segunda-feira, 20 de maio de 2019

RELEMBRANDO BONFÍGLIO DE OLIVEIRA

BONFÍGLIO DE OLIVEIRA
catracalivre.com.br/arquivo/bonfiglio-de-oliveira-trompetista-de-guaratingueta



Hoje, vamos relembrar o compositor e trompetista BONFÍGLIO DE OLIVEIRA.

Nascido em Guaratinguetá (SP), em 27 de setembro de 1891, Bonfíglio de Oliveira era filho do contrabaixista da Banda Mafra, de sua cidade natal, que lhe ensinou as primeiras teorias musicais. Depois, Bonfíglio atuaria nesta mesma banda por cerca de dois anos e na Banda União Beneficente, tocando bumbo.

Já adulto e morando no Rio de Janeiro, Bonfíglio de Oliveira seria considerado um dos maiores instrumentistas de seu tempo, ao lado de Pixinguinha e Luís Americano. Ele atuaria nos célebres conjuntos: Grupo da Guarda Velha e Diabos do Céu. Ainda faria parte da Orquestra Sinfônica do Rio de Janeiro, dirigida pelo maestro Francisco Braga.

Em 1913, gravou pelo selo Phoenix Record a polca Aglaéth e a valsa Lilinha, ambas de sua autoria, que fez o solo de Piston.
Voltaria a gravar em 1926, pela Odeon Record, registrando de sua autoria o choro maxixe O Vestido de Guiomar e Sonho de Maxixe. Em 1931 gravou na Victor, também de sua autoria, a valsa Teresinha, e o célebre choro Flamengo.

Outros intérpretes também gravaram composições de Bonfíglio de Oliveira, seja de forma instrumental ou cantada. O flautista Edgard Freitas gravou o maxixe O Malandrinho, pela Odeon Record, em 1926, sendo acompanhado pelo Grupo do Donga. Antes, em 1917, Vicente Celestino havia gravado, também pela Odeon Record, a canção Horas Melancólicas, onde Bonfíglio de Oliveira teve a parceria de Catullo da Paixão Cearense.

Em fevereiro de 1928 a Odeon lançava o maxixe de Bonfíglio de Oliveira e Lamartine Babo, Não posso comer sem molho, gravado por Francisco Alves e Gastão Formenti. Sílvio Caldas e Gastão Formenti lançariam, em janeiro de 1931, pela Brunswick, o choro Saudade Gaúcha. Cantoras como Yolanda Osório gravariam músicas de Bonfíglio de Oliveira, a exemplo do maxixe em parceria com Lamartine Babo, Sonho Brasileiro, lançado em janeiro de 1931 pela Brunswick. Em 1934, pela Odeon, Aurora Miranda lançaria a marcha Chorando, que Bonfíglio compôs em parceria com André Filho.


Bonfíglio de Oliveira faleceria no Rio de Janeiro em 19 de maio de 1940, sendo sepultado no cemitério Municipal de Guaratinguetá. EM sua lápide está escrito: “Com a sua arte atingiu a imortalidade”. 



Vamos conferir várias gravações da autoria de Bonfíglio de Oliveira. Ele atua como intérprete e/ou como compositor, nas vozes de artistas como Francisco Alves, Gastão Formenti, Yolanda Osório, Aurora Miranda, Luciano Perrone, entre outros.




Bonfiglio de Oliveira Intérprete


AGLAÉTH
Polca de Bonfiglio de Oliveira
Gravada por Bonfiglio de Oliveira ao Piston
Acompanhamento de Trombone, Cavaquinho e Violão
Disco Phoenix Record 230, matriz 1393
Lançado em 1913



LILINHA
Valsa de Bonfiglio de Oliveira
Gravada por Bonfiglio de Oliveira ao Piston
Acompanhamento de Trombone, Cavaquinho e Violão
Disco Phoenix Record 230, matriz 1394
Lançado em 1913



O VESTIDO DE GUIOMAR
Choro Maxixe de Bonfiglio de Oliveira
Gravado por Bonfiglio de Oliveira ao Piston
Acompanhamento do Grupo dos Ases
Disco Odeon Record 123.066
Gravado e lançado em 1926



ARLETE
Choro de Bonfiglio de Oliveira
Gravado por Bonfiglio de Oliveira ao Piston
Acompanhamento de Conjunto Típico Brasileiro
Disco Brunswick 10.067-A, matriz 220
Lançado em junho de 1930



TERESINHA
Valsa de Bonfiglio de Oliveira
Gravada por Bonfiglio de Oliveira ao Piston
Acompanhamento de dois Violões e Cavaquinho
Disco Victor 33.494-A, matriz 65263-1
Gravado em 17 de outubro de 1931 e lançado em dezembro de 1931



FLAMENGO
Choro de Bonfiglio de Oliveira
Gravado por Bonfiglio de Oliveira ao Piston
Acompanhamento de dois Violões, Cavaquinho e Bateria
Disco Victor 33.494-B, matriz 65262-1
Gravado em 17 de outubro de 1931 e lançado em dezembro de 1931



LEMBRANÇAS DO PASSADO
Choro de Bonfiglio de Oliveira
Gravado por Bonfiglio de Oliveira ao Piston
Acompanhamento do Choro Victor
Disco Victor 33.570-A, matriz 65510-2
Gravado em 08 de junho de 1932 e lançado em julho de 1932



MAR DE ESPANHA
Valsa de B. De Oliveira, R. Guimarães e L. R. Evandro
Gravada por Bonfiglio de Oliveira ao Piston
Acompanhamento do Choro Victor
Disco Victor 33.570-B, matriz 65513-1
Gravado em 10 de junho de 1932 e lançado em julho de 1932



ALVORADA
Valsa de Bonfiglio de Oliveira e Orestes Barbosa
Gravada por Bonfiglio de Oliveira ao Piston e Luciano Perrone ao canto
Disco Columbia 22.159-B, matriz 381294
Lançado em dezembro de 1932



O QUE SE PÔDE ARRANJAR
Choro de Bonfiglio de Oliveira
Gravado por Bonfiglio de Oliveira ao Piston
Acompanhamento do Regional da RCA Victor
Disco Victor 34.179-A, matriz 79618-1
Gravado em 27 de abril de 1934 e lançado em junho de 1937



Bonfiglio de Oliveira Compositor


HORAS MELANCÓLICAS
Canção de Bonfiglio de Oliveira e Catullo da Paixão Cearense
Gravada por Vicente Celestino
Acompanhamento de Cavaquinho e Violão
Disco Odeon Record 121.375
Gravado e lançado em 1917



O MALANDRINHO
Maxixe de Bonfiglio de Oliveira
Gravado por Edgard Freitas na Flauta
Acompanhamento do Grupo do Donga
Disco Odeon Record 122.906
Lançado em 1925



ISTO É NOSSO
Choro de Bonfiglio de Oliveira
Gravado por Edgard Freitas ao Saxofone
Acompanhamento do Brazilian Jazz J. Thomas
Disco Odeon Record 123.046
Gravado em lançado em 1926



NÃO POSSO COMER SEM MOLHO
Maxixe de Bonfiglio de Oliveira e Lamartine Babo
Gravado por Francisco Alves e Gastão Formenti
Acompanhamento da Orquestra Pan American do Cassino Copacabana
Disco Odeon 10.133-A, matriz 1491-I
Lançado em fevereiro de 1928



NÃO CHORES
Samba de Bonfiglio de Oliveira
Gravado por Elpídio L. Dias (Bilu)
Acompanhamento da Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.031-B, matriz 230
Lançado em março de 1930



SAUDADE GAÚCHA
Choro de Bonfiglio de Oliveira
Gravado por Gastão Formenti e Sílvio Caldas
Acompanhamento da Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.126-B, matriz 559
Lançado em janeiro de 1931



SONHO BRASILEIRO
Maxixe de Bonfiglio de Oliveira e Lamartine Babo
Gravado por Yolanda Osório
Acompanhamento da Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.127-A, matriz 543
Lançado em janeiro de 1931



GLÓRIA
Valsa Canção de Bonfiglio de Oliveira e Branca M. Coelho
Gravada por Gastão Formenti
Acompanhamento de Orquestra
Disco Columbia 22.025-B, matriz 381014-2
Lançado em maio de 1931



UM BEIJO SÓ
Samba de Bonfiglio de Oliveira e Cândido das Neves (Índio)
Gravado por Luciano Perrone
Acompanhamento da Orquestra Columbia
Disco Columbia 22.157-B, matriz 381333
Lançado em dezembro de 1932



MEU SABIÁ
Samba de Bonfiglio de Oliveira e Lamartine Babo
Gravado por Luciano Perrone
Acompanhamento da Orquestra Columbia
Disco Columbia 22.157-B, matriz 381306
Lançado em dezembro de 1932



O VENDEDOR DE PIPOCA
Rumba de Bonfiglio de Oliveira e Alberto Ribeiro
Gravada por Luciano Perrone e Alberto Ribeiro
Acompanhamento de Orquestra Típica Cubana
Disco Columbia 22.159-B, matriz 381334
Lançado em dezembro de 1932



CAROLINA
Marcha de Bonfiglio de Oliveira e Hervê Cordovil
Gravada por Carlos Galhardo
Acompanhamento dos Diabos do Céu, sob a direção de Pixinguinha
Disco Victor 33.729-A, matriz 65887-1
Gravado em 14 de novembro de 1933 e lançado em dezembro de 1933



CHORANDO
Marcha de Bonfiglio de Oliveira e André Filho
Gravada por Aurora Miranda
Acompanhamento da Orquestra Odeon e Coro
Disco Odeon 11.088-A, matriz 4754
Gravado em 24 de novembro de 1933 e lançado em janeiro/fevereiro de 1934



MAIS UMA ESTRELA
Marcha de Bonfiglio de Oliveira e Herivelto Martins
Gravada por Mário Reis
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 33.850-A, matriz 79712-1
Gravado em 05 de outubro de 1934 e lançado em novembro de 1934



MADALENA
Marcha de Bonfiglio de Oliveira
Gravada por Carlos Galhardo
Acompanhamento dos Diabos do Céu
Disco Victor 34.028-A, matriz 80082-1
Gravado em 16 de janeiro de 1936 e lançado em fevereiro de 1936











Agradecimento ao Arquivo Nirez
Fonte - http://dicionariompb.com.br/bonfiglio-de-oliveira










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...