domingo, 5 de julho de 2020

RELEMBRANDO A DUPLA ALVARENGA E RANCHINHO

ALVARENGA E RANCHINHO
Carioca, 1937
Arquivo Nirez


Há 29 anos falecia o cantor, compositor e humorista caipira RANCHINHO.


Em sua homenagem, vamos relembrar a dupla ALVARENGA E RANCHINHO.
 

A dupla Alvarenga e Ranchinho foi formada em 1933, sendo sucesso no circo, rádio teatro, cinema, disco, cassinos e televisão.

Murilo Alvarenga (Alvarenga) nasceu em Itaúna (MG), em 22 de maio de 1911, e Diésis dos Anjos Gaya (Ranchinho), nasceu em Jacareí (SP), em 23 de maio de 1912.

Alvarenga iniciou sua carreira aos 11 anos de idade como trapezista e cantor de tango no Circo Pinheiro. Ranchinho, ainda, como Diésis, ficou conhecido interpretando de forma marcante o samba canção de Ary Barroso e Lamartine Babo, No Rancho Fundo, na Rádio Clube de Santos.

Seria em Santos (SP) que os dois se conheceriam em 1928. Cinco anos mais tarde, em 1933, formaram a dupla Alvarenga e Ranchinho em São Paulo. Apresentam-se, inicialmente na Companhia Bataclã e, em 1934, o maestro Breno Rossi os convidam para cantar na Rádio São Paulo. Por um breve momento, em 1934, ao lado do cantor, ator e humorista Silvino Neto, formam o trio Os Mosqueteiros da Garoa.

Com a marcha Sai, feia, em 1935, vencem um concurso de músicas carnavalescas em São Paulo. Raul Torres gravou a marcha, que é da autoria da dupla.

A convite do compositor e parceiro de várias músicas, Capitão Furtado, a dupla Alvarenga e Ranchinho participa do filme Fazendo Fita, de 1935, dirigido por Vittorio Capellaro.

Em 1936, no Rio de Janeiro, a dupla inicia uma temporada na célebre Casa de Caboclo, também apresentando o programa Hora do Guri, programa vespertino da Rádio Tupi.

Ainda em 1936, a dupla Alvarenga e Ranchinho gravou seu primeiro disco pela Odeon. De um lado, a moda de viola da dupla e Capitão Furtado, Itália e Abssínia, e do outro lado o cateretê da dupla, Liga das Nações.


Carioca, 1936
http://memoria.bn.br/


Carioca, 1937
Arquivo Nirez



Carioca, 1937
Arquivo Nirez


Cinearte, 1937
http://www.bjksdigital.museusegall.org.br/



O Malho, 1937
http://memoria.bn.br/


Um dos sucessos da dupla foi lançado em 1937, sendo da autoria de Herivelto Martins, Alvarenga e Ranchinho, e muito cantada no Carnaval de 1938, a marcha Seu Condutor, que eles também cantaram no filme Tereré não Resolve, filme de Luiz de Barros, também lançado em 1938.


Alvarenga e Ranchinho cantam Seu Condutor




Alvarenga e Ranchinho em Berlim na Batucada, 1944



A dupla faz uma temporada em Buenos Aires (Argentina), apresentando-se em 1937 no Teatro Smart. Nesse ano, passa a integrar o cast do Cassino da Urca, ficando até seu fechamento em 1946.

A dupla se separou pela primeira vez em 1938. Na ocasião o cantor Bentinho gravou um disco com o grupo Alvarenga e Sua Gente. A dupla volta a se unir em 1939, gravando um novo disco com Capitão Furtado e se apresentando na Rádio Mayrink Veiga, com o slogan Os Milionários do Riso.



Fon Fon, 1939
http://memoria.bn.br/


O Malho, 1939
http://memoria.bn.br/


O Malho, 1939
http://memoria.bn.br/


O Malho, 1939
http://memoria.bn.br/


Fon Fon, 1940
http://memoria.bn.br/


Careta, 1941
http://memoria.bn.br/

A dupla Alvarenga e Ranchinho interpretavam uma forma caricatural do estilo caipira. Dessa forma, faziam críticas aos costumes urbanos, relações de trabalho e à política. Através de várias músicas populares e jingles de sucesso, construíram paródias irreverentes, satirizando políticos e personalidades da sociedade.

Em 1965, Homero de Souza Campos substituiu Ranchinho.

Alvarenga faleceu em 18 de janeiro de 1978, e Ranchinho faleceu em Jacareí (SP), em 05 de julho de 1991.



PARA O ALBUM DO RADIO-FAN – Alvarenga e Ranchinho
“RACHINHO e Alvarenga extrearam em São Paulo, onde nasceram. Têm-se exhibido no Paraná, no Rio Grande do Sul e na Republica Argentina, actuando simultaneamente no radio e no theatro.
Murillo Alvarenga, o ‘mais grande’, nasceu em 22 de maio de 1913, em Taubaté; Ranchinho chama-se, imaginem, Diesisdjaia e nasceu no dia 23 de maio de 1914, em Jacarehy.
Estrearam ao microphone quando foi da inauguração da Radio São Paulo. Vieram ao Rio para gravar um disco e aqui ficaram porque assim o quiz o bom-gosto dos cariocas.
Ambos acabam de assignar um contrato de exclusividade com a ‘Nacional’”.
Carioca, 1937
Arquivo Nirez




GRAVAÇÕES DE ALVARENGA E RANCHINHO



ITÁLIA E ABISSÍNIA
Moda de Viola de Ranchinho, Alvarenga e Ariovaldo Pires (Capitão Furtado)
Gravada por Alvarenga e Ranchinho
Acompanhamento de Viola
Disco Odeon 11.342-A, Matriz 5286
Gravado em 16 de março de 1936 e lançado em maio de 1936



LIGA DAS NAÇÕES
Cateretê de Ranchinho e Alvarenga
Gravado por Alvarenga e Ranchinho
Acompanhamento de Viola
Disco Odeon 11.342-B, Matriz 5287
Gravado em 16 de março de 1936 e lançado em maio de 1936



VOCÊ NÃO É O MEU TIPO!
Marcha de José Fernandes e Miguel Baúso
Gravada por Alvarenga e Ranchinho
Acompanhamento de Orquestra
Disco Odeon 11.420-A, matriz 5443
Gravado em 10 de novembro de 1936 e lançado em dezembro de 1936



VOCÊ NÃO ERA ASSIM
Samba de José Fernandes
Gravado por Alvarenga e Ranchinho
Acompanhamento de Orquestra
Disco Odeon 11.420-B, matriz 5444
Gravado em 10 de novembro de 1936 e lançado em dezembro de 1936



CABOCLO VIAJADO
Cateretê de Ranchinho, Alvarenga e Ariovaldo Pires (Capitão Furtado)
Gravado por Alvarenga e Ranchinho
Acompanhamento de Viola e Violão
Disco Odeon 11.460-A, matriz 5373
Gravado em 28 de maio de 1936 e lançado em abril de 1937



BALÃO
Marcha de Ranchinho e Alvarenga
Gravada por Alvarenga e Ranchinho
Acompanhamento do Conjunto Cinelândia
Disco Odeon 11.477-A, matriz 5323
Gravado em 27 de abril de 1936 e lançado em junho de 1937



RODA NA FOGUEIRA
Rancheirinha de Ranchinho e Alvarenga
Gravada por Alvarenga e Ranchinho
Acompanhamento do Conjunto Cinelândia
Disco Odeon 11.477-B, matriz 5324
Gravado em 27 de abril de 1936 e lançado em junho de 1937



MODA DOS MESES
Cateretê de Ariovaldo Pires (Capitão Furtado)
Gravado por Alvarenga e Ranchinho
Acompanhamento de Viola e Violão
Disco Victor 34.159-B, matriz 80344-1
Gravado em 18 de março de 1937 e lançado em março de 1937



SEU CONDUTOR
Marcha de Alvarenga, Ranchinho e Herivelto Martins
Gravada por Alvarenga e Ranchinho
Acompanhamento dos Mosqueteiros da Folia e o Grupo da Odeon
Disco Odeon 11.548-A, matriz 5704
Gravado em 09 de novembro de 1937 e lançado em dezembro de 1937



OS PRESIDENTE
Moda de Viola de Alvarenga e Ranchinho
Gravada por Alvarenga e Ranchinho
Acompanhamento de Violão e Viola
Disco Odeon 11.735-A, matriz 6101
Gravado em 23 de maio de 1939 e lançado em julho de 1939



MODA DA GUERRA
Moda de Viola de Alvarenga e Ranchinho
Gravada por Alvarenga e Ranchinho
Acompanhamento de Violão e Viola
Disco Odeon 11.783-A, matriz 6199
Gravado em 18 de setembro de 1939 e lançado em novembro de 1939



MUSGA ESTRANGEIRA
Moda de Viola de Alvarenga, Ranchinho e Chiquinho Sales
Gravada por Alvarenga e Ranchinho
Acompanhamento de Violão e Viola
Disco Odeon 11.790-A, matriz 6224
Gravado em 12 de outubro de 1939 e lançado em novembro de 1939



AVE MARIA
Valsa de Erotides de Campos e Jonas Neves
Gravada por Alvarenga e Ranchinho
Acompanhamento de Antenógenes Silva e Rogério Guimarães
Disco Odeon 11.967-A, matriz 6490
Gravado em 23 de outubro de 1940 e lançado em março de 1941



VALSA DAS PALMAS
Valsa de Alvarenga e Ranchinho
Gravada por Alvarenga e Ranchinho
Acompanhamento da Orquestra Odeon
Disco Odeon 12.024-A, matriz 6703
Gravado em 04 de julho de 1941 e lançado em agosto de 1941



BAIANA EM HOLLYWOOD
Samba Jongo de Nilton Teixeira e Cristóvão de Alencar
Gravado por Alvarenga e Ranchinho
Acompanhamento da Orquestra Odeon
Disco Odeon 12.024-B, matriz 6702
Gravado em 04 de julho de 1941 e lançado em agosto de 1941



MODA DOS ADJETIVOS
Moda de Viola de Alvarenga, Ranchinho e Chiquinho Sales
Gravada por Alvarenga e Ranchinho
Acompanhamento de Viola e Violão
Disco Odeon 12.031-B, matriz 6672
Gravado em 27 de maio de 1941 e lançado em setembro de 1941



CHORA MORENA
Batuque Mineiro de Rui Martins Carvalho e Alvarenga
Gravado por Alvarenga e Ranchinho
Acompanhamento do Conjunto Odeon
Disco Odeon 12.052-B, matriz 6776
Gravado em 08 de setembro de 1941 e lançado em outubro de 1941



TICO TICO NO FUBÁ (VAMOS DANÇAR COMADRE)
Choro Sapeca de Zequinha de Abreu e Alvarenga
Gravado por Alvarenga e Ranchinho
Acompanhamento do Conjunto Regional
Disco Odeon 12.202-A, matriz 7021
Gravado em 27 de julho de 1942 e lançado em outubro de 1942



DRAMA DA ANGÉLICA
Canto Tétrico (Valsa) de M. G. Barreto
Gravado por Alvarenga e Ranchinho
Acompanhamento de Conjunto Regional
Disco Odeon 12.219-A, matriz 7020
Gravado em 27 de julho de 1942 e lançado em novembro de 1942



SEMPRE NO MEU CORAÇÃO
Fox Trot de Ernesto Lecuona, Kim Gannon, Alvarenga e Ranchinho
Gravado por Alvarenga e Ranchinho
Acompanhamento de Abel e Seu Conjunto
Disco Odeon 12.357-A, matriz 7358
Gravado em 06 de agosto de 1943 e lançado em setembro de 1943



MANOLITA
Valsa de Léo Daniderff e Ariovaldo Pires (Capitão Furtado)
Gravada por Alvarenga e Ranchinho
Acompanhamento de Abel e Seu Conjunto
Disco Odeon 12.357-B, matriz 7357
Gravado em 06 de agosto de 1943 e lançado em setembro de 1943














Agradecimento ao Arquivo Nirez










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...