quinta-feira, 13 de agosto de 2020

RELEMBRANDO TONICO & TINOCO


Há 26 anos falecia o cantor TONICO, da dupla sertaneja TONICO & TINOCO.
 
A dupla sertaneja Tonico & Tinoco era formada pelos irmãos João Salvador Perez (Tonico), nascido em São Manuel (SP), em 02 de março de 1917 e falecido em São Paulo (SP), em 13 de agosto de 1994, aos 77 anos de idade; e por José Perez, o Tinoco, nascido em Botucatu (SP), em 19 de novembro de 1920, e falecido em São Paulo, em 04 de maio de 2012, aos 91 anos de idade.
 
Seu pai era imigrante espanhol e veio ao Brasil com cinco anos de idade, em 1892, instalando-se na cidade paulista de Botucatu e se casou com a filha de um peão (assim como ele), que também era sanfoneiro. Os irmãos cresceram com a influência musical dos avós maternos, que tocavam em bailes de aniversário e casamento. Na família da mãe, todos eram músicos e o avô Olegário era o mais famoso e solicitado tocador de sanfona de outo baixos da região.
 
Recebendo os primeiros acordes de violão do violeiro Bonifácio Bonetti, os irmãos começaram a animar as primeiras festas cantando serenatas.
 
Em 1937, mudaram-se para Sorocaba, continuando a animar festas na região. Morando na cidade de São Manuel, cantaram pela primeira vez em uma rádio, na Rádio Clube de São Manuel, interpretando a música Namoro de Velhos, passando a se apresentar (de graça) na emissora, aos domingos.
 
Em janeiro de 1941 passam a morar em São Paulo. Ganham o primeiro lugar no programa de calouros Peneira Rodhine, da Rádio Cultura. Depois, conquistam o segundo lugar no programa de calouros da Rádio Record, comandado por Otávio Gabus Mendes. Na Rádio Emissora de Piratininga, ganham um concurso de calouros no programa Manhãs na Roça, de Chico Carretel.


 
Em 1942, Capitão Furtado abre um concurso para substituir a dupla Palemira e Piraci no programa Arraial da Curva Torta. Palmeira e Piraci haviam sido contratados para trabalhar na Rádio nacional do Rio de Janeiro. Os irmãos José e João se inscreveram juntamente com o primo Miguel, sendo apresentados como o Trio da Roça, interpretando o cateretê Tudo tem no Sertão, classificando-se para a final. Sem Miguel, participaram da final em 15 de novembro de 1942, com o nome de Irmãos Perez. Venceram o concurso cantando a moda de viola Adeus, campina da Serra, de Cornélio Pires e Raul Torres. O auditório aplaudiu de pé, pedindo bis, uma vez que a dupla cantava diferente em afinação, fino e bem alto. Foi nessa época que receberam de Capitão Furtado o nome de Tonico & Tinoco. Foram contratados pela Rádio Tupi, que a pouco comprara a Rádio Difusora, para se apresentarem nos programas Arraial da Curva Torta e Saudade. Após um contrato experimental de três meses, foram contratados por um conto e duzentos mil-réis por dois anos.
 
A dupla Tonico & Tinoco gravou seu primeiro disco em 1944, pela Continental. A música que gravaram foi o cateretê Em Vez de me Agradecer, de Capitão Furtado, Jayme Martins e Aimoré. Do outro lado, o disco trazia uma música de Palemira e Piraci.
 
Cada vez fazendo mais sucesso e gravando discos em sequência, Tonico & Tinoco receberam do apresentador Dário Ferreira o epíteto de Dupla Coração do Brasil.
 
Em 1950, participaram da inauguração da TV Tupi, canal 3, a primeira emissora de televisão do Brasil, cantando Pé do Ipê.
 
Escreveram 25 peças teatrais, entre elas, duas comédias, que apresentavam em circos, ginásios e teatros.
 
Ao longo dos anos e décadas, a popularidade da dupla só aumentou, gravando 78 rpm e depois LPs, com grandes vendagens. Fora os shows que sempre apresentavam pelo Brasil.


Radiolândia, 1957
http://memoria.bn.br



Radiolândia, 1958
http://memoria.bn.br



Radiolândia, 1960
http://memoria.bn.br


Segundo o site Dicionário Ricardo Cravo Albin da Música Popular Brasileira: “Gravaram em torno de 75 LPs e 211 discos 78 rpm, num total aproximado de 1.200 músicas, tendo vendido mais de 20 milhões de discos.  Durante a carreira a dupla realizou mais de 40 mil shows em todo o Brasil em circos, teatros, ginásios, exposições agropecuárias, além das programações em rádio e televisão”.


 

Em homenagem à dupla, trago 21 gravações realizadas entre 1944 e 1949, na Continental, onde ela canta vários estilos caipiras, principalmente modas de viola.






EM VEZ DE ME AGRADECER
Cateretê de Ariovaldo Pires, Jaime Martins e Aimoré
Gravado por Tonico & Tinoco
Acompanhamento de Violas
Disco Continental 15.385-A, matriz 10324-1 
 Gravado em 26 de novembro de 1944 e lançado em julho de 1945



TUDO TEM NO SERTÃO
Moda de Viola de Tonico
Gravada por Tonico & Tinoco
Acompanhamento de Violas
Disco Continental 15.417-A, matriz 10454-2
Gravado em 04 de agosto de 1945 e lançado sem setembro de 1945



PORTO ESPERANÇA
Moda de Viola de Tonico e Miguel Patetti
Gravada por Tonico & Tinoco
Acompanhamento de Violas
Disco Continental 15.417-B, matriz 10453-1
Gravado em 04 de agosto de 1945 e lançado sem setembro de 1945


 
SERTÃO DO LARANJINHA
Moda de Viola de Tonico e Tinoco em arranjo de Ariovaldo Pires (Capitão Furtado)
Gravada por Tonico & Tinoco
Acompanhamento de Violas
Disco Continental 15.418-A, matriz 10452-1
Gravado em 26 de julho de 1945 e lançado em setembro de 1945


 
PERCORRENDO MEU BRASIL
Cateretê de João Merlin
Gravado por Tonico & Tinoco
Acompanhamento de Violas
Disco Continental 15.418-B, matriz 10451-1
Gravado em 26 de julho de 1945 e lançado em setembro de 1945


 
CUIABANA
Moda de Viola de Bonfim Pereira e Tinoco
Gravada por Tonico & Tinoco
Acompanhamento de Violas
Disco Continental 15.447-A, matriz 10469-1
Gravado em 16 de agosto de 1945 e lançado em outubro de 1945


 
MORENINHA
Moda de Viola de Tinoco
Gravada por Tonico & Tinoco
Acompanhamento de Violas
Disco Continental 15.447-B, matriz 10470-1
Gravado em 16 de agosto de 1945 e lançado em outubro de 1945



DESTINO DE CABOCLO
Moda de Viola de Ado Benatti e Tonico
Gravada por Tonico & Tinoco
Acompanhamento de Violas
Disco Continental 15.655-A, matriz 10581-1
Gravado em 10 de abril de 1946 e lançado em junho de 1946


 
AI MEU BEM
Recortado Mineiro de Geraldo Costa e Piraci
Gravado por Tonico & Tinoco
Acompanhamento de Mário Zan, Serrinha e Piraci
Disco Continental 15.655-B, matriz 10580-1
Gravado em 10 de abril de 1946 e lançado em junho de 1946



 
PEÃO VAQUEIRO
Moda de Viola de Tonico
Gravada por Tonico & Tinoco
Acompanhamento de Violas
Disco Continental 15.706-A, matriz 10606-1
Gravado em 01 de junho de 1946 e lançado em setembro de 1946



 
ADEUS MORENA ADEUS
Rasqueado de Piraci
Gravado por Tonico & Tinoco
Acompanhamento de Violas
Disco Continental 15.706-B, matriz 15.706-B
Gravado em 01 de junho de 1946 e lançado em setembro de 1946



 
A CRUZ DO CAMINHO
Moda de Viola de Anacleto Rosas Jr. E Arlindo Pinto
Gravada por Tonico & Tinoco
Acompanhamento de Violas
Disco Continental 15.795-A, matriz 10707-1
Gravado em 21 de abril de 1947 e lançado em julho de 1947



 
TRISTEZAS DO JECA
Toada Sertaneja de Angelino de Oliveira
Gravada por Tonico e Tinoco
Acompanhamento de Mário Zan e Piraci
Disco Continental 15.795-B, matriz 10706-1
Gravado em 21 de abril de 1947 e lançado em julho de 1947



 
BOIADEIRO ENTREVADO
Moda de Viola de Geraldo Costa e Arlindo Pinto
Gravada por Tonico & Tinoco
Acompanhamento de Violas
Disco Continental 15.796-A, matriz 10705-1
Gravado em 22 de abril de 1947 e lançado em julho de 1947



 
QUE LUCRO DÁ?
Recortado de Mineiro de Geraldo Costa e Mário Zan
Gravado por Tonico & Tinoco
Acompanhamento de Mário Zan e Piraci
Disco Continental 15.796-B, matriz 10704-1
Gravado em 21 de abril de 1947 e lançado em julho de 1947



 
VOCÊ SABE ONDE MORO
Cateretê de Piraci e Gerardo Costa
Gravado por Tonico & Tinoco
Acompanhamento de Mário Zan, Nhô Pai e Piraci
Disco Continental 15.819-A, matriz 10727-1
Gravado em 30 de junho de 1947 e lançado em agosto/outubro de 1947



 
DESTINOS IGUAIS
Moda de Viola de Ariovaldo Pires (Capitão Furtado) e Laureano
Gravada por Tonico & Tinoco
Acompanhamento de Violas
Disco Continental 15.819-B, matriz 10726-1
Gravado em 30 de junho de 1947 e lançado em agosto/outubro de 1947



 
VINGANÇA DO CHICO MINEIRO
Moda de Viola de Tonico e Sebastião de Oliveira
Gravada por Tonico & Tinoco
Acompanhamento de Violas
Disco Continental 15.913-A, matriz 10867-1
Gravado em 03 de maio de 1948 e lançado em julho/setembro de 1948



 
GOIANA
Moda de Viola de Tonico e Teddy Vieira
Gravada por Tonico & Tinoco
Acompanhamento de Violas
Disco Continental 15.913-B, matriz 10866-1
Gravado em 03 de maio de 1948 e lançado em julho/setembro de 1948



 
DESPREZADO
Recortado de Tonico, Tinoco e Geraldo Costa
Gravado por Tonico & Tinoco
Acompanhamento de Conjunto
Disco Continental 16.026-A, matriz 10868-1
Gravado em 03 de maio de 1948 e lançado em março/abril de 1949



 
RANCHO VAZIO
Moda de Viola de Anacleto Rosas Jr. E Arlindo Pinto
Gravada por Tonico & Tinoco
Acompanhamento de Violas
Disco Continental 16.026-B, matriz 10869-1
Gravado em 03 de maio de 1948 e lançado em março/abril de 1949

 

 











 

 Agradecimento ao Arquivo Nirez











Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...