sexta-feira, 3 de dezembro de 2021

RELEMBRANDO A CANTORA ARACI COSTA

ARACI COSTA
Radiolândia, 1956 
http://memoria.bn.br




Vamos relembrar a cantora ARACI COSTA.

Araci Costa nasceu no Rio de Janeiro (RJ) em 03 de dezembro de 1934, sendo artista de circo quando criança.


Araci Costa iniciou sua carreira artística em 1948. Inicialmente, Araci Costa participou do concurso A Procura de Uma Lady Crooner, da Rádio Clube do Brasil, destinado a encontrar uma cantora para a orquestra de Napoleão Tavares. Dois meses depois, ainda em 1948, venceu um concurso do programa Papel Carbono, de Renato Murce, sendo contratada pela Rádio Nacional.

Em 1949 atuou na Rádio Guanabara e depois na Rádio Tupi, indo para esta última por intermédio do compositor Haroldo Barbosa.


A Manhã, 25 de junho de 1949, p.01
http://memoria.bn.br/



Em 1950, estreava no disco pela gravadora Todamérica, com os baiões Obalalá, de Xerém e Guará, e Rio Vermelho, de J. Batista e Guará.





Hollywood, 1950
http://memoria.bn.br/



Fez uma excursão à Argentina em 1953, também indo ao Uruguai, com a orquestra do maestro Carioca; depois, apresentou-se nos Estado Unidos como crooner da orquestra de Ary Barroso.

Em 1954 estava novamente no Rio de Janeiro gravando discos.

Em 1955 atingiu seu apogeu artístico, sendo escolhida a melhor cantora das emissoras associadas.

No cinema, participou de alguns filmes, como Aguenta filme, Isidoro (1951), Carnaval em Marte (1955) e Virou Bagunça (1960).



Araci Costa canta Ozébio no filme Virou Bagunça (1960)






Foi eleita Rainha do Carnaval de 1960.      


Manchete, 1960
http://memoria.bn.br/



Gravaria ainda pelas gravadoras Columbia, RCA Victor, Continental. Ao todo, foram 28 discos 78 rpm.

De seu casamento com Célio Barbosa de Almeida, nasceram Ana Cristina e Heliete. Araci passou a assinar Araci Costa de Almeida.

Araci Costa faleceu precocemente no Rio de Janeiro (RJ), meses antes de completar 42 de idade, em 29 de outubro de 1976.

Agradeço ao amigo Nino Dourado pelas informações que, ainda nos informou: uma irmã de Araci Costa, D. Nilza, ainda vive e está com 94 anos de idade.




ARACI COSTA
Radiolândia, 1954.
http://memoria.bn.br







    RECORTES SOBRE ARACI COSTA

  

Diário de Notícias, 10 de junho de 1949, p.06
http://memoria.bn.br/





Jornal do Brasil, 24 de junho de 1949, p.11
http://memoria.bn.br/




A Scena Muda, 1949
http://memoria.bn.br/




A Scena Muda, 1950
http://memoria.bn.br/




Hollywood, 1951
http://memoria.bn.br/




A Scena Muda, 1952
http://memoria.bn.br/




Fon Fon, 1952
http://memoria.bn.br/




Radiolândia 1956
http://memoria.bn.br/






Carioca, 1950
http://memoria.bn.br/




Revista do Disco, 1954
http://memoria.bn.br/






Revista do Disco, 1955
http://memoria.bn.br/








Radiolândia, 1956
http://memoria.bn.br/





Radiolândia, 1956
http://memoria.bn.br/




Radiolândia, 1956
http://memoria.bn.br/






ARACY COSTA
Revista do Disco, 1955
http://memoria.bn.br/





Revista do Disco, 1956
http://memoria.bn.br/







GRAVAÇÕES DE ARACI COSTA




OBALALÁ
Baião de Xerém e Guará
Gravado por Araci Costa
Acompanhamento de Orquestra
Disco Todamérica TA-5.013-A, matriz TA-25
Gravado em 31 de julho de 1950 e lançado em outubro



RIO VERMELHO
Baião de J. Batista Guará
Gravado por Araci Costa
Acompanhamento de Orquestra
Disco Todamérica TA-5.013-B, matriz TA-26
Gravado em 31 de julho de 1950 e lançado em outubro



EU SOU ASSIM
Samba de Peterpan e Amadeu Veloso
Gravado por Araci Costa
Acompanhamento de Regional
Disco Todamérica TA-5.028-B, matriz TA-56
Gravado em 09 de outubro de 1950 e lançado em novembro



MAXIXE DO BEIJO
Maxixe de Roberto Martins e Ari Monteiro
Gravado por Araci Costa
Acompanhamento de Conjunto de Ritmo
Disco Todamérica TA-5.069-A, matriz TA-149
Gravado em 17 de maio de 1951 e lançado em julho



SE VOCÊ ME ADORA
Samba de Roberto Martins e Ari Monteiro
Gravado por Araci Costa
Acompanhamento de Conjunto de Ritmo
Disco Todamérica TA-5.069-B, matriz TA-150
Gravado em 17 de maio de 1951 e lançado em julho



ABRE A PORTA
Samba de José Batista, Roberto Roberti e Arlindo Marques Jr.
Gravado por Araci Costa
Acompanhamento de Orquestra
Disco Todamérica TA-5.117-B, matriz TA-207
Gravado em 16 de outubro de 1951 e lançado em novembro



CASAMENTO SEM TOSTÃO
Baião de Luís Carlos
Gravado por Araci Costa e Luís Carlos
Acompanhamento de Conjunto
Disco Todamérica TA-5.165-B, matriz TA-257
Gravado em 04 de abril de 1952 e lançado em maio



DIM-DIM-DIM
Samba de Peterpan e José Batista
Gravado por Araci Costa
Acompanhamento de Conjunto
Disco Todamérica TA-5.271-A, matriz TA-363-1
Gravado em 28 de agosto de 1952 e lançado em fevereiro de 1953



QUERUBIM
Baião de Humberto Teixeira
Gravado por Araci Costa
Disco Columbia CB-10.065-A, matriz CBO-259
Lançado em julho de 1954



NA BEIRA-MAR
Baião de Zé Dantas
Gravado por Araci Costa
Acompanhamento de Orquestra
Disco RCA Victor 80-1566-A, matriz BE6-VB-0943
Gravado em 16 de janeiro de 1956 e lançado em março



CORAÇÃO PEQUENINO
Toada de Valdir Rocha e Maria Pereira
Gravada por Araci Costa
Acompanhamento de Orquestra
Disco RCA Victor 80-1566-B, matriz BE6-VB-0944
Gravado em 16 de janeiro de 1956 e lançado em março



ESTRADA DA VIDA
Samba de Sebastião Gomes, Mirabeau e Nilton Braziel
Gravado por Araci Costa
Acompanhamento de Orquestra e Coro
Disco RCA Victor 80-1723-B, matriz BE6-VB-1304
Gravado em 13 de setembro de 1956 e lançado em janeiro de 1957



OUTRA VILA
Samba de Noel Rosa, Maria Teresinha e Hervê Cordovil
Gravado por Araci Costa
Acompanhamento de Conjunto
Disco RCA Victor 80-1759-A, matriz 13-H2PB-0009
Gravado em 08 de janeiro de 1957 e lançado em abril



REFRÃES (REFRAINS)
Bolero de Emile Gardaz, Geo Voumard, em versão de Júlio Nagib
Gravado por Araci Costa
Acompanhamento de Conjunto
Disco RCA Victor 80-1759-B, matriz 13-H2PB-0010
Gravado em 08 de janeiro de 1957 e lançado em abril



TUAS LÁGRIMAS (TUS LAGRIMAS)
Guarânia de D. Ortiz, B. Molar e Belafonte
Gravada por Araci Costa
Acompanhamento de Orquestra
Disco RCA Victor 80-1842-B, matriz 13-H2PB-0160
Gravado em 04 de julho de 1957 e lançado em setembro











Agradecimento ao Arquivo Nirez


      








2 comentários:

  1. Parabéns, muita luz!
    Marcelo Bonavides obrigado pelo texto. Gostaria de fazer algumas observações sobre a nossa cantora, essa semana eu estava conversando com a Ana Cristina, voltei a dialogar com ela hoje, dessa forma digo que não existe esse "Cortês", sobre a data de nascimento: ela nasceu em 1934. Referente ao sobrenome Almeida, não existe nenhuma relação com a cantora Araci de Almeida, na verdade ela adotou esse nome pq o marido se chamava Celio Barbosa de Almeida. Da união entre Celio e Araci nasceram: Ana Cristina e Heliete. Dona Nilza é a única irmã da Araci que ainda vive , ela está com 94 anos de idade. Quando a Araci faleceu, em 29 de outubro de 1976, ela estava com 41 anos de idade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nino, Obrigado pelas palavras e pelas informações. São muito preciosas e importantes!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...