quarta-feira, 8 de dezembro de 2021

EFEMÉRIDES DE 08 DE DEZEMBRO

 



A data de hoje, 08 de dezembro, marca o nascimento ou falecimento dos seguintes artistas: QUINCAS LARANJEIRAS, PAULINO SACRAMENTO, ALDA GARRIDO, LENITA BRUNO, AUGUSTO VASSEUR, JOÃO DA GENTE e NELSON FERREIRA.




QUINCAS LARANJEIRAS
(1873 – 1935)



QUINCAS LARANJEIRAS
Arquivo Nirez



 
Joaquim Francisco dos Santos, o Quincas Laranjeiras, nasceu em Olinda (PE), em 08 de dezembro de 1873. Aos seis meses de idade, sua família já morava no Rio de Janeiro.
 
Foi pioneiro na escola de violão em nosso país, sendo precursor do ensino desse instrumento por partitura, tendo formado alguns dos importantes violonistas de sua época, como Levino da Conceição, João Pernambuco e Donga (Ernesto dos Santos). Também foi compositor muito ativo no começo do século XX.
 
Uma nota da revista O Violão, de dezembro de 1928, nº 01, afirmava que Quincas Laranjeiras era “o avô do violão moderno”.
 
Ele faleceu no Rio de Janeiro, em 03 de fevereiro de 1935.
 
 

 
 
PAULINO SACRAMENTO
(1880 – 1926)



PAULINO SACRAMENTO
O Malho, 1922.
http://memoria.bn.br


 
 
Paulino Sacramento nasceu no Rio de Janeiro, em 08 de dezembro de 1880.
 
Foi trompetista, compositor e regente, muito atuante no final do século XIX e início do século XX.
 
Dedicou-se, também, ao teatro musicado, compondo várias peças de sucesso.
 
Entre as músicas de sua autoria que foram êxitos, destacamos os tangos brasileiros O Vatapá, da revista O Maxixe, lançado em 1906, e Pierrô.
 
Em 1910, ajudou o famoso palhaço Benjamin de Oliveira a adaptar a opereta A Viúva Alegre, de Franz Lehar.
 
Paulino Sacramento faleceu no Rio de Janeiro em 08 de março de 1926.



PIERRÔ (PIERROTTE)
Tango de Paulino Sacramento
Gravado pela Banda da Casa Edison
Disco Odeon Record 108.234, matriz XR-771
Lançado em 1909



BEBÉ
Tango Carnavalesco de Paulino Sacramento
Gravado pela Banda do Corpo de Bombeiros
Disco Victor Record 98.837
Lançado em 1909



O VATAPÁ
Maxixe de Paulino Sacramento
Gravado por Pepa Delgado e Mário Pinheiro
Acompanhamento de Orquestra
Disco Columbia B-31, matriz 11.644
Lançado em 1912
Da Revista “O Maxixe”




 
 
ALDA GARRIDO
(1896 – 1970)



Theatro & Sport, 1923
http://memoria.bn.br



 
Alda Palm Garrido nasceu em São Paulo, em 18 de agosto de 1896.
 
Como Alda Garrido, foi uma das mais importantes atrizes brasileiras, brilhando no teatro de revista, em burletas, comédias e dramas. A crítica destacava seu estilo próprio e a feliz criação de vários tipos populares femininos.
 
No começo da década de 1920, atuava ao lado do ator Américo Garrido, formando a dupla Os Garridos. Por essa época, gravou algumas músicas com ele e uma canção, sozinha.
 
No teatro, se destacou na revista Da Favela ao Catete, de meados da década de 1930. Seu grande sucesso no teatro e, depois, no cinema, foi Dona Xepa, de Pedro Bloch, personagem que ela criou.
 
Alda Garrido faleceu em 08 de dezembro de 1970.
 


 A JURITI
Canção Sertaneja de José Francisco de Freitas e Américo Garrido
Gravada por Os Garridos
Disco Odeon Record 121.672
Lançado em 1920


 
RUDE FRANQUEZA
Modinha de Caramuru
Gravada por Alda Garrido
Disco Odeon Record 121.697
Lançado em 1920



 
 
LENITA BRUNO
(1926 – 1987)



LENITA BRUNO
Careta, 1942
http://memoria.bn.br/

 
 
Nascida no Rio de Janeiro, em 08 de dezembro de 1926, Lenita Bruno foi uma popular cantora ao longo das décadas de 1950 e 1960.
 
Em 1940, com apenas 14 anos, iniciou sua carreira artística, cantando em rádios como a Rádio Cruzeiro do Sul. Gravou seu primeiro disco em 1942, sendo vocalista de Chiquinho e Seu Ritmo.
 
Ao longo dos anos 50 e 60, gravaria mais discos.
 
Era casada com o maestro Léo Peracchi.
 
Lenita Bruno faleceu em 24 de agosto de 1987, no Rio de Janeiro.




CONFESSO
Samba de Augusto Mesquita
Gravado por Lenita Bruno
Acompanhamento de Chiquinho e Seu Ritmo
Disco Columbia 55.377-A, matriz 553
Lançado em outubro de 1942



 MARIA ELENA
Fox de Russel, Barcelata e Jair Amorim
Gravado por Lenita Bruno
Acompanhamento de Chiquinho e Seu Ritmo
Disco Columbia 55.377-B, matriz 552
Lançado em outubro de 1942

 
 

 
 
AUGUSTO VASSEUR
(1899 – 1969)



AUGUSTO VASSEUR
Arquivo Nirez


 
Augusto Teixeira Vasseur nasceu no Rio de Janeiro em 03 de setembro de 1899.

Foi um pianista, violinista e compositor brasileiros.

Escreveu partituras para o teatro de revista e gravou, como cantor uma música, No Morro (Eh, Eh), de Ary Barroso e Luiz Iglezias, ao lado de Aracy Côrtes, em 1930. Essa música seria regravada por Carmen Miranda e Almirante, com o nome de Boneca de Pixe.

Também acompanhou, ao violino, alguns intérpretes em suas gravações.
 
Augusto Vasseur faleceu no Rio de Janeiro, em 08 de dezembro de 1969.




NO MORRO (EH EH)
Batuque de Ary Barroso e Luís Iglezias
Gravado por Aracy Côrtes e Augusto Vasseur
Acompanhamento da Orquestra Copacabana
Disco Odeon 10.680-A, matriz 3863
Lançado em setembro de 1930

 

CHAMEGO
Canção de Augusto Vasseur, Marques Porto e Luiz Peixoto
Gravada por Aracy Côrtes
Acompanhamento de Orquestra
Disco Odeon 10.692-B, matriz 3897
Gravado em 14 de agosto de 1930 e lançado em outubro de 1930
 




 
JOÃO DA GENTE
(1882 – 1937)



JOÃO DA GENTE
http://memoria.bn.br


 
João de Wilton Morgado nasceu no Rio de Janeiro em 08 de dezembro de 1882.
 
Foi um compositor, teatrólogo e jornalista brasileiro.
 
Atuou em jornais como Correio da Manhã e Jornal do Brasil.
 
Teve suas composições gravadas no nas décadas de 1920 e 1930.
 
Entre elas, destaco os sambas Orgulhosa, gravado por Yolanda Osório, e Não Chora, gravado por Helena Pinto de Carvalho, ambas composições gravadas em 1930.
 
João da Gente faleceu no Rio de Janeiro, em 18 de janeiro de 1937.




ORGULHOSA
Samba de João da Gente
Gravado por Yolanda Osório
Acompanhamento da Orquestra Brunswick
Disco Brunswick 10.082-A, matriz 378
Lançado em agosto de 1930
Obs. Na verdade, trata-se de uma marcha.



NÃO CHORA
Samba de João da Gente
Gravado por Helena Pinto de Carvalho
Acompanhamento de Orquestra e Coro
Disco Victor 33.390-A, matriz 50377-4
Gravado em 08 de julho de 1930 e lançado em dezembro

 
 

 
 
NELSON FERREIRA
(1902 – 1976)



NELSON FERREIRA
O Malho, 1934
http://memoria.bn.br


 
Nelson Heráclito Alves Ferreira nasceu em Bonito (PE), em 09 de dezembro de 1902.
 
Foi compositor e regente. Sua primeira composição a ser editada se deu no ano de 1917, com a valsa Vitória.
 
Sua esposa, Aurora, com quem ele se casou em 1926, sempre foi sua incentivadora.
 
De 1923 até a década de 1960, teve suas composições gravadas por nomes como Francisco Alves e Violeta Cavalcanti. 

Nelson Ferreira faleceu em Recife (PE), em 21 de dezembro de 1976.



MELODIA DO AMOR

Valsa de Nelson Ferreira
Gravada por Alda Verona
Acompanhamento de Simão Nacional Orquestra
Disco Parlophon 12.990-A, matriz 2716-2
Lançado em agosto de 1929



DIGA-ME
Valsa de Nelson Ferreira
Gravada por Francisco Alves
Acompanhamento da Orquestra Odeon, sob a direção de Simon Bountman
Disco Odeon 11.711-A, matriz 6025
Gravado em 10 de março de 1939 e lançado em abril de 1939














Agradecimento ao Arquivo Nirez









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...