segunda-feira, 15 de novembro de 2021

JESY BARBOSA - 119 ANOS

JESY BARBOSA
Walkyrias, 1943
http://memoria.bn.br/

 

O dia de hoje, 15 de novembro, marca o 119º aniversário da cantora e poetisa JESY BARBOSA.
Nome muito popular no meio musical da segunda metade da década de 1920, ela seria um dos principais destaque na inauguração da gravadora Victor, em 1929. Em 1930, seria eleita Rainha da Canção Brasileira.  


Jesy de Oliveira Barbosa (seu nome pronuncia-se Jêzí) nasceu em Campos dos Goitacazes (RJ), em 15 de novembro de 1902. Era filha do poeta e jornalista Luiz Barbosa de Azevedo e da musicista Victória de Oliveira Barbosa. Ambos, amantes da música popular e do violão.


Luiz Barbosa, pai de Jesy Barbosa
Brasil Feminino, 1935
http://memoria.bn.br/


 
Jesy Barbosa estudou cantor com o célebre soprano Zaíra de Oliveira, que muito lhe estimava e admirava. A bela e potente voz de Jesy levou-a às emissoras de rádio e recitais. Em 1929, já era um nome conhecido no meio artístico, chamando a atenção da empresa Victor, gravadora que instalava sua fábrica no Rio de Janeiro.
 
Na inauguração da Victor, Jesy Barbosa era o principal nome feminino. Tendo gravado seu primeiro disco em 11 de setembro de 1929, com as músicas: Olhos Pálidos, canção de Josué de Barros, e Medroso e Amor, samba canção de Zizinha Bessa.



Selo de Olhos Pálidos
Arquivo Marcelo Bonavides




Selo de Medroso de Amor
Arquivo Marcelo Bonavides




Ela gravaria vários discos até 1933, com um bonito e importante repertório.
 
No primeiro semestre de 1930, foi eleita a Rainha da Canção Brasileira. Sua colega, Carmen Miranda, que começava a fazer sucesso como cantora, foi uma das que torceram pela vitória de Jesy Barbosa.
 
Jesy Barbosa também foi poetisa, jornalista, rádio atriz, locutora, tendo seguido uma bela carreira no rádio brasileiro, escrevendo, produzindo e atuando. Era considerada uma artista cem por cento.
 
Escreveu um livro de trovas e sempre publicava suas criações em jornais e revistas, escrevendo também crônicas e rádio novelas. Em 1962, ganhou o primeiro lugar em um concurso de trovas promovido pela cidade de Nova Friburgo (RJ).


Jornal do Brasil, 1973
http://memoria.bn.br/


 
Jesy Barbosa faleceu em 30 de dezembro de 1987, aos 85 anos de idade.
 
 

Anos antes, ela concedeu uma entrevista ao pesquisador Jairo Severiano e ao cantor e radialista Paulo Tapajós, onde conta sobre sua vida e carreira. Trago a vocês, trechos dessa entrevista.



Programa Arquivo Sonoro sobre Jesy Barbosa






Outras postagens sobre Jesy Barbosa 

Jesy Barbosa – 115 Anos - http://bit.ly/2hvKLxW 

Jesy Barbosa – 30 Anos de Saudade - http://bit.ly/jesybarbosa30 

Jesy Barbosa – 116 Anos - http://bit.ly/2zVkX7k 

Jesy Barbosa – 117 Anos - http://bit.ly/2OdgqEt






JESY BARBOSA
http://memoria.bn.br/





JESY BARBOSA
Vida Doméstica, 1943
http://memoria.bn.br/







RECORTES SOBRE JESY BARBOSA




Radiocultura, 1928
http://memoria.bn.br/



Crônica de Jesy Barbosa
Radiocultura, 1929 
http://memoria.bn.br/



Radiocultura, 1930
http://memoria.bn.br/




A Voz do Violão, 1931
http://memoria.bn.br/




A Voz do Violão, 1931
http://memoria.bn.br/




Brasil Feminino, 1935
http://memoria.bn.br/





Brasil Feminino, 1935
http://memoria.bn.br/




Vida Doméstica, 1937
http://memoria.bn.br/




Vida Doméstica, 1937
http://memoria.bn.br/




Walkyrias, 1937
http://memoria.bn.br/




Vida Doméstica, 1943
http://memoria.bn.br/





Vida Doméstica, 1943
http://memoria.bn.br/




Fon Fon, 1946 
http://memoria.bn.br/




Fon Fon, 1949
http://memoria.bn.br/




Fon Fon, 1950
http://memoria.bn.br/




A Noite, 08 de janeiro de 1953, p.06
http://memoria.bn.br/




A Noite, 10 de fevereiro de 1953, p.06
http://memoria.bn.br/




Vida Doméstica, 1953
http://memoria.bn.br/




Cinelândia, 1953
http://memoria.bn.br/




A Noite, 1955
http://memoria.bn.br/




Correio da Manhã, 1963
http://memoria.bn.br/



Correio da Manhã, 11 de agosto de 1963, p.03
http://memoria.bn.br/



Correio da Manhã, 15 de dezembro de 1963, p.05
http://memoria.bn.br/




Correio da Manhã, 07 de julho de 1963, p.07
http://memoria.bn.br/





Correio da Manhã, 26 de janeiro de 1964, p.05
http://memoria.bn.br/




Correio da Manhã, 09 de fevereiro de 1964, p.03
http://memoria.bn.br/




Correio da Manhã, 26 de julho de 1964, p.10
http://memoria.bn.br/




Correio da Manhã, 10 de janeiro de 1965, p.05
http://memoria.bn.br/




Correio da Manhã, 14 de fevereiro de 1965, p.11
http://memoria.bn.br/














Agradecimento ao Arquivo Nirez










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...