quarta-feira, 23 de setembro de 2020

RELEMBRANDO O FLAUTISTA AGENOR BENS - 150 ANOS

 
AGENOR BENS
O Malho, 1912
http://memoria.bn.br/




Há 150 anos nascia o flautista e compositor AGENOR BENS.


O flautista Agenor A. Bens, nasceu em Cordeiro (RJ), em 23 de setembro de 1870. Era filho de Noêmia, ex-escrava e de Eduardo Bens, relojoeiro e operador do antigo cine Gaumont.
 
Também era cantor, compositor e professor.
 
Em sua cidade natal, Agenor Bens começou a estudar música. Para se aprimorar, foi morar no Rio de Janeiro, estudando na Escola Nacional de Música (atual Escola de Música da UFRJ). Aí, formou-se com louvor, recebendo como prêmio a Medalha de Ouro. Devido ao destaque, excursionou à França, apresentando-se com sucesso. Em seguida, foi convidado a ser professor da mesma Escola Nacional de Música, onde estudou.



Revista da Semana, 1912
http://memoria.bn.br/





O Malho, 1912
http://memoria.bn.br/



O Malho, 1913
http://memoria.bn.br/





Fon Fon, 1914
http://memoria.bn.br/


Morando na Rua Visconde de Itamarati, no Maracanã, era empregado como chefe de turma da Saúde Pública.
 
Agenor Bens foi professor de flauta do Conservatório de Música do Distrito Federal (Rio de Janeiro) e membro da Orquestra Sinfônica do Rio de Janeiro. Também era chorão da Velha Guarda, possuindo um vasto repertório de choros antigos.
 
Tocava várias obras de Candinho Trombone e também cantava modinhas. Gravou diversos discos nas duas primeiras décadas do século XX, em selos como Grand Record Brazil, Favorite Record da Casa Faulhaber e Odeon Record da Casa Edison.
 
Gravava sempre solos de flauta, sendo por vezes acompanhado ao piano pelo maestro Arthur Camilo. Escreveu choros, polcas e modinhas que faziam parte do repertório dos chorões, onde podemos destacar Faceira, o estudo Noturno e Fantasia Capricho.
 
Ao lado de Pattápio Silva, Agenor Bens foi um dos grandes flautistas do começo do século XX. De Pattápio, ele gravou Oriental.
 
Começou a se apresentar como solista de várias orquestras no Rio de Janeiro a partir de 1912. Em 1913, teve a polca Faceira, de sua autoria, gravada pelo flautista Carlos Martins, que foi acompanhado ao piano pelo maestro Arthur Camilo.
O maestro Guerra Peixe o considerava o maior flautista brasileiro de todos os tempos.



O Malho, 1915
http://memoria.bn.br/




O Malho, 1915
http://memoria.bn.br/





Fon Fon, 1919
http://memoria.bn.br/



Em 1913, entre outras músicas, gravou Cruzes! Minha Prima, de Joaquim Callado.
 
No ano de 1915, Agenor Bens se apresentou na cidade de Nova Friburgo (RJ) tocando flauta, integrando um trio ao lado do maestro Villa -Lobos, em sua primeira apresentação pública, e de Lucilla Villa-Lobos ao piano, esposa de Villa-Lobos.
 
Teve sua composição Doutor sem Sorte gravada em 1930 pela Orquestra Victor Brasileira, sob a direção de Pixinguinha.
 
Faleceu, no Rio de Janeiro, aproximadamente em 1950.
 
Em sua cidade natal, Cordeiro (RJ), foi criado o Instituto Agenor Bens, dedicado a divulgação e a preservação de sua obra e também dos diversos compositores e músicos da região.
 

 
Agenor Bens Compositor


FACEIRA

https://discografiabrasileira.com.br/


Polca de Agenor Bens
Gravada por Carlos Martins na Flauta
Acompanhamento de Arthur Camilo ao Piano
Disco Odeon Record 120.384
Gravado em 16 de dezembro de 1912 e lançado em 1913



DOUTOR SEM SORTE



Maxixe de Agenor Bens
Gravado pela Orquestra Victor Brasileira
Disco Victor 33.289-B, matriz 50243-2
Gravado em 28 de abril de 1930 e lançado em junho de 1930
 


Agenor Bens Intérprete

 

ROUXINOL

https://discografiabrasileira.com.br/


Polca
Gravada por Agenor Bens na Flauta
Acompanhamento de Arthur Camilo ao Piano
Disco Brazil Record 70.258
Lançado em 1910


 
IDÍLIO (DE SONHO)
Gravada por Agenor Bens na Flauta
Acompanhamento de Arthur Camilo ao Piano
Disco Brazil Record 70.259, matriz 70259
Lançado em 1910


 
MAZURCA DE BRAVURA
Mazurca
Gravada por Agenor Bens na Flauta
Acompanhamento de Arthur Camilo ao Piano
Disco Brazil Record 70.260
Lançado em 1910


 
SERENATA DE BRAGA


https://discografiabrasileira.com.br/


Serenata de Gaetano Braga
Gravada por Agenor Bens na Flauta
Acompanhamento de Arthur Camilo ao Piano, Carlos Noli e Antônio Lago aos Violinos
Disco Brazil Record 70.300
Lançado em 1910


 
SERENATA DE SCHUBERT
Serenata de Franz Schubert
Gravada por Agenor Bens na Flauta
Acompanhamento de Arthur Camilo ao Piano, Carlos Noli e Antônio Lago aos Violinos
Disco Brazil Record 70.301, matriz 70301
Lançado em 1910


 
ORIENTAL
Serenata de Pattápio Silva
Gravada por Agenor Bens na Flauta
Acompanhamento de Arthur Camilo ao Piano
Disco Odeon Record 120.499
Gravado em 27 de dezembro de 1912 e lançado em 1913


 
PRIMEIRA VALSA
Valsa de Durand
Gravada por Agenor Bens na Flauta
Disco Odeon Record 120.500
Lançado em 1913


 
SERENADE
De Gounod
Gravado por Agenor Bens na Flauta
Acompanhamento de Arthur Camilo ao Piano
Disco Odeon Record 120.501, matriz 120501
Lançado em 1912


 
NOTURNO
De Agenor Bens
Gravado por Agenor Bens na Flauta
Acompanhamento de Arthur Camilo ao Piano
Disco Odeon Record 120.502
Gravado em 27 de dezembro de 1912 e lançado em 1913


 
CRUZES MINHA PRIMA
Polca de Joaquim Callado
Gravada por Agenor Bens na Flauta
Acompanhamento de Arthur Camilo ao Piano
Disco Odeon Record 120.672, matriz 681
Gravado em 27 de junho de 1913 e lançado em 1913


 
DEUXIÉME ROMANCE-OPUS 12


https://discografiabrasileira.com.br/


De P. de Assis
Gravado por Agenor Bens na Flauta
Acompanhamento de Arthur Camilo ao Piano
Disco Odeon Record 120.673
Gravado em 27 de junho de 1913 e lançado em 1913

 
 
VARIAÇÕES SOBRE UMA ÁRIA ALEMÃ


https://discografiabrasileira.com.br/


De H. Bohm
Gravado por Agenor Bens na Flauta
Acompanhamento de Arthur Camilo ao Piano
Disco Odeon Record 120.675
Gravado em 28 de junho de 1913 e lançado em 1913


 
ROMANCE OP. 71


https://discografiabrasileira.com.br/


De Arthur Napoleão
Gravado por Agenor Bens na Flauta
Acompanhamento de Arthur Camilo ao Piano
Disco Odeon Record 120.676
Gravado em 28 de junho de 1913 e lançado em 1913


 
LA SERENATA
Serenata de Gaetano Braga
Gravada por Agenor Bens na Flauta
Disco Odeon 10.045-A, matriz 1305
Lançado em outubro de 1927



ALVORADA DAS ROSAS
De Júlio Reis
Gravado por Agenor Bens na Flauta
Disco Odeon 10.045-B, matriz 1308 
 Lançado em outubro de 1927













Agradecimento ao Arquivo Nirez










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...