sexta-feira, 30 de julho de 2021

CASA EDISON – NOVAS INSTALAÇÕES (1904)

FRED FIGNER
Avança, 1904
http://memoria.bn.br/




Avança, 1904
http://memoria.bn.br/


 
 
O empresário Frederico (Fred) Figner, nascido na antiga Tchecoslováquia, veio ao Brasil em 1891, com 26 anos, exibindo as maravilhas realizadas pelo fonógrafo, inventado por Thomas Edison. Ele percorreu o Brasil exibindo os sons dos cilindros e gravando vozes pelo Norte, Nordeste, indo para o Sudeste do país, estabelecendo-se no Rio de Janeiro. Nesta cidade, ele faria história.


Em 1897, convidou os cantores Bahiano (Manuel Pedro dos Santos) e Cadete (K. D. T. – Manuel Evêncio da Costa Moreira) para gravarem modinhas populares em cilindros, que seriam comercializados. Em 1900, homenageando Thomas Edison, inaugurou a Casa Edison, situada à Rua do Ouvidor. Em seu estabelecimento, Figner vendia de tudo um pouco, artigos de escritórios, brinquedos, utilidades, e também comercializava cilindros, fonógrafos e gramofones.  
 
A partir de 1902, a Casa Edison passou a ser (também) a nossa primeira gravadora de discos, na época chamados de chapas. Os primeiros artistas a gravarem discos em nosso país foram os já conhecidos Bahiano e Cadete e também o flautista Patápio Silva e a Banda do Corpo de Bombeiros. É difícil, senão impossível, hoje, afirmar quem foi o primeiro a registrar sua voz ou instrumento em cera; porém, o primeiro disco comercial a sair em catálogo foi o Zon – O – Phone 10.001, com o lundu Isto é Bom, de Xisto Bahia, cantado por Bahiano.
 
Logo depois, outros artistas se juntaram ao elenco da Casa Edison: Senhorita Odette, Senhorita Consuelo, Senhorita Diva, Ator Lino, Campos, Braga, Pepa Delgado, Alfredo Silva, Malvina Pereira, entre outros.
 
Geralmente, entre 1902 e 1904, ao anunciarem a música nos discos, os locutores citavam o endereço da Casa Edison como sendo Rua do Ouvidor, 107. Mas, em julho de 1904, ela mudaria para o número 105, como informava a revista Avança. O novo endereço era gerenciado por Bemvindo Vianna.


BEMVINDO VIANNA
http://memoria.bn.br/






Revista Avança, 1904
http://memoria.bn.br/



Uma fotografia mostra um grupo formado por convidados, pessoas da imprensa e funcionários da casa, informando a data como 04 de julho de 1905. Creio que essa data seja 1904, pois, a revista onde a fotografia foi publicada data de 08 de julho de 1904. Com certeza, houve erro ao colocarem a data na legenda. Em 1904, a Rua do Ouvidor se chamava Rua Moreira César, mas nem todos os periódicos assim se referiam a ela. Depois, ela voltaria a se chamar Rua do Ouvidor, como está atpe os dias de hoje. A data escolhida por Fred Figner para a inauguração, 04 de julho, marcava o dia da Independência dos Estados Unidos.




"Convidados, representantes da imprensa e o pessoal da casa. Grupo tirado a 4 de julho de 1905 (sic) por occasião da inauguração. A Casa edison funccionava ha largos annos á mesma rua n. 109 e foi a introdutora do artigo phonographico no Brasil. Tem grande deposito de Zonophones, Phonographos, machinas de escrever, de costura, e photographicas. É a unica casa que possue Records (chapas) com execuções de bandas e modinhas nacionaes.
105 RUA DO OUVIDOR 105"
Avança, 1904
http://memoria.bn.br/




Revista Avança, 1904
http://memoria.bn.br/




O Paiz, 05 de julho de 1904, p.01
http://memoria.bn.br/




Correio da Manhã, 05 de julho de 1904, p.01
http://memoria.bn.br/




Correio da Manhã, 06 de novembro de 1904, p.08
http://memoria.bn.br/






GRAVAÇÕES FEITAS NA CASA EDISON



ESCUTA

Modinha
Gravada por Cadete
Acompanhamento de Violão
Disco Zon – O – Phone X-1.006
Lançado em 1902



VALSA DOS SINOS DE CORNEIVILLE
Valsa de Roberto Planquete
Gravada por Bahiano
Disco Zon – O – Phone X-701
Gravado em 1903



ROBERTINA
Valsa
Gravada pela Banda da Casa Edison
Disco Zon – O – Phone 1.574
Gravado em 1902 e lançado em 1903



PERFEITAMENTE
Cançoneta
Gravada pelo Ator Lino
Disco Zon – O – Phone X-540
Gravado e lançado em 1903



MANHÃ DE AMOR
Balada de Chiquinha Gonzaga e C. C.
Gravada por Senhorita Odette
Disco Zon – O – Phone X-699, matriz X699II
Gravado e lançado em 1903



A ESPIGA
Cançoneta
Gravada por Senhorita Consuelo
Disco Zon – O – Phone X-687
Gravado em 1903



PRIMEIRO AMOR
Valsa de Flauta de Patápio Silva
Gravada por Patápio Silva na Flauta
Disco Odeon Record 40.053, matriz RX-63
Lançado em 1904



A RECOMENDAÇÃO
Cançoneta de Assis Pacheco
Gravado por Pepa Delgado
Acompanhamento de piano
Disco Odeon Record 10.064
Lançado em 1904
Da Revista “O Avança”















Agradecimento ao Arquivo Nirez









2 comentários:

  1. Thienry H. Barbosa30 de julho de 2021 20:36

    Obs: o tal C.C que seria o co-autor de Manhãs de Amor gravado pela Senhorita Odette é na verdade CATULO da Paixão CEARENSE (C.C).

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...