quinta-feira, 2 de dezembro de 2021

CASA EDISON – NOVAS INSTALAÇÕES (1904)

FRED FIGNER
Avança, 1904
http://memoria.bn.br/




Avança, 1904
http://memoria.bn.br/


 
 
O empresário Frederico (Fred) Figner, nascido na antiga Tchecoslováquia em 02 de dezembro de 1866, veio ao Brasil em 1891, com 26 anos, exibindo as maravilhas realizadas pelo fonógrafo, inventado por Thomas Edison. Ele percorreu o Brasil exibindo os sons dos cilindros e gravando vozes pelo Norte, Nordeste, indo para o Sudeste do país, estabelecendo-se no Rio de Janeiro. Nesta cidade, ele faria história.  


Em 1897, convidou os cantores Bahiano (Manuel Pedro dos Santos) e Cadete (K. D. T. – Manuel Evêncio da Costa Moreira) para gravarem modinhas populares em cilindros, que seriam comercializados. Em 1900, homenageando Thomas Edison, inaugurou a Casa Edison, situada à Rua do Ouvidor. Em seu estabelecimento, Figner vendia de tudo um pouco, artigos de escritórios, brinquedos, utilidades, e também comercializava cilindros, fonógrafos e gramofones.  
 
A partir de 1902, a Casa Edison passou a ser (também) a nossa primeira gravadora de discos, na época chamados de chapas. Os primeiros artistas a gravarem discos em nosso país foram os já conhecidos Bahiano e Cadete e também o flautista Patápio Silva e a Banda do Corpo de Bombeiros. É difícil, senão impossível, hoje, afirmar quem foi o primeiro a registrar sua voz ou instrumento em cera; porém, o primeiro disco comercial a sair em catálogo foi o Zon – O – Phone 10.001, com o lundu Isto é Bom, de Xisto Bahia, cantado por Bahiano.
 
Logo depois, outros artistas se juntaram ao elenco da Casa Edison: Senhorita Odette, Senhorita Consuelo, Senhorita Diva, Ator Lino, Campos, Braga, Pepa Delgado, Alfredo Silva, Malvina Pereira, entre outros.
 
Geralmente, entre 1902 e 1904, ao anunciarem a música nos discos, os locutores citavam o endereço da Casa Edison como sendo Rua do Ouvidor, 107. Mas, em julho de 1904, ela mudaria para o número 105, como informava a revista Avança. O novo endereço era gerenciado por Bemvindo Vianna.


BEMVINDO VIANNA
http://memoria.bn.br/






Revista Avança, 1904
http://memoria.bn.br/



Uma fotografia mostra um grupo formado por convidados, pessoas da imprensa e funcionários da casa, informando a data como 04 de julho de 1905. Creio que essa data seja 1904, pois, a revista onde a fotografia foi publicada data de 08 de julho de 1904. Com certeza, houve erro ao colocarem a data na legenda. Em 1904, a Rua do Ouvidor se chamava Rua Moreira César, mas nem todos os periódicos assim se referiam a ela. Depois, ela voltaria a se chamar Rua do Ouvidor, como está até os dias de hoje. A data escolhida por Fred Figner para a inauguração, 04 de julho, marcava o dia da Independência dos Estados Unidos.




"Convidados, representantes da imprensa e o pessoal da casa. Grupo tirado a 4 de julho de 1905 (sic) por occasião da inauguração. A Casa edison funccionava ha largos annos á mesma rua n. 109 e foi a introdutora do artigo phonographico no Brasil. Tem grande deposito de Zonophones, Phonographos, machinas de escrever, de costura, e photographicas. É a unica casa que possue Records (chapas) com execuções de bandas e modinhas nacionaes.
105 RUA DO OUVIDOR 105"
Avança, 1904
http://memoria.bn.br/




Revista Avança, 1904
http://memoria.bn.br/




O Paiz, 05 de julho de 1904, p.01
http://memoria.bn.br/




Correio da Manhã, 05 de julho de 1904, p.01
http://memoria.bn.br/




Correio da Manhã, 06 de novembro de 1904, p.08
http://memoria.bn.br/






GRAVAÇÕES FEITAS NA CASA EDISON



ESCUTA
Modinha
Gravada por Cadete
Acompanhamento de Violão
Disco Zon – O – Phone X-1.006
Lançado em 1902



VALSA DOS SINOS DE CORNEIVILLE
Valsa de Roberto Planquete
Gravada por Bahiano
Disco Zon – O – Phone X-701
Gravado em 1903



ROBERTINA
Valsa
Gravada pela Banda da Casa Edison
Disco Zon – O – Phone 1.574
Gravado em 1902 e lançado em 1903



PERFEITAMENTE
Cançoneta
Gravada pelo Ator Lino
Disco Zon – O – Phone X-540
Gravado e lançado em 1903



MANHÃ DE AMOR
Balada de Chiquinha Gonzaga e C. C.
Gravada por Senhorita Odette
Disco Zon – O – Phone X-699, matriz X699II
Gravado e lançado em 1903



A ESPIGA
Cançoneta
Gravada por Senhorita Consuelo
Disco Zon – O – Phone X-687
Gravado em 1903



PRIMEIRO AMOR
Valsa de Flauta de Patápio Silva
Gravada por Patápio Silva na Flauta
Disco Odeon Record 40.053, matriz RX-63
Lançado em 1904



A RECOMENDAÇÃO
Cançoneta de Assis Pacheco
Gravado por Pepa Delgado
Acompanhamento de piano
Disco Odeon Record 10.064
Lançado em 1904
Da Revista “O Avança”















Agradecimento ao Arquivo Nirez









2 comentários:

  1. Thienry H. Barbosa30 de julho de 2021 20:36

    Obs: o tal C.C que seria o co-autor de Manhãs de Amor gravado pela Senhorita Odette é na verdade CATULO da Paixão CEARENSE (C.C).

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...