceria em São Paulo, em 13 de junho de 1981, meses antes de sua amiga Zaíra Cavalcanti também falecer.




O QUE OURO NÃO ARRUMA
Toada de Mário Vieira
Gravada por Mazzaropi
Acompanhamento de Orquestra e Coro
Disco RCA Victor 80-1255-A, matriz BE3-VB-0321
Gravado em 27 de novembro de 1953 e lançado em janeiro de 1954



MEU POLICARPO
Marcha de Reinaldo Santos e Mara Lux
Gravada por Mazzaropi
Acompanhamento de Orquestra e Coro
Disco RCA Victor 80-1255-B, matriz BE3-VB-0322
Gravado em 27 de novembro de 1953 e lançado em janeiro de 1954



CAI SERENO
Baião de Conde e Elpídio dos Santos
Gravado por Mazzaropi
Acompanhamento de Conjunto e Coro
Disco RCA Victor 80-1497-A, matriz BE5-VB-0821
Gravado em 02 de agosto de 1955 e lançado em outubro de 1955



DONA DO SALÃO
Rancheira de Elpídio dos Santos e Conde
Gravada por Mazzaropi
Acompanhamento de Gentil Rodrigues ao Acordeon
Disco RCA Victor 80-1497-B, matriz BE5-VB-0822
Gravado em 02 de agosto de 1955 e lançado em outubro de 1955



NHÁ CAROLA
Marcha de Hudson Gaya (Petit)
Gravada por Mazzaropi e Lolita Rodrigues
Acompanhamento do Conjunto RGE
Disco RGE RGE 10.012-A, matriz RGO-93
Lançado em agosto de 1956



NA PISCINA DA MADAME
Fox de Elpídio dos Santos e Matias da Cruz (Conde)
Gravado por Mazzaropi
Acompanhamento de Orquestra
Disco RGE RGE 10.012-B, matriz RGO-94
Lançado em agosto de 1956













Agradecimento ao Arquivo Nirez











Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...