quarta-feira, 18 de agosto de 2021

ELAS INTERPRETAM EDUARDO SOUTO (1922 - 1931)




 
Eduardo Souto foi um de nossos mais importantes compositores, deixando uma obra vasta e repleta de boas obras. Ao longo de sua carreira, foi gravado por orquestras e intérpretes de destaque. Hoje, trago as cantoras que o interpretaram ao longo da fase dos discos 78 rpm.






EDUARDO SOUTO


 
A primeira cantora a gravar composições de Eduardo Souto foi Zaíra de Oliveira, soprano que se dedicava ao canto erudito e popular, destacando-se em ambos. Zaíra gravou a bela canção Amargura, de Eduardo Souto que, anos depois, seria regravada por Jayme Vogeler. Ela também gravou peças de Eduardo ao lado do cantor Bahiano, que estava encerrando sua participação como cantor em discos.
 
Laís Areda, atriz-cantora de operetas, gravou várias músicas, entre elas, duas de Eduardo Souto: a canção Paixão de Artista, ao lado de Vicente Celestino; e Eu bem sei que vancê vorta, interessante toada.
 
Aracy Côrtes, grande estrela de nosso teatro musicado, também gravou algumas músicas de Eduardo Souto. O interessante samba Quem Quiser Ver, gravado anteriormente por orquestra e pelo cantor Bahiano, em 1924, foi regravado em 1929 por Aracy, cuja gravação está muito bonita com sua voz característica e o acompanhamento da orquestra, que faz uma introdução belíssima com os violinos. Esse samba seria tocado (gravação de Aracy Côrtes) na novela Kananga do Japão, de 1989, exibida pela Rede Manchete. Aracy Côrtes também gravaria o bonito cateretê Poeta do Sertão e o buliçoso e contagiante samba É no Toco da Goiaba, ao lado de Francisco Alves. Esse último, com temática política, traz Aracy bem a vontade na interpretação e improvisos.
 
Zaíra Cavalcanti foi outra grande estrela de nosso Teatro de Revistas. Além de seu talento e voz muito agradável, era extremamente bonita, cativando um grande número de fãs. Em seu primeiro disco, gravado na Parlophon, ela gravou no lado A o samba de Eduardo Souto e Oswaldo Santiago, Pedaço de Mau Caminho, lançado em 1930. Ainda nesse ano, gravaria Tem Muamba, samba de Eduardo Souto e João de Barro. Em ambos, Zaíra Cavalcanti imprime sua marca, com uma interpretação cativante e bem desenvolta.
 
Cantoras que tiveram destaque outrora, mas, hoje, totalmente desconhecidas também gravaram o repertório de Eduardo Souto. Muitas delas atuavam mais em rádios ou em recitais. Berenice Antunes Piergili gravou a bela canção Harmonia da Mata, de Souto e Olímpio Pinto, enquanto Odete Bittencourt gravou a modinha Olhos Brejeiros, de Eduardo Souto e Honório de Carvalho, e a canção Mágoas, de Eduardo Souto e Gastão Penalva.
 
Também, hoje, desconhecidas, porém, não menos importantes para a história de nossa música popular, estão Eunice Ferreira e Gilca Loreti. Eunice gravou de Eduardo Souto e Orestes Barbosa o samba, Mineira; já Gilca, gravou o samba Jeriquitim, de Eduardo Souto e Irmãos Quintiliano.
 
A cantora Alda Verona, de belíssima voz e que também seria rádio atriz e locutora, teve uma ativa carreira de cantora no final da década de 1920 e início de 1930, gravando vários discos. Ela gravou a bonita valsa Sublime Provação, de Eduardo Souto, em 1929; e a valsa Viver, Morrer por um Amor, de Eduardo Souto e Oswaldo Santiago, lançada em 1930.
 
Abigail Maia foi uma das mais importantes atrizes de seu tempo, destacando-se no teatro musical, em comédias e dramas. Também faria uma brilhante carreira como rádio atriz. Ao longo de sua trajetória gravou alguns discos. De Eduardo Souto, Abigail gravou a bonita toada Sarará, lançada em 1929.
 
Cristina Maristany foi outra grande cantora de nossa música, com uma voz que faria sucesso em nosso país e no exterior. No início de sua carreira, gravou de Eduardo Souto e Oswaldo Santiago, a valsa Solidão, lançada no começo de 1930.
 
Mais uma atriz de destaque no Teatro de Revista marca presença em nossa postagem: Norma Bruno. Ela fez muito sucesso nos palcos cariocas na virada da década de 1920 para a década de 1930. Também fazia caricatura de algumas colegas. Aqui, ela apresenta a gravação da marcha Verbo Ser, de Eduardo Souto, ao lado de Francisco Alves. Os dois apresentam uma boa química e estão bem à vontade. A marcha tem conotações políticas, fazendo sátira a alguns políticos da época.
 


 
 
ZAÍRA DE OLIVEIRA



ZAÍRA DE OLIVEIRA

 
 
AMARGURA
Canção de Eduardo Souto
Gravada por Zaíra de Oliveira
Acompanhamento de Orquestra
Disco Odeon Record 122.772
Lançado em 1925


 
GUITARRADA
Fado Tango de Eduardo Souto
Gravado por Zaíra de Oliveira
Acompanhamento de Orquestra
Disco Odeon Record 122.773
Lançado em 1925


 
O TEU OLHAR

Selo de O Teu Olhar
https://discografiabrasileira.com.br/

Marcha de Eduardo Souto
Gravada por Zaíra de Oliveira e Bahiano
Acompanhamento de Orquestra
Disco Odeon Record 122.798
Lançado em 1925


 
EU SÓ QUERO É CONHECER



Selo de Eu só quero é conhecer
https://discografiabrasileira.com.br/

Cateretê Carnavalesco de Eduardo Souto
Gravado por Zaíra de Oliveira e Bahiano
Acompanhamento de Orquestra
Disco Odeon Record 122.799
Lançado em 1925




LAÍS AREDA



LAÍS AREDA



 
PAIXÃO DE ARTISTA



Selo de Paixão de Artista
https://discografiabrasileira.com.br/

Dueto de Eduardo Souto
Gravado por Laís Areda e Vicente Celestino
Acompanhamento de Flauta, Violino e Piano
Disco Odeon Record 122.084, matriz 122084 – A – II
Lançado em 1922


 
EU BEM SEI QUE VANCÊ VORTA
Toada de Eduardo Souto
Gravada por Laís Areda
Disco Odeon 10.422-B, matriz 2643
Lançado em julho de 1929
 


 
ARACY CÔRTES



ARACY CÔRTES



 
 QUEM QUISER VER
Samba de Eduardo Souto
Gravado por Aracy Côrtes
Acompanhamento da Orquestra Pan American
Disco Odeon 10.426-B, matriz 2657
Lançado em julho de 1929


 
POETA DO SERTÃO
Cateretê de Eduardo Souto e Arlindo Leal
Gravado por Aracy Côrtes
Acompanhamento de Orquestra
Disco Odeon 10.469-B, matriz 2.865
Lançado em outubro de 1929


 
É NO TOCO DA GOIABA
Samba de Eduardo Souto e Jose e Jannyni
Gravado por Aracy Côrtes
Acompanhamento da Orquestra Pan American
Disco Odeon 10.502-A, matriz 3017
Gravado em 01 de outubro de 1929 e lançado em novembro de 1929
 



 
ZAÍRA CAVALCANTI



ZAÍRA CAVALCANTI



 
PEDAÇO DE MAU CAMINHO
Samba de Eduardo Souto e Oswaldo Santiago
Gravado por Zaíra Cavalcanti
Acompanhamento de Simão Nacional Orquestra
Disco Parlophon 13.114-A, matriz 3317
Gravado em 1930 e lançado em março de 1930


 
TEM MUAMBA
Samba de Eduardo Souto e João de Barro
Gravado por Zaíra Cavalcanti
Acompanhamento da Orquestra Guanabara
Disco Parlophon 13.218-A, matriz 3898
Gravado em 1930 e lançado em outubro de 1930



 
 
BERENICE ANTUNES PIRGILI
 

HARMONIA DA MATA
Canção de Eduardo Souto e Olímpio Pinto
Gravada por Berenice Antunes Piergili
Acompanhamento da Colonial Orquestra
Disco Odeon 10.705-A, matriz 3915
Lançado em novembro de 1930




 
ODETE BITTENCOURT
 

OLHOS BREJEIROS
Modinha de Eduardo Souto e Honório de Carvalho
Gravada por Odete Bittencourt
Acompanhamento de Conjunto
Disco Odeon 10.687-A, matriz 3868
Lançado em outubro de 1930


 
MÁGOAS
Canção de Eduardo Souto e Gastão Penalva
Gravada por Odete Bittencourt
Acompanhamento de Conjunto
Disco Odeon 10.687-B, matriz 3869
Lançado em outubro de 1930


 
 
EUNICE FERREIRA
 

MINEIRA
Samba de Eduardo Souto e Orestes Barbosa
Gravado por Eunice Ferreira
Acompanhamento de Orquestra
Disco Odeon 10.828-A
Lançado em 1931



 
 
GILCA LORETI
 

JERIQUITIM
Samba de Eduardo Souto e Irmãos Quintiliano
Gravado por Gilca Loreti
Acompanhamento de Gente Boa
Disco Odeon 10.790-A, matriz 4001
Lançado em 1931




 
 
ALDA VERONA



ALDA VERONA



 
SUBLIME PROVAÇÃO
Valsa de Eduardo Souto
Gravada por Alda Verona
Acompanhamento da Orquestra Rio Artists
Disco Odeon 10.461-A, matriz 2831
Lançado em agosto de 1929


 
VIVER MORRER POR UM AMOR
Valsa de Eduardo Souto e Oswaldo Santiago
Gravada por Alda Verona
Acompanhamento da Orquestra Rádio Central
Disco Odeon 10.522-B, matriz 3143
Lançado em janeiro de 1930


 

 
ABIGAIL MAIA



ABIGAIL MAIA


 
SARARÁ
Toada de Eduardo Souto
Gravada por Abigail Maia
Acompanhamento de Conjunto
Disco Odeon 10.510-A, matriz 3041
Lançado em dezembro de 1929


 

 
CRISTINA MARISTANY



CRISTINA MARISTANY



 
SOLIDÃO
Valsa de Eduardo Souto e Oswaldo Santiago
Gravada por Cristina Maristany
Acompanhamento da Orquestra Guanabara
Disco Odeon 10.544-B, matriz 3187
Lançado em janeiro de 1930


 
 
NORMA BRUNO



NORMA BRUNO



 
VERBO SER
Marcha de Eduardo Souto
Gravada por Francisco Alves e Norma Bruno
Acompanhamento da Orquestra Copacabana
Disco Odeon 10.748-A, matriz 4073
Lançado em janeiro de 1931














Agradecimento ao Arquivo Nirez










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...